Você está na página 1de 3

Tradução e adaptação para o português do Brasil do Obsessional Beliefs

Questionnaire (OBQ-44)

1) Estimativa de responsabilidade e ameaça. Pacientes acredito que eles podem ser ou


acabam por ser a causa do dano (coisas ruins) para si ou para os outros, a menos que
algo para prevenir ou reparar o dano. É uma crença em o poder de um eu para provocar
ou prevenir resultados negativos de acontecer (e na necessidade crítica de prevenir tais
resultados). A distorção cognitiva mais típica neste domínio é acreditar que ter qualquer
influência sobre um resultado significa ter plena responsabilidade por esse resultado.
Essa distorção se aplica tanto à probabilidade de danos e danos causados por falhas
morais.7,8,11,16
Superestimando a probabilidade ou gravidade do dano ou o perigo é certamente a
crença mais comum em pacientes com lavagem e verificação de rituais. Tem dois
componentes básicos:
superestimação da probabilidade de uma catástrofe catastrófica evento irá acontecer e /
ou da gravidade do seu impacto. UMA evento altamente improvável, mas de alto
impacto, provavelmente
mais sofrimento do que um evento mais provável, mas de baixo impacto.
O sofrimento também é influenciado pela avaliação prejudicada a capacidade do
paciente de lidar com eventos temidos. Num sentido, pode-se sugerir que a
superestimação da ameaça se sobrepõe a
o excesso de responsabilidade nesses pacientes.11,27

2) Importância e controle de pensamentos.


Nisso crença, a mera presença de um pensamento é considerada sugestivo de sua
importância, e as crenças do paciente ele / ela tem o poder de provocar ou evitar futuros
eventos negativos envolvendo-se em rituais.
5,6,11 Esse domínio também inclui a chamada fusão pensamento-ação.17 Uma das
principais disfunções no TOC são os pressupostos feitos pelos pacientes sobre o
conteúdo de pensamentos ou imagens que intrometem suas mentes.
Uma dessas disfunções é a tendência a superestimar a importância de ter controle total
sobre intrusivos pensamentos, imagens e impulsos, e a crença de que tais o controle é
possível e desejável.3,11,28-30
3) Perfeccionismo / certeza. Perfeccionismo é a tendência a acreditar que existe uma
solução perfeita para cada problema, que fazendo algo perfeito (sem falhas) não é
apenas possível, mas necessário, e que mesmo pequenas os erros terão sérias
consequências. Pacientes' objetivos auto-impostos não são apenas irrealistas, mas
frequentemente inacessíveis.11,16,31 Os pacientes com TOC, conscientemente, têm
dificuldades de tomar decisões, parecem ser mais cautelosas, continue solicitando as
mesmas informações, precisa ser repetidamente tranquilizado, e também tem muitas
dúvidas sobre se suas decisões estavam certas ou erradas. Dificuldades a tomada de
decisões resulta de sua necessidade de certeza.11,32 A análise de equivalência
semântica envolve a capacidade de transferir significado conceitual do instrumento
original ao texto traduzido e obter um efeito semelhante sobre o respondentes das duas
culturas. O processo de adaptação
deve, portanto, combinar tradução literal de palavras e frases de um idioma para o outro
e também um cuidadoso processo de ajuste fino que leva em consideração o contexto
cultural e estilo de vida da população-alvo.
Ao longo da adaptação transcultural OBQ-44 processo, buscamos a equivalência entre a
escala original e a escala traduzida. Para garantir que essa meta seria atendida, uma
equipe de saúde profissional aplicou o instrumento traduzido a um pequeno grupo de
pacientes, com foco na compreensão do paciente.
Todos os participantes do pré-teste enfrentaram algum grau de dificuldade em entender
os itens selecionados, que determinaram a substituição de algumas palavras e
expressões por outros mais conhecidos entre pessoas com diferentes níveis
educacionais. A avaliação final e aprovação de
A retrotradução, após os ajustes de idioma, confirmou que nossa metodologia era
apropriada.

A versão em Português do Brasil do OBQ-44 mostrou ser de fácil interpretação por


portadores de TOC diferentes níveis educacionais e de diferentes contextos
socioeconômicos. Além disso, o OBQ-44 é útil para a investigação de fenômenos que
até agora foram avaliados apenas subjetivamente em pacientes com TOC contribuindo
para o avanço da pesquisa e do conhecimento sobre TOC O OBQ-44 é, portanto, um
recurso importante para o estudo de crenças disfuncionais que fundamentam os
sintomas obsessivos-compulsivos, cujo papel no início e manutenção da desordem
continua a ser explicada.