Você está na página 1de 1

Soneto é uma estrutura literária de forma fixa composta por catorze versos, dos quais dois

são quartetos (conjunto de quatro versos) e dois tercetos (conjunto de três versos).

Tipos de Soneto
O soneto petrarquiano ou regular é o mais experimentado. No entanto, Willian Shakespeare
(1564-1616) criou o soneto inglês, composto de 3 quartetos (estrofes de quatro versos) e 1
dístico (estrofe de dois versos).
Há também o soneto monostrófico, o qual apresenta uma única estrofe composta pelos catorze
versos. E o soneto estrambótico, aquele que conta com versos ou estrofes adicionais.

Estrutura do Soneto
Os sonetos são geralmente produções literárias de conteúdo lírico formados, nessa ordem,
por dois quartetos e dois tercetos.
No interior da estrutura do soneto, faz se necessário observar alguns conceitos básicos:

 estrofe
 verso
 métrica
 rima

Estrofe e Verso
Importante ressaltar que o verso corresponde a frase ou palavra que compõem cada linha de
uma poesia. Enquanto a estrofe é o conjunto de versos de uma das seções do poema.

Assim, de acordo com o número de versos que compõem uma estrofe, elas são classificadas em:

 1 verso: Monóstico
 2 versos: Dístico
 3 versos: Terceto
 4 versos: Quarteto ou Quadra
 5 versos: Quintilha
 6 versos: Sextilha
 7 versos: Septilha
 8 versos: Oitava
 9 versos: Nona
 10 versos: Décima
 Mais de dez versos: estrofe irregular

Métrica
A métrica é medida do verso a qual corresponde ao número de sílabas poéticas.
No caso do soneto, os versos são geralmente decassílabos, ou seja, compostos de 10 sílabas
poéticas, classificados em:
 Versos Heroicos: sílabas tônicas nas posições 6 e 10.
 Versos Sáficos: sílabas tônicas se encontram nas posições 4, 8 e 10.
Observe que as sílabas poéticas ou métricas diferem das sílabas gramaticais. A “escansão” é o
termo utilizado para indicar a contagem dos sons dos versos. Ela é desenvolvida por três regras
básicas:
1. Quando há duas ou mais vogais átonas ou tônicas no final de uma palavra e do começo
de outra, elas se fundem, formando uma só sílaba poética, por exemplo: A-ma-da ar-te (4
sílabas poéticas)
2. Os ditongos são palavras de uma só sílaba poética, por exemplo: meu, céu, viu.
3. A contagem das sílabas é feita até a última sílaba tônica do verso, por exemplo: “De- tu-
do ao- meu- a-mor- se-rei a-ten-to” (verso decassílabo, donde a última palavra do verso “atento”
possui sua sílaba tônica no “ten”, e por isso, a última “to” não é contada)