Você está na página 1de 10

Universidade São Marcos Pedagogia Comunicação, Educação e Novas Tecnologias

RELEITURA DE OBRAS

Jane Ap. Fiorenzano

RGM: 048581

Lenivani S. Brandão

RGM: 047438

Melissa F. Caramelo

RGM: 049607

Sandra P. Pereira

RGM: 048873

Simone Ap. Clemente RGM: 047309

Tatiana Marques

RGM: 046380

Vanessa Froiman

RGM: 049534

São Paulo/SP 2º Semestre/2004

3

INTRODUÇÃO

As artes visuais estão presentes na vida infantil. Ao desenhar, rabiscar ou pintar a criança expressa suas interpretações e impressões sobre o mundo. As artes visuais são linguagens e, portanto uma das formas importantes de expressão e comunicação humana, o que por si só justifica sua presença no contexto da Educação de um modo geral e na Educação Infantil. O trabalho com “Releitura de Obras” faz com que as crianças entrem em contato com o universo da arte de forma participativa; após apreciar e ter informações sobre determinada obra. Ao reproduzir esta obra, a criança desenvolve habilidades com:

percepção, imaginação e amplia seu universo cultural. Pretendemos focar o trabalho na faixa etária de 3 a 6 anos, ou seja, Educação Infantil. As atividades gráfico-plásticas têm amplo valor educativo, porque promovem o desenvolvimento da criatividade e da sensibilidade constituindo um meio de obter e de gerar conhecimentos, pois permitem a transferência das idéias e imagens mentais para as representações caracterizadas pelas expressões simbólicas do artista. A releitura de obras é um método que pode ser aplicado a diversas áreas do conhecimento. A arte da criança, desde cedo sofre influência da cultura seja pelos próprios materiais com que faz seus trabalhos pelas de imagens de produções artísticas que observa na TV, revistas, gibis, rótulos, estampas, obras de arte ou trabalhos artísticos de outras crianças. A apreciação e a leitura de imagens neste trabalho feita por meio da releitura de obras, leva a criança a conhecer e estabelecer relações com o seu universo.

4

A releitura de obras incentiva o trabalho em grupo onde ocorrem trocas de experiências que enriquecem e dinamizam as atividades em sala de aula. Imagens abstratas ou renascentistas podem ser mostradas às crianças e, nesta atividade podemos observar o sentido narrativo que atribuem a estas imagens e considerá-lo como parte do processo de construção da leitura da imagem. Ao observar e falar sobre a obra, desenvolvem a linguagem oral; obras que dispõem traços geométricos podem auxiliar nos conteúdos da matemática; a história sobre a obra e o artista podem contribuir de maneira significativa para a criança dentro de um contexto de história, conhecimento de si e do outro previstos no Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. É aconselhável que realizem uma observação livre das imagens e que possam tecer os comentários que quiserem. Possibilitando o trabalho com imagens de produção artística (regional, nacional ou internacional) o contato com artistas, visitas a exposições criam-se possibilidades para que as crianças desenvolvam relação entre as representações visuais e suas vivências pessoais e grupais, enriquecendo seu conhecimento do mundo, das linguagens das artes e instrumentalizando-as como leitoras e produtoras de trabalhos artísticos.

Objetivos

O objetivo deste trabalho é criar um espaço dentro do ambiente escolar que possibilite o contato com variadas formas de artes. Pretende-se também que com estas atividades as crianças tenham oportunidade de desenvolver suas habilidades artísticas.

5

Quando as crianças desenham livremente, expressam aquilo que pensam e sentem. Por meio de suas criações é possível perceber seu conhecimento intelectual, sua maturidade emocional e social, seus interesse e conflitos, assim como sua capacidade criadora. Por isso, o desenho converte-se em um dos melhores meios para conhecer os alunos. As manifestações artísticas estimulam o desenvolvimento da criatividade, do senso crítico e permitindo a ação e a capacidade de discernir diferentes formas de arte valorizando tanto a sua produção quanto à produção alheia. A escolha desta atividade cria um contexto em que, além de pesquisar algumas informações sobre as obras, amplia-se o universo cultural as crianças já na educação infantil.

DESENVOLVIMENTO

Para a realização deste trabalho, utilizamos pesquisas na internet, livros especializados no assunto, revistas com artigos sobre o tema e a prática com as crianças na execução da releitura das obras. Os recursos utilizados na atividade com as crianças foram: figuras das obras, folhas sulfite A4, giz de cera, lápis de cor.

Procedimento

Participaram da atividade, crianças entre três a seis anos de idade.

6

A instituição em que foi realizado o trabalho é uma creche que atende crianças na faixa etária citada acima e em seu planejamento anual já é previsto o conteúdo de “Artes Visuais” onde procura levar a criança a diferentes formas de expressão artística. Desta forma, as crianças que participam da atividade de alguma maneira já possuem certa familiaridade com o tema.

Aplicação da atividade

Ao chegar na Instituição, a coordenadora já nos aguardava com três espaços reservados e separados. O grupo foi dividido em subgrupos de forma que cada um aplicasse uma atividade para cada criança. Foram selecionadas três obras para a realização da atividade:

1 – Girassóis, 1888 (Vincent Van Gogh);

6 A instituição em que foi realizado o trabalho é uma creche que atende crianças na

7

2 – Ponte Japonesa e o Lago das Ninféias
2
Ponte
Japonesa
e
o
Lago das Ninféias

em Giverny, 1899 (Claude Monet);

3 – O Quarto de Van Gogh em Arles, 1889 (Vincent Van Gogh).

7 2 – Ponte Japonesa e o Lago das Ninféias em Giverny, 1899 (Claude Monet); 3

8

Na realização da atividade foram utilizados os mesmos métodos. Primeiramente, as obras foram mostradas às crianças, explicando a elas a história dos pintores e das obras, em seguida solicitamos que as crianças reproduzissem as obras no papel.

RECOMENDAÇÃO

Durante a realização da atividade, as crianças se mostraram participativas, fazendo perguntas e tecendo comentários.

Seguem alguns comentários das crianças e suas releituras:

1 E.H. é um menino de quatro anos que fez a releitura de GIRASSÓIS. Alguns de seus comentários:

“Vou desenhar os galhos e as pétalas “Essa flor não é muito bonita”.

...

o cabinho é azul?”.

9

9 2 – A menina L.S. tem cinco anos e realizou a releitura da obra de

2 – A menina L.S. tem cinco anos e realizou a releitura da obra de Claude Monet, PONTE JAPONESA E O LAGO DAS NINFÉIAS EM GIVERNY. A criança fez várias observações:

“Ah! É uma ponte!”. “Não tem a cor vermelha, né?”. “Aqui é o matinho, não tem
“Ah! É uma ponte!”.
“Não tem a cor vermelha, né?”.
“Aqui é o matinho, não tem flor porque choveu muito
...
”.

10

3 – A garota B.R. de seis anos usou para a releitura, a obra O QUARTO DE VAN GOGH EM ARLES. Ela se mostrou bem interessada:

“Como é o nome do homem que pintou este quadro?”. “Eu conheço ele, a professora já mostrou este desenho. Vou fazer bem bonito, colorido. É um quarto muito colorido!”.

10 3 – A garota B.R. de seis anos usou para a releitura, a obra O

A duração da atividade de Releitura de Obras durou em média 45 minutos em todos os grupos de trabalho. Este método pode ser aplicado em várias disciplinas, dentre elas: Educação Artística, História, Biologia, Psicologia, pois estimula a linguagem visual, as habilidades e a imaginação das crianças.

11

BIBLIOGRAFIA

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. - Referencial Circular nacional para a Educação Infantil / Ministério de Educação e do Desporto, Secretaria da Educação Fundamental – Brasília: v.2, p. 83-113, MEC/SEF, 1998. ARAUJO, Paulo. A geometria na tele de Van Gogh. Revista Nova Escola, São Paulo, n.173, p.34-35, jun.04 e jul.04. GIRARDI, Giovana. Monet e o impressionismo. Revista Nova Escola, São Paulo, n.174, p.28-31, ago.04. ESQUIVEL, Maria Teresa. Oficina de Pintura. 1.ed. São Paulo: Moderna, 2001.