Você está na página 1de 14

17/02/2014

Fisiologia do Exercício Aplicada à Crianças e Adolescentes
Fisiologia do Exercício Aplicada
à Crianças e Adolescentes
SISTEMA CARDIORRESPIRATÓRIO Cardiovascular Respiratório
SISTEMA
CARDIORRESPIRATÓRIO
Cardiovascular
Respiratório

17/02/2014

Sistema Cardiovascular: FUNÇÃO
Sistema
Cardiovascular:
FUNÇÃO
Crescimento Adolescente Pulmões O tamanho dos pulmões e sua capacidade aumentam rapidamente na puberdade; As frequências
Crescimento Adolescente
Pulmões
O tamanho dos pulmões e sua capacidade aumentam
rapidamente na puberdade;
As frequências respiratórias diminuem;
A capacidade vital (quantidade máxima de ar que pode ser expirado
após uma inspiração máxima) aumenta mais rapidamente nos
meninos aproximadamente aos 12 anos de idade
Diferenças
sexuais
Podem ser atribuídas a menor
dimensão do coração das
meninas e ao estilo de vida
mais ativo dos meninos
Gallahue e Ozmun, 2005.

17/02/2014

TREINEMENTO Endurance: ↑ VE (Hipertrofia muscular cardíaca)
TREINEMENTO Endurance: ↑ VE
(Hipertrofia muscular cardíaca)
HIPERTROFIA CARDÍACA
HIPERTROFIA CARDÍACA

17/02/2014

Menor volume cardíaco e sanguíneo Maior estimulação dos quimiorreceptores periféricos Níveis mais baixos de catecolaminas circulantes Menor responsividade dos receptores beta-adrenérgicos Diferença no ajuste dos mecanismos de termorregulação

Débito cardíaco Diferença arteriovenosa de oxigênio (diferença a-vO 2 )

Frequência Cardíaca Volume de ejeção sistólico

Cardiovasculares

Aspectos

Adultos

Possíveis causas

Frequência Cardíaca Maior atividade cronotrópica observada em crianças para uma mesma demanda de trabalho deve-se a
Frequência Cardíaca
Maior atividade cronotrópica observada em crianças para uma mesma demanda
de trabalho deve-se a um:
Mecanismo compensatório relacionado ao menor volume do coração,
menor volume sanguíneo e, subsequentemente, a um menor volume
de ejeção sistólico.

17/02/2014

17/02/2014 Considerações Finais As Crianças, ainda em fase de crescimento, apresentam tanto as características morfológicas quanto
Considerações Finais As Crianças, ainda em fase de crescimento, apresentam tanto as características morfológicas quanto as
Considerações Finais
As Crianças, ainda em fase de crescimento, apresentam tanto as características
morfológicas quanto as funcionais em processo de desenvolvimento.
Levar os referidos aspectos em consideração no momento da prescrição do
exercício físico/Treinamento físico

17/02/2014

17/02/2014 6
17/02/2014 6
17/02/2014 6
17/02/2014 6

17/02/2014

REMODELAGEM ÓSSEA
REMODELAGEM ÓSSEA

REMODELAGEM

ÓSSEA

COMPARAÇÃO HOMENS x MULHERES

COMPARAÇÃO HOMENS x MULHERES

17/02/2014

ESTRESSE MECÂNICO E DMO

ESTRESSE MECÂNICO E DMO
34 – 54% da densidade mineral óssea são determinados geneticamente, a sobrecarga mecânica imposta pela

34 – 54% da densidade mineral óssea são determinados geneticamente, a sobrecarga mecânica imposta pela atividade física parece ter um papel importante no crescimento desta densidade em crianças e adolescentes (Nordstrom et al, 1998).

O conteúdo mineral ósseo estabelecido na infância e adolescência é um determinante do estado mineral ósseo do adulto (Slemenda, 1991;1994).

17/02/2014

Atividade física regula r e o treinamento durante a juventude estão associados ao aumento do

Atividade física regular e o treinamento durante a juventude estão associados ao aumento do conteúdo mineral ósseo, mas a influência da atividade física é especifica para as regiões onde ocorre o esforço mecânico

(Kannus;Vuori, 1996).

A pressão exercida mediante atividade física sobre a placa de crescimento, estimula o alongamento do osso, porém, se a mesma é excessiva, poderá retardar o crescimento. Becerro (1989),

O aspecto estético, extremamente magra, pode levar os ginastas a um estado de subnutrição relativa, prejudicando
O aspecto estético, extremamente magra, pode levar os ginastas a um estado de
subnutrição relativa, prejudicando o crescimento em estatura (Theintz et al, 1993).

17/02/2014

17/02/2014 No sexo feminino a massa mu scular atinge seu máximo entre 16 e 20 anos
No sexo feminino a massa mu scular atinge seu máximo entre 16 e 20 anos

No sexo feminino a massa muscular atinge seu máximo entre 16 e 20 anos e, no sexo masculino, entre 18 e 25 anos, exceto quando esta é aumentada ainda mais por meio do exercício, dieta ou ambos (Wilmore e Costill,

2001).

17/02/2014

17/02/2014 Em Jovens adultos, o treinamento de f orça progressivo está associado a um aumento da
Em Jovens adultos, o treinamento de f orça progressivo está associado a um aumento da

Em Jovens adultos, o treinamento de f orça progressivo está associado a um aumento da área relativa das fibras tipo IIX (contração rápida), enquanto o treinamento de resistência se associa ao aumento da área relativa das fibras tipo I (contração lenta) (Founier 1982).

17/02/2014

Meninos de 16 anos , submetidos a um progr ama de três meses de treinamento

Meninos de 16 anos , submetidos a um programa de três meses de treinamento de resistência foram associados ao aumento tanto na área de fibras tipo I como na área de tipo II, enquanto que três meses de treinamento de corridas de velocidade não afetaram as áreas das fibras (Founier 1982).

Aumentos de força em indivíduos pré e pós púberes demonstram que na pré- puberdade os ganho de força são relativos a uma adaptação dos mecanismos neurais como aumento da coordenação inter e intramuscular, mais sem aumento da massa muscular devido a falta de testosterona (Payne et all, 1997).

Durante e após a puberdade os ganhos de força ocorrem por melhora nos mecanismos neurais

Durante e após a puberdade os ganhos de força ocorrem por melhora nos mecanismos neurais e também por hipertrofia muscular (Payne et all, 1997).

Em pré-adolescentes foram observados que os aumentos da força e resistência muscular ocorriam de forma mais efetiva com o treinamento de força de muitas repetições e baixa intensidade, do que com o treinamento de poucas repetições e alta intensidade (Payne et all, 1997).

17/02/2014

FATORES NEURAIS E HIPERTRÓFICOS Treino de curta duração Treino de longa duração Anabolizantes 6 10
FATORES NEURAIS E HIPERTRÓFICOS
Treino de curta duração
Treino de longa duração
Anabolizantes
6
10
Existem dois períodos durante o crescimento onde ocorre um notável aumento no número de adipócitos:
 

Existem dois períodos durante o crescimento onde ocorre um notável aumento no número de adipócitos:

 

1º ano após o nascimento adolescência

 

Deve-se

reservar

cuidados

quanto

ao

desenvolvimento ou prevenção da obesidade durante

o crescimento. Malina e Bouchard, 1991

 

17/02/2014

É difícil separar os efeitos do treinamento sobre a massa livre de gordura das alterações

É difícil separar os efeitos do treinamento sobre a massa livre de gordura das alterações associadas ao crescimento e à maturação sexual. (Bouchard e Malina, 1991)