P. 1
Biossíntese de lipídios

Biossíntese de lipídios

|Views: 73|Likes:

More info:

Published by: Leonardo Peixoto Carvalho on Apr 16, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/19/2014

pdf

text

original

Biossíntese de lipídios Lipídios Função principal - Forma de armazenamento maioria dos organismos, constituintes de membranas celulares.

Podem ser especializados – pigmentos (retinol), cofatores enzimáticos (vitamina K), detergentes (sais biliares), transportadores (dolicóis), hormônios(derivados da vitamina D e hormônios sexuais), mensageiros intra e extracelulares, ancoras para proteínas de membrana. Compostos por precursores simples solúveis como acetato. Para a sua produção – Biossíntese – Via endergônica e caráter redutor Fonte de energia metabólica – ATP Transportador de elétron – NADPH.

Falaremos de: Biossíntese dos ácidos graxos; Principais componentes dos triacilgliceróis e dos fosfolipídios; Montagem dos ácidos graxos em triacilgliceróis e nos tipos mais simples de fosfolipídios de membrana; Síntese do colesterol. BIOSSÍNTESE DOS ÁCIDOS GRAXOS E DOS EICOSANOIDES Descoberta da Oxidação dos ácidos graxos – pela remoção oxidativa de dois átomos de carbono (acetil-CoA). Pensou-se: Biossintese de maneira inversa. Massss aaaa não. Ocorre de maneira diferente por um conjunto de reações e enzimas, vias diferentes e compartimentos distintos na célula. Intermediário que participa da biossíntese malonil-CoA. Partiremos para – síntese dos ácidos graxos, regulação da via para biossíntese de ácidos graxos de cadeia longa, ácidos graxos insaturados, derivados eicosanoides. O malonil-CoA é sintetizado do acetil-CoA e do bicarbonato A formação do malonil-CoA se dá por um processo irreversível – catálise acetil-CoA carboxilase Acetil-CoA – possui uma molécula de biotina como grupo prostético ligado covalentemente.

(Fonte: http://upload. derivado do bicarbonato(HCO3-) é primeiramente transferido para a biotina em uma reação depensente de ATP. Do passo 2 para o passo 3 o grupo biotinil funciona como transportador temporário de CO2.wikimedia. os grupos acetila e malonil estão próximos um do outro e são ativados para o processo de alongamento da cadeia. O complexo ácido graxo sintetase tem sete grupos ativos diferentes Sete polipeptídios (proteínas). os dois grupos tióis (-SH) do complexo enzimático precisam ser carregados com os grupos acila corretos.png) Nos passos 1 e 2 o grupo carboxila. Com o complexo da sintetase carregado. agindo para catalisar a formação de ácidos graxos a partir de acetil-CoA. A BIOSSÍNTESE DE CARBOIDRATOS OCORRE POR UMA VIA DISTINTA Ocorrem quatro passos fundamentais pelos quais são montados os átomos de carbono das longas cadeias dos acidos graxos. Esta reação é catalisada pela acetil-CoA-ACP transacetilase.org/wikipedia/commons/a/a1/ACAC_mechanism. ela é catalisada pela malonil-CoA-ACP transferase. Primeiro o grupo acetila do acetil-CoA é transferido para o grupo Cys-SH da β-acetoacil-ACP sintetase. A segunda reação transfere o grupo malonil do malonil-CoA para o grupo -SH da ACP. o qual consiste dos quatro passos serão agora explicados em detalhes. Um desses pontos de ligação é um resíduo de cisteína presente em uma das sete proteínas. . Durante todo o processo os grupos intermediários permanecem ligados a um ou dois dos grupos tióis (-SH) do complexo. Cada vez que a molécula passa pelo ciclo sao aumentados 2 atomos de carbono em sua cadeia carbônica do acido graxo em crescimento. Todo o processo é gerido por um complexo enzimático de acido graxo sintetase e outras enzimas. firmemente associados em um complexo único e organizados. transferindo-o no passo 3 para a acetil-CoA que posteriormente é liberada já na forma de malonil-CoA. também parte do complexo. O ácido graxo sintetase recebe os grupos acetila e malonil Antes de começar as reações de condensação que constroem a cadeia do acido graxo.

2. e assim a ligação é reduzida par a formar o grupo acil-graxo saturado correspondente.( enoil-ACP-redutase) .Condensação .com a junção da cadeia carbônica do grupo acetil com os carbonos do grupo malonil com a perda de CO2. onde ocorre a entrada de uma molécula de NADPH que doa um H para a molécula.ocorre a condensação de um grupo acila ativado com dois átomos de carbono derivados do malonil-CoA. (β-hidroxiacil-ACP-desidratase) 4. ocorre a formação de um grupo β-ceto. com a eliminação de CO2 do grupo malonil. Após a formação desse grupo alcoolico o cicloparte para o próximo passo (β-cetoacil-ACP redutase).redução – aqui temos a redução da dupla ligação que é clivada pela entrada de uma molécula de NADPH que doa um H. este grupo é então reduzido a um álcool.desidratação – ocorre a desidratação pela eliminação de uma molécula de H2O.1. 3. que faz com que seja formada uma dupla ligação entre os resíduos de grupo malonil e acetil.Redução . aumentando assim 2 atomos de carbono na cadeia do grupo acila ( β-cetoacil-ACP sintase).

Em vegetais a liberação da cadeia ocorre antes. Primeiro – a formação de sete moléculas de malonil-CoA: 7 acetil-CoA + 7 CO2 + 7 ATP → 7 malonil-CoA + 7 ADP + 7 Pi Depois sete ciclos de condensação e redução: Acetil-CoA +7 malonil-CoA +14 NADPH + 14 H+ → palmitato + 7 CO2 + 8 CoA +14 NADP+ +6 H2O. de que se atinjam os 16 carbonos. Por que a elongação da cadeia para nesse ponto as razões ainda não são bem entendidas. Também são formadas pequenas quantidades de ácidos graxos mais longos como o estearato (18:0). Assim de modo global podemos dividir o processo (Lembrando que são 7 ciclos completos) para a síntese do palmitato a partir da acetil-CoA em duas partes.Cada uma das passagens pelo ciclo aumenta dois átomos de carbono à cadeia do grupo acila. mas ele ocorre pela ação de uma atividade hidrolítica existente no complexo da sintase. em cerca de 90% dos ácidos. Assim para o processo global temos: . Quando o comprimento da cadeia atinge 16 o produto (palmitato) abandona o ciclo. são necessários 7 ciclos para que o grupo palmitol seja formado. apresentando cadeias com comprimentos de 8 a 14 carbonos.

De maneira geral para a síntese do palmitato é necessário: Acetil-CoA Energia química: ATP (fonte de potencial) e NADPH (fonte redutora). O acetil-CoA intramitocondrial reage primeiro com o oxalato para formar o citrato. um transportador indireto transfere os equivalentes do grupo acetila através da membrana interna. A síntese de acidos graxos ocorre no citosol de muitos organismos.fornecendo um ambiente fortemente redutor para síntese redutiva doas ácidos graxos e de outras biomoléculas Nas células vegetais fotossintetizantes a síntese dos ácidos graxos ocorre no estroma do cloroplasto Nos eucariotos todo o acetil-CoA empregado na síntese e oriundo da oxidação do piruvato nas mitocôndrias e do catabolismo dos aminoácidos A membrana mitocondrial interna é impermeável ao acetil-CoA. e outros para o anabolismo Em geral o NADPH e o transportador de elétrons para as reações anabólicas e o NAD+ para as reações catabolicas A relação NADPH/NADP+ é muito alta no citosol . que ocorrem na matriz mitocondrial. Em mamíferos – o complexo é encontrado somente no citosol ( assim como as enzimas: biossíntese de nucleotídeos.8 Acetil-CoA + 7 ATP +14 NADPH + 14 H+ → palmitato + 8 CoA + 7 ADP 7 Pi +14 NADP+ + 6 H2O. aminoácidos e da glicose). na reação do ciclo acido cítrico catalisada pelo citrato sintase. Essa localização separa os processos de síntese dos fatores degradativos. ATP – para ligar o CO2 ao acetil-CoA durante a síntese do malonil-CoA NADPH – necessário para reduzir as duplas ligações. mas nos vegetais ela ocorre nos cloroplasntos. Existe cofatores transportadores de elétrons para o catabolismo. O citrato então passa para o citosol .

e age como inibidor por retroalimentação da enzima. sofrem. eles são obtidos a partir dos vegetais .14). Ele pode ser aumentado paa formar o esterato(18:0) e ácidos graxos ainda maiores.pela membrana mitocondrial interna através do transportador de tricarboxilato. a inativa. 18:1 ( delta elevado a 9. disparada pelos hormônios glucagon e epinefrina. esta reação depende de ATP. através da ação dos sistemas de alongamento dos ácidos graxos presentes no reticulo endoplasmático liso e na mitocôndria O sistema de alongamento mais ativo do RE aumenta a cadeia de 16 carbonos do palmitoil-CoA por dois carbonos. e o citrato e um ativador alostérico A acetil-CoA carboxilase também e regulada por alteração covalente. É um exemplo de uma oxidação de função mista. mas não pode introduzir as duplas ligações adicionais na cadeia do acido graxo entre C-10 a extremidade metila terminal O Linoleato e o linolenato são ácidos graxos essenciais para os mamíferos. simultaneamente oxidação por dosi elétrons Os hepatócitos de mamíferos podem introduzir rapidamente ligações duplas na posição do carbono 9 dos ácidos graxos.13 Os ácidos graxos de cadeia longa são sintetizados a partir do palmitato O palmitato e o precursor de outros ácidos graxos de cadeia longa. No citosol a clivagem do citrato pela citratoliase regenera o acetil-CoA .12 20. o acido graxo eo NADPH. Figuras 20. formando o esteroil-CoA Embora diferentes sistemas enzimáticos estejam envolvidos e a coenzima A ser o transportador de acila diretamente envolvido na reação. o excesso e convertido em ácidos graxos e armazenado como lipídeos A reação catalisada pelo acetil-CoA carboxilase é o passo limitante da velocidade da biossíntese dos ácidos graxos e é um sitio importante de regulação Nos vertebrados o palmitoil-CoA é o principal produto da síntese de ácidos graxos. A fosforilação.11 20. o estearoil-CoA Alguns ácidos graxos são dessaturados O palmitato e o estearato servem como precursores dos dois ácidos graxos monoinsaturados mais comuns nos tecidos animais : O palmitoleato 16: 1( delta elevado a 9. Dois substratos diferentes. seguido por redução. dessa forma desacelera a síntese dos ácidos graxos. dupla no carbono 9) A dupla ligação e introduzida na cadeia do acido graxo por uma reação oxidativa catalisado pela acil-graxo-CoA dessaturase (figura 20. A biossíntese de ácidos graxos é regulada rigorosamente Quando um organismo possui combustível metabólico mais que o suficiente para suprir suas necessidades energéticas. o mecanismo de alongamento e idêntico ao empregado no palmitato: A doação de dois carbonos pelo malonil-ACP. dupla no carbono 9) e o oleato. desidratação e redução ao produto saturado com 18 átomos de carbono.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->