Você está na página 1de 2

Questões

1- Cite algumas funções do uso de entrevistas

R= A função é ampliar, verificar e aplicar o conhecimento psicológico.

2- O que significa dizer que a entrevista tem uma dupla face?

R = Faz coexistir no psicólogo as funções de investigador e profissional (utilizando a bagagem


técnica e percepção).

3- Qual seria a definição, um conceito sobre o que é entrevista?

R = É um instrumento fundamental de método clínico, técnica de investigação em psicologia.

4- Qual a diferença para uma entrevista psicológica?

R= A entrevista psicológica busca objetivos psicológicos, ou seja: diagnóstico e terapia.

5 – Quais os aspectos técnicos da entrevista psicológica.

R= a) regras ou indicações práticas de sua execução (técnica) – o que fazer

b) psicologia da entrevista psicológica (teoria da técnica) compreensão - como fazer

6- Quais os tipos fundamentais de entrevista e qual a diferença entre eles.

R= Aberta onde o entrevistador tem ampla liberdade para as perguntas ou para intervenções;
permite flexibilidade necessária em cada caso particular

Fechada as perguntas já estão previstas, assim como a ordem e maneira de formula-las


(questionário); aplicação facilitada pelas regras e princípios- sem desviar, com respostas mais
diretas.

7 – Como se pode classificar a entrevista tendo em vista os números de participantes? Quais suas
características?

R = Podem ser classificadas em entrevista individual ou grupal, a entrevista individual como o nome
já evidencia é na relação entrevistador-cliente, e a grupal pode incluir família, ou relações
interdependentes, onde nesse tipo o paciente/cliente é o grupo, mesmo que apenas um se
manifeste.

8 – Quem é o beneficiário do resultado da entrevista e quais as implicações no modo de trabalhar?

R= As entrevistas diferem segundo o beneficiário do resultado que implicam variáveis distintas que
modificam ou atuam sobre a atitude do entrevistador, do entrevistado e o campo total da
entrevista, sendo:

a) Entrevista que se realiza em benefício do entrevistado: consulta psicológica


b) Entrevista cujo objetivo é pesquisa: importante os resultados científicos
c) Entrevista que se realiza para um terceiro (instituição/emprego, escola, judiciário, etc)

9 – Qual a diferença entre consulta, entrevista e anamnese?

R= Consulta consiste na solicitação da assistência técnica ou profissional, que pode ser prestada
ou satisfeita de formas diversas, já a entrevista é um dos procedimentos de que o psicólogo dispõe
para atender a uma consulta. A anamnese implica uma compilação de dados preestabelçecidos,
de tal amplitude e detalhe, que permita obter uma síntese tanto da situação presente ou da
história de um indivíduo, de sua doença ou de sua saúde.

10 – Que conhecimentos influenciaram a teoria da entrevista?

R= Psicanálise, Gestalt, topologia e behaviorismo.

11 – Leia o texto abaixo citado no livro de referência

(pag. 9) “...temos, a entrevista, o campo configurado, e com isso queremos dizer que entre os
participante se estrutura uma relação da qual depende tudo que nela acontece”

(pag. 11) “uma sistematização que permite o estudo detalhado da entrevista como campo
consiste em centrar o estudo sobre:

a) O entrevistador, incluindo sua atitude, sua dissociação instrumental, contratransferência,


identificação e etc...
b) O entrevistado, incluindo-se aqui transferência, estruturas de comportamento, e traços de
caráter, ansiedades, defesas e etc...

A relação interpessoal, na qual se inclui a interação entre os participantes, o processo de


comunicação (projeção, introjeção, identificação e etc...) o problema de ansiedade, etc”

Considerando o que Bleger considera como “campo”, comente algumas influências possíveis na
alteração desse campo.

R= Pode-se citar: a alteração do local da entrevista, nível de transferência e contratransferência e


a condição do entrevistado.

12 – O que se pode discutir sobre lacunas, dissociações e contradições?

R= No decorrer da entrevista o paciente pode informar sobre sua história ou presente em graus
variados de coincidência ou contradição no como come ele se expressa tanto verbal
conscientemente e comportamental. Desse modo seu discurso pode estar repleto de lacunas,
dissociações e contradições que levam muitos pesquisadores a considerar a entrevista como um
instrumento não muito confiável. Importante compreender que o instrumento não faz mais que
refletir o que corresponde a características do objeto de estudo.