Você está na página 1de 1

Receita de Hidromel

Todo dia eu bebo cachaça ou whisky, mas meus ancestrais tomavam hidromel, ou Mjörd, bebida
doce, delicada, dourada e "abençoada". Para aqueles que morrem em batalha, lhes é destinado
viver em Valhala, onde bebem hidromel e brigam entre sí, realmente o melhor lugar para se estar.
Vadiando pela internet encontrei algo MUITO interessante, a receita do hidromel, isso mesmo,
vou ensina-los como preparar o elixir de Odin!

Para produzir hidromel artesanalmente, tudo que você vai precisar, além dos ingredientes
descritos abaixo, é de uma garrafa vazia (preferencialmente de vidro), uma bexiga comum e um
elástico.

Os ingredientes são:
- 1 xícara de mel
- Água mineral (suficiente para uma garrafa de vinho, ou cerca de 675 ml)
- 2 sachês de chá de cassis (ou outro sabor)
- Suco de 1 Limão
- 2 colheres rasas de chá de fermento biológico para pão (Saccharomyces cerevisiae)

Não é necessário levar essas proporções tão a sério. Normalmente, usa-se uma parte de mel
para duas partes de água, além de outros ingredientes não obrigatórios como especiarias e
frutas, dependendo do seu gosto. Neste caso, a receita é de apenas uma garrafa de hidromel
acrescido de limão e chá de cassis. Comparada a outras receitas, esta usa uma grande
quantidade de mel em relação à água, resultando num produto final com sabor e aroma
peculiares.

Como fazer:
Primeiramente, você deve ferver a água e preparar o chá, acrescentando o suco do limão.
Desligue o fogo e acrescente o mel. A essa mistura dá-se o nome de mosto.

Deixe o mosto esfriar até a temperatura ambiente antes de acrescentar o fermento biológico.
Mexa-o bem e prepare-se para engarrafar. Antes, não se esqueça de higienizar a garrafa muito
bem, afinal o hidromel irá permanecer nela por um longo tempo e você não quer que outros
microorganismos além daqueles contidos no fermento se desenvolvam.

Feito isso, acrescente o mosto à garrafa e use a bexiga para fechar a abertura usando o elastico
para prender a boca da bechiga na garrafa.

O elástico e a bexiga servirão para que o ar do ambiente não entre em contato com o interior da
garrafa. Uma vez que a abertura estiver lacrada, todo o oxigênio sobressalente no interior será
consumido pelos microorganismos do fermento. E é aí que a mágica acontece: nesse ponto, o
fermento começará a quebrar as moléculas de açúcar do mosto em oxigênio e álcool. Assim,
durante a fermentação, o nível alcoólico da bebida subirá até certo ponto, até que o processo se
torne mais lento e finalmente pare.

Você saberá que está funcionando porque a bexiga irá inflar, e é importante que você não abra
a garrafa durante todo o processo. Guarde-a num ambiente escuro e deixe o hidromel maturando
por alguns meses. Depois de algum tempo, você perceberá que o fermento irá decantar no fundo
da garrafa.

Quando você finalmente abrir a garrafa, filtros de papel podem ser utilizados para realizar a
filtragem da bebida e obter um produto mais claro. Tome cuidado para que o fermento decantado
não se misture novamente ao líquido, o que tornará o hidromel turvo.

Seu hidromel esta pronto. Claro que eu não fiquei lendo uma maldita receita e escrevendo tudo
novamente de um jeito diferente só pra parecer que eu não copiei, então como eu sou um
vagabundo alcoolatra inveterado prefiro dar os creditos de quem eu roubei
isso: http://www.prooofeta.blogspot.com/2011/05/mjod-o-vinho-de-mel.html

Obrigado e até a proxima!

Read more: http://nibelungsalliance.blogspot.com/2011/05/receita-de-


hidromel.html#ixzz5Ij7O6Qy4