Você está na página 1de 36

Tecnologia em Logística e Transportes

Embalagens e Unitização

Prof. Carlos Eduardo Bastos

1
Plano de ensino

OBJETIVO:

Compreender, analisar, projetar e gerenciar o processo de


embalagem e unitização de cargas nos processos logísticos.

METODOLOGIA:

• Aulas expositivas com exemplos e comentários;


• Atividades práticas em sala;
• Trabalhos de pesquisa elaborados e apresentados pelos alunos;
• Uso de recursos audiovisuais.

2
Plano de ensino

Conteúdo programático:

• Conceituação e Histórico
• A Embalagem na Logística
• A Embalagem e o Código de Barras
• Projeto de Embalagem
• A Embalagem e a Sociedade
• Unitização de Carga

3
Plano de ensino

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO:

Atividade Peso
Prova 1 (P1) 4 20/04
Prova 2 (P2) 4 22/06
Trabalhos (MT) 2

Média final: MF = (4*P1+ 4*P2 + 2*MT) / 10

Média mínima para aprovação = 6,0 (75% presença)

Pode haver uma prova substitutiva para o aluno que deixar de


comparecer a uma prova ou não alcançar a média. 06/07

4
Plano de ensino

BIBLIOGRAFIA

CASTIGLIONI, José A. M.. Logística Operacional – Guia Prático. São


Paulo: Saraiva, 2013.
GURGEL, Floriano do Amaral. Administração da Embalagem. São
Paulo: Thomson Learning, 2009.
MESTRINER, Fábio. Gestão Estratégica de Embalagem. São Paulo:
Prentice Hall Brasil, 2009.
MOURA, Banzato. Embalagem, Unitização e Conteinerização. Série
Manual de Logistica São Paulo: IMAM, 2000.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ABRE – Associação Brasileira de Embalagem: www.abre.org.br.

5
Introdução

6
Conceituação

O que é embalagem?
A embalagem é um recipiente ou envoltura que
armazena produtos temporariamente,
individualmente ou agrupando unidades, tendo como
principal função protegê-lo e estender o seu prazo de
vida (shelf life), viabilizando sua distribuição,
identificação e consumo.
A embalagem tornou-se ferramenta crucial para
atender à sociedade em suas necessidades de
alimentação, saúde, conveniência, disponibilizando
produtos com segurança e informação para o bem
estar das pessoas, possibilitando a acessibilidade a
produtos frágeis, perecíveis, de alto ou baixo valor
agregado.
Conceituação

A embalagem é parte significativa do sistema


logístico.

Tem a responsabilidade de minimizar o custo de


entrega e impulsionar as vendas.

Funções:
• Manter a condição do produto;
• Proteger a mercadoria;
• Ser elemento de comunicação.

O desenvolvimento da embalagem acompanhou


o desenvolvimento humano.
Atualmente estão em todos os produtos com
formas e funções variadas. Ref.: Castiglioni – Logística Operacional
Conceituação

A proteção do produto é uma importante função


da embalagem  o dano em trânsito pode
destruir o valor que foi agregado ao produto.

O tipo de proteção depende:


o do valor do produto;
o das características físicas do produto;
o dos riscos inerentes ao sistema logístico;
o do custo efetivo da embalagem.

Proteção da embalagem = Características do produto + riscos logísticos

Ref.: Castiglioni – Logística Operacional


Embalagens e a Economia

A embalagem é hoje um importante componente


da atividade econômica.

O consumo de embalagens é utilizado como um


parâmetro para aferir o nível de atividade da
economia dos países industrializados.

A embalagem final é produto da ação de uma


complexa cadeia produtiva que utiliza uma
ampla gama de materiais, processos,
equipamentos de produção, técnicas e sistemas
de impressão e rotulagem.

Ref.: Mestriner – Design de Embalagem


Cadeia produtiva da embalagem
Convertedores =
Indústria de MP Garrafas, frascos, potes,
Indústrias que fabricam
as embalagens sacos, tampas, lacres, rótulos
MP

Indústria de
Equipamentos
de envase
Indústria de
Design da
equipamentos
embalagem

Usuários =
Fabricantes dos produtos
que vão dentro
das embalagens
Consumidor Atacadista / Varejista

Distribuição =
Logística e transporte
dos produtos
Embalagens e a Economia

A utilização e a
distribuição de
embalagens são um
negócio global que
acompanha o
comércio mundial.
Embalagens e a Economia

Representatividade da embalagem na economia


brasileira:
 gastos da ordem de 2% do PNB;
 perda de 10 a 15% da receita de exportação
devido a embalagens deficientes;
 Nono lugar entre os países que reciclam papel –
equivale a 38,5% da produção anual de
embalagens celulósicas;
 participação por tipo de embalagem –
celulósicas = 41%; plástico = 29%; metal = 19%;
vidro = 10%; madeira = 1%.

Ref.: Castiglioni – Logística Operacional


Classificação das Embalagens

Classificação – por função

 Primária ou de venda = embalagem que está em


contato com o produto; contém o produto. Ex.: frasco
de remédio; lata de leite condensado; vidro de palmito.
 Secundária ou coletiva = protege a embalagem
primária. Forma básica de caixa. Ex.: caixinha que
contém o frasco do remédio.

Ref.: Castiglioni – Logística Operacional


Classificação das Embalagens

Classificação – por função


 Terciária ou de transporte = para proteção e
transporte. Ex.: caixas de papelão, de madeira, de
plástico.
 Quaternária ou unificada = consolida
embalagens. Facilita a movimentação e armazenagem.
Ex.: pallet, caçamba.
 De quinto nível = embalagem conteinerizada, ou
embalagens especiais para envio a longa distância.
Classificação das Embalagens

Classificação – por aplicação

 Para o consumidor = ênfase em marketing –


conveniência do consumidor, acomodação nas
prateleiras, apelo mercadológico.
 Industrial = ênfase na logística – facilidade de
manuseio, armazenagem e transporte.

Ref.: Castiglioni – Logística Operacional


Funções das Embalagens

 Contenção = servir como receptáculo, para conter


o produto. Ex.: evitar vazamento.
A eficiência da embalagem quanto à contenção deve
estar associada ao grau de risco proporcionado pelo
produto. Ex.: produto químico x sal.
 Proteção = possibilitar o manuseio do produto até
o consumo final, sem que ocorram danos à embalagem
e ao produto.
Os riscos principais são: perfuração, esmagamento,
vibração, compressão, oxidação, choques, temperatura.
O grau de proteção deve ser estabelecido em função do
produto.
Ref.: Castiglioni – Logística Operacional
Funções das Embalagens

 Comunicação = levar a informação de formas


diversas, através de símbolos, cores, impressões.
Embalagens primárias  trazer informações sobre
marca, produto, características ao consumidor final.
Embalagens industriais  permitir localização e
identificação de forma facilitada nos processos
logísticos (armazenagem, transporte, picking, etc).

Ref.: Castiglioni – Logística Operacional


Amplitude das funções das Embalagens

Funções primárias Conter; proteger; transportar


Econômicas Componente do custo do produto
Tecnológicas Sistemas de conservação; novos
materiais
Mercadológicas Chamar atenção; atrair consumidor
Conceituais Construir a marca do produto
Comunicação e Marketing Suporte a ações promocionais
Sócio-cultural Expressão da cultura e estágio de
desenvolvimento de empresas e países
Meio-ambiente Componente do lixo urbano; Reciclagem
Materiais das Embalagens

Fonte: IBGE, 2016

20
Materiais das Embalagens
Exportação

Fonte: ABRE, 2016


Materiais das Embalagens
Importação

Fonte: ABRE, 2016


Materiais das Embalagens
Padronização das Embalagens

Geralmente ocorre nas embalagens secundárias


e terciárias.
Na maioria das vezes, refere-se a padronização
das dimensões e não de material das
embalagens, associadas aos equipamentos de
movimentação, manuseio e armazenagem.
Vantagens:
• padronização de métodos e equipamentos;
• redução de tempo das operações logísticas;
• redução de custos.

Ref.: Castiglioni – Logística Operacional


História e Evolução
da Embalagem

Ref.: Gurgel – Administração da Embalagem

25
A Evolução da Embalagem

Fatores que levaram à alteração do aspecto visual das


embalagens ao longo do tempo:

• As porções – alteração nas quantidades necessárias


para a utilização das famílias influencia a distribuição
dos produtos;
• A tecnologia – introdução de novos materiais;
• A competição – alteração das necessidades de
marketing;
• A preservação – alteração do comportamento social
dos consumidores e aumento das distâncias para
distribuição dos produtos.
História
Anos 20

• Embalagens flexíveis de papel à prova de gordura;


• Sacos e etiquetas de papel encerado utilizados
pelas pequenas lojas de vendas a granel;
• Surgimento, em 1926, da primeira embalagem
“mantenha fresco” de batatas chips – saco de papel
vedado;
• Folhas de alumínio aplicadas nas embalagens de
balas.
História

Anos 30
• Primeiros filmes transparentes;
• Introdução do celofane – embalagens à prova de
umidade e transparentes;
• Aplicação em cigarros, carnes, frios, etc;
• Flexografia para decorar sacos de papel também
se desenvolveu para impressão sobre celofane.
História

Anos 40
• Domínio do papel encerado;
• Introdução da embalagem encerada pré-impressa;
• Surgimento de tintas para impressão resistentes
ao escorrimento e desbotamento;
• Comercialização de termoplásticos – polietileno,
poliestireno, PVC.
História

Anos 50
• “Boom” de novos materiais;
• Desenvolvida embalagem para perus congelados;
• Laminados eram bastante utilizados – resistência
à umidade, esterilização, preservação do frescor;
• Surgimento das máquinas de embalamento à
vácuo e encolhimento.
História
Anos 60
• As máquinas automáticas;
• Introdução das embalagens termoformadas com
abertura fácil;
• Embalagens descartáveis de plástico para “fast
food”;
• Máquinas de formar/encher/selar;
• Filmes “stretch” e termoencolhíveis;
• Máquinas com filmes pré-impressos para pães.
História

Anos 70
• Códigos de barra;
• Copos e bandejas descartáveis de poliestireno;
• Recipientes para isolamento térmico – poliestileno
expandido, plástico bolha e espuma poliestileno;
• Rótulos plásticos e “sleeves” para garrafas PET;
História

Anos 80
• Embalagens e equipamentos assépticos (longa
vida);
• Filmes para bandeja de microondas;
• Embalagens “cook in”;
• Maior introdução de novas embalagens de todos
os tempos;
História

Anos 90 e 2000
• Reduzir, reutilizar, reciclar;
• Substituição de materiais pelo recicláveis e
reciclados;
• Automação dos processos aumenta
vertiginosamente a velocidade com que os produtos
são embalados.
Atividade - Pesquisa
Fazer uma pesquisa sobre embalagens de acordo com o tipo de
material utilizado:
Vidro / Celulose / Plástico / Metal / Madeira / Tecido

Conteúdo:
Tipos de embalagem
Processo de fabricação da embalagem
Aplicação
Vantagens / Desvantagens

Grupos / Temas: Para dia: 06/10


1–
2–
3–
4–
5–
6–

35
Próxima aula.....

A embalagem na
Logística

36