P. 1
Programa Nacional de Imunização

Programa Nacional de Imunização

|Views: 1.736|Likes:
Publicado porgkbsantos

More info:

Published by: gkbsantos on Sep 29, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/29/2013

pdf

text

original

PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÃO

ENFª Gleyce Kelly de Brito Brasileiro Santos

PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÃO

O que é?

Consiste num planejamento de doses vacinais a fim de dar imunidade ao maior número possível de pessoas! Erradicar doenças transmissíveis.

Qual o objetivo?

IMUNIDADE

O que é?

Consiste num planejamento de doses vacinais a fim de dar imunidade ao maior número possível de pessoas! Específica Adquirida; Passivamente Adquirida;

Tipos de imunidade:
− −

VACINA

O que é?

Substâncias que contém:
  

Microorganismos mortos; Microorganismos Atenuados; Toxina do Microorganismo.

 

NÃO CAUSAM A DOENÇA!!! É UMA IMUNIDADE ATIVA!

CONTRA-INDICAÇÕES GERAIS

NÃO É INDICADO VACINAR:
− − −

Imunodeficientes Congênitos ou Adquiridos; Neoplasia Maligna; Paciente em tratamento com corticoesteróides em esquema imunodepressor (mais de 2mg/kg de predinisona); Quimioterapia, Radioterapia; Gravidez (vacinar somente se houver alto risco de exposição febre amarela)

− −

CONTRA-INDICAÇÕES GERAIS

PODE ADIAR A VACINAÇÃO:

Após tratamento com imunossupressores ou altas doses de corticoesteróides até três meses após o tratamento;

CONTRA-INDICAÇÕES GERAIS

PODE ADIAR A VACINAÇÃO:

Após transfusões sangüíneas ou de hemoderivados , pois os anticorpos podem neutralizar o efeito vacinal. Deve-se aguardar de 6 a 8 semanas para reiniciar o esquema de vacinação;

CONTRA-INDICAÇÕES GERAIS

PODE ADIAR A VACINAÇÃO:

Em doença aguda febril GRAVE, para que os sinais e sintomas da doença não sejam confundidos ou atribuídos com possíveis efeitos adversos da vacina.

CONTRA-INDICAÇÕES GERAIS

PODE ADIAR A VACINAÇÃO:

Em doença aguda febril GRAVE, para que os sinais e sintomas da doença não sejam confundidos ou atribuídos com possíveis efeitos adversos da vacina.

FALSAS CONTRA-INDICAÇÕES PODE VACINAR
Tosse, coriza, diarréia leve ou moderada, doenças de pele;

História e(ou) diagnóstico clínico pregressos de hepatite B, tuberculose, tétano, difteria, coqueluche, sarampo, caxumba, rubéola, poliomielite e febre amarela em suas respectivas vacinas;
   

Desnutrição; Uso de qualquer antimicrobiano; Vacinação contra a raiva;

FALSAS CONTRA-INDICAÇÕES PODE VACINAR
 

Doença neurológica pregressa ou estável;

Alergias (exceto as que se relacionam com os componentes vacinais); Em tratamentos curtos com corticoesteróides, uso para manutenção fisiológica ou em doses baixas ou moderadas;

Baixo peso ao nascimento (com exceção da BCG) ou prematuridade;
 

Em casos de internação hospitalar.

CONSERVAÇÃO DOS IMUNOBIOLÓGICOS
É realizada refrigeração;
 

através

de

um

sistema

de

As vacinas são são termolábeis: perdem a sua eficácia quando expostas ao calor! Rede de frio: armazenamento, transporte e manipulação das vacinas :

REDE DE FRIO

NÍVEIS: NACIONAL;  ESTADUAL;  REGIONAL OU DISTRITAL;  LOCAL.

REDE DE FRIO
  

Câmaras de conservação +2ºC a -20ºC; Geladeiras (não pode ser frost free) +2º a +8ºC; Caixas Térmicas para transporte.

Organização da Geladeira

Organização da Geladeira

Boa Noite!

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->