Você está na página 1de 35

●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Índice

1. INTRODUÇÃO ....................................................................................................................... 4

2. OBJECTIVOS ......................................................................................................................... 5

2.1. Objectivos gerais .............................................................................................................. 5

2.2. Objectivos específicos ...................................................................................................... 5

3. METODOLOGIA .................................................................................................................... 6

4. DADOS RECOLHIDOS NO INSTITUTO NACIONAL DE NORMALIZAÇÃO E


QUALIDADE (INNOQ) ................................................................................................................ 6

4.1. O processo da certificação................................................................................................ 6

4.2. Porque escolher INNOQ para certificação ....................................................................... 7

4.2.1. Experiência ............................................................................................................... 7

4.2.2. Reconhecimento ........................................................................................................ 7

4.2.3. Presença nacional ...................................................................................................... 7

4.2.4. Conhecimento do negócio......................................................................................... 7

4.2.5. Serviços combinados ................................................................................................ 8

4.3. Empresas certificadas pelo INNOQ ao longo dos anos ................................................... 8

4.3.1. Empresas Certificadas em Produtos.......................................................................... 8

4.3.2. Lista de empresas certificadas ao abrigo do programa de certificação de sistemas do


INNOQ – 2019 ........................................................................................................................ 8

4.4. Marcas da certificação ...................................................................................................... 9

4.5. Número de empresas com o selo Made in Mozambique .................................................. 9

5. DADOS RECOLHIDOS NO INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA (INE) .......... 10

5.1. Número de empresas no sector de construção ao longo dos anos (2010-2020)............. 10

5.2. PIB de Moçambique para os anos (2010-2020) ............................................................. 12

5.3. PIB da construção de Moçambique para os anos (2010-2020) ...................................... 13


P á g i n a 1 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

5.4. Gastos do Estado para a construção ............................................................................... 16

6. DADOS RECOLHIDOS NO TRIBUNAL ADMINISTRATIVO (TA) .............................. 17

6.1. Gastos do Estado em Infra-estrutura (estradas, águas e obras públicas) – Contas Gerais
do Estado desde 2010-2018....................................................................................................... 17

7. ANEXO: Lista de empresas certificadas ao abrigo do programa de certificação de sistemas do


INNOQ – 2019 .............................................................................................................................. 22

8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .................................................................................. 23

P á g i n a 2 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Índice das tabelas

Tabela 1 - Lista de Empresas Certificadas em Produtos pela INNOQ (Fonte: INNOQ) .............. 8
Tabela 2 - Exemplo de algumas empresas com selo Made in Mozambique ................................... 9
Tabela 3 - Exemplo de Empresas Construtoras do País (Fonte: INOQ, 2015). .......................... 11
Tabela 4 - Valores Investidos pelo Estado em Construção e Montagem (2013 a 2019) a nível
nacional (Fonte: Ministério da Economia e Finanças) ................................................................ 17
Tabela 5 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2010 (Fonte: TA) ......................................... 18
Tabela 6 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2011 (Fonte: TA) ......................................... 18
Tabela 7 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2012 (Fonte: TA) ......................................... 19
Tabela 8 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2013 (Fonte: TA) ......................................... 19
Tabela 9 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2014 (Fonte: TA) ......................................... 20
Tabela 10 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2015 (Fonte: TA) ....................................... 20
Tabela 11 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2016 (Fonte: TA) ....................................... 21
Tabela 12 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2017 (Fonte: TA) ....................................... 21
Tabela 13 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2018 (Fonte: TA) ....................................... 22

Índice das figuras

Figura 1 - Tendências Macroeconómicas das empresas construtoras em Moçambique (Fonte:INE) ....... 14


Figura 2 - Indicadores do Nível de Confiança no Ambiente de Negócios em Moçambique (Fonte: INE)15
Figura 3 - Crédito Alocado aos Diferentes Sectores da Economia em 2014 (Fonte: INE) ....................... 16

P á g i n a 3 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

1. INTRODUÇÃO
O presente trabalho de Gestão de Qualidade é referente a recolha de dados no Instituto
Nacional de Normalização e Qualidade (INNOQ), Instituto Nacional de Estatística (INE) e
Tribunal Administrativo (TA).

A Gestão de Qualidade pode ser definida como sendo qualquer actividade coordenada para
dirigir e controlar uma organização no sentido de possibilitar a melhoria de produtos ou serviços
com vistas a garantir a completa satisfação das necessidades dos clientes relacionadas ao que está
sendo oferecido, ou ainda, a superação de suas expectativas.

O Instituto Nacional de Normalização e Qualidade (INNOQ) é um instituto público, de âmbito


nacional, tutelado pelo Ministério da Indústria e Comércio - MIC, dotado de personalidade jurídica
e com autonomia administrativa. Esta instituição foi criada com o objectivo fundamental de
impulsionar e coordenar a Política Nacional da Qualidade, através da concretização de actividades
de Normalização, Metrologia, Certificação e Gestão da Qualidade, que visem o desenvolvimento
da economia nacional.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) é um órgão público moçambicano responsável pela


informação estatística oficial da Republica de Moçambique.

O Tribunal Administrativo é o órgão superior da hierarquia dos tribunais administrativos


provinciais e da Cidade de Maputo, dos tribunais fiscais e dos tribunais aduaneiros. A missão do TA
é de garantir a Justiça Administrativa, Fiscal e Aduaneira ao cidadão, bem como o controlo da boa
gestão e da utilização dos dinheiros públicos.

P á g i n a 4 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

2. OBJECTIVOS
2.1.Objectivos gerais
 Recolher dados do Instituto Nacional de Normalização e Qualidade (INNOQ), Instituto
Nacional de Estatística (INE) e Tribunal Administrativo (TA).

2.2.Objectivos específicos
i. Recolher dados do INNOQ, onde deve se:
 Apresentar o processo da certificação do INNOQ;
 Explicar o porquê escolher INNOQ para certificação;
 Identificar empresas certificadas pelo INNOQ ao longo dos anos;
 Apresentar as marcas da certificação do INNOQ;
 Enumerar empresas com o selo made in mozambique.

ii. Recolher dados do INE, onde deve se:


 Enumerar as empresas no sector de construção ao longo dos anos (2010-2020);
 Apresentar o PIB de Moçambique para os anos (2010-2020);
 Apresentar o PIB da construção de Moçambique para os anos (2010-2020);
 Abordar os Gastos do Estado para a construção.

iii. Recolher dados do TA, onde deve se:


 Apresentar Gastos do Estado em Infra-estrutura (estradas, águas e obras públicas) – ver nas
Contas Gerais do Estado desde 2010-2018.

P á g i n a 5 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

3. METODOLOGIA
Como forma a atingir os objectivos posteriormente apresentados, é apresentada a metodologia
usada, metodologia essa que foi baseada em:

 Uma pesquisa bibliográfica descritiva e análise teórica abordando os temas, informação


essa que foi obtida através dos websites fornecidos pelo docente da disciplina;
 Digitalizado através de Microsoft- Office 2016, e compilado pelo Nitrdo Pdf.

4. DADOS RECOLHIDOS NO INSTITUTO NACIONAL DE NORMALIZAÇÃO E


QUALIDADE (INNOQ)
4.1.O processo da certificação
Certificação é um processo através do qual o INNOQ avalia se determinado Sistema ou
Produto, atendem as normas técnicas.

Esta avaliação baseia-se em auditorias, na colecta e em ensaios de amostras.

Se a Organização ou Empresa tiver tudo em conformidade, recebe a Certificação e passa a usar


a Marca de Conformidade INNOQ.

O processo de Certificação não é complicado e qualquer empresa pode obtê-la, bastando


demonstrar e garantir, através de documentos que o seu Sistema e o processo produtivo é
controlado e que seus produtos estão sendo fabricados em conformidade às normas.

O INNOQ irá encaminhar todos os documentos necessários para o seu processo.

A Certificação através do INNOQ destaca e diferencia a empresa, seus produtos e serviços,


dos demais concorrentes, além de agregar valor à Marca e facilitar a introdução de novos produtos
no mercado. Tecnicamente, garante a conformidade, qualidade e segurança, elevando o nível de
produtos e serviços, reduzindo perdas e melhorando a gestão do processo produtivo.

P á g i n a 6 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

4.2.Porque escolher INNOQ para certificação


Escolhe-se INNOQ para certificação, pela (o):

 Sua experiência;
 Seu reconhecimento;
 Presença nacional conhecimento do negócio e
 Serviço combinado.

4.2.1. Experiência
O INNOQ é uma instituição com um conhecimento profundo do mercado moçambicano e que
oferece custos operacionais mais baixos e preços extremamente competitivos.

O INNOQ possui um número considerável de empresas Certificadas em Sistema de Gestão e


de Produtos.

4.2.2. Reconhecimento
O INNOQ é reconhecido por Organismos de Acreditação para a certificação segundo o referencial
ISO 9001.

4.2.3. Presença nacional


Estamos presentes na cidade de Maputo e possuímos pontos focais em todas as províncias
através dos Balcões de Atendimento Único (BAUs).

A nossa rede nacional permite aos nossos clientes beneficiarem de uma dupla vantagem:
experiência combinada com o conhecimento das realidades e conjunturas locais.

4.2.4. Conhecimento do negócio


O nosso sucesso é baseado num trabalho focalizado em criar valor ao seu negócio: mais de 20
auditores qualificados com o objectivo de prestar serviços de certificação que criem valor ao seu
negócio.
P á g i n a 7 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

4.2.5. Serviços combinados


O INNOQ oferece a possibilidade de combinar e/ou integrar certificações de acordo com um
leque de referenciais, permitindo maior consistência, optimização e eficiência.

4.3.Empresas certificadas pelo INNOQ ao longo dos anos


4.3.1. Empresas Certificadas em Produtos
Tabela 1 - Lista de Empresas Certificadas em Produtos pela INNOQ (Fonte: INNOQ)

Nome da Nome do Âmbito da Referencial Validade Estado actual


organização produto certificação normativo
Montemor Água 500ml; 1.5l; NM 19:2012 19/10/2017 Certificada
Sarl Mineral 5L;20l.
Montemor
Águas de Água Oasis 500ml; 1.5l. NM 19:2012 02/10/16 Certificada
Ribaué
Águas de Água Mazi 500ml; 1.5l; NM 23:2012 30/4/2017 Certificada
Ribaué 6L;20l.
Fábrica de Água Vumba 19/10/2017 Certificada
Xaropes e 500ml; 1.5l; NM 19:2012
Refrigerante 2.5L; 5l.
Vumba

4.3.2. Lista de empresas certificadas ao abrigo do programa de certificação de sistemas


do INNOQ – 2019
Para a presente secção, a lista de empresas certificadas ao abrigo do programa de certificação
de sistemas do INNOQ – 2019, foram colocadas na tabela em anexo.

P á g i n a 8 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

4.4.Marcas da certificação
i. INNOQ - Sistema Certificado: NM OHSAS 18001:2007
ii. INNOQ – Sistema Certificado: NM ISO 393:2012
iii. INNOQ – Sistema Certificado: NM ISO 9001:2015
iv. INNOQ - Sistema Certificado: NM ISO 14001:2015
v. INNOQ - Sistema Certificado: NM ISO 45001:2018

4.5.Número de empresas com o selo Made in Mozambique


O selo é marca do País, serve para assinalar produtos e serviços nacionais (é extensivo à
cultura, ideias, invenções e inovações). Representa a identidade nacional, responsabilidade e a
qualidade.

Em termos gerais o número de empresas com o selo Made in Mozambique são várias e cada
dia vão se adicionando-as. Sendo assim, como forma de dar exemplo, é apresentada a tabela
abaixo.

Tabela 2 - Exemplo de algumas empresas com selo Made in Mozambique

Nome da Empresa Localização


Águas Vumba Maputo
Cervejas de Moçambique (CDM) Maputo
Águas Namaacha Maputo
Kempe (Serviços de engenharia e de Maputo
manutenção
Pielite (Iluminação eléctrica) Maputo
Pandora Box (Serviços Informáticos) Maputo
Modet (Detergentes) Maputo
Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) Maputo
M-Cel Maputo
Vodacom Maputo
Cimentos de Moçambique Maputo e Sofala

P á g i n a 9 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Águas Montemor Maputo


Águas Oasis Maputo
Águas Mazi Maputo
Condor Nuts Nampula
Condor Caju Nampula
Consultec Maputo
SDZ Chá Gurué Zambézia
Aguas Gurué Zambézia
Óleo Dona Sofala e Maputo

5. DADOS RECOLHIDOS NO INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA (INE)


5.1.Número de empresas no sector de construção ao longo dos anos (2010-2020)
A origem das empresas de construção em Moçambique pode ser datada da década de 1930,
quando foram estabelecidas as primeiras pequenas empresas produtoras de cimento e tijolos no
país. A estratégia económica Portuguesa dos anos 30 reservou um papel especial para as colónias
africanas, incluindo Moçambique, como uma reserva de mão-de-obra barata, um fornecedor de
matérias primas, um mercado para bens industriais, e uma importante base de investimento e
emprego para os Portugueses. As autoridades Portuguesas adoptaram medidas deliberadas para o
estabelecimento da primeira geração de empresas comerciais e industriais em Moçambique. Em
1975, Moçambique era a oitava potência industrial em África com uma base industrial
relativamente diversificada.

Segundo o Instituto de Norma e Qualidade (INOQ), foram inscritos em 2015 num total de
3494 empresas, no cadastro único, ao abrigo do decreto nº 15/2010 de 24 de maio as seguintes
empresas em cada província.

Observação: A tabela 3 abaixo, não está inclusa as 3494 empresas, isto é, não foram
inclusas todas empresas consultoras de cada província, mas sim apenas algumas empresas para
servirem de ilustração.

P á g i n a 10 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Tabela 3 - Exemplo de Empresas Construtoras do País (Fonte: INOQ, 2015).

N° Certificado Nome da Empresa Província/Cidade Tipo


67/EOP/2015 Construções Casama- Lichinga Media

Carlos Santana Martins


66/EOP/2015 IGA Construções ,Lda Maputo Pequena
65/EOP/2015 Poli- construções ,Lda Maputo Pequena
64/EOP/2015 ECOS Xai-Xai Pequena
46/EOP/2015 V&C Construtora,Lda Beira Pequena
47/EOP/2015 Manhiça Construções Maputo Pequena
46/EOP/2015 E.S Construções Quelimane Pequena
1/EOP/2015 Construções Mandra,Lda Maputo Media
51/EOP/2015 MMM Construções & Xai-Xai Pequena

Servicos,Lda
50/EOP/2015 MIS,Lda( Moptec Maputo Pequena

Investimentos &
Servicos,Lda
11/EOP/2015 VAS Construções Chimoio Pequena
118/EOP/2015 Empretec,Lda Tete Pequena
117/EOP/2015 Bell Construções ,Lda Chimoio Pequena
116/EOP/2015 Arbec Construções Chimoio Pequena
115/EOP/2015 Soges,Lda Beira Pequena
119/EOP/2015 FMS Construções e Quelimane Pequena

Servicos
120/EOP/2015 Moçambique ,Lda Maputo Pequena
121/EOP/2015 BCCM Construções Inhambane Pequena
122/EOP/2015 Imobiliário ,Lda Maputo Pequena
131/EOP/2015 AT Construções Tete Pequena
73/PS/2015 Etrago,Lda Maputo Media
74/PS/2015 Exys Moçambique ,Lda Maputo Media
75/PS/2015 Prosport,Lda Maputo Pequena

P á g i n a 11 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

5.2.PIB de Moçambique para os anos (2010-2020)


A evolução da economia de Moçambique é muito positiva como confirmam vários
indicadores econômicos.

O crescimento médio do PIB durante a última década foi de 8%, sendo que se trata do
maior crescimento registrado em qualquer economia não dependente do petróleo na África
Subsaariana além de ser um país que está se recuperando de uma guerra civil.

A contenção da inflação, a redução da dívida externa e o aumento das reservas das divisas
têm permitido a redução dos níveis de pobreza no país, e facilitado a consolidação democrática.

Economia desacelerou em 2015, de um crescimento de 7,4%, em 2014, para 6,3%, um mínimo


desde 2000.

O PIB a preços de mercado registou um crescimento homólogo de 5,9% no 4.º trimestre


de 2015, em desaceleração face aos 6,3% do 3.º trimestre, que foi revisto em alta em 0,4 p.p., com
esta desaceleração a mais do que reverter a aceleração observada no trimestre anterior (+6,0% no
2.º trimestre) e representando o menor ritmo de crescimento desde os 4,5% observados no 4.º
trimestre de 2014. Com esta desaceleração, o crescimento do PIB afastou-se um pouco mais do
registo do 2.º trimestre de 2013 (+10,3%), quando se observou o maior ritmo da atual série
histórica do PIB (iniciada em 2007) – segundo a série longa anual do FMI, representando o maior
ritmo de crescimento desde 2001 (+12,7%). De acordo com os dados ajustados de sazonalidade
pelo INE, o PIB contraiu 2,1% face ao trimestre anterior, regressando às quedas após três
acréscimos consecutivos (+1,2% no 3.º trimestre).

Em termos anuais, em 2015, o PIB registou um crescimento de 6,3%, valor em linha com
que que tínhamos vindo a estimar, registando, assim, um crescimento ainda ligeiramente abaixo
dos 6,4% de 2009 e representando um mínimo desde 2000 (+1,7%).

Trata-se de uma desaceleração face aos 7,4% em 2014, neste último caso acelerando face
aos 7,1% observados em 2013 e que tinha representado o maior crescimento desde 2007 (+7,5%).

Após 2016, perspetiva-se uma aceleração do crescimento até 2018, quando o PIB deverá
crescer na ordem dos 7,9% - refletindo as perspetivas de investimento nos projetos de gás natural

P á g i n a 12 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

na bacia do Rovuma e de aumento da produção de carvão, prevendo-se posteriormente uma ligeira


desaceleração até ao final do período de previsão, devendo chegar a 2020 com um crescimento de
7,5%. Assim, depois do crescimento de 6,0% previsto para 2016, o PIB deverá acelerar para um
crescimento médio anual de cerca de 7,5% no período de 2017/20.

Os últimos desenvolvimentos nos megaprojetos relativos ao (gás natural) GNL sustentam


as perspetivas positivas para Moçambique a médio-prazo. Em particular, tem havido alguns
avanços no que respeita aos investimentos na bacia de Rovuma. O consórcio operado pela italiana
ENI e, no qual a Galp tem participação, viu aprovado o seu projeto de construção de uma
plataforma flutuante de GNL, faltando apenas uma decisão final por parte do grupo, que será
tomada ainda neste ano de 2016. O processo que envolve a aprovação do projeto da americana
Anadarko, também na bacia de Rovuma, também está em curso, embora um pouco menos
avançado, devido, em parte, à necessidade de realojamento de cerca de 500 pessoas que residem
no local de instalação do projeto.

5.3.PIB da construção de Moçambique para os anos (2010-2020)


A Construção civil é um dos principais sectores da economia em Moçambique que tem uma
contribuição notável para o Produto Interno Bruto (PIB).

Moçambique registou uma taxa média de crescimento de 7% na última década, com a indústria
de construção a expandir a uma taxa ainda mais elevada (Figura 1 – Painel superior), levando a
um aumento gradual da sua contribuição para o valor acrescentado bruto (Painel Inferior).
Evidência empírica fornecida por Lowe (2003) mostra que a contribuição do sector da construção
para o PIB em países em desenvolvimento varia entre 3 a 6%, e Moçambique situa-se exactamente
na parte inferior, com uma participação estimada em 2.5%, em 2014.

Espera-se que este valor cresça com investimentos em infraestruturas sociais e económicas nos
polos de crescimento preconizados pela Estratégia Nacional de Desenvolvimento, juntamente com
uma resposta ao excesso de procura por habitação, escritórios e outros activos imobiliário.

P á g i n a 13 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Figura 1 - Tendências Macroeconómicas das empresas construtoras em Moçambique (Fonte:INE)

A confiança no sector da construção tem-se fortalecido (Figura 2). De acordo com um inquérito
mensal conduzido pelo INE em 2014 os níveis de confiança no sector da construção (linha
vermelha) têm sido altos e, em média, melhores que os níveis de confiança noutros sectores, tais
como, indústria, alojamento, restauração e transportes. Sem contar com a variação sazonal, torna-
se claro que o boom actual e as perspectivas positivas estão a alimentar maiores níveis de
confiança.

P á g i n a 14 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Figura 2 - Indicadores do Nível de Confiança no Ambiente de Negócios em Moçambique


(Fonte: INE)
Em 2014, o sector de construção recebeu 10% do crédito total alocado à economia,
comparado com o comércio (15%), agricultura (4%) e indústria (13%), tal como indica a figura 3.
Possivelmente, isto não reflecte o problema de escassez de crédito para o sector da construção,
visto que este percentual é quatro vezes maior que a sua contribuição de 2.5% para o PIB. Isto
deve-se, provavelmente ao facto de a sua distribuição ser bastante enviesada contra as PME.

P á g i n a 15 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Figura 3 - Crédito Alocado aos Diferentes Sectores da Economia em 2014 (Fonte: INE)

5.4.Gastos do Estado para a construção


As estatísticas de construção e montagem visam essencialmente medir o grau de contribuição
do sector da construção civil para o desenvolvimento da economia nacional. Nesta perpectiva e
como resultado de recolha e tratamento da informação do Sector, nesta fase inicial foi possível
aferir administrativamente e de forma fiável, as estatísticas do sector público, estando em curso
uma estratégia nacional para, através da coordenação com outros actores, por exemplo, os
municípios, empresas de construção, entre outros, obter se dados sobre Estatísticas de Construção
e Montagem do sector privado e da autoconstrução.

O boletim apresenta as Estatísticas de Construção e Montagem, do sector público, um sector


com uma percentagem considerável no global das obras de construção executadas em todas as
vertentes (Pública, Privada e Particulares).

P á g i n a 16 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Tabela 4 - Valores Investidos pelo Estado em Construção e Montagem (2013 a 2019) a nível
nacional (Fonte: Ministério da Economia e Finanças)

Construção e Montagem (Sector Público)


Ano Valor Investido (Preços Correntes)
2013 15,540,211,516.60 MT
2014 31,675,492,015.57 MT

2015 30,095,105,547.47 MT
2016 13,947,423,904.01 MT
2017 13,601,160,285.84 MT
2018 20,636,392,015.08 MT
2019 20,249,788,210.82 MT

6. DADOS RECOLHIDOS NO TRIBUNAL ADMINISTRATIVO (TA)


6.1.Gastos do Estado em Infra-estrutura (estradas, águas e obras públicas) – Contas
Gerais do Estado desde 2010-2018
Nas tabelas abaixo, ilustram a execução dos gastos do Estado em Obras Públicas (estradas,
aguas e obras públicas), no âmbito do Plano de Acção para a Redução da Pobreza (PARP), sendo
como analise de 2010 a 2018.

Nestas tabelas, são indicadas as principais sub-funções dos Sectores/Instituições prioritários,


comparando-se as respectivas dotações orçamentais com a sua execução, incluindo as Operações
Financeiras.

P á g i n a 17 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Tabela 5 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2010 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 10 228 9 207 90 9,6
Águas 5 530 4 527 81,9 4,7
Obras Públicas 879 584 66,4 0,6
Total (Em milhões de
meticais) 16 637 14 318 - 14,9

Tabela 6 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2011 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 13 621 13 055 95,8 11,5
Águas 6 548 5 464 83,4 4,8
Obras Públicas 1 091 851 78 0,7
Total (Em
milhões de 21 260 19 370 - 17
meticais)

P á g i n a 18 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Tabela 7 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2012 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 18 261 12 976 71,1 9,7
Águas 7 036 6 265 89 4,7
Obras Públicas 1 012 865 85,4 0,6
Total (Em
milhões de 26 309 20 106 - 15
meticais)

Tabela 8 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2013 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 18 177 17 180 94,5 10,5
Águas 7 003 6 513 93 4
Obras Públicas 1 321 1 173 88,8 0,7
Total (Em
milhões de 26 501 24 866 - 15,2
meticais)

P á g i n a 19 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Tabela 9 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2014 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 25 680 21 833 85 10,9
Águas 3 926 2 579 65,7 1,3
Obras Públicas 1 570 1 447 92,2 0,7
Total (Em
milhões de 31 176 25 859 - 12,9
meticais)

Tabela 10 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2015 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 20 319 15 044 74 8,6
Águas 3 748 2 560 68,3 1,5
Obras Públicas 2 255 2 022 89,7 1,2
Total (Em
milhões de 26 322 19 626 - 11,3
meticais)

P á g i n a 20 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Tabela 11 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2016 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 16 274,995 10 777,262 66,2 6,2
Águas 8 417,993 6 588,422 78,3 3,8
Obras Públicas 1 571,935 1 150,754 73,2 0,7
Total (Em
milhões de 26 264,923 18 516,438 - 10,7
meticais)

Tabela 12 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2017 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 11 263,278 11 093,965 98,50 6
Águas 3 390,931 3 069,139 90,5 1,7
Obras Públicas 5 920,492 5 702,165 96,30 3,1
Total (Em
milhões de 20 574,701 19 865,269 - 10,8
meticais)

P á g i n a 21 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

Tabela 13 - Gastos do Estado em Infra-estrutura de 2018 (Fonte: TA)

Infra-estrutura Dotação Execução


Valor % Peso%
Estradas 17 985,871 17 244,737 95,9 7,9
Águas 5 411,919 4 814,985 89 2,2
Obras Públicas 5 127,714 4 580,364 89,3 2,1
Total (Em
milhões de 28 525,504 26 639,996 - 12,1
meticais)

7. ANEXO: Lista de empresas certificadas ao abrigo do programa de certificação de sistemas


do INNOQ – 2019

P á g i n a 22 | 23
●GESTÃO DA QUALIDADE●TRABALHO 1● 2020

8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
[1]- http://www.innoq.gov.mz.

[2] - http://www.ine.gov.mz.

[3] - https://www.ta.gov.mz/Pages/RelatoriosPareceresCGE.aspx.

P á g i n a 23 | 23
ANEXO - Lista de empresas certificadas ao abrigo do programa de certificação de sistemas do
INNOQ – 2019
Nome da Provincia Âmbito da Referencial Validadde Estado
organização certificação normativo actual
Comercialização,
ALTEL, LDA. Maputo implementação, NM ISO 15/12/2020 Em
assistência 9001:2015 vigor
técnica, gestão de
projectos e
consultoria de
tecnologias de
informação e
rádio
transmissão.
Prestação de
AMB & VERITAS Maputo Seviços de NM ISO 28/11/2011 Em
consultoria 9001:2015 vigor
ambiental,
consultoria em
sistemas de
gestão,
consultoria social
e formação
profissional
Produção de
BAHARAN, LDA. Maputo mobiliários NM ISO 17/8/2019 Em
escolares, de 9001:2015 vigor
dormitórios,
hospitalares e de
escritórios.
Prestação de
BAÚ DA Manica Serviços Públicos NM ISO 29/11/2019 Em
MANICA de Licenciamento 9001:2015 vigor
Simplificado,
Comercial e
Industrial.
Prestação de
BAÚ DA Sofala Serviços de NM ISO 29/11/2019 Em
SOFALA Licenciamento 9001:2015 vigor
das Actividades
Económicas:
Simplificado,
Comercial e
Industrial e
Serviços
Complementares
ao
Licenciamento.
Prestação de
BAÚ DE Inhambane Serviços Públicos NM ISO 29/11/2019 Em
INHAMBANE de Licenciamento 9001:2015 vigor
de Actividades
Económicas e
Serviços
Complementares
ao Licenciamento
de Registo e
Notariado.
Representação,
BYTES & PIECES Maputo Comercialização NM ISO 30/04/2019 Em
e Assistência 9001:2015 vigor
Técnica a
Equipamentos
Informáticos e
Implementação
de Sistemas
Informáticos.
CERTIFLOR Maputo Formação, NM ISO 9/12/2019 Em
Certificação de 9001:2015 vigor
Pessoas e
Equipamentos em
HSST.
Descasque de
CONDOR CAJÚ Nampula Castanha de Cajú, NM 393:2012 23/12/2019 Em
Despeliculagem, vigor
Selecção e
Embalagem de
Amêndoa de
Cajú.
Descasque de
CONDOR NUTS Nampula Castanha de Cajú, NM 393:2012 23/12/2019 Em
Despeliculagem, vigor
Selecção e
Embalagem de
Amêndoa de
Cajú.
Construção,
CONSTRUCOES Maputo Conservação e NM ISO 5/6/2022 Em
JJR E FILHOS, Beneficiação de 9001:2015, NM vigor
MOCAMBIQUE Vias de ISO
SA Comunicação, 45001:2018
Obras e Diques,
Fabrico de
produtos
(misturas
Betuminosas,
pré-fabricados,
Tintas e
Emulsões) e
Exploracao e
Classificação de
Agragados
Prestação de
serviços de
consultoria, nos
CONSULTEC Maputo vários domínios NM ISO 9/5/2020 Em
da engenharia e 9001:2015 vigor
disciplinas afins,
compreendendo
estudos,
projectos,
fiscalizações,
gestão de
empreendimentos
e auditorias,
designadamente
nas áreas de Infra-
Estruturas
Hidráulicas,
Electricidade,
Gestão de
Recursos
Hídricos,
Ambiente e
Sócio- Economia,
Edifícios,
Estradas e
Aeroportos.

DATASERV, Maputo Comercialização NM ISO 23/07/2020 Em


LDA e instalação de 9001:2015 vigor
soluções
informáticas e
assistência
técnica.
Prestação de
Serviços de
ENERGY Maputo Consultoria e NM ISO 18/12/2021 Em
WORKS Formação nas 9001:2015,NM vigor
áreas de Gestão ISO
de Qualidade, 14001:2015,NM
Ambiente, OHSAS
Segurança e 18001:2007
Saúde no
Trabalho,
Segurança
Alimentar e
Conteúdo
Nacional.
Participação em
Joint Ventures
com Investidores
Internacionais.
ESCOPIL Realização de
Maputo Trabalhos de NM ISO 9/7/2021 Em
Manutenção 9001:2015 vigor
Industrial,
Desenho,
Fabricação,
Reparação e
Montagem de
Peças no
Domínio da
Metalomecânica
nas suas
instalações e nas
Instalações do
cliente.
FUNAE - FUNDO Promoção e
DE ENERGIA Maputo Implementação NM ISO 31/7/2019 Em
de Projectos na 9001:2015 vigor
Área da
Energia,
Privilegiando as
Energias Novas e
Renováveis.
Monitorização de
Projectos.
Prestação de
GMSC Maputo Serviços de NM ISO 13/9/2019 Em
Consultoria nos 9001:2015 vigor
domínios de
Geologia,
Mineração,
Energia, Água e
Saneamento e,
Estudos Técnicos
Ambientais.

Importação de
produtos Huawei NM ISO
HUAWEI Maputo Technologies 9001:2015,NM 20/03/2021 Em
para tecnologia ISO vigor
de comunicação e 14001:2007,NM
informação, OHSAS
gestão de 18001:2007
projectos e
serviços de
instalação suporte
e
manutenção;
Instalação de
equipamentos e
trabalhos de
construção
relacionados com
infra-estruturas;
Gestão de
projectos e
serviços.
Prestação de
IMOBILIS Maputo Serviços de NM ISO 20/4/2022 Em
Limpeza aos 9001:2015 vigor
Domicílios,
Escritórios,
Armazéns e
Espaços Públicos.
Jardinagem,
Limpeza de
Fossas,
Fumigação e
Recolha de
Resíduos Sólidos.
Exercício da
Autoridade na
Jurisdição
Marítima,
INAMAR Maputo Lacustre 27/07/2021
e Fluvial, bem NM ISO Em
como no Domínio 9001:2015 vigor
Público
Marítimo, através
das actividades de
Regulamentação,
Fiscalização,
Inspecção,
Licenciamento,
Registo e
Certificação nas
seguintes áreas:
Administração e
Segurança
Marítima;
Transporte
Marítimo; e
Protecção do
Meio Ambiente
Marinho e
Combate à
Poluição Marinha
proveniente da
actividade de
Transporte
Marítimo.
Serviços de NM ISO
INSITE Maputo consultoria, 9001:2015,NM 4/5/2017 Em
formação e ISO vigor
auditoria nas 14001:2007,NM
áreas OHSAS
da Qualidade, 18001:2007
Ambiente, Saúde
e Segurança no
Trabalho,
Segurança
Alimentar e
Nutrição.
Gestão Integrada
JA Maputo de Edifícios e NM ISO 16/12/2021 Em
MANUTENÇÃO Condomínios, 9001:2015 vigor
E SERVIÇOS Manutenção
Preventiva e
Corretiva de
Instalações e
Equipamentos,
Remodelação de
Imóveis e
Serviços
Técnicos
Especializados.
KUVANGA Maputo Desidratação de NM 393:2012 23/08/2020 Em
frutas (coco, vigor
ananás, manga e
banana)
e da folha de
moringa.
MANICA Agenciamento de
FREIGHT Maputo navios e cargas, NM OHSAS 2/12/2022 Em
SERVICES transporte e 18001:2007 vigor
(MOÇAMBIQUE), transporte.
S.A
Gestão de
Participações das NM ISO
MERIDIAN Maputo Empresas do 9001:2015,NM 12/10/2021 Em
Grupo ISO vigor
Meridian 14001:2015
(ALTEL, IN
CENTEA,
FANToffice,
ACCSYS, AMB
& VERITAS,
ZAMBUJO &
ASSOCIADOS,
PREDIAL, JA,
REC, COBRA,
RMS); Apoio na
Áreas de Gestão
Estratégica,
Gestão
Corporativa e
Gestão
Comercial.
MHM Maputo Prestação de NM ISO 26/11/2021 Em
Serviços de 9001:2015 vigor
Manutenção e
Limpeza.
MOÇAMBIQUE Prestação de NM ISO
ELEVAÇÃO, Maputo serviços de 9001:2015,NM 23/11/2021 Em
LDA. elevação de ISO vigor
cargas e pessoas
nos sectores de 14001:2015,
logística, NM ISO
matérias-primas e 45001:2018
construção.

MODET Maputo Concepção, NM ISO 7/11/2021 Em


Produção e 9001:2015 vigor
Comercialização
de produtos de
Higiene
Doméstica e
Industrial
FUNAE - FUNDO Promoção e
DE ENERGIA Maputo Implementação NM ISO 31/7/2019 Em
de Projectos na 9001:2015 vigor
Área da
Energia,
Privilegiando as
Energias Novas e
Renováveis.
Monitorização de
Projectos.
Prestação de
GMSC Maputo Serviços de NM ISO 13/9/2019 Em
Consultoria nos 9001:2015 vigor
domínios de
Geologia,
Mineração,
Energia, Água e
Saneamento e,
Estudos Técnicos
Ambientais.

Importação de
produtos Huawei NM ISO
HUAWEI Maputo Technologies 9001:2015,NM 20/03/2021 Em
para tecnologia ISO vigor
de comunicação e 14001:2007,NM
informação, OHSAS
gestão de 18001:2007
projectos e
serviços de
instalação suporte
e
manutenção;
Instalação de
equipamentos e
trabalhos de
construção
relacionados com
infra-estruturas;
Gestão de
projectos e
serviços.
Prestação de
IMOBILIS Maputo Serviços de NM ISO 20/4/2022 Em
Limpeza aos 9001:2015 vigor
Domicílios,
Escritórios,
Armazéns e
Espaços Públicos.
Jardinagem,
Limpeza de
Fossas,
Fumigação e
Recolha de
Resíduos Sólidos.
Exercício da
Autoridade na
Jurisdição
Marítima,
INAMAR Maputo Lacustre NM ISO 27/07/2021 Em
e Fluvial, bem 9001:2015 vigor
como no Domínio
Público
Marítimo, através
das actividades de
Regulamentação,
Fiscalização,
Inspecção,
Licenciamento,
Registo e
Certificação nas
seguintes áreas:
Administração e
Segurança
Marítima;
Transporte
Marítimo; e
Protecção do
Meio Ambiente
Marinho e
Combate à
Poluição Marinha
proveniente da
actividade de
Transporte
Marítimo.
Serviços de NM ISO
INSITE Maputo consultoria, 9001:2015,NM 4/5/2017 Em
formação e ISO vigor
auditoria nas 14001:2007,NM
áreas OHSAS
da Qualidade, 18001:2007
Ambiente, Saúde
e Segurança no
Trabalho,
Segurança
Alimentar e
Nutrição.
Gestão Integrada
JA Maputo de Edifícios e NM ISO 16/12/2021 Em
MANUTENÇÃO Condomínios, 9001:2015 vigor
E SERVIÇOS Manutenção
Preventiva e
Corretiva de
Instalações e
Equipamentos,
Remodelação de
Imóveis e
Serviços
Técnicos
Especializados.
KUVANGA Maputo Desidratação de NM 393:2012 23/08/2020 Em
frutas (coco, vigor
ananás, manga e
banana)
e da folha de
moringa.
MANICA Agenciamento de
FREIGHT Maputo navios e cargas, NM OHSAS 2/12/2022 Em
SERVICES transporte e 18001:2007 vigor
(MOÇAMBIQUE), transporte.
S.A
Gestão de
Participações das NM ISO
MERIDIAN Maputo Empresas do 9001:2015,NM 12/10/2021 Em
Grupo ISO vigor
Meridian 14001:2015
(ALTEL, IN
CENTEA,
FANToffice,
ACCSYS, AMB
& VERITAS,
ZAMBUJO &
ASSOCIADOS,
PREDIAL, JA,
REC, COBRA,
RMS); Apoio na
Áreas de Gestão
Estratégica,
Gestão
Corporativa e
Gestão
Comercial.
MHM Maputo Prestação de NM ISO 26/11/2021 Em
Serviços de 9001:2015 vigor
Manutenção e
Limpeza.
MOÇAMBIQUE Prestação de NM ISO
ELEVAÇÃO, Maputo serviços de 9001:2015,NM 23/11/2021 Em
LDA. elevação de ISO vigor
cargas e pessoas 14001:2015,
nos sectores de NM ISO
logística, 45001:2018
matérias-primas e
construção.

MODET Maputo Concepção, NM ISO 7/11/2021 Em


Produção e 9001:2015 vigor
Comercialização
de produtos de
Higiene
Doméstica e
Industrial
Gestão de frotas,
MOZA-FLEET Maputo soluções de NM ISO 13/06/2021 Em
aluguer de 9001:2015 vigor
veículos de longo
prazo e transporte
de trabalhadores.
Operação de
OGS Maputo Carga e Descarga NM ISO 20/08/2021 Em
de Produtos 9001:2015 vigor
Petrolíferos
compreendendo
as actividades de:
Loading Master,
Cargo Loss
Superintendent e
Cargo
Superintendent.
Disponibilização
PANDORA BOX Maputo de base de dados NM ISO 1/8/2019 Em
da I e III séries de 9001:2015 vigor
boletins da
republica e de
concursos
públicos na
imprensa
nacional. Gestao
de arquivos e
biblioteca e
custodia de
documentos.