Você está na página 1de 48

2º Seminário de Gerenciamento de Projetos

PMI-ES

Apresentador:
AMÉRICO PINTO
COORDENADOR GERAL DO ESTUDO DE BENCHMARKING EM GP BRASIL
VP DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL – PMI RIO DE JANEIRO
HISTÓRICO

EM 2003 EM 2004 EM 2005


• Lançamento da • Primeiro evento de • Ampliação do evento
primeira edição do lançamento do de lançamento do
estudo estudo estudo
• Estudo pioneiro, de • Apoio da FGV e da • Apoio da FGV e da
caráter nacional Deloitte Compass
• Apoio do IIL e da IFS • 70 empresas • 80 empresas
• 60 empresas participantes participantes
participantes • Lançamento do 1º • Ampliação do escopo
• Abordagem de 6 livro na Bienal de abordagem
aspectos em relação Internacional • Aprofundamento do
a Gerência de • Abordagem de 8 estudo e das
Projetos aspectos em relação análises
• Segmentação em 3 a Gerência de • Segmentação em 6
indústrias Projetos indústrias
• Segmentação em 4
indústrias
OBJETIVO DO ESTUDO

Apresentar o posicionamento atual de importantes


segmentos empresariais brasileiros em relação as suas
práticas de Gerenciamento de Projetos,
servindo como referência para organizações e
profissionais que tenham interesse em alcançar a
excelência no desenvolvimento de seus projetos.
EQUIPE DE TRABALHO

Realização:

www.pmirio.org.br
Co-Realização:

www.compassbr.com.br www.fgv.br
ASPECTOS AVALIADOS

Estudo de
Benchmarking
em
Gerenciamento
de Projetos
Brasil
ORGANIZAÇÕES PARTICIPANTES

Computer Associates
A&C Consulting
Construtora Santa Cecília
Accor
Contraste Engenharia
Active Sistemas de Automação
CTCEA
AGA S/A
DBA
AMBEV
Delphi Automotive Systems
Aspen Procwork
DNG Dataprev
Banco Central do Brasil
EDS do Brasil
Bearing Point
Embraco
Bematech
Ericsson
Brasil Telecom
Fábrica Carioca de Catalisadores
CCEE
FAGV
Centro de Análises de Sistemas Navais
Ford
CETIP- Câmara de Custódia e Liquidação
FUNASPH
Cia. Bras. Petroleo Ipiranga
FURNAS
Coord. Projeto SIVAM
Globo
Comp. Hidro Elétrica do São Francisco
Globo.com
CVRD
Governo do Estado de SP
Compass International
Gerdau
ORGANIZAÇÕES PARTICIPANTES

Innova Optiglobe
IBIDEC Oracle do Brasil
Intelig Telecomunicações Passos Empreendimentos Esportivos
J. Macêdo PD Case Informática
KTY Consultoria Petrobras
Logos Engenharia Petroflex
M.I. Montreal Informática Powertec
Martins Com. Distr. Procwork Tecnologia
MATEC Promon Tecnologia
Método Engenharia Renault
MGN Informatica Rio de Janeiro Refrescos / Coca Cola
Microsiga Sabesp
Mongeral Sadia
Monsanto Seculus Tecnologia
MRS Logística Sena Informática
Natura Serasa
Nortel Networks SERPRO
Oi Sky
ORGANIZAÇÕES PARTICIPANTES

Michelin
Sul América Seguros
Sun Microsystems
Ticket Serviços
TIM BRASIL
Unisys Brasil
Vivo
Volkswagen
Votorantim Cimentos

TOTAL: 80 empresas
SEGMENTAÇÃO DO ESTUDO

1. Perspectiva Geral
• Todas as Organizações que participaram do estudo

2. Perspectiva por Setor


• Construção
• Finanças e Seguros
• Petróleo, Gás e Energia
• Tecnologia da Informação
• Telecomunicações
• Serviços

3. Perspectiva por Porte de Projeto


• Valor médio do orçamento abaixo de R$ 500.000
• Valor médio do orçamento entre R$ 500.000 e R$ 3.000.000
• Valor médio do orçamento acima de R$ 3.000.000
PERFIL DAS ORGANIZAÇÕES

Setores de Atuação
PERFIL DAS ORGANIZAÇÕES

Faixa de valor dos projetos

51% dos projetos têm orçamento até R$ 500 mil reais


PERFIL DAS ORGANIZAÇÕES

Porte das Organizações (faturamento Anual)

76% das organizações participantes faturam mais de R$100MM ano.


PERFIL DAS ORGANIZAÇÕES

Quantidade de funcionários

50% das organizações participantes têm mais de 1.000 funcionários.


PERGUNTAS

&

RESPOSTAS
Qual o nível de resistência em
relação a Gerência de
Projetos?
CULTURA ORGANIZACIONAL

Nível de Resistência ao Tema Gerenciamento de Projetos

A resistência ao tema diminuiu mais ainda em relação a 2004.


“Nenhuma + Pouco” em 2004 = 78% / “Nenhuma + Pouco” em 2005 = 80%
Qual o salário médio de um
Gerente de Projetos ?
CULTURA ORGANIZACIONAL

O salário médio mensal de um Gerente de Projeto nas


empresas (em R$)
As empresas estão interessadas
em modelos de avaliação de
maturidade em GP ?
GESTÃO DO
PORTFOLIO DE PROJETOS
Utilização de Modelos de Avaliação de Maturidade em
Gerenciamento de Projetos
Como as empresas estão
gerindo o seu Portfolio de
Projetos?
GESTÃO DO
PORTFOLIO DE PROJETOS
Nível de Maturidade na Gestão do Portfolio de Projetos
Como as empresas estão
estruturando os seus PMO’s?
Project Management Office

Iniciativas de Implementação de um PMO

A implementação de PMO’s continua sendo um tendência.


“Em implementação” em 2004 = 37% / “Em implementação” em 2005 = 73%
“Não pretendemos ter” em 2004 = 30% / “Não pretendemos ter” em 2005 = 9%
Project Management Office

Tempo de existência do PMO

56% dos PMO’s são iniciativas recentes, com menos de 2 anos de maturação.
Project Management Office

Funções mais comuns nos PMO´s

“Suporte a Alta Administração” ganha destaque em 2005.


Em 2004 = 64% / Em 2005 = 89%
Quais os aspectos
considerados no
planejamento de um projeto?
PROCESSOS E METODOLOGIAS

Aspectos considerados no Planejamento de Projetos

O desempenho das áreas de “Comunicação” e “Riscos”


continua sofrível, tendo aparentemente piorado em relação a 2004
Quais os softwares de
Gerenciamento de Projetos
mais utilizados?
TECNOLOGIA DE SUPORTE

Softwares de Gerenciamento de Projetos Utilizados

MS-Project continua na liderança absoluta, porém cresce a quantidade de


sistemas desenvolvidos internamente (Em 2004 = 19% / Em 2005 = 32%)
Quais os problemas mais
comuns em projetos?
DESEMPENHO E RESULTADOS

Projetos que sofreram problemas de prazo

Apenas 6% das organizações afirmaram que seus projetos não sofrem com
problemas de prazo.
DESEMPENHO E RESULTADOS

Projetos que sofreram problemas de custos

Apenas 6% das organizações afirmaram que seus projetos não sofrem com
problemas de custo.
DESEMPENHO E RESULTADOS

Problemas mais freqüentes em projetos

Problemas de não cumprimento de prazos e de comunicação continuam


liderando e ainda ampliam “vantagem” sobre os demais.
Em 2004 = 66% e 61% / Em 2005 = 72% e 71%
Qual a percepção das
empresas em relação ao seu
nível de desenvolvimento em
Gerenciamento de Projetos?
DESEMPENHO E RESULTADOS

Auto-Avaliação quanto a implementação da Gerência de


Projetos

52% das organizações consideram que ainda estão a menos de 50% do


caminho que pretendem percorrer em relação a Gerência de Projetos
Quais benefícios as empresas
têm obtido com a Gerência
de Projetos?
DESEMPENHO E RESULTADOS

Benefícios obtidos com a gerência de projetos


Como as empresas têm
enxergado os benefícios e
resultados obtidos com o
Gerenciamento de Projetos?
DESEMPENHO E RESULTADOS

Percepção dos resultados e benefícios gerados pela Gerência


de Projetos
Quais as principais
tendências de investimento
em Gerência de Projetos para
os próximos 12 meses?
DESEMPENHO E RESULTADOS

Temas que as empresas pretendem desenvolver nos próximos


12 meses
CONCLUSÕES

• A resistência ao tema Gerenciamento de Projetos é cada vez menor nas


organizações brasileiras.

• A Alta Administração tem percebido de forma mais clara os benefícios


decorrentes do gerenciamento de projetos.

• Uma quantidade relevante de empresas já apresenta forte interesse na


aplicação de modelos de avaliação de maturidade.

• Os principais benefícios obtidos pelas empresas com a Gerência de Projetos


são o comprometimento com objetivos e uma melhor tomada de decisão.

• Não cumprimento de prazos e problemas de comunicação continuam sendo


os principais problemas em projetos.

• A adequada gestão do portfolio de projetos continua sendo um grande


desafio para a grande maioria das empresas.

• Comunicação e Riscos continuam sendo os aspectos menos considerados


durante o planejamento de projetos.
CONCLUSÕES

• Mais uma vez houve evolução no aspecto metodologia, porém, de forma


geral, ainda há expressivas oportunidades de desenvolvimento.

• A implementação de PMO’s consolida-se como uma importante tendência de


mercado. A maioria absoluta das empresas pesquisadas implementaram ou
pretendem implementar um PMO.

• O MS-Project/EPM continua líder absoluto dentre os softwares para


gerenciamento de projetos, porém é representativa a quantidade de
empresas que têm desenvolvido internamente suas soluções.

• A maior parte das empresas pesquisadas acredita que ainda está a menos
de 50% do caminho que pretende percorrer em relação ao Gerenciamento
de Projetos.

• As principais tendências para investimento continuam sendo: Implantação e


adaptação de metodologias de Gerenciamento de Projetos, Treinamento e
capacitação de profissionais e Implantação de painéis de controle para
projetos.
O ESTUDO EM 2006

• Realização conjunta das seções Rio de Janeiro, São Paulo e Rio grande
do Sul.

• Apoio das seções Espírito Santo e Distrito Federal.

• Apoio dos SIG’s TI & Telecom, Sistemas de Informação e Petróleo e


Gás.

• Apoio de diversas universidades, entre elas FGV, UFRJ, UFF, PUC, USP
e FIAP.

• Perspectiva de mais de 200 empresas participantes.

• Inscrições até o fim do mês de setembro.

• Lançamento nos dias 23 e 24 de novembro: 2º Fórum Nacional de


Benchmarking em Gerenciamento de Projetos. Visite www.pmirio.org.br.
NOVIDADES EM 2006

• A sua organização utiliza o BSC (Balanced Scorecard)?

• Existem processos e critérios para seleção e priorização do


portfolio?

• A organização utiliza o conceito de “programas”?

• Quais são os fornecedores “top of mind”?


MAIS INFORMAÇÕES

Download da apresentação resumida e


do Relatório completo do Estudo
www.americopinto.com.br (área de biblioteca)

Empresas interessadas em
participar do Estudo em 2006
Emails para: contato@americopinto.com.br
OBRIGADO PELA ATENÇÃO!

Américo Pinto
Coordenador Geral do Estudo de Benchmarking
em Gerenciamento de Projetos Brasil

Contatos:
desenvprof@pmirio.org.br
contato@americopinto.com.br