Você está na página 1de 5

ESTABILIDADE DO NAVIO

1 Estabilidade do Navio é uma prppriedade física que corpo tem de retornar-se à


posição inicial do seu equilibrio, depois de cessar a força perturbadora que lhe actuou e
se retornar ao equilibrio na àgua.estas forças perturbadoras podem ser as
vagas,provocando balanços, rebocador puxando um navio para um dos bordos, a
movimentação dos pesos por guindastes, paus de carga, cábreas,etc.

A estabilidade se estuda sob vários aspectos como:

A estabilidade se estuda sob vários aspectos como: Inicial-Ângulos até 12º

Estática Inicial-ângulos

Transversal Estática Grandes Balanços,mais de 12º

Dinâmica

Estabilidade

Longitudinal

2 Estabilidade Transversal:estuda o comportamento do navio no sentido transversal,


isto é, de bordo a bordo.

3 Estabilidade Longitudinal:estuda o comportamento do navio no sentido de popa a


proa

4 Estabilidade Estática:estuda as orças que afastam do navio da posição inicial

Esta flutuabilidade vai depender da igualdade de peso do corpo e o empuxo do líquido.


A flutuabilidade varia principalmente com o peso específico, isto é, o peso por unidade
de volume. A madeira leve tem um peso específico menor que o da água, por tanto um
pedaço flutua sempre. Já o ferro tem um peso específico maior que o de água, por esta
razão não flutua. Mas, tornando-se oco este material (ferro), se diminui o seu peso por
unidade de volume, e por tanto, resulta-se a flutuabilidade. É possível ,assim a
construção de navios feitos com materiais mais pesados que a água, como o ferro, aço.

Limites da Flutuabilidade o navio tem um limite de flutuabilidade, determinado pelo


máximo de volume que pode alcançar sua carena. Corresponde ao peso máximo que o
navio ode transportar com as garantias e segurança da exploração comercial e
económica do armador.

Reserva de flutuabilidade é o volume dos compartimentos acima do plano de


flutuação que limita a flutuabilidade no seu máximo. É uma garantia para os acidentes
que podem ocorrer, como a entrada de água por acidentes de navegação ou quando o
navio navega em mar de grandes vagas. É a somo de todos volumes estanques acima
do plano de flutuação, que limita o máximo de flutuabilidade. Será tanto maior quanto
maior forem as partes estanques acima do plano de flutuação.

Estabilidade Dinâmica estuda o comportamento do navio sob efeitos das vagas e


influencias externas. Considera-se o trabalho necessário para levar o navio a uma
detrminada inclinação.

Comprimento é a medida linear unidimensional compreendida entre dois pontos de


referencia. Unidade:m, km,pé,polegadas, etc.

Peso é uma grandeza originada pelo produto da massa de um corpo com a aceleração
local da gravidade. Unidade:g, kg,tonelada, etc.

Volume é espaço tridimensional ocupado por um corpo. É o numero de unidades


cúbicas contidas num objecto. Conhecendo-se o volume de um corpo e o seu
respectivo peso específico, basta multiplica-los para encontrar-se o seu peso, ou
multiplica-lo pela densidade para se obter a sua massa.

(P=Vxδ) ou (m =v x ɣ)
Densidade absoluta de um corpo sólido ou líquido, é relação existente entre a massa
do corpo e a unidade do volume.

Densidade relativa é relação existente entre a massa específica duma substancia e a


massa de igual volume de agua doce.

Força é tudo capaz de produzir ou modificar o estado de repouso ou de movimento


rectilíneo uniforme de um corpo. O peso de um corpo é uma força.

Equilíbrio um corpo permanece em equilíbrio quando a resultante de forças que


sobre ele actua é nula .

Inércia propriedade pela qual um corpo não pode por sí só modificar o seu estado de
repouso ou de movimento.

Momento binário seja um binário, de duas forças iguais, paralelas e de sentidos


opostos. O momento desse binário é igual ao produto de uma das forças, pela menor
distância entre elas.

Pressão a água exerce uma pressão de baixo para cima, essa pressão é proporcional
à profundidade e a superfície que actua de acordo com o Teorema de Pascal (todo o
aumento de pressão igualmente em um líquido). Muitas pessoas pensam que pressão
é sinónimo de força, porém a pressão leva em conta não apenas a força mas também
a área em que a força actua.

𝐅𝐨𝐫ç𝐚
Pressão =
À𝐫𝐞𝐚

A agua exerce uma pressão perpendicular à superfície. Quando um corpo está imerso,
a pressão de líquido é em direcção perpendicular à superfície imersa.

Empuxo: um líquido exerce um empuxo sobre um corpo flutuante ou formoso nele


porque a pressão na parte inferior do corpo é maior que a pressão na sua parte
superior. A força de empuxo só depende da diferença de pressões entre a face inferior
e superior do corpo. Não depende da profundidade, por tanto o valor de empuxo é igual
ao peso do líquido deslocado.

Princípio de Arquimedes:”Todo o corpo mergulhado num líquido recebe um empuxo


deste de baixo para cima, igual ao peso de volume da massa líquida deslocada”

E=P

Flutuabilidade - É a qualidade que permite manter-se à superfície, flutuando. É uma


relação entre o seu volume e o peso total da carga a transportar.
Estabilidade - Consiste na tendência que os navios devem ter para flutuar numa
posição direita e de retornarem `a essa posição inicial quando afastados dela, dentro
de certos limites. Esta característica, que os navios devem ter em maior ou menor
grau, é determinada pela sua forma e pelo peso ou carga distribuído a bordo.
Tranquilidade - Corresponde à necessidade de os navios não balançarem
excessivamente. Esta qualidade decorre da estabilidade, depende sobretudo da
concepção a que o navio se destina.

Navegabilidade - É a aptidão para aguentar mar, provocado pelo estado do tempo.


Relaciona-se, evidentemente, com a resistência estrutural do navio.
Manobrabilidade -Está condicionada pela inércia inerente ao peso do navio, pela
forma do casco, pela potência relativa da máquina propulsora e pelas características
dos lemes e dos hélices com que está equipada a embarcação.

Habitabilidade – Consiste na capacidade de alojar, passageiros e, tripulação já que


estes, por enquanto, não são dispensados de permanecer a bordo em viagem.
Sabe-se que a Estabilidade é a capacidade que um navio deve ter de se manter direito
e de voltar a essa posição quando afastado dela, dentro de certos limites. Ela é, a
posição normal de equilíbrio. Que se note que existem três posições de equilíbrio
possíveis para um corpo:
a) Equilíbrio estável, quando o corpo, ao ser afastado da sua posição normal,
tende a regressar a ela; por exemplo: um cone assente pela base;
b) Equilíbrio instável, quando o corpo, ao ser afastado da sua posição, já não
volta a ela, procurando uma outra posição de equilíbrio; por exemplo, o caso do
mesmo cone assente sobre o seu vértice;

c) Equilíbrio indiferente, quando o corpo fica em equilíbrio a qualquer posição ao ser


afastado da anterior; é o caso do cone deitado de lado, ou seja, apoiado numa
geratriz.
Evidentemente , um navio dentro de água, para se manter direito deverá estar numa
posição de equilíbrio estável. Então analisar as forças que se exercem na água e a
forma como actuam. Conforme nos ensinamentos de Arquimedes, qualquer corpo
mergulhado num líquido sofre, da parte deste, uma impulsão vertical, de baixo para
cima, igual ao peso do volume do líquido deslocado. Isto quer dizer que quando um
navio é lançado a água, ele vai submergir até ao momento em que tenha deslocado
uma quantidade de água que pese o mesmo que o próprio navio. Nesse momento
recebe uma impulsão de baixo para cima igual ao peso que actua, como se sabe,
de cima para baixo. É assim que os navios flutuam. Por isso eles imergem menos
quando a água é mais salgada, já que esta é mais densa (maior peso específico),
pesando, portanto, mais.

Peso = volume x peso específico.

Fim