Você está na página 1de 62
Matemática Financeira Parte I Professor: Rafael D’Andréa
Matemática Financeira
Parte I
Professor: Rafael D’Andréa
O Valor do Dinheiro no Tempo  A matemática financeira trata do estudo do valor
O Valor do Dinheiro no Tempo
 A matemática financeira trata do estudo do valor do
dinheiro ao longo do tempo.
Conceito de Investimento Sacrificiozinho hoje … Para ter um dinheirão amanhã …
Conceito de Investimento
Sacrificiozinho
hoje …
Para ter um
dinheirão
amanhã …
O que é lucro?  Ganho contábil Obtido por meio de: (+) Receitas de vendas
O que é lucro?
 Ganho contábil
Obtido por meio de:
(+) Receitas de vendas
(-) Custos
(-) Despesas
(-) IR
(=) Lucro
Juros (J)  Em princípio, uma unidade monetária hoje vale mais do que uma disponível
Juros (J)
 Em princípio, uma unidade monetária hoje vale mais do
que uma disponível amanhã;
 Postergar um recebimento por certo tempo envolve um
sacrifício, o qual deve ser pago mediante uma
recompensa, definida pelos juros;
Juros (J)  Os juros devem ser eficientes de maneira a remunerar: - o risco
Juros (J)
 Os juros devem ser eficientes de maneira a remunerar:
- o risco envolvido na operação
- a perda do poder de compra (inflação)
- o custo de oportunidade
 Outras
denominações
para
juro
são
rendimento
do
capital, ganho sobre o capital ou remuneração do capital.
Valor Presente (VP)  O valor presente é a quantia inicial que se tem ou
Valor Presente (VP)
 O valor presente é a quantia inicial que se tem ou que se
recebe;
 Outras denominações para valor presente são capital,
principal, capital inicial, valor inicial, valor aplicado ou
depósito inicial.
Valor Futuro (VF)  O valor futuro é o resultado total que se obtém da
Valor Futuro (VF)
 O
valor futuro é o resultado total que se obtém da
aplicação do capital, ou seja, é quanto se recebe ou se
paga pelo “empréstimo” do capital;
 O valor futuro também é chamado de capital final,
montante, valor de resgate, “valor presente + juros”,
valor final ou valor capitalizado.
Período (n)  Período é definido como sendo o espaço de tempo pelo qual o
Período (n)
 Período é definido como sendo o espaço de tempo pelo
qual o capital ficou aplicado. Este dado vem
representado por um número de períodos que podem
ser, por exemplo, dias, meses, trimestres ou anos.
Taxa de Juros (i)  A taxa de juros é o coeficiente que determina o
Taxa de Juros (i)
 A taxa de juros é o coeficiente que determina o valor do
juro, isto é, a remuneração do valor presente utilizado
durante certo período de tempo;
 As taxas de juros se referem sempre a uma unidade de
tempo (mês, semestre, ano, etc.) e podem ser
representadas equivalentemente de duas maneiras: taxa
percentual e taxa unitária.
Taxa de Juros (i) EXEMPLOS DE TAXA DE JUROS Forma PERCENTUAL Para transformar na forma
Taxa de Juros (i)
EXEMPLOS DE TAXA DE JUROS
Forma PERCENTUAL
Para transformar na
forma unitária
Forma UNITÁRIA
20% ao ano
20/100
0,2 ao ano
6% ao semestre
6/100
0,06 ao semestre
2% ao mês
2/100
0,02 ao mês
0,3% ao dia
0,3/100
0,003 ao dia
Taxa de Juros (i) Exemplo: um capital de R$ 1.000,00 aplicado a 20% ao ano
Taxa de Juros (i)
Exemplo:
um capital de R$ 1.000,00 aplicado a 20% ao ano rende de
juros ao final deste período:
Representação gráfica dos conceitos fundamentais da Matemática Financeira Valor Futuro Valor Presente Valor
Representação gráfica dos conceitos
fundamentais da Matemática Financeira
Valor Futuro
Valor Presente
Valor Presente
Critérios de capitalização dos juros  Nas fórmulas de matemática financeira, tanto o prazo da
Critérios de capitalização dos juros
 Nas fórmulas de matemática financeira, tanto o prazo da
operação como a taxa de juros devem necessariamente
estar expressos na mesma unidade de tempo.
 Os critérios (regras) de capitalização demonstram como
os juros são transformados e sucessivamente
incorporados ao capital no decorrer do tempo. Nesta
conceituação podem ser identificados dois regimes de
capitalização dos juros: simples (ou linear) e composto
(ou exponencial).
Juros Simples Suponha um indivíduo que deposita R$1.000,00 em um banco que lhe promete juros
Juros Simples
Suponha um indivíduo que deposita R$1.000,00 em um
banco que lhe promete juros simples de 10% a.a. Qual será
seu saldo ao final de 4 anos?
Saldo
Saldo
Ano
Juros
inicial
final
1
1.000
0,1 x 1.000 = 100
1.100
2
1.100
0,1 x 1.000 = 100
1.200
3
1.200
0,1 x 1.000 = 100
1.300
4
1.300
0,1 x 1.000 = 100
1.400
Juros Simples
Juros Simples
Juros Simples  Como os juros variam linearmente no tempo, a apuração do custo total
Juros Simples
 Como os juros variam linearmente no tempo, a apuração
do custo total da dívida no prazo contratado é
processada simplesmente pela multiplicação do número
de anos pela taxa anual, isto é: 5 anos x 10% ao ano =
50% para 5 anos.
 Se desejar converter essa taxa anual para mês, por
exemplo, basta dividir a taxa anual por 12, isto é: 10% ao
ano/12 meses = 0,8333% ao mês, e assim por diante.
Juros Simples Cálculo dos Juros (J): J = VP x i x n J =
Juros Simples
Cálculo dos Juros (J):
J = VP x i x n
J = valor dos juros; i = taxa de juros unitária
VP = valor presente; e n= prazo
Cálculo do Valor Futuro (VF):
VF = VP + J
VF = VP x (1 + i x n)
Nota) Da fórmula acima, temos que:
VF
VP =
(1+ i x n)
Juros Simples Exemplo 1: Uma pessoa aplica R$ 18.000,00 à taxa de 1,5% ao mês
Juros Simples
Exemplo 1:
Uma pessoa aplica R$ 18.000,00 à taxa de 1,5% ao mês
durante 8 meses. Determinar o valor acumulado ao final
deste período.
Resolução:
VP = R$ 18.000,00
i = 1,5% ao mês (Taxa unitária igual 0,015 a.m.)
n = 8 meses
VF = ?
VF = VP x (1 + i x n)
VF = 18.000,00 x (1 + 0,015 x 8)
VF = 18.000,00 x 1,12 = R$ 20.160,00
Juros Simples Exemplo 2: Uma dívida de R$ 900.000,00 irá vencer em 4 meses. O
Juros Simples
Exemplo 2:
Uma dívida de R$ 900.000,00 irá vencer em 4 meses. O
credor está oferecendo um desconto de 7% ao mês caso o
devedor deseje antecipar o pagamento para hoje. Calcular
o valor que o devedor pagaria caso antecipasse a
liquidaçãoResolução:da dívida.
VF = R$ 900.000,00
i = 7% ao mês (Taxa unitária igual 0,07 a.m.)
n = 4 meses
VP = ?
VF = VP x (1 + i x n)
VP = 900.000,00 / (1 + 0,07 x 4)
VP = 703.125,00
Juros Compostos No regime de capitalização composta (juros compostos), os juros de um período são
Juros Compostos
No regime de capitalização composta (juros compostos), os
juros de um período são incorporados ao capital para
cálculo do período seguinte, resultando no que se
denomina “juros sobre juros”.
Juros Compostos Suponha um indivíduo que deposita R$1.000,00 em um banco que lhe promete juros
Juros Compostos
Suponha um indivíduo que deposita R$1.000,00 em um
banco que lhe promete juros compostos de 10% a.a. Qual
será seu saldo ao final de 4 anos?
Saldo
Saldo
Ano
Juros
inicial
final
1 1.000,00
0,1 x 1.000 = 100,00
1.100,00
2 1.100,00
0,1 x 1.100 = 110,00
1.210,00
3 1.210,00
0,1 x 1.210 = 121,00
1.331,00
4 1.331,00
0,1 x 1.331 = 133,10
1.464,10
Juros Compostos Valor Futuro 1.400 Juros compostos (exponencial) 100 1.300 100 1.200 100 1.100 100
Juros Compostos
Valor Futuro
1.400
Juros compostos (exponencial)
100
1.300
100
1.200
100
1.100
100
1.000
ano
0
1
2
3
4
VF = capital ao final do ano n
= taxa de juros
VP = capital inicial
i
Juros Compostos Ao final de cada período, o juro obtido nesse período é incorporado ao
Juros Compostos
Ao final de cada período, o juro obtido nesse período é
incorporado ao principal que o produziu e passam os
dois, principal mais juro, a render juros no período que
segue.
A fórmula geral é dada por:
VF = VP x ( 1 + i ) n
Juros Compostos Exemplo 3: Determinar o valor acumulado em 24 meses, a uma taxa de
Juros Compostos
Exemplo 3:
Determinar o valor acumulado em 24 meses, a uma taxa de
1% a.m., a partir de um principal de R$ 2.000,00.
VF = VP ( 1 + i ) n
VF = 2.000,00(1+0,01) 24 = 2.539,46

Juros Compostos

Exemplo 4:

Uma loja oferece duas alternativas de pagamento de um

bem cujo preço é R$ 1.000,00. A primeira é um desconto à

vista de 25%, a segunda é o preço cheio para 30 dias.

Dado que o dinheiro do comprador está aplicado a 30% ao

mês, qual a melhor alternativa de pagamento?

Valor Dado à que vista o => dinheiro R$ 750,00 do

Se aplicar esse valor a 30%, seu valor futuro é R$ 975,00,

o que não paga a TV lá na frente.

Logo, a melhor estratégia é o pagamento à vista c/desconto

Exercícios: 1) Encontrar o montante a ser recebido por uma aplicação em juros compostos de
Exercícios:
1) Encontrar o montante a ser recebido por uma aplicação em juros
compostos de $ 1.000,00, remunerada a 8,35% ao mês durante 10
meses.
2) Você deposita a importância de $ 150,00 em um banco que paga as
seguintes taxas: 4,5% a.m. no primeiro mês de investimento, 5,30%
a.m. no segundo mês e 5,89% a.m. no terceiro mês. Determine o
montante que ela resgatará após os 3 meses de investimento.
3) Calcule o valor de $ 250,00 para os próximos 2, 3 e 6 meses, se a
taxa se mantiver em 3,8% a.m.
4) Quanto valia há 8 meses, e quanto valerá daqui a 5 meses $ 170,00,
considerando-se uma taxa de 4,9% a.m.?
Exercícios: 5) Calcular o montante de uma aplicação de $ 15.000,00, pelo prazo de 6
Exercícios:
5) Calcular o montante de uma aplicação de $ 15.000,00, pelo prazo de
6 meses, à taxa de 3% ao mês.
6) No final de dois anos, o Sr. Pedro deverá efetuar um pagamento de $
200.000,00 referente ao valor de um empréstimo contraído hoje, mais
os juros devidos, correspondentes a uma taxa de 4% ao mês. Pergunta-
se: qual o valor emprestado?
Fluxo de Caixa  O fluxo de caixa do projeto, compreende as saídas (investimento inicial)
Fluxo de Caixa
 O fluxo de caixa do projeto, compreende as saídas
(investimento inicial) e as entradas de dinheiro (ou a
redução de despesas, em alguns casos) geradas pelo
investimento realizado.
Fluxo de Caixa 200.000 200.000 200.000 200.000 200.000 0 1 2 3 4 5 500.000
Fluxo de Caixa
200.000
200.000
200.000
200.000
200.000
0
1
2
3
4
5
500.000
Fluxo de Caixa: representação gráfica 2 Período Saída ($) Entrada ($) 0 - 500.000 0
Fluxo de Caixa: representação gráfica 2
Período
Saída ($)
Entrada ($)
0
- 500.000
0
1
0
+ 200.000
2
0
+ 200.000
3
0
+ 200.000
4
0
+ 200.000
5
0
+ 200.000
Cálculo do Valor de um Fluxo de Caixa São definidas algumas regras básicas para o
Cálculo do Valor de um Fluxo de Caixa
São definidas algumas regras básicas para o cálculo do
valor númerico de um fluxo de caixa:
(i)
o fluxo deve ser inicialmente simplificado;
(ii)
o fluxo deve ser calculado em um determinado período
de tempo, isto é, todas as entradas e saídas devem ser
trazidas para uma mesma data;
(iii)
as entradas e saídas devem ser trazidas para este
período de tempo.
Fluxo de Caixa FLUXO DE CAIXALIVRE ( FCL ) - FEGUS - Compra de Nova
Fluxo de Caixa
FLUXO DE CAIXALIVRE ( FCL ) - FEGUS - Compra de Nova Máquina - R$
Ano0
Ano1
Ano2
Ano3
Ano4
Ano5
Economias de Caixa
80.000
80.000
80.000
80.000
80.000
Depreciação
15.000
15.000
15.000
15.000
15.000
LucroAntesdosImpostos
65.000
65.000
65.000
65.000
65.000
I.ReC.S(34%)
22.100
22.100
22.100
22.100
22.100
LucroLíquido
42.900
42.900
42.900
42.900
42.900
Depreciação
15.000
15.000
15.000
15.000
15.000
Investimento
150.000
- Preço da Máquina: 145.000
- Custo de Instalação: 5.000
Fluxo de Caixa Livre ( FCL )
(150.000)
57.900
57.900
57.900
57.900
57.900
I.R= Imposto de Renda; C.S = Contribuição Social
Cálculo do Valor do Dinheiro no Tempo FV = PV (1 + i) n PV
Cálculo do Valor do Dinheiro no Tempo
FV
=
PV (1 + i) n
PV
Onde:
FV
= -----------
(1 + i) n
 VP = Valor Presente
 VF = Valor Futuro
 i = Taxa de Retorno ou Taxa de Juros
 n = número de unidades de tempo
Cálculo do Valor do Dinheiro no Tempo  Para que os valores monetários se tornem
Cálculo do Valor do Dinheiro no Tempo
 Para que os valores monetários se tornem equivalentes em
diferentes datas (períodos de tempo), é necessário adotar-se uma
taxa de desconto (i) que pode ser entendida como um custo de
oportunidade;
 É indiferente falar-se em $100 hoje ou $ 110 daqui a um mês, se a
taxa de desconto for igual a 10% no mesmo período de um mês.
110
100
0
i = 10% ao mês
Mês 1
Exemplo 5  Qual o valor presente de R$ 1.000,00 recebidos daqui a 5 anos
Exemplo 5
 Qual o valor presente de R$ 1.000,00 recebidos daqui a
5 anos se a taxa de retorno for de 12% aa?
1.000
VP = ?
0
i = 12% ao ano
Ano 5
Exemplo 6  Qual o valor futuro daqui a 5 anos de um valor presente
Exemplo 6
 Qual o valor futuro daqui a 5 anos de um valor presente
R$ 1.000,00 se a taxa de retorno for de 12% aa?
VF=?
VP = 1.000
0
i = 12% ao ano
Ano 5
Exemplo 7 Você tem uma aplicação para resgate de R$ 1.500,00 em 3 meses e
Exemplo 7
Você tem uma aplicação para resgate de R$ 1.500,00 em 3
meses e deseja antecipar a retirada. Se o regime de
Desconto Composto é utilizado e a taxa é de 8% ao mês,
qual o valor resgatado na data de hoje?
VF = VP ( 1 + i ) n
VP = VF / (1 + i) n = 1500 / (1,08) 3
Valor Regatado = R$ 1.190,75

Exercícios:

1) Dados: PV = 1.000 n = 9 meses; i = 2,5% a.m. Calcular FV.

R: VF = 1.249

2) João quer comprar um carro novo daqui a 20 meses (n). Se o preço máximo a ser desembolsado for de 22.000 quanto ele deverá depositar hoje num fundo de investimentos que se espera renda 1,5% ao mês ( i ) ?

R: VP = 16.334

3) Aplicando $ 10.000

em um Banco que paga 25% ao ano, quanto

uma pessoa terá acumulado ao final de 5 anos?

R: VF = 30.518

4) Qual a melhor alternativa para quem tem condições de aplicar dinheiro a 30% ao ano: receber 100.000 hoje ou 400.000 daqui a 5 anos?

R: B

Exercícios: 5) Qual é o montante obtido no final de 8 meses, referente a uma
Exercícios:
5) Qual é o montante obtido no final de 8 meses, referente a uma
aplicação de $ 500,00 por mês, a taxa de 4,2% ao mês;
6) Um representante comercial vendeu um lote de matéria-prima por R$
35.000,00. Este valor refere-se à um único pagamento daqui a 4 meses.
Se a taxa de juros for de 3%a.m
comprador resolvesse pagar à vista?
Qual seria o valor do lote se o
Análise de Taxas:  Muitas vezes, no momento da tomada da decisão de realizar uma
Análise de Taxas:
 Muitas vezes, no momento da tomada da decisão de
realizar uma Operação Financeira, nos deparamos com
taxas em “tempos diferentes”. Essas diferenças se não
forem reajustadas podem causar conclusões errôneas,
como por exemplo, “achar” que 1% ao dias é igual a 30% ao
mês.
 Para que não ocorra tal conclusão, vamos utilizar sempre
que for necessário, a fórmula de “Taxas Equivalentes” no
regime composto.
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente:  Toda operação envolve dois prazos: (1) o prazo a
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente:
 Toda operação envolve dois prazos: (1) o prazo a que se
refere a taxa de juros; e (2) o prazo de capitalização
(ocorrência) dos juros.
 É necessário para o uso das fórmulas de matemática
financeira expressar esses prazos diferentes na mesma
base de tempo.
 No regime de juros simples a taxa proporcional é obtida da
divisão entre a taxa de juros considerada na operação e o
número de vezes em que ocorrerão os juros (quantidade de
períodos de capitalização).
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente: A taxa proporcional é utilizada para os juros simples e
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente:
A taxa proporcional é utilizada para os juros simples e a
taxa equivalente para os juros compostos.
Exemplo:
Calcular a taxa anual proporcional a:
(a)
(b)
6% ao mês;
10% ao bimestre.
Resolução:
a) i = 6% x 12 = 72% ao ano
b) i = 10% x 6 = 60% ao ano
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente: Exemplo: Calcular a taxa de juros semestral proporcional a: (a)
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente:
Exemplo:
Calcular a taxa de juros semestral proporcional a:
(a) 60% ao ano; (b) 9% ao trimestre.
Resolução:
Deve haver uma igualdade entre a razão das taxas e a
razão dos períodos a que se referem.
a)
a.s., porque
b)
a.s.
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente: Exemplo: Uma instituição financeira oferece a seus clientes uma taxa
Taxa Proporcional x Taxa Equivalente:
Exemplo:
Uma instituição financeira oferece a seus clientes uma taxa
de rentabilidade de 1,2% a.m., a juros simples. Determinar
o valor do rendimento de uma aplicação de R$10.000,00
efetuada nessa instituição por um prazo de 18 dias.
Resolução:
VP = 10.000, n = 18 dias , i = 1,2% / 30 = 0,04% a.d.
J = VF – VP = VP x i x n = 10.000,00 x 0,0004 x 18 = R$
72,00.
Taxas Equivalentes - Juros Compostos  1 i  360   12 4 2
Taxas Equivalentes - Juros Compostos
1 i
360
12
4
2
 1 i
 1 i  1 i  1 i
d
m
t
s
a
Duas taxas equivalentes, quando aplicadas a um mesmo
capital inicial (Valor Presente), durante um mesmo
período de tempo, produzem o mesmo capital disponível
(Valor Futuro) acumulado ao final daquele período.
Exemplo Quais as taxas de juros compostos mensal e trimestral equivalentes a 25% ao ano?
Exemplo
Quais as taxas de juros compostos mensal e trimestral
equivalentes a 25% ao ano?
a) Taxa de juros equivalente mensal: i = 25% a.a.
q = 1 ano (12 meses)
b) Taxa de juros equivalente trimestral:
q = 1 ano (4 trimestres)
Taxa Efetiva Unidade de tempo da taxa coincide com a unidade de tempo dos períodos
Taxa Efetiva
Unidade de tempo da taxa coincide com a unidade de
tempo dos períodos de capitalização.
Exemplos
(I)
3% a.m. (capitalizados mensalmente);
(II)
12% a.a. (capitalizados anualmente).
Taxa Nominal
Unidade de tempo não coincide com a unidade de tempo
dos períodos de capitalização.
Exemplos
(I)
12% a.a capitalizados mensalmente
(II)
24% a.a capitalizados trimestralmente
Nomeclatura de Taxa de Juros Taxa Efetiva x Taxa Nominal Caderneta de Poupança: C 
Nomeclatura de Taxa de Juros
Taxa Efetiva x Taxa Nominal
Caderneta de Poupança:
C
12
C
1,005
12
0
6% a.a. ou 0,5 % ao mês?
6,17%
 1,0617
C
0
a.a.
Taxa nominal : 6 % a.a. capitalizados mensalmente
Taxa efetiva mensal: 0,5% a.m.
Taxa efetiva anual: 6,17% a.a.
As três taxas acima são Equivalentes pois quando
aplicadas ao mesmo capital inicial, durante um mesmo
prazo, produzem o mesmo montante.
Taxa Efetiva x Taxa Nominal A taxa nominal é muito utilizada no mercado, quando da
Taxa Efetiva x Taxa Nominal
A taxa nominal é muito utilizada no mercado, quando da
formalização dos negócios. Não é, porém, utilizada
diretamente nos cálculos, por não corresponder, de fato, ao
ganho/custo financeiro do negócio.
A taxa que representa o efetivo ganho/custo financeiro do
negócio é a TAXA EFETIVA.
Exercícios: 1) Qual a taxa mensal equivalente a 460% ao ano? 2) Calcule a taxa
Exercícios:
1) Qual a taxa mensal equivalente a 460% ao ano?
2) Calcule a taxa anual equivalente a 13,14% ao mês.
3) Calcular a taxa trimestral equivalente a uma taxa de 360% ao ano.
4) Determine a taxa diária equivalente a 15% ao mês.
5) Determine a taxa bimestral equivalente a 40% ao semestre.
6) Calcule as taxas diárias, mensal, trimestral, semestral e anual para
365 dias, equivalente a 10,70% ao bimestre.
7) Dada a taxa de 60% ao ano, com capitalização bimestral, calcule a
taxa efetiva ao ano.
8) Obter a taxa efetiva anual equivalente a uma taxa nominal de 24% ao
ano, com período de capitalização mensal.
Exercícios: 1) Qual a taxa mensal equivalente a 460% ao ano? 2) Calcule a taxa
Exercícios:
1) Qual a taxa mensal equivalente a 460% ao ano?
2) Calcule a taxa anual equivalente a 13,14% ao mês.
3) Calcular a taxa trimestral equivalente a uma taxa de 360% ao ano.
4) Determine a taxa diária equivalente a 15% ao mês.
5) Determine a taxa bimestral equivalente a 40% ao semestre.
6) Calcule as taxas diárias, mensal, trimestral, semestral e anual para
365 dias, equivalente a 10,70% ao bimestre.
7) Dada a taxa de 60% ao ano, com capitalização bimestral, calcule a
taxa efetiva ao ano.
8) Obter a taxa efetiva anual equivalente a uma taxa nominal de 24% ao
ano, com período de capitalização mensal.
Séries de Pagamento Até agora tratamos o juros compostos em pagamentos simples, isto é, uma
Séries de Pagamento
Até agora tratamos o juros compostos em pagamentos
simples, isto é, uma entrada e uma saída de caixa.
O que acontece quando temos várias entradas (ou saídas)
de caixa?
- Séries uniformes: valores nominais iguais;
- Séries não-uniformes: valores nominais diferentes.
Séries Não-uniformes Quando as periodicidades não forem uniformes, o valor presente (PV) é obtido da
Séries Não-uniformes
Quando as periodicidades não forem uniformes, o valor
presente (PV) é obtido da seguinte forma:
Onde:
FCj = valor (fluxo de caixa) a ser recebido ou pago no período j
Séries Não-uniformes Exemplo: O valor presente de uma dívida que deve ser paga em três
Séries Não-uniformes
Exemplo:
O valor presente de uma dívida que deve ser paga em três
parcelas mensais consecutivas de $100.000,00,
$150.000,00 e $200.000,00, respectivamente, à taxa de
1,2% a.m., é:
100.000,00
150.000,00
200.000,00
VP 
2
1,012
1,012
1,012
3
VP  98.814,23  146.463,78  192.969,40
VP  $ 438.247,41
Séries Não-uniformes A identidade do valor (montante) para uma série de pagamentos ou recebimentos não
Séries Não-uniformes
A identidade do valor (montante) para uma série de
pagamentos ou recebimentos não uniformes pode ser
expressa da seguinte maneira:
Onde:
FCj = valor (fluxo de caixa) a ser recebido ou pago no período j
Séries Não-uniformes Exemplo: O valor futuro ao final do mês 4 dos pagamentos mensais da
Séries Não-uniformes
Exemplo:
O valor futuro ao final do mês 4 dos pagamentos mensais
da dívida apresentada atinge:
3
2
VF
100.000,00
1,012 150.000,00 1,012 200.000,001,012
VF  103.643,37  153.621,60  202.400,00
VF  $ 459.664,97
Séries Uniformes n   (1   i)  1  VP  R
Séries Uniformes
n
  (1
i)
1 
VP
R
n
i
(1
i)
Exemplo:
Uma pessoa obteve empréstimo de R$ 10.000,00, para ser
pago em 8 prestações iguais, com juro composto de 8% ao
mês. Qual o valor de cada prestação?
8
(1,08)
1
1000
P
8
0,08
(1,08)
resolvendo VP = R$ 1.740,10
Séries Uniformes n  (1  i)  1  VF  R  
Séries Uniformes
n
(1  i)
 1
VF  R 
i
Exemplo:
Calcule quanto terei no fim de um ano, se deposito R$
500,00 durante 11 meses, a juros compostos de 2%.
11
 1 
VF
500
  (1,02)
 0,02
resolvendo VF = R$ 6.084,36
Séries Perpétuas VP VP = R PGTO i 0 1 n
Séries Perpétuas
VP
VP =
R
PGTO
i
0
1
n
Séries Perpétuas Exercício 1) Uma loja comercial tem apresentado receita média anual de R$ 1.500.000,00.
Séries Perpétuas
Exercício 1) Uma loja comercial tem apresentado receita
média anual de R$ 1.500.000,00. Sabendo-se que possui
potencial de crescer em média 5% ao ano o faturamento no
futuro, qual o valor do negócio para uma taxa de juros de
10%?
Exercício 2) O pedágio de uma rodovia estadual arrecada
em média $ 200.000/mês. Calcular o valor presente dessas
rendas, considerando um custo de capital de 2% a.m
Séries Perpétuas Exercício 3) Para fazer uma doação, que paga $100.000 por ano, para sempre,
Séries Perpétuas
Exercício 3) Para fazer uma doação, que paga $100.000
por ano, para sempre, quanto dinheiro deve ser reservado
hoje se a taxa de juros é 10%?
Exercício 4) A Companhia de Seguro Bob´s Life Co. está
tentando lhe vender uma apólice que renderia a você e a
seus herdeiros $ 5.000 por ano, para sempre. Se a taxa de
retorno exigida nesse investimento igual a 8%, quanto você
pagaria pela apólice?