Você está na página 1de 11

Colégio Estadual Cora Coralina

Atividades de História: 1º ano.

Data: 17/03 ( RESPONDER 1 AO 5)

Data: 19/03 (RESPONDER 6 AO 12)

Data: 24/03 RESPONDER ( 15 AO 20)

Data: 26/03 ( FAÇA UM RESUMO DO VÍDEO INDICADO : Civilizações antigas).

COPIAR PERGUNTAS E APENAS A ALTERNATICA CORRETA. EM CASO DE VERDADEIRO OU


FALSO COPIAR SOMENTE AS VERDADEIRAS. EM CASO DE SOMATÓRIA SOMENTE AS
ALTERNATIVAS QUE CORRESPONDEM A SOMA DO RESULTADO FINAL.

Questão 01)

Os povos do Antigo Egito e da Mesopotâmia têm lugar de destaque na História da


Antiguidade. Sobre esses povos, podemos afirmar:

I. Na historiografia, foram conhecidas, tradicionalmente, como "civilizações


hidráulicas”, devido à relação com a hidrografia das regiões nas quais se
estabeleceram.

II. Ambos tinham uma organização estatal, com cobranças de impostos. Seus
governantes exerciam poder político, econômico e religioso, o que pode ser definido
como Estado Teocrático.

III. A escrita representava, para essas sociedades, um conhecimento superior e


importantíssimo, e, por ser repassada para toda a sua população, chegou até os dias
de hoje.

Está CORRETO o que se afirma em

a) I e II, apenas.

b) I, apenas.

c) II e III, apenas.

d) I e III, apenas.

e) I, II e III.
Questão 02)

Observe a imagem a seguir.

Esfinge de Gizé. Disponível em: <http://www.infoescola.


com/civilizacao-egipcia/esfinge-de-gize/>. Acesso em: 11 mar. 2013.

A Esfinge de Gizé é uma das mais imponentes esculturas da antiguidade. Ela indica que a
civilização egípcia da antiguidade foi uma sociedade

a) influenciada culturalmente pelos gregos, uma vez que modelo de escultura em


formato de esfinge é típica da estética grega clássica.

b) dominada militarmente pelos persas, uma vez que a esfinge foi construída para
homenagear Cambises, considerado o “Leão da Ásia”.

c) matriarcal, já que o rosto feminino da esfinge é uma homenagem a uma célebre líder
religiosa que ocupou o cargo de faraó.

d) antropozoomórfica, uma vez que a representação do sagrado utilizava-se da mistura


de formas animais e humanas.

Questão 03)

Segundo o historiador grego Heródoto, os egípcios, dentre todos os povos da Antiguidade,


eram os mais religiosos. Efetivamente a vida religiosa que se desenvolveu no Egito foi
extremamente rica e articulada. A característica fundamental da religiosidade egípcia era
o culto

a) a divindades antropoformes.

b) a divindades zoomorfas, cuja divindade principal é Rá.


c) dedicado aos heróis caçadores representados na forma de animais.

d) dedicado exclusivamente ao deus Rá, o sol.

Questão 04)

No Egito Antigo, a mumificação do corpo de um morto era uma arte. O corpo passava por
várias fases. Uma delas era a dessecação; para tanto, o cadáver era coberto com natrão e
estendido sobre uma mesa por quarenta dias, onde perdia 75% de seu peso.

Para os egípcios, a mumificação relacionava-se à crença de que

a) o corpo que se deteriorasse após a morte estava condenado à separação do deus


Anúbis.

b) os sacerdotes e o faraó somente abençoavam os corpos que se encontravam


conservados.

c) a manutenção do corpo perfeito, mesmo sem vida, era necessária para a prática
diária do culto aos mortos.

d) a vida perpétua era real e os corpos tinham de ser preservados para o seu reencontro
pela alma.

e) o tratamento do corpo do morto garantiria sua salvação e o encontro com Rá, o


deus-sol.

Questão 05)

“Deixai-me também expor-te a situação do camponês, essa outra rude ocupação. A


inundação [chega] e o molha (...) ele cuida de seu equipamento. De dia ele talha seus
instrumentos agrícolas; de noite ele fabrica corda. Mesmo a sua hora da sesta ele gasta no
trabalho agrícola. Ele se equipa para ir ao campo como se fosse um guerreiro.”

(Trecho do papiro de Lansinf, correspondente á XXª Dinastia do novo Império.


In: ORDOÑEZ, M.; QUEVEDO, J. História. São Paulo: IBEP, s/ data. p.12)
Camponês realizando a colheita. ORDOÑEZ, M.;

QUEVEDO, J. História. São Paulo: IBEP, s/ data. p.10.

O camponês egípicio atuava num modo de produção que se organizava a partir de um(a)

a) estrutura de poder que possibilitava os trabalhadores rurais participarem das decisões


do Estado.

b) sistema militar exclusivamente defensivo, baseado em milécias populares.

c) sistema escravista africano, voltado exclusivamente á colheita do trigo.

d) sistema hidráulico de diques, represas e barragens.

e) conjunto de inovações tecnolégicas que impedem da força e habilidade do


trabalhador.

Questão 06)

Na Antigüidade, a civilização fenícia particularizou-se por

a) formar um império teocrático, em que se fundiram as culturas grega e asiática.

b) elaborar o primeiro código de leis escritas, baseado em punições severas.

c) desenvolver o comércio marítimo, fundando colônias na bacia do Mediterrâneo.

d) ter uma crença monoteísta, o que modificou as sociedades do Oriente Próximo.

e) organizar-se em cidades-Estados, sob influência da democracia ateniense.


Questão 07)

Das alternativas abaixo, a que melhor caracteriza a sociedade fenícia é:

a) a existência de um Estado centralizado e o monoteísmo;

b) o monoteísmo e a agricultura;

c) o comércio e o politeísmo;

d) as Cidades-estados e o monoteísmo;

e) a agricultura e a forma de Estado centralizado.

Questão 08)

Uma opinião aceita amplamente é a de que os gregos receberam o alfabeto dos povos
fenícios. O nosso próprio alfabeto é derivado do alfabeto grego. Os intermediários foram
os etruscos, cuja escrita foi transmitida aos romanos.

(John F. Healey. “O primeiro alfabeto”.


In: Lendo o passado, 1996. Adaptado.)

O excerto explicita a existência de

a) igualdades culturais, linguísticas e políticas entre as sociedades das antiguidades


Oriental e Clássica.

b) desenvolvimentos paralelos e independentes dos povos mesopotâmicos, semitas,


africanos e greco-romanos.

c) encontros inter-civilizacionais e políticos decorrentes da formação do antigo Império


Egípcio na Europa e na Ásia.

d) diálogos e trocas culturais transcorridos na região do Mar Mediterrâneo na


Antiguidade.

e) vínculos necessários entre difusão de regimes democráticos e formação cultural dos


cidadãos.

Questão 09)

Leia o texto a seguir.


Uma das mais importantes contribuições dos fenícios ao legado cultural do Oriente
Próximo foi o alfabeto [...]. O alfabeto fenício, composto por 22 letras, todas
consonantais, difundiu-se por todo o Mediterrâneo, influenciando o alfabeto grego, do
qual derivam o latino e quase todos os alfabetos atuais (árabe, hebraico e outros).

AQUINO, R. S. L.; FRANCO, D. A.;


LOPES, O. G. P. C. História das soci-
edades. Rio de Janeiro: Ao livro
Técnico, 1980. p. 127.

A criação do alfabeto fenício representou um considerável avanço quanto à simplificação


da comunicação escrita, tendo sido desenvolvido inicialmente para

a) facilitar o registro das atividades comerciais realizadas pelos fenícios.

b) ajudar na propagação da religião animista praticada na Fenícia.

c) contribuir com a diplomacia na instável região do Mar Mediterrâneo.

d) passar mensagens em código durante os períodos de guerra.

e) difundir a escrita entre as classes menos favorecidas e os escravos.

Questão 10)

Os Fenícios ocuparam uma estreita faixa de terra situada entre o Mar Mediterrâneo e o atual Líbano. Tiveram
prósperas cidades como Ugarit, Biblos, Beritos, Sídon e Tiros. Essas, por estarem localizadas em uma área de
intensa circulação dos povos da Ásia, da África e da Europa foram invadidas e conquistadas sucessivamente por
vários impérios. Sobre os Fenícios, assinale o correto.

a) Com o objetivo de aumentar suas riquezas e solucionar problemas causados pela baixa produção agrícola
tentaram conquistar novas terras e povos.
b) Esta civilização está relacionada aos cananeus, e teve um comércio bastante desenvolvido, sendo expert
na navegação marítima. Criou o alfabeto.
c) A religião fenícia foi muito conhecida no mundo antigo, tendo sido reformada por Zoroastro, também
chamado de Zaratrusta.
d) Sua administração foi configurada por um forte regime monárquico e centralizador, sua riqueza cobria os
gastos da rica corte.

Questão 11)

Com relação à história dos grupos sociais da Antiguidade, assinale a alternativa correta.

a) Os povos etruscos habitavam uma zona fluvial de inundações periódicas, no vale


entre os rios Tigre e Eufrates, e tinham economia baseada em produtos agrícolas que
dependiam dos períodos de cheias dos rios.
b) A difusão da escrita cuneiforme pelos gregos, no século VIII a.C., permitiu o registro
dos fatos memoráveis do passado, criando as condições propícias para o
desenvolvimento da tragédia grega que teve em Homero seu principal precursor.

c) A ausência de uma codificação jurídica que permitisse a unificação das diversas


regiões da Mesopotâmia, sob o domínio dos reis babilônicos, está entre as principais
causas da queda do Império da Babilônia.

d) A civilização hebraica caracterizou-se por uma estrutura matriarcal de sociedade,


pelo politeísmo como crença religiosa e pela recusa do uso do trabalho escravo.

e) O reino de Kush, com forte influência egípcia, serviu como elo de ligação entre a
África central e o mundo mediterrâneo, além de estabelecer rotas comerciais entre o
baixo e o alto vale do Nilo.

Questão 12)

Durante a Guerra do Iraque, entre março e abril de 2003, a capital desse país do Oriente
Médio, Bagdá, foi intensamente bombardeada por forças dos Estados Unidos e da
Inglaterra. Além de inúmeros habitantes mortos e feridos, muitos de seus prédios e
estabelecimentos comerciais foram saqueados. Um desses prédios foi o Museu de
Antiguidade, de onde foram roubados ou destruídos cerca de 170 mil objetos de
incalculável valor histórico e artístico. Essa perda representou um golpe irreparável para o
patrimônio cultural da humanidade, pois esses artefatos foram produzidos por povos que
ocuparam a região há milhares de anos.

(SERIACOPI, Gislaine; SERIACOPI, Reinaldo. História. São Paulo: Ática, 2005. p. 21 – Texto
adaptado.)

Assinale a alternativa que apresenta de forma correta alguns dos povos que ocuparam, na
Antiguidade, a região conhecida como Mesopotâmia, onde hoje localizam-se o território
do Iraque e terras próximas.

a) Hebreus, persas, hititas e babilônios.

b) Assírios, fenícios, persas e cartagineses.

c) Assírios, caldeus, hebreus e cartagineses.

d) Sumérios, babilônios, assírios e caldeus.

e) Caldeus, babilônios, acadianos e persas.


Questão 13)

Muitas crenças e idéias do passado continuam a ter adeptos no presente, mostrando que a
continuidade também faz parte da História. A Astrologia, por exemplo, é uma forma de ler
o mundo e a vida, que tem presença marcante na contemporaneidade.

Historicamente, a Astrologia:

a) foi inventada pelos gregos, no auge do seu poder político e militar.

b) conseguiu ter, no Mundo Antigo, a mesma força política das religiões.

c) foi criada pelo zoroastrismo persa e teve destaque no Antigo Oriente.

d) existe desde a Antigüidade e constituiu elemento importante da cultura


mesopotâmica.

e) foi resultado de superstições dos povos asiáticos e africanos, ligados aos judeus.

Questão 14)

“Os escribas sumérios usavam tábuas de argila para seus escritos, que eram feitos
principalmente com a ajuda de estiletes de madeira. Os instrumentos, obtidos através de
ossos de animais e metal não eram usados com tanta frequência, mas também auxiliavam
na escrita.” (Freitas Neto, 2011.)

(Disponível em: http://universodahistoria.blogspot.com.br/2010/07/escrita-cuneiforme.html.)

Os sumérios, famosos pela invenção da escrita cuneiforme, tanto quanto os acádios e


babilônicos, pertencem ao grupo de povos da antiguidade denominados como

a) ocidentais.
b) subsaarianos.

c) mediterrâneos.

d) mesopotâmicos.

Questão 15)

O ser humano, no decorrer de seu processo histórico, desenvolveu noções de justiça em


detrimento da prática da vingança. O primeiro código de leis, denominado de Código de
Hamurabi, pouco rompia com a valorização da vingança, mantendo o princípio da Lei de
Talião expresso na máxima “Olho por olho, dente por dente”.

Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o povo que elaborou na antiguidade o


referido código e em que tipo de escrita ele foi impresso.

a) Assírios – escrita árabe.

b) Babilônios – escrita cuneiforme.

c) Mesopotâmios – escrita alfabética.

d) Persas – escrita farsi.

e) Sumérios – escrita hieroglífica.

Questão 16)

Os judeus ocuparam a região da Palestina por volta de 2.000 a.C., mas espalharam-se pelo
mundo em razão das perseguições sofridas durante o Império Babilônico e o Império
Romano. Essa saída em massa de judeus da Palestina ficou conhecida como

a) movimento sionista.

b) diáspora judaica.

c) Organização para Libertação da Palestina.

d) intifada.

e) antissemitismo.

Questão 17)
A contribuição da civilização oriental antiga, mais presente no Ocidente, veio na forma do
pensamento hoje classificado como de caráter religioso, especialmente, o:

a) Judaísmo

b) Cristianismo

c) Ascetismo

d) Islamismo

e) Comunitarismo

Questão 18)

Em seu discurso em honra dos primeiros mortos na Guerra do Peloponeso (séc. V a.C.),
o ateniense Péricles fez um longo elogio fúnebre, exposto na obra do historiador
Tucídides. Ao enfatizar o respeito dos atenienses à lei e seu amor ao belo, o estadista
ateniense tinha em mente um outro tipo de organização de Estado e sociedade, contra o
qual os gregos se haviam batido 50 anos antes e que se caracterizava por uma
administração eficiente que concedia autonomia aos diferentes povos e era marcada pela
construção de grandes obras e conquistas.

PRADO, A. L. A.,Tucídides, História da Guerra do Peloponeso,


Livro I, São Paulo, Martins Fontes (com adaptações).

O “outro tipo de organização de Estado e sociedade” ao qual Péricles se refere era

a) o mundo dos impérios orientais, que rivalizava comercialmente com a Atenas de


Péricles.

b) o Império Persa, que, apesar de possuir um vasto território, tentou, em vão,


conquistar a Grécia.

c) o universo dos demais gregos, que não viviam sob uma democracia, já que esta era
exclusividade de Atenas.

d) o Alto Império Romano, que, se destacava pela supremacia militar e pelo intenso
desenvolvimento econômico.

e) o mundo dos espartanos, que, desconhecendo a escrita e a lei, eram guiados pelo
autoritarismo teocrático de seus líderes.

Questão 19)
Ciro, o Grande (558-529 a.C.), reinou sobre o grande império persa. Utilizou como método
de organização política a tolerância em relação aos seus súditos, concedendo-lhes relativa
autonomia administrativa. Dividiu o imenso território em vinte satrapias, cada uma
dirigida por um sátrapa, que era um funcionário

a) privado, encarregado do governo da cidade e da administração dos bens do templo.

b) nomeado pelo rei para ocupar postos de chefia sob a autoridade de um governador.

c) nomeado inspetor pelo imperador persa, com as funções de polícia e vigilância.

d) do estado persa, que exercia o poder de um governo de fato.

Questão 20)

O filme 300, que fez grande sucesso nos cinemas de todo o mundo em 2007, tematiza uma
das batalhas mais importantes das Guerras Médicas. Tal evento pode ser caracterizado
como um conflito que

a) foi causado pelo processo de expansão territorial do império persa, que ambicionava
expandir seus domínios sobre os gregos.

b) enfraqueceu as cidades-Estado gregas e persas, facilitando o domínio macedônico


sobre a região.

c) culminou no domínio dos gregos sobre os persas e no florescimento cultural de


Esparta.

d) marcou o processo de unificação entre medas e persas, garantindo a sua supremacia


econômica na região da Mesopotâmia.