Você está na página 1de 2

À Glória do Grande Arquitecto Do Universo

Respeitáveis irmãos,

São dezanove os principais símbolos maçónicos, que devem ser conhecidos


no Grau de Aprendiz:
1. COMPASSO
2. ESQUADRO
3. CINZEL
4. MAÇO ou MALHO
5. RECUA
6. NÍVEL
7. PRUMO
8. PEDRA BRUTA
9. DELTA
10. LIVRO DA LEI
11. SOL
12. LUA
13. PAVIMENTO MOSAICO
14. ESPADA
15. CORDA DE OITENTA E UM NÓS
16. ESCADA DE JACOB
17. COLUNAS ZODIACAIS
18. PAINEL
19. COLUNAS GREGAS

Hoje tenho o privilégio de apresentar uma pequena prancha sobre o símbolo


DELTA SAGRADO.
O Delta, também conhecido pelo Triangulo Equilátero, é o símbolo das
tríades divinas, o Delta maçónico tem no interior as letras do nome hebraico
de Deus. O Delta simboliza a Sabedoria Divina e a presença de Deus, sendo o
símbolo máximo num Templo.

Nos rituais maçónicos predominam os símbolos ocultos, a numerologia está


intimamente ligada à geometria que, por força da profissão dos antigos
"franco - maçons" (pedreiros - livres) era utilizada na construção de
catedrais, palácios e outros prédios. Na base dessa numerologia esotérica
estão os números 3 e 5 como pontos de partida para a construção de figuras
geométricas como o triângulo e o pentágono.

1 DE 2
O triângulo é a figura geométrica que dá origem à pirâmide e ambos são
parte da simbologia maçónica. O triângulo é símbolo da luz. Como o vértice
para cima representa o fogo e a virilidade. Com o vértice para baixo
representa a água e o sexo feminino. O triângulo equilátero é usado como
símbolo da divindade maçónica e representa os três atributos divinos: força,
beleza e sabedoria, e também os três reinos: mineral, vegetal e animal.

Para os maçons, o triângulo com um olho no centro representa a


omnipotência, a omnisciência e a omnipresença divina.
Em loja podemos verificar, que o ponto superior do triângulo corresponde
ao Oriente em Loja, que é o mundo Absoluto da Realidade, é o Delta
Sagrado, e os dois pontos inferiores correspondem ao Ocidente, ou seja o
Mundo Relativo, o domínio da Aparência, são as duas colunas.
Também conhecido por Triângulo Fulgurante, representa na Maçonaria, o
Supremo Criador, cujo olho luminoso, é o olho da sabedoria e da
providência que, observa tudo que vê e prevê.

Não sendo efectivamente uma religião, a Maçonaria compreende e


reverencia todas as crenças e cada crente Maçom pode ter no Delta
Luminoso a representação de todos os sentimentos de religiosidade. Ele é
como uma lembrança para uma advertência permanente e solene, traduzida
pela compreensão fraternal, que não procura sobrepor a importância de
qualquer religião em particular, às demais profissões de fé. Espiritualistas
por princípio sabem os Maçons, na interpretação do Triângulo Fulgurante,
que há um Deus que tudo vê e, por esta razão, entendem que uma
oportunidade de fazer o bem que deixam escapar é uma eternidade que se
lhes espera.

Este é um conceito aceite universalmente pelos Maçons, entretanto,


existem vários conceitos, mas que no fundo trazem a mesma doutrina e
ensinamento.

Tenho dito,

Carlos Duarte
Companheiro
18, Novembro 6006

2 DE 2