FACULDADE MAURICÍO DE NASSAU NÚCLEO DE SAÚDE, ENGENHARIA E HUMANAS CURSO: BACHARELADO EM FARMÁCIA DISCIPLINA: QUÍMICA ORGÂNICA II PROFESSOR: ANDRÉ

PIMENTEL

Síntese da Acetanilida e extração do Paracetamol
Alunos: Lenilton Souza F. de Lima Geysa Gusmão Stephan Levita Wanessa Keila

Recife, Abril de 2010

Introdução e objetivos A acetanilida (C8H9NO) é uma substância da mesma família do Paracetamol (acetaminofeno ou N-acetil-p-aminofenol) pertencente a função das amidas e está no grupo dos primeiros analgésicos a serem comercializados. xaropes e injectáveis. É utilizado nas seguintes formas de apresentação: cápsulas. o que levou a que vários derivados químicos do p-aminofenol fossem testados. o p-aminofenol foi experimentado. o derivado mais satisfatório foi a fenacetina (acetofenetidina). comprimidos. Esta substância tem ação analgésica suave (aliviam a dor) e antipirética (reduzem a febre).Desde 1993. Dentro dos experimentados. É um pó cristalino branco ligeiramente solúvel na água. No entanto. No entanto. mas sem propriedades antiinflamatórias clinicamente significativas. acreditando-se que o organismo oxida a acetanilida a p-aminofenol. O acetaminofeno foi primariamente usado em Medicina por Von Mering em 1893.1. mediadores celulares responsáveis pelo aparecimento da dor. Tem ponto de fusão de aproximadamente 114 a 115 graus Celsius e a temperatura ambiente apresenta-se como cristais bem definidos e uniformes incolor. muito pouco . A fenacetina foi introduzida na terapêutica em 1887 sendo extensivamente usada em misturas analgésicas antes de esta ter estado implicada em casos de nefrotoxicidade provocada por sobredosagens. Foi introduzida na medicina em 1886 com o nome de antifibrina por Cahn and Hepp que descobriram acidentalmente a sua ação anti pirética. por este motivo sua quantidade é controlada pelo governo. Na procura de compostos menos tóxicos. É uma droga utilizada para combater a cefáfeia. ganhou popularidade apenas desde 1949 após ter sido reconhecido como sendo o principal metabolito tanto da acetanilida como da fenacetina. gotas. Esta substância tem também efeitos antipiréticos. A origem das palavras acetaminofeno e paracetamol tem a ver com a nomenclatura usada em química orgânica: N-acetil-para-aminofenol e para-acetil-aminofenol. Atua por inibição da síntese da prostaglandinas. provou-se que a acetanilida é excessivamente tóxica e causa sérios problemas no sistema de transporte de oxigênio. a IUPAC recomenda para este composto o nome sistemático N-(4-hidroxifenil)etanamida. Esta nunca mais foi usada nos EUA. a fim de substituir os derivados da morfina. facilmente solúvel no álcool. A toxicidade não era menor.É um fármaco com propriedades analgésicas.

penasorbe entre outros sendo o primeiro o mais comercializado. Conhecimento prévio das técnicas de purificação de compostos orgânicos (recristalização e determinação do ponto de fusão) . • • • Descrição do mecanismo reacional na síntese da acetanilida.solúvel no cloreto de metileno e no éter. Entre os objetivos deste trabalho é: • A síntese da acetanilida a partir da anilina com anidrido acético. podendo ser discutido durante a prática os assuntos relacionados à síntese orgânica assim como seus mecanismos reacionais e o conhecimento de técnicas de purificação destes compostos. O Paracetamol. panadol. Algumas aminas aciladas aromáticas como acetanilida. Acetanilida e a Fenacetina são os principais derivados do p-aminofenol e que através de reações enzimaticas são interconvertidas a nível hepático. Extração do Paracetamol de um comprimido da marca Tylenol. pois os reagentes são de fácil obtenção e custo relativamente barato. paramolan. No mercado o Paracetamol pode ser encontrado com o nome comercial de Tylenol. fenacetina (p-etoxiacetanilida) e acetaminofen (p-hidroxiacetanilida) podem ser obtidos de maneira muito prática com o auxilio do professor para a elaboração deste experimento.

que é muito utilizado em laboratórios pois sua velocidade de reação é ideal para a acetilação em soluções aquosas. Dentre eles estão o ácido acético glacial que possui grande utilização por ter menor custo mas requer longo tempo de aquecimento. como o agente e cloreto de alumínio (AlCl3) como um catalisador para adicionar um grupo etanoíla (acetila) ao benzeno. . O composto que proverá o grupo alila é chamado agente de acilação. a partir do ataque nucleofílico do grupo amino sobre o carbono carbonílico do anidrido acético. haletos de acila são comumente usados como agentes de acilação.Em laboratório a Acetanilida por ser uma amida secundária pode ser sintetizada através de uma reação de acetilação da anilina. que converte metade do reagente em sal tornando-o incapaz de participar na reação. 1. e o anidrido acético. na acilação de Friedel-Crafts usa-se cloreto de acetila (cloreto de etanoíla).1 Reação de Acilação ( Fridel-Crafts) O termo acilação cobre todas as reações que resultem na introdução de um grupo acila em um composto orgânico. Após sua sínteze é purificada através de uma recristalização com o uso de um solvente apropriado. O ácido succínico é também comumente usado em um tipo específico de acilação chamada succinação. o mecanismo é adição-eliminação nucleofílica. que será demonstrado neste experimento. Por exemplo. Haletos de acila e anidridos de ácidos carboxílicos são também comumente usados como agentes de acilação para acilar aminas para formar amidas ou acilar álcoois para formar éteres. CH3COCl). Por causa dos agentes de acilação formarem um forte eletrófilo quando tratados por alguns metais catalisadores. A acetilação é frequentemente utilizada para "proteger" grupos funcionais primários e secundários. na qual ácido salicílico é acilado pelo anidrido acético e na síntese da acetanilida em que à anilina atua como um nucleófilo atacando o anidrido acético ou cloreto de ácidos. Um exemplo industrial de acilação está na síntese de aspirina. seguido de eliminação de ácido acético em sua forma aniônica (acetato). além de formar um produto de alta pureza e com bom rendimento. formado como um sub-produto da reação. que não é recomendado principalmente por reagir vagarosamente liberando ácido clorídrico. tornando-os menos suscetíveis a oxidações e menos reativos em reações de substituições aromáticas. o cloreto de acetila (cloreto de etanoíla. As aminas e álcoois são nucleófilos. CH3COCl.Na acilação podemos utilizar diversos reagentes.

Revisão Bibliográfica Para a elaboração deste relatório foram utilizadas como fontes livros técnicos. artigos cientificos obtidos através de revista eletrônica e sites de Universidades Federais e Estaduais brasileiras. .2.

dissolvendo-o na menor quantidade possível de água quente e deixando resfriar a solução lentamente para a obtenção dos cristais. As impurezas que permanecem insolúveis durante a dissolução inicial do composto são removidas por filtração a quente. Utilizando-se estes dados de solubilidade. A acetanilida sintetizada é solúvel em água quente. neste caso o anidrido acético. este tampão fornece o pH ótimo para que a reação ocorra com maior velocidade e rendimento. Para remoção de impurezas no soluto pode-se usar o carvão ativo. na presença de uma solução tampão de ácido acético/acetato. que são pouco solúveis em água fria. Como a reação é dependente do pH. que atua adsorvendo as impurezas coloridas e retendo a matéria resinosa e finamente dividida. usando papel de filtro pregueado. para aumentar a velocidade de filtração.3. O ponto de fusão é utilizado para identificação do composto e como um critério de pureza. . mas pouco solúvel em água fria. Compostos sólidos com faixas de pontos de fusão pequenas (< 2oC) são considerados puros. Síntese da Acetanilida A preparação da acetanilida ocorre através da reação entre a anilina e um derivado de ácido carboxílico. pode-se recristalizar o produto.

78HW – 1 (BIOMYXER) Bomba de vácuo Cuba de Gelo 3. Vidrarias e acessórios Papel de Filtro Gelo Carvão ativo Béquer 500 mL Tubos de ensaio Pipeta com auxiliar de pipetagem de 3 via Kitassato Funil de Büchner Erlenmeyer 250 mL  Reagentes Anilina (fenilamina) P.1 Procedimento Experimental Em um erlenmayaer adicionar 30 mL de água destilada e 4 mL de anilina posteriormente introduzir uma barra magnética e colocar no agitador magnético e deixá-lo em agitação (não é preciso aquecer) e lentamente adicionar 5mL gota-a-gota de anidrido acético observando a .A (C6H7N) Anidrido acético P.A (C4H6O3) Acetato de sódio anidro P.A (C2H3O2Na) Ácido acético glacial (C2H4O2) Solução aquosa a 20% (v/v) de Ácido Cloridríco (HCl) Água destilada (fria e gelada) (H2O)  Equipamentos Placa de aquecimento com agitador magnético.

precipitação da acetanilida.  Etapas da Recristalização 1. Compostos sólidos com faixas de pontos de fusão pequenas (< 2oC) são considerados puros.Extração do Paracetamol a partir do Tylenol  Vidrarias Pipeta e pêra Kitassato Funil de Büchner Erlenmeyer 250 mL Almofariz e pistilo . que são pouco solúveis em água fria. Para remoção de impurezas no soluto pode-se usar o carvão ativo. pode-se recristalizar o produto. para aumentar a velocidade de filtração. Utilizando-se estes dados de solubilidade. removendo alguma impureza insolúvel (toda a vidraria deve estar preaquecida) 3. Seque e determine o ponto de fusão. O ponto de fusão é utilizado para identificação do composto e como um critério de pureza.2 Recristalização e determinação do ponto de fusão A acetanilida sintetizada é solúvel em água quente. 3. adicionado pequena quantidades de solvente quente 2. usando papel de filtro pregueado. formando cristais puros Coletar os cristais. filtrar em funil de büchner 4. filtrar em funil de Büchner e purificar por recristalização. que atua adsorvendo as impurezas coloridas e retendo a matéria resinosa e finamente dividida.Esfriar lentamente.Filtrar a quente. As impurezas que permanecem insolúveis durante a dissolução inicial do composto são removidas por filtração a quente.Dissolver o sólido. Resfriar a mistura em banho de gelo. mas pouco solúvel em água fria. dissolvendo-o na menor quantidade possível de água quente e deixando resfriar a solução lentamente para a obtenção dos cristais.

Adicionar o acetato de etila e agitar a suspensão vigorosamente.TECNAL Placa de aquecimento com agitador magnético.TECNAL Evaporador Rotativo (Rotaevaporador) TE 211 .A (C4H8O2) 2 envelopes de Tylenol® (Paracetamol) 750mg  Equipamentos Aparelho de ponto de fusão ( fusiômetro) PFMII . Lavar o resíduo com mais 10 mL de acetato de etila e remover o solvente sob pressão reduzida. 78HW – 1 (BIOMYXER) Bomba de vácuo 4. Manter a solução sob agitação por aproximadamente 5min e em seguida filtrar para um balão tarado. 5. Resultados e Discussões A síntese da Acetanilida a partir da anilina com anidrido acético acontece por um mecanismo descrito a baixo. Reagentes Acetato de Etila P. através de uma reação de acetilação da anilina com a saída do grupo acetato por ser um grupo de partido bom devido a sua baixa basicidade. O produto é caracterizado pelo seu ponto de fusão. Reação global: .1 Procedimento Experimental Triturar dois comprimidos de Tylenol® (750 mg/ cada) em um almofariz e transferi-los para um erlenmayer de 125mL.

salientando os equipamentos e técnicas utilizadas que são imprescindíveis aos profissionais desta área. verificando os seu efeitos farmacológicos parecido com a acetanilida a qual pertence ao mesmo grupo. assim também como a sua semelhança química com a substancia a qual foi sintetizada. .Mecanismo reacional: Na extração do paracetamol verificou o principio ativo presente no comprimido do Tylenol presente em 750 mg da fórmula farmacêutica. Pode-se verificar a extração de um principio ativo presente numa formula farmacêutica da marca Tylenol conhecida como Paracetamol. Conclusão Com os conhecimentos adquiridos em sala de aula e uma prévia apresentada pelo respectivo professor da disciplina realizamos a síntese a Acetanilida. Um conhecimento das técnicas de purificação de compostos orgânicos como a recristalização e determinação de ponto de fusão foram explicados no laboratório. 6. o qual a intenção principal seria mostrar aos alunos o uso das reações orgânicas. entre ela a reação de substituição nucleofílíca que é verificada nesta reação.

Y.br/repositorio/.26. Rio de Janeiro. FUSON. Quím.C. Lúcia H. vol. Identificação sistemática de compostos orgânicos..htm BAPTISTELLA./sintese_acetanilida. Paulo M. GIACOMINI.pop. and IMAMURA. Referências Bibliográficas ube-167. .qmc. Nova [online].ufsc. sexta ed.. 1983.L. R.2. n.C. R.. T. CURTIN. MORRIL. pp. P517 .br/organica SHRINER.7.com. ISSN 0100-4042.. Rosana A. Síntese dos analgésicos paracetamol e fenacetina e do adoçante dulcina: um projeto para química orgânica experimental. www. Guanabara Dois. 2003. D.. B. 284-286..

8. Anexos .