Você está na página 1de 5

RESUMO DO CAPÍTULO 2 DO LIVRO “O VERDADEIRO PODER”:

FATORES QUE GARANTEM RESULTADOS

SUMÁRIO

1 RESUMO DO CAPÍTULO 2...................................................................................... 1

1.1 Desenvolvendo o Conteúdo da Liderança...............................................................1

1.2 Acumulando Conhecimento Técnico.......................................................................2

1.3 Introdução ao Conceito de Método..........................................................................2

1.4 A Escolha de Gerentes e Diretores .........................................................................2

2 PONTOS FORTES E FRACOS................................................................................. 3

3 CASO PRÁTICO......................................................................................................... 3

4 CONCLUSÕES............................................................................................................ 3

REFERÊNCIAS...............................................................................................................4

1
1. RESUMO DO CAP.2: FATORES QUE GARANTEM RESULTADOS

Ao apresentar um modelo de fatores que garantem resultados, o autor apoia-se em três


pilares: liderança, conhecimento técnico e método (Figura 1).

Figura 1: Modelo dos Fatores que Garantem Resultados.


Fonte: Falconi (2009).

1.1 Desenvolvendo o Conteúdo da Liderança

O fator liderança é colocado como o de maior importância, pois sem ele os outros dois
fatores ficam sem sentido. A abordagem feita sobre a liderança é em relação ao seu
conteúdo, que deve ser continuamente cultivado (autor usa a expressão “cultivar” para
dar a ideia do “esforço para fazer crescer”).

A Liderança é definida como bater metas consistentemente por meio de sua equipe,
fazendo a coisa certa. Para WELCH e WELCH (2005) a pessoa do líder deve investir
uma parte substancial de seu tempo no desenvolvimento de sua equipe.

As tarefas de um líder, que Falconi destaca no livro são apresentadas na figura 2.

Figura 2: Modelo da Agenda do Líder (Conteúdo da Liderança) baseada na definição de liderança.


Fonte: Falconi (2009).

O papel do líder é colocado como o único agente de mudanças na organização. Essa


mudança vem por meio da capacitação dos liderados, papel essencial do líder. Falconi

1
traz uma consideração sobre a Cultura Interna, enfatizando que o Espírito de Excelência
é ter a atitude, em tudo que faz, de querer fazer o melhor do mundo (pode-se até não
conseguir, mas vale tentar). De acordo com o autor ele nunca viu, em sua vida, uma pessoa
de sucesso que não amasse o que faz. Segundo Maslow (1954) amar o que se faz é uma
necessidade suprema do ser humano.

1.2 Acumulando Conhecimento Técnico

Conhecimento técnico é o conhecimento relacionado com o processo no qual o indivíduo


trabalha (marketing, finanças, RH, etc). São conhecimentos profundos e específicos da
área. A organização deve zelar para esse conhecimento esteja atualizada em nível global.
O conhecimento técnico pode ser adquirido. A absorção do conhecimento técnico é mais
eficiente por meio da prática do método gerencial.

1.3 Introdução ao Conceito de Método

A palavra método se originou da soma de duas palavras gregas: Meta e Hodós. Meta
significa “Resultado a ser atingido” e Hodós significa “Caminho”. Sendo assim, pode ser
entendido como o “caminho para o resultado” ou então como uma “sequência de ações
necessárias para se atingir certo resultado desejado”.

O método proposto é o Método Cartesiano de Descartes (2005), ou seja, busca pela


verdade, contida nas informações organizacionais de hoje, é que fornece a orientação
necessária para a boa tomada de decisão (contrapondo ao “achismo”).

Todos na organização devem estar envolvidos no método de solução de problemas para


atingir os resultados necessários. Cada colaborar trabalhando com seu nível de
conhecimento de forma que todos se envolvem no mesmo método.

1.4 A Escolha de Gerentes e Diretores

Para Falconi, entre um bom técnico e ter capacidade de liderança, essa última é a que
deve ser prevalecer na escolha de um gerente. O processo de seleção e recrutamento
aumenta a probabilidade de selecionar pessoas com os melhores valores para a empresa,
contudo foi frisado que a verdadeira seleção ocorre ao longo dos anos pela observação de
cada um no seu trabalho, a qual será registrada pelo processo de avaliação de
desempenho. Com isso, à medida que o indivíduo vai subindo na hierarquia vai sendo
avaliado e selecionado até que a indicação à gerente e diretor passa a ser feito com mais
segurança.

O autor mostra duas conclusões sobre esse processo de escolha: 1) nada impede que se
recrutem pessoas de outras empresas para ocupar cargos com necessidade específica. 2)
Os seres humanos possuem diferentes velocidades de aprendizagem.

A conclusão final que o autor apresenta é que as empresas devem montar “fábricas de
líderes”.

2
2 PONTOS FORTES E FRACOS

Pontos fortes:

 Texto de fácil leitura com boa coesão e linguagem acessível.


 Uso de vários exemplos, inspirados na experiência do autor ou de outra pessoa,
para ilustrar o conteúdo.
 Concordo quando o autor coloca a questão que o individuo deve amar aquilo que
faz, pois acaba fazendo com verdadeira excelência.

Pontos fracos:

 Adia a explicação de certas expressões colocadas, no capítulo em estudo, para


outro capítulo do livro, o que deixa o leitor sem o conhecimento completo na
leitura do texto.
 Eu discordo parcialmente que o líder é o único agente de mudança, acredito sim
que ele é fundamental nesse processo de mudanças organizacionais, mas que
todos da equipe são também agentes de mudança, afinal sem seus comandados o
líder não seria líder.
 Não compreendi a parte final em que o autor apresenta que “nada impede que se
recrutem pessoas de outras empresas para ocupar cargo com necessidade
específica” e antes disso ele escreve que é mais seguro escolher um gerente
quando a pessoa sobre na hierarquia da empresa sempre em uma avaliação
continua de seleção ao longo dos anos. Então, não seria prejudicial a segurança da
seleção de um gestor quando uma pessoa vem de outra empresa?
 Outro ponto que o autor colocou no texto, mas não explicou detalhadamente foi
que quando ele colocou que os seres humanos possuem velocidades diferentes de
aprendizagem, com base em que ele cita tal coisa?

3 CASO PRÁTICO

No artigo “ATRIBUIÇAO DE ESTILOS DE LIDERANÇA EM GESTÃO DE


PROJETOS” de Helen Silva Goncalves (2015) apresenta uma estrutura para auxiliar os
gerentes de projetos a definir estilos de lideranças a serem adotados com seus
funcionários, baseados na abordagem de liderança situacional de Hersey e Blanchard,
com o uso do método PROMETHEE. Uma aplicação da estrutura foi realizada em uma
empresa da área de projetos, junto ao líder e seus liderados, para a partir dos resultados
obtidos serem feitas as recomendações de atribuições de estilos de liderança, através de
uma abordagem estatística.

4 CONCLUSÕES

Conclui-se que os três pilates para garantir o sucesso de resultados são: liderança, método
e conhecimento do processo. A Liderança é definida como bater metas consistentemente
por meio de sua equipe, fazendo a coisa certa. A lista de agenda do líder não é pouca e

3
nem sempre fácil de colocar em prática. O método pode ser entendido como o “caminho
para o resultado” ou então como uma “sequência de ações necessárias para se atingir certo
resultado desejado”. Conhecimento técnico é o conhecimento relacionado com o processo
no qual o indivíduo trabalha, o acúmulo e atualização desse conhecimento mantém a
empresa na concorrência. A escolha segura do gestor deve ser feito em um processo
contínuo de avaliação, à medida que a pessoa vai crescendo na empresa.

Por fim, a empresa deve montar uma fábrica de líderes para que possa crescer segura de
que terá os valores de que necessita a cada expansão. O texto mostrou-se rico em
exemplos, mas poderia ter sido mais detalhado em suas seções. Contudo, foi possível
entender a ideia principal do autor que era de apresentar os fatores que garantem
resultados.

REFERÊNCIAS

DESCARTES, René. Discurso do método; regras para a direção do espírito.São Paulo:


Martin Claret, 2005. 144 p.

FALCONI, Vicente. O verdadeiro poder. Nova Lima: FALCONI Consultores de


Resultado, 2009.

GONCALVES, Helen Silva. Atribuição de estilos de liderança em gestão de projetos.


XXXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção: Perspectivas Globais para a
Engenharia de Produção. 2015.

MASLOW, Abraham H. Motivation and personality. 2nd. New York: Harper & Row,
1954. 369 p.

WELCH, Jack; WELCH, Suzy. Winning. New York: Harper Collins, 2005. 372 p.