Você está na página 1de 5

Centro Educacional Souza Amorim

Jardim Escola Gente Sabida


Sistema de Ensino PH – Vila da Penha

Ensino Fundamental Turma: _______

PROJETO “ INTERPRETA AÇÂO” (INTERPRETAÇÃO)

Nome do (a) Aluno (a): _______________________________________________________ Aproveitamento: ___________

Professor (a): ___________________________________ DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANO

Antes de iniciar a avaliação, leia atentamente todas as questões, inclusive as observações abaixo:

01) Ler todo o texto em silêncio, procurando ter uma visão geral do assunto;
02) Se encontrar palavras desconhecidas, consulte o dicionário;
03) Ler o texto profundamente, ou seja, ler o texto pelo menos duas vezes;
04) Inferir o que estiver implícito;
05) Voltar ao texto tantas vezes quanto precisar;
06) Não permitir que prevaleçam suas ideias sobre as do autor;
07) Fragmentar o texto (em parágrafos, em trechos) para melhor compreensão;
08) Verificar, com atenção e cuidado, o enunciado de cada questão;
09) O autor lança ideias, mensagens e você deve percebê-las.

NAMORO DESMANCHADO

Já não tenho namorada

e nem ligo para isso.

É melhor ficar sozinho,

namorar só dá enguiço.

Eu conheço os meus colegas:

sei que vão argumentar

que pra não ser mais criança

é preciso namorar.

Mas a outra só gostava

de conversa e de passeio

e queria que eu ficasse

de mãos dadas no recreio!

E eu ali, sentado e quieto,

no recreio lá da escola,
de mãos dadas feito um bobo,

vendo a turma jogar bola!

Gosto mesmo é de brincar,

faça chuva ou faça sol.

Namorar não quero mais:

eu prefiro o futebol!

Retirado do livro Cavalgando o arco-íris, de Pedro Bandeira, Editora Moderna

1° Questão:

Quem fala no poema?

a) Uma pessoa do sexo masculino

b) Uma pessoa do sexo feminino

c) Pedro Bandeira, o autor

d) Ninguém

2° Questão:

Quantos anos tem a pessoa que fala no poema? Justifique.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

3° Questão:

O que o verso abaixo quer dizer?

"Já não tenho namorada"

a) Nunca tive namorada

b) Terminei com a minha namorada

c) Gostaria de ter uma namorada

d) Estou namorando

4° Questão:

Leia este verso e explique-o: "Namorar só da enguiço"

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
5° Questão:

A palavra argumentar, presente no segundo verso da segunda estrofe, quer dizer defender uma ideia ou
um pensamento por meio de raciocínio lógico ou apresentação de argumentos.

a)Que argumentos o menino diz que os colegas vão apresentar quando souberem que ele não está
mais namorando?

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

b) Você concorda com essa ideia? Justifique.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

6° Questão:

Releia os versos:

Mas a outra só gostava

De conversa e de passeio

E queria que eu ficasse

De mãos dadas no recreio!

a) A quem o pronome "outra" se refere?

__________________________________________________________________________________

b) Pelos versos acima, o menino gostava ou não da menina? Justifique.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

c) Escreva qual sentimento o ponto de exclamação revela. Justifique.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

d) O último verso do poema também possui um ponto de exclamação. Que sentimento ele
revela?Justifique.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
É preciso se levantar cedo?

A partir do momento em que a lógica popular desenrola diante de nós sua sequência de surpresas, é
inevitável que vejamos surgir a figura do grande contador de histórias turco, Nasreddin Hodja. Ele é o
mestre nessa matéria. Aos seus olhos a vida é um despropósito coerente, ao qual é fundamental que
nós nos acomodemos.

Deste modo, quando era jovem ainda, seu pai um dia lhe disse:

– Você devia se levantar cedo, meu filho.

– E por quê, pai?

– Porque é um hábito muito bom. Um dia eu me levantei ao amanhecer e encontrei um saco de ouro no
meu caminho.

– Alguém o tinha perdido na véspera, à noite?

– Não, não – disse o pai. – Ele não estava lá na noite anterior. Senão eu teria percebido ao voltar para
casa.

– Então – disse Nasreddin –, o homem que perdeu o ouro tinha se levantando ainda mais cedo. Você
está vendo que esse negócio de levantar cedo não é bom para todo mundo.

(CARRIÈRE, Jean-Claude. O círculo dos mentirosos: contos filosóficos do mundo inteiro. São Paulo: Códex, 2004.)

7° Questão:

O diálogo entre pai e filho permite entender que:

a) pai e filho não se dão bem

b) pai e filho encontraram um saco de ouro

c) pai e filho têm os mesmos hábitos.

d) pai e filho pensam de forma diferente.

8° Questão:

O uso do vocábulo “então”, que abre a fala final de Nasreddin, serve para que apresente ao seu pai:

a) a conclusão que tirou da resposta.

b) a justificativa para acordar mais tarde.

c) a hora de encerrarem aquela conversa.

d) a hipótese de que estava com a razão.

O leão e o ratinho

Um leão, cansado de tanto caçar, dormia espichado debaixo da sombra boa de uma
árvore. Vieram uns ratinhos passear em cima dele e ele acordou. Todos conseguiram fugir, menos
um, que o leão prendeu debaixo da pata. Tanto o ratinho pediu e implorou que o leão desistiu
de esmaga-lo e deixou que fosse embora. Algum tempo depois o leão ficou preso na rede
de uns caçadores. Não conseguindo se soltar, fazia a floresta inteira tremer com seus
urros de raiva. Nisso apareceu o ratinho, e com seus dentes afiados roeu as cordas e
soltou o leão.

Fonte: Fábulas de Esopo. SãoPaulo: Companhia das Letrinhas. s/d

9° Questão:

A moral mais apropriada para a fábula é

a) “Muitas vezes o menor de nossos inimigos é o mais temível.”

b)“Quem segue devagar e com constância sempre chega na frente.”

c)“Quem tudo quer tudo perde.”

d)“Uma boa ação ganha outra.

Uma história eu vou contar

Já fui cabo de vassoura. Sou cavalo-de-pau. Estive quase a ser lenha. Ou lixo, que ainda é mais
triste. Sem falar no meu passado mais antigo, de quando fui árvore.

Vida incerta é a de madeira, explorada e escravizada pelo bicho homem. Onde estivermos nós,
subindo em árvore, com tronco, folha e ramos vários, lá chega o homem.

E quando o homem chega, quase sempre “dá galho...” Feliz é a planta ou árvore carregada de
frutos ou flores. Em geral é poupada, embora roubada nas flores e frutos... Mas, nos outros casos,
machado e fogo nos perseguem... E nada podemos fazer.

O bicho homem, que se intitula, vaidoso, de “homo sapiens”, palavras de uma língua esquecida, cuja
tradução é “cara sabido”, é orgulhoso, convencido e, muitas vezes, cruel.

Mas tem realmente, uma força contra a qual nada podemos. Até hoje não entendi bem esse
estranho poder desse bicho terrível.

Orígenes Lessa

10° Questão:

O texto acima possui um narrador personagem ou onisciente? Justifique e defina os dois tipos de
narradores citados anteriormente.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________