Você está na página 1de 17

MTODO CIENTFICO

1 Parte
Prof. Rita Pizoli
TCC 2017
Mtodo Cientfico: Mtodo da cincia para
entender o Universo atravs de processo formal
de observao e experimentao.

O processo de observao foi formalizado por


Aristteles (384-322 A.C.). No processo, em que
questes formuladas a partir da observao so
respondidas para se entender as verdades do
Universo, concluses gerais so alcanadas partir
das observaes especficas. A lgica que orienta
as concluses a indutiva (raciocnio indutivo).
Aristteles supunha a observao do
mundo, como forma de entend-lo, no a
experimentao.
O desenvolvimento dos princpios da
Cincia Experimental creditado a:
Jbir ibn Hayyn (721-815)
Ab Rayhn al-Brn (973-1048)
ibn Sn (Avicenna 980-1037)
A Cincia Experimental baseia-se em
lgica dedutiva, pela qual resultados
especficos so previstos de premissas
gerais.
ALBERTO MAGNO, Textos sobre o
mtodo e a cincia. In: DE BONI, L. A.
Filosofia medieval. Porto Alegre:
EDIPURS, 2005.
6. A experincia, atravs de repetidas
observaes, a melhor mestra no
estudo da natureza (Sobre os animais
1. c. 19).

7. S a experincia leva certeza no


estudo da natureza, pois que, em
casos to particulares, no se pode
provar atravs de silogismo (Sobre os
vegetais n. 1).
[...]
Mas, em se tratando de medicina, tenho
mais confiana em Galeno ou Hipcrates
que em Agostinho; e se ele falar sobre
cincias naturais, tomo em maior
considerao a Aristteles ou a outro
especialista no assunto (II Sent. d. 13, a.
2) (ALBERTO MAGNO, 2005, p. 173).
Raciocnio Cientfico

Princpios Gerais

Dedutiva Razo Indutiva


Lgica

Obsevaes
especficas
Escola de Atenas, Rafael, 1509
RENASCIMENTO: sculo XIV ao XVII

CINCIA MODERNA: Bacon, Locke.


Caractersticas da sociedade
Olhar direcionado para o corpo e a
natureza (heliocentrismo).
REFORMA
Mtodos que proporcionam as
bases lgicas
(abstrao)

Apenas a razo leva ao


DEDUTIVO RACIONALISMO
conhecimento

Todo conhecimento
INDUTIVO EMPIRISMO provem da
experimentao

Os fenmenos tm
DIALTICO MATERIALISMO
aspectos contraditrios

Descrio de uma
FENOMENOLGICO FENOMENOLOGIA experincia isolando-a de
suas causas
O Mtodo Dedutivo

Parte do geral e a seguir desce ao particular.

Parte de princpios Concluses


reconhecidos puramente
como verdadeiros formais usando
e indiscutveis apenas a lgica

Todo homem mortal. (premissa maior)


Pedro homem. (premissa menor)
Logo, Pedro mortal. (concluso)
O Mtodo Indutivo

Parte do particular e chega na generalizao

Observa-se
casos Concluso
particulares Geral
da realidade