Você está na página 1de 10

LINHA DO TEMPO

CALENDÁRIO/ LEGENDA:

1700D.C.
1700D.C.

22.05- Neoclássico, romantismo, historicismo 29.05-Socialistas utópicos, cidade norte-americana 05.06-Intervenções urbanas na Europa, escola de Belas Artes 12.06-Arquitetura dos engenheiros, escola de Chicago, Perret-Guarnier

19.06 Arts & Crafts, Art Nouveau e vanguardas

arte-arquitetura

26.06-Mies, Mendelsonh, Bauhaus, Aralto, Gropius, Le Corbusier, Carta Atenas.

Bauhaus, Aralto, Gropius, Le Corbusier, Carta Atenas. 2000D.C Jéssica Rabito Chaves| Prof .ª Eliane Guaraldo.
2000D.C
2000D.C

Jéssica Rabito Chaves| ProfEliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |26-06-2013

LINHA DO TEMPO

LINHA DO TEMPO http://2.bp.blogspot.co m/_qQMoX_V9FFk/S6 C9yGmntRI/AAAAAAA AC_4/eyB9sZRyEHU/ http://3.bp.blogspot.com/-

http://2.bp.blogspot.co

m/_qQMoX_V9FFk/S6

C9yGmntRI/AAAAAAA

AC_4/eyB9sZRyEHU/

m/_qQMoX_V9FFk/S6 C9yGmntRI/AAAAAAA AC_4/eyB9sZRyEHU/ http://3.bp.blogspot.com/- 5mACuuNmsPM/Tmto9XcJg-

http://3.bp.blogspot.com/-

5mACuuNmsPM/Tmto9XcJg-

I/AAAAAAAAElU/oeJgO98woLw/s160

0/Pantheon+1.jpg

Catedral de Pamplona. Ventura Rodríguez. 1783. Foi um dos responsáveis pela

Influência das guerras Napoleônicas .

Influência das guerras Napoleônicas .

Influência das guerras Napoleônicas . 1803 – 1815.
Influência das guerras Napoleônicas . 1803 – 1815.

1803 1815.

Influência das guerras Napoleônicas . 1803 – 1815.
Influência das guerras Napoleônicas . 1803 – 1815.
Influência das guerras Napoleônicas . 1803 – 1815. introdução do movimento na Espanha. Aqui trabalhou –
Influência das guerras Napoleônicas . 1803 – 1815. introdução do movimento na Espanha. Aqui trabalhou –

introdução do movimento na Espanha. Aqui trabalhou se com a ordem coríntia.

na Espanha. Aqui trabalhou – se com a ordem coríntia. http://content.wdl.org/282 5/thumbnail/308x255.jpg Projeto
na Espanha. Aqui trabalhou – se com a ordem coríntia. http://content.wdl.org/282 5/thumbnail/308x255.jpg Projeto

http://content.wdl.org/282

5/thumbnail/308x255.jpg

Projeto de

Cenotáfio para

Isaac Newton.

Boullée.1785

Projeto de Cenotáfio para Isaac Newton. Boullée.1785 NEW LANARK, fábrica-modelo, Robert Owen. Escócia.
NEW LANARK, fábrica-modelo, Robert Owen. Escócia. Projeto de prisão para aix- en-provence. Ledoux. 1786
NEW LANARK, fábrica-modelo,
Robert Owen. Escócia.
Projeto de prisão para aix-
en-provence. Ledoux. 1786

1799

1780 D.C. 1785 1786
1780 D.C.
1785
1786
aix- en-provence. Ledoux. 1786 1799 1780 D.C. 1785 1786 http://2.bp.blogspot.com/-x- xpMyr8Vrc/UEMfUYiSoII/A

http://2.bp.blogspot.com/-x-

xpMyr8Vrc/UEMfUYiSoII/A

Y/Bw4ZVUNfhro/s1600/Cat

edraldePamplona.jpg

Y/Bw4ZVUNfhro/s1600/Cat edraldePamplona.jpg http://commons.wikimedia.org /wiki/File:Iglesia_de_la_Madel

http://commons.wikimedia.org

/wiki/File:Iglesia_de_la_Madel

eine.jpg

/wiki/File:Iglesia_de_la_Madel eine.jpg s320/IMG_4035.JPG Baseado nestes princípios, mais tarde o
/wiki/File:Iglesia_de_la_Madel eine.jpg s320/IMG_4035.JPG Baseado nestes princípios, mais tarde o
s320/IMG_4035.JPG Baseado nestes princípios, mais tarde o Arq. Soufflot, faz uma estrutura translúcida na “Igreja
s320/IMG_4035.JPG
Baseado nestes princípios, mais
tarde o Arq. Soufflot, faz uma
estrutura translúcida na “Igreja de
Sainte – Geneviève” (1755) em
Paris. Ele queria criar a arquitetura
gótica em termos clássicos.
1700 D.C.
1706
1755
1770
gótica em termos clássicos. 1700 D.C. 1706 1755 1770 AAAAAAAA- http://www.cvc.com.br/media/

AAAAAAAA-

http://www.cvc.com.br/media/

1865740/paris-arco-do-

triunfo-400x250.jpg

Arco do Triunfo. Paris,

França.1805 -37

Arco do Triunfo. Paris, França. 1805 -37 1783 1800 D.C 1805 1804 -09 La Madeleine (templo

1783

1800 D.C 1805
1800 D.C
1805
do Triunfo. Paris, França. 1805 -37 1783 1800 D.C 1805 1804 -09 La Madeleine (templo da

1804 -09

La Madeleine (templo da Glória), Pierre Vignon. Paris, França. Fachada com elementos que remetem ao

templo grego:

colunatas e

frontão.

elementos que remetem ao templo grego: colunatas e frontão. 1780 1804 1807 http://farm5.staticflickr.com/4107/

1780

1804

1807

ao templo grego: colunatas e frontão. 1780 1804 1807 http://farm5.staticflickr.com/4107/

http://farm5.staticflickr.com/4107/

4959806888_6dcf7bdfe4_s.jpg

Arco de Sempione (ou da Paz). Milão. Luigi Cagnola.

Na França surge o “Novo Início do Movimento Tratado de Toda a Arquitetura”, Cordemoy substituiu
Na França surge o “Novo
Início do Movimento
Tratado de Toda a
Arquitetura”, Cordemoy
substituiu os atributos
vitruvianos por:
Neoclássico:
J.F. Blondel, integrou a teoria de Cordemoy e Soufflot,
convertendo-se no mestre da chamada geração de
“Arquitetos Visionários”. Foi uma das correntes da
Reação aos excessos
do barroco- atitude
segunda metade do século XVIII, e manifestou um
Ordem,Distribuição e
Conveniência.
racionalista, objetiva
e intelectual dos
iluministas.
Influências da
antiguidade clássica.
importante avanço estrutural e compositivo. Poucos
projetos desta escola chegaram a realizar-se, mas
influenciaram depois o racionalismo do século XX, tanto
na Bauhaus como em Le Corbusier. Entre os principais
arquitetos desta corrente estão, Étiene Louis Boullée,
Jacques Gondoin, Pierre Patte, Marie-Joseph Peyre, Jean
Baptiste Rondelet, e o mais destacado Claude Nicholas
Ledoux.
http://kids.britannica.com/comptons/art-149855
PLANO DE PARA WHASSINGTON– Pierre- Charles Lénfant
1771.
Início Revolução Industrial.
1ª. Fase 1780- 1830

Jéssica Rabito Chaves| ProfEliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |22-05-2013

LINHA DO TEMPO

Séc. XIX:

Propostas Urbanísticas dos socialistas utópicos. Preocupação com a qualidade de vida dos operários.

Cooperativismo.

com a qualidade de vida dos operários. Cooperativismo. http://v.i.uol.com.br/guia/cidade/napole s_abre.jpg Igreja

http://v.i.uol.com.br/guia/cidade/napole

s_abre.jpg

Igreja S. Francisco de Paula

Final da 1ª. fase da Revolução Industrial. Historicismo define-se por uma mescla eclética de estilos.
Final da 1ª. fase da Revolução Industrial.
Historicismo define-se por uma mescla
eclética de estilos. Segundo Benévolo, este
conjunto é descontinuo em que diferentes
estilos são utilizados
contemporaneamente.
1780- 1830 .Também considera-se como
fim do estilo artístico próprio da Europa,
o Neoclacissismo.
Reação aos racionalismo e
neoclassicismo tem inicio
na Inglaterra, Alemanha e
Suíça.
Acompanha o Romantismo
um “historicismo”na
arquitetura , com estilo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Plat_of
pitoresco no planejamento
da paisagem artificial
_Indianapolis_by_Alexander_Ralston.jpg
(jardins)
http://lusophia.files.wordpress.com/2012/
Plano de
06/igreja-de-sc3a3o-pancrc3a1cio-4.jpg
9.jpg
Indianápolis.
S. Pancras, Londres.
Igreja de São Pancrácio.
Londres, Inglaterra. 1819–22
Ralston.1821
(1819-22)
1810 D.C.
1830 D.C.
1815
1819
1821
1825
1826
1830
1834
Igreja de
São
Inaugurada a
Francisco
de
Paula.Nápoles,
Itália. Leopoldo
Início de reformas sociais e
urbanísticas. Êxito do movimento
neogótico, movimento pitoresco
associado ao romântico.
Laperuta e Pietro
New Harmony,
Bianchi.
1809-
http://upload.wikimedia.org/wikipedia
/commons/thumb/6/69/Brighton_Roy
Indiana. Owen
Escola Imperial de
de Belas Artes. RJ.
Influências da
Europa sob suas
colônias.
1831.Fica claro a
al_Pavilion.jpg/220px-
Brighton_Royal_Pavilion.jpg
influência
do

1809

Panteão Romano

e da colunata de

Bernini em São

dos

pórticos de 44

colunas dóricas. Pórtico inspirado

Pantheon

de

no

Roma.

Pedro,

Royal Pavilion, Brighton.1815-21. John Nash.

Com decorações muito ricas, de caráter chinês misturado com gótico. Nash usava nas suas obras tanto o estilo gótico como o italiano.

A geração de arquitetos que vem depois das guerras Napoleônicas(1803 -1815), tendeu principalmente ao revivalismo grego e

gótico. Exemplo: John Nash e Sir Jonn Soane.

grego e gótico. Exemplo: John Nash e Sir Jonn Soane. Foro Marc Ferrez Jardins de Stowe,

Foro Marc Ferrez

Exemplo: John Nash e Sir Jonn Soane. Foro Marc Ferrez Jardins de Stowe, Buckinghamshire. Inglaterra. Bridgeman.

Jardins de Stowe, Buckinghamshire. Inglaterra. Bridgeman. Destaque em 1831.

Buckinghamshire. Inglaterra. Bridgeman. Destaque em 1831. http://turismo.culturamix.com/blog/wp

http://turismo.culturamix.com/blog/wp

content/gallery/a-national-gallery-em-

londres/a-national-gallery-em-londres

The National Gallery, Londres. (1834-38). William Wilkins

1807

National Gallery, Londres. (1834-38). William Wilkins 1807 Plano Detroit. Woodward.1807, depois do incêndio em 1805.
National Gallery, Londres. (1834-38). William Wilkins 1807 Plano Detroit. Woodward.1807, depois do incêndio em 1805.
National Gallery, Londres. (1834-38). William Wilkins 1807 Plano Detroit. Woodward.1807, depois do incêndio em 1805.

Plano Detroit.

Woodward.1807,

depois do

incêndio em

1805.

Jéssica Rabito Chaves| ProfEliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |29-05-2013

Séc. XIX: Propostas Urbanísticas dos socialistas utópicos. Preocupação com a qualidade de vida dos operários.

Séc. XIX: Propostas Urbanísticas dos

socialistas utópicos.

Preocupação com a

qualidade de vida dos operários. Cooperativismo.

LINHA DO TEMPO

Cidades norte-americanas:

início séc .19, surgem

planos que mesclam a

tradição barroca com o modelo tabuleiro de xadrez.

a tradição barroca com o modelo tabuleiro de xadrez. Plano Haussman, Paris. 1853 -1873 Na metade
a tradição barroca com o modelo tabuleiro de xadrez. Plano Haussman, Paris. 1853 -1873 Na metade
Plano Haussman, Paris. 1853 -1873 Na metade do séc. 19 emerge o neoconservadorismo. Plano Projeto
Plano Haussman, Paris. 1853 -1873
Na metade do séc. 19 emerge o
neoconservadorismo. Plano
Projeto de Stubben
Haussman, Paris.
Conferência dos
“Princípios práticos
e estéticos para o
MANUAL DO
URBANISMO: por
projeto de cidades”.
Exposição
Universal de
Reinhard Baumeiser, considerado um
dos primeiros tratados do urbanismo
moderno,, publicado em Berlim em
1876, por Ernst & Korn Verlag.
Stübben
1885.
Freiburg, Alemanha.
Nova York -
EUA
Plano Cerdá. Barcelona. 1859
1850 D.C.
1870 D.C.
1880 D.C
1848
1853
1859
1867
1874
1876
1878
1879
1885
1889
Idéias de Fourier
influenciaram nas revoluções
populares européias de 1848
(Primavera dos povos).
Aprovada a
Exposição
Exposição universal
de
Paris Construção Torre
proposta de Cerdá
universal de
Eiffel.
Paris.1878
para cidade de
Barcelona.
http://3.bp.blogspot.com/_OmGYPc-
63S0/SsjmkntmS5I/AAAAAAAAAE4/UL2yfwI3Bhc/s3
20/Tribunais+de+Justi%C3%A7a+Reais04.jpg
20/Tribunais+de+Justi%C3%A7a+Reais04.jpg http://www.homeoint.org/articles/meira/filo.htm

http://www.homeoint.org/articles/meira/filo.htm

Falanstério. Charles Fourier.

Red House. Philip Webb Ken, Inglaterra. 1859 preocupação em projeto de interior, aplicação de ART & CRAFTS

em projeto de interior, aplicação de ART & CRAFTS Tribunais de Justiça Reais, Londres. Inglaterra. George

Tribunais de Justiça

Reais, Londres.

Inglaterra. George Edmund Street.1874-

82.Neogótico.

1879 - William Le Baron Jenney Chicago, 1879

1879 - William Le Baron Jenney – Chicago, 1879 http://www.nyhabitat.com/blog/20

http://www.nyhabitat.com/blog/20

12/10/15/visit-eiffel-tower-paris/

Engenheiros do século XIX são tão importantes para o Movimento Moderno

Jéssica Rabito Chaves| Prof.ª Eliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |05-06-2013

LINHA DO TEMPO

Tony Garnier relaciona o uso do concreto armado para o planejamento urbano da cidade industrial.
Tony Garnier relaciona
o uso do concreto
armado para o
planejamento urbano
da cidade industrial.
Considerado pioneiro em utilizar o concreto armado
para expressão arquitetônica.
tanto
http://exhibits.slpl.org/steedman/d

ata/Steedman240088583.asp#

ata/Steedman240088583.asp# http://thaa2.wordpress.com/20 “ Guaranty Building ”,

http://thaa2.wordpress.com/20

ata/Steedman240088583.asp# http://thaa2.wordpress.com/20 “ Guaranty Building ”, Chicago. Sullivan 1895. Adler

Guaranty Building”, Chicago. Sullivan

1895.

“ Guaranty Building ”, Chicago. Sullivan 1895. Adler and Sullivan. Stock Exchnge, Auguste Perret. O

Adler and Sullivan. Stock Exchnge,

Auguste Perret. O arquiteto inova

nas

características plásticas, quanto na liberdade de espaços.

plásticas, quanto na liberdade de espaços. Henry Hobson Richardson,Marsh all Field Wholesale

Henry Hobson

Richardson,Marsh

all Field Wholesale Store,Chicago.

1896, Henry realiza em

Paris uma exposição

de móveis que foram fundamentais para difundir o art nouveau na França.

http://ruefranklin25bi Chicago, 1893-94 Tony Garnier, Cidade Industrial, França 09/07/page/3/ s.blogspot.com.br/
http://ruefranklin25bi
Chicago, 1893-94
Tony Garnier, Cidade
Industrial, França
09/07/page/3/
s.blogspot.com.br/
Funda a escola de
artes e oficios
1899-1904
Prédio 25 bis, Rue Franklin.França.
Auguste Perret. 1902
Weimar. 1906
1885 D.C
1890 D.C
1900 D.C.
1885
1892 1893
1895
1896
1897
1900
1902
1903
1906
1909
Exposição
Colombiana
Estudo de Vila por
Stubben
de Chicago
http://ocapitao.wordpress.com

Casa Uccle. Berlim. Van de

Velde1896

Casa Uccle. Berlim. Van de Velde1896 Mobiliário. Henry Van de Velde. Ateliê “Elvira”,

Mobiliário. Henry

Van de Velde.

Berlim. Van de Velde1896 Mobiliário. Henry Van de Velde. Ateliê “Elvira”, Munique. August Endell Estação de

Ateliê “Elvira”, Munique.

August Endell

Van de Velde. Ateliê “Elvira”, Munique. August Endell Estação de metrô. Paris.Hector Guimard 1897 Plano de

Estação de metrô.

Paris.Hector

Guimard 1897

August Endell Estação de metrô. Paris.Hector Guimard 1897 Plano de Camillo Sitte para Marienberg, em 1903.

Plano de Camillo Sitte para Marienberg, em

1903.

/2009/12/05/rammstein/

Matadouro de La Mouche e do mercado de gado.1909-13

http://flama- unex.blogspot.com.br/201 2/08/a-arte-nouveau-ou- o-modernismo-na.html
http://flama-
unex.blogspot.com.br/201
2/08/a-arte-nouveau-ou-
o-modernismo-na.html

Casa Tessel, Bruxelas. Victor Horta.1892

ART NOUVEAU: Busca pela liberdade de criação e autonomia da arte. (1890 1914)

Em suas obras Percebe a influência das tendências neo-impressionistas

Jéssica Rabito Chaves| Prof.ª Eliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |19-06-2013

LINHA DO TEMPO

Demonstrou a capacidade do

concreto em vencer grandes vãos para evitar obstáculos visuais ao palco. Também torna inspiração

para a geração do movimento

moderno da década de 1920.

para a geração do movimento moderno da década de 1920. http://www.parciparla.com.br/operagarnier Teatro

http://www.parciparla.com.br/operagarnier

Teatro Champs-Elysees,Perret.1911

Plano de Nova York:diferencia-se ao aplicar malha uniforme. O plano busca proporcionar maior liberdade.
Plano de Nova York:diferencia-se ao aplicar
malha uniforme. O plano busca
proporcionar maior liberdade.

PLANO DE Nova York 1924 J.Stubben, der

Stadtbau

Arquitetura Moderna: 1910 a 1950

Cidades norte-americanas: na primeira metade do século XX os parques eram fundamentais para a vida das grandes cidades, e privilegiava a função de recreação.

grandes cidades, e privilegiava a função de recreação. http://coisasdaarquitetura.files.wordpress.

http://coisasdaarquitetura.files.wordpress.

com/2011/03/cas-schrc3b6eder.jpg

Neoplasticismo. Casa Schröeder.

Utrecht, 1924. Gerrit Rietveld.

Após 1ª Guerra Mundial, na arquitetura são aplicados elementos de movimentos das artes

plásticas (ex. purismo e

neoplasticismo).

Percebe-se uma abstração das formas geométricas.

1910 D.C.
1910 D.C.
1925D.C 1919 1924 1925
1925D.C
1919
1924
1925
das formas geométricas. 1910 D.C. 1925D.C 1919 1924 1925 Casa Shroder. Utrecht. 1924. Gerrit Rietveld Estudo

Casa Shroder. Utrecht. 1924. Gerrit Rietveld

Estudo plano Voisin. Paris. 1925. Le Corbusier

Rietveld Estudo plano Voisin. Paris. 1925. Le Corbusier Bauhaus Gropius 1925-32 de Dessau. Wakter 1910 1911

Bauhaus

Gropius 1925-32

de

Dessau.

Wakter

1910 1911 1914 1917 Início 1ª. Guerra Mundial Surge movimento do Neoplasticismo. Holanda, 1917 Europa
1910
1911
1914
1917
Início 1ª.
Guerra
Mundial
Surge movimento
do Neoplasticismo.
Holanda, 1917
Europa como ponto
central de batalhas
Holanda, 1917 Europa como ponto central de batalhas Fábrica Fagus - Walter Gropius 1910- 1914. Escola

Fábrica Fagus - Walter Gropius 1910- 1914.

Escola Bauhaus de 1919 a 1933

Torre Einstein

(Observatório em Telegrap henberg ) Mendelsohn. Em Potsdam, 1917-21. Apresenta forma expressiva que aparenta estar feito de concreto,

porém foi construído com

tijolo revestido

com argamassa.

Interior da fábrica de chapéus em Luckenwalde. Mendelsonh 1919 -20
Interior da fábrica
de chapéus em Luckenwalde.
Mendelsonh 1919 -20

Bauhaus

de

Weimar.

1919-25

Jéssica Rabito Chaves| Prof.ª Eliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |25-06-2013

LINHA DO TEMPO Arquitetura Moderna: 1910 a 1950 Purismo Rejeição de toda a arquitetura anterior
LINHA DO TEMPO
Arquitetura Moderna: 1910 a 1950
Purismo
Rejeição de toda a arquitetura anterior ao
movimento moderno. Rompimento com a
história.
Pavilhão de Barcelona.
Alemanha. 1929
International Style – 1932 - Henry-
Hussel Hitchcock e Philip Johnson
Alvar Aalto foi um dos membro do
CIAM e importante no movimento
moderno na Escandinávia.
Casa Citrohan. Weissehof.
(arquitetura funcionalista)
Stutgart. Le Corbusier. 1927
Os CIAM foram fundados em
1928, na Suíça. A última reunião
do CIAM foi realizada em 1956.
Vila savoye. Poissy.
França. 1928
Bauhaus de Berlim. 1932-33
Reforma urbana segundo os
movimentos de CIAM – 1933
Fim da 2ª Guerra Mundial
1930 D.C.
1950D.C
1927
1928
1929
1932
1933
1939
1945
1950
1951
1956
Moses,foi responsável pelas
propostas e obras viárias no
Plano Regional de Nova Iorque
Início
2ªGuerra
Mundial
Mccormick House.
1950. Mies Van der
Rohe.
Farnsworth House.
Crown Hall. Mies.
Mies. 1951
Chicago.1956
http://www.alvaraalt
o.fi/index_en.htm
Banqueta de
compensado.
Centro
Alvar Aalto.
comercial
Petersdorff em
Pós guerra, nos EUA ocorre um aumento vertiginoso de
construções. Conjuntos residenciais nos subúrbios
americanos, popularização do automóvel e incentivo ao
consumismo.
Breslau.
Jéssica Rabito Chaves| Prof.ª Eliane Guaraldo.
Mendelsohn
Jones Beach State Park. Robert
Moses, 1929

1927-28.

THAU III - FAU/UFMS |26-06-2013

LINHA DO TEMPO

socióloga e ativista política Jane Jacobs.Importante figura como uma das críticas à arquitetura moderna. Década de 60.

uma das críticas à arquitetura moderna. Década de 60. http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Jane_Jac obs.jpg

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Jane_Jac

obs.jpg

60. http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Jane_Jac obs.jpg Universidade Tecnológica de Helsinki. Finlândia. Aalto

Universidade Tecnológica de Helsinki. Finlândia. Aalto

1966

Tecnológica de Helsinki. Finlândia. Aalto 1966 1960 D.C. 1967 1960 http://pt.wikipedia.org/wiki/Fichei
1960 D.C. 1967
1960 D.C.
1967
1960
1960
de Helsinki. Finlândia. Aalto 1966 1960 D.C. 1967 1960 http://pt.wikipedia.org/wiki/Fichei ro:CasaElzaBerquo.jpg No

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fichei

ro:CasaElzaBerquo.jpg

No Brasil : Arq. Vilanova Artigas. Casa Elza Berquó, 1967.

Auditório Finlândia. Alvar Aalto. Helsinque. Fnlândia. 1960-66. obra considerada estilo

proto-desconstrutivista

Arquitetura Pós- Moderna: 1960 a 1990. Reação ao modernismo.

Seu auge é associado à década de 1980 (e final da década de 1970) em figuras como Robert Venturi, Philip Johnson e Michael Graves nos

Estados Unidos, Aldo Rossi na Itália,

e na Inglaterra James Stirling e Michael Wilford, entre outros.

Jéssica Rabito Chaves| Prof.ª Eliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |26-06-2013

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FRAMPTON, Kenneth. In: História Crítica da Arquitetura Moderna. São Paulo: Martins Fontes,

1997.

da Arquitetura Moderna. São Paulo: Martins Fontes, 1997. • PEVSNER, Nicholaus. In: Os Pioneiros do Desenho
• PEVSNER, Nicholaus. In: Os Pioneiros do Desenho Moderno. Rio de Janeiro: Ulisseia, 1980. •PEVSNER,
• PEVSNER, Nicholaus. In: Os Pioneiros do Desenho Moderno. Rio de Janeiro: Ulisseia, 1980.
•PEVSNER, Nicholaus. In: Origens da Arquitetura Moderna e do Design. São Paulo: Martins Fontes,
1981.
1980D.C.
1990 D.C
1980
1981
1991
1994
1997
• Título original: Las claves del arte neoclássico – Editora Planeta. Saber ver a Arte Neoclássica: Livraria
Martins Fontes Editora Ltda. – Primeira edição brasileira: junho de 1991. (Coleção saber ver a arte)
•SUMMERSON, John. A linguagem clássica da arquitetura / Jonh Summerson; (tradução Sylvia Fischer) –
Terceira edição – São Paulo : Martins Fontes, 1994 – (Coleção “a”)

Jéssica Rabito Chaves| Prof.ª Eliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |26-06-2013

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

SIMÕES JUNIOR, José Geraldo. A Exposição Colombiana de Chicago de 1893 e o advento do urbanismo norte-americano. Arquitextos, São Paulo, 12.144, Vitruvius, mai 2012

<http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/12.144/4340>.

•BENEVOLO, Leonardo. In: História da Arquitetura Moderna.
•BENEVOLO, Leonardo. In: História da Arquitetura Moderna. São Paulo: Perspectiva, 2001. •TRIANA, Andrea; SILVA,
•BENEVOLO, Leonardo. In: História da Arquitetura Moderna. São Paulo: Perspectiva, 2001.
•TRIANA, Andrea; SILVA, Evaristo Marcos Silva. História da Arquitetura neoclássica. Ideia, método e
linguagem. Universidade Federal de Santa Catarina, 2003.
2000 D.C.
2010 D.C
2001
2003
2004
2010
2012
• GIEDION. In: Espaço, Tempo e Arquitetura - O Desenvolvimento de uma Nova Tradição. São
Paulo: Martins Fontes, 2004.
• GHIZZI, Eluiza Bortolotto. História e Teoria da Arquitetura e Urbanismo III. (Texto de apoio didádico).
Elaborada em 2005; última revisão em fevereiro 2010.

Jéssica Rabito Chaves| Prof.ª Eliane Guaraldo.

THAU III - FAU/UFMS |26-06-2013