P. 1
Dinâmica para Dia do Trabalho

Dinâmica para Dia do Trabalho

|Views: 1.546|Likes:

More info:

Published by: EEEFM POLIVALENTE DE LINHARES I on Apr 23, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/01/2013

pdf

text

original

Dinâmica para “Curriculum Vitae” - Oportunidades Desiguais Objetivo dessa dinâmica para EJA é fazer com que os jovens

e adultos reflitam sobre a desigualdade de renda e a desigualdade de oportunidades na vida dos jovens além de perceber quais são os elementos que compõem um bom currículo (apresentação, conteúdo, concisão etc.).

Desenvolvimento Explicar que o objetivo da dinâmica é a elaboração e apresentação ao grupo do “Curriculum Vitae” de um jovem para o seu primeiro emprego. E para simular uma situação de contratação o grupo vai escolher ao final o currículo melhor apresentado. Dividir o grupo em três e conduzir cada subgrupo a um lugar diferente, onde poderão elaborar o currículo. Sem que os grupos saibam, preparar cada ambiente de forma desigual: Grupo 1 - ambiente com bastante material: jornais, revistas, tesoura, lápis (diversas cores), giz de cera, borracha, réguas, cola, cartolinas coloridas, fitas, roupas elegantes, roteiro completo explicando o que se precisa para fazer um bom currículo (vide Anexo 1 ou pode-se fazer uma pesquisa). Pode-se também deixar um gravador ou toca-CD à disposição do grupo para se usar música ou efeitos sonoros na apresentação e o que mais se possa inventar. Grupo 2 - ambiente mais simples com menos material: tesoura, jornais, cartolina branca, cola, dois canetões com cores diferentes e uma folha com apenas o essencial para se elaborar um currículo (vide Anexo 2 ou pode-se inventar). Grupo 3 - ambiente com poucos recursos: papel pardo, fita adesiva e um canetão preto. Caso o grupo tenha dúvidas, as orientações devem ser passadas oralmente e muito rápido. Pode-se deixar de 15 a 20 minutos para a preparação do currículo. Uma maneira de incrementar a dinâmica é chamar primeiro o Grupo 3 para a sala e quando este chegar, chamar o Grupo 2 e só depois que este chegar, chamar o Grupo 1 (que, além de tudo, terá mais tempo para preparação). Caso os membros dos outros grupos questionem, inventar uma desculpa como: “Eles já estão terminando” etc.). Obs.: é importante que os grupos não tenham contato e só venham a descobrir a desigualdade (de tempo e de material) no momento da apresentação. A ordem de apresentação poderá ser: Grupo 1, Grupo 2 e por último o Grupo 3 (que chegou primeiro na sala!). No momento da apresentação, o(a) coordenador(a) pode mostrar-se mais interessado dando mais tempo e fazendo perguntas para o primeiro grupo, um pouco menos para o segundo e menos ainda para o terceiro. Perceber a reação dos jovens e ir conduzindo as “entrevistas” até que todos se apresentem.

Questões: O que percebemos na dinâmica? Na vida real, quais são as diferenças existentes entre os jovens de diferentes classes sociais? Que Políticas Públicas seriam necessárias para diminuir essas diferenças? Como o nosso grupo pode contribuir? O que aconteceria se todos os jovens de nossa cidade tivessem um currículo excelente? Haveria emprego para todos? Muitos jovens acham que todos os problemas estão resolvidos se tivermos um bom currículo e formos “competitivos no mercado”. Será que basta? Que resposta podemos dar como cristãos? Dinâmica para Encontro de Jovens - Os jovens frente aos desafios do mercado de trabalho Essa dinâmica de grupo para jovens e adolescentes tem por objetivo discutir o papel da educação dos jovens frente aos desafios do mundo do trabalho, mostrar possibilidades e oportunidades para uma carreira de sucesso. O que vou ser quando crescer? Essa é uma pergunta que nos acompanha durante toda a infância e adolescência. São muito diversos os nossos sonhos: jogador de futebol, cantor, professor, contador, cabeleireiro, cientista, atriz ou ator de TV, médico, advogado, etc.

Desenvolvimento: Procure lembrar um pouco da sua infância. Quais eram os seus sonhos? Que profissão você gostaria de ter? Por quê? Esse sonho mudou com o passar dos anos? Que sonho você tem hoje, vivendo a juventude? Que futuro profissional você sonha ter? Debate para a dinâmica: Sentar em círculo. Cada um da turma deve expor para o grupo as suas próprias experiências em relação ao trabalho e à educação. Fale sobre você e tente expor para os colegas as suas experiências e pontos de vista sobre as seguintes questões: a) Quais são as suas experiências educacionais dentro e fora da escola? b) Que tipo de estudo e de qualificação profissional pode ajudá-lo a crescer no mundo do trabalho? Por quê? Depois da realização do debate escreva uma frase que expresse o que você está sentindo e pensando após ter ouvido os colegas e falado sobre as suas próprias experiências em relação ao trabalho e à educação. Montar um painel com as frases de todos. Escolher, juntamente com o grupo, um título interessante para o painel. Dinâmicas para Orientação Profissional - Caminhos profissionais. O objetivo dessa dinâmica para vocação profissional é estimular os valores pessoais dos participantes para que encontrem dentro de si a verdadeira vocação para sua carreira. Materiais: Uma cópia dos textos descritos abaixo; um som que toque CD; a música "Fábrica" (Renato Russo).

Texto: O louco (Kahlil Gibran. Para além das palavras). No pátio de um manicômio encontrei um jovem com rosto pálido, bonito e transtornado. Sentei-me junto a ele sobre a banqueta e lhe perguntei: - "Por que você está aqui?" Olhou-me com olhar atônito e me disse: - É uma pergunta pouco oportuna a tua, mas vou respondê-la. Meu pai queria fazer de mim um retrato dele mesmo, e assim também meu tio. Minha mãe via em mim a imagem de seu ilustre genitor. Minha irmã me apontava o marido, marinheiro, como o modelo perfeito para ser seguido. Meu irmão pensava que eu devia ser idêntico a ele: um vitorioso atleta. E mesmo meus mestres, o doutor em filosofia, o maestro de música e o orador, eram bem convictos: cada um queria que eu fosse o reflexo de seu vulto em um espelho. Por isso vim para cá. Acho o ambiente mais sadio. Aqui pelo menos posso ser eu mesmo. Música: Fábrica (Renato Russo) Nosso dia vai chegar Teremos nossa vez Não é pedir demais Quero justiça, Quero trabalhar em paz Não é muito o que lhe peço Eu quero trabalho honesto Em vez de escravidão Deve haver algum lugar Onde o mais forte Não consegue escravizar Quem não tem chance De onde vem a indiferença Temperada a ferro e fogo? Quem guarda os portões da fábrica? O céu já foi azul, mas agora é cinza E o que era verde aqui já não existe Mas quem me dera acreditar Que não acontece nada de tanto brincar com fogo Que venha o fogo então Esse ar deixou minha vista cansada Nada demais Nada demais. Procedimento: O caminho da escolha profissional tem, pelo menos, dois lados: o lado da pessoa que escolhe, e o lado da profissão (ou profissões) que serão escolhidas. Para que a escolha seja a mais acertada possível, é preciso conversar e conhecer estes dois lados da, talvez, decisão mais importante de nossas vidas. Primeiro é preciso conhecer-se, ou seja, saber das próprias habilidades, interesses e valores, possibilidades e limites.

Depois, é preciso saber das características da outra parte: o que será que ela (a profissão) vai exigir e oferecer para mim? Escutar (se possível) e/ou ler a música: Fábrica, de Renato Russo ou o texto O louco. Conversar sobre as expectativas de cada um em relação ao ingresso no mercado de trabalho ou ao ingresso na empresa. O que espero? Quais caminhos profissionais "Eu espero trilhar?". Cada participante fala sobre a profissão ou profissões que gostaria de ter e se a crônica O louco, tiver sido usada, conversar sobre a influência dos adultos, sobretudo, os pais, na sua escolha profissional. Em que ajudou? Em que atrapalhou? Dicas: Iniciar o processamento abrindo espaço para que os participantes façam comentários sobre sentimentos, dificuldades, facilidades e outros que o grupo julgar importantes. Se alguma(s) pessoa(s) do grupo já trabalha(m), pode(m) contar a sua experiência de ingresso e realização no trabalho (como se sente, problemas, vitórias). Observar se o participante tem um bom auto-conhecimento e senso crítico. Tempo de aplicação: 45 minutos Número máximo de pessoas: 20 Número mínimo de pessoas: 2

Fonte: http://www.mundojovem.com.br/subsidios-dinamicas.php

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->