Você está na página 1de 5

CLASSIFICAÇÃO DE RISCO 

GESTACIONAL NA 
ATENÇÃO BÁSICA

Dra. Cássia Elena Soares
Fluxograma de Pré-Natal
Mulher com suspeita de gravidez
Atraso menstrual Náusea
Suspensão ou irregularidade do uso do
contraceptivo
Desejo de gravidez ou não

Consulta de acolhimento
Equipe Saúde da Família
Deve-se avaliar:
Médico
o ciclo menstrual - Dum, a atividade sexual Enfermeiro Técnico de
e Enfermagem
o uso de método contraceptivo

Atraso
menstrual Dum maior
Sim maior do do que 12 Sim
que 15 dias? semanas?

βHCG urinário, teste Ausculta de BCF por


rápido Ausente Médico ou Enfermeiro

Negativo Positivo Presente

Repetir βHCG Gravidez confirmada


em 15 dias Consulta ou agendamento imediato (no máximo uma
semana) com Médico ou Enfermeiro Captação da
Planejamento gestante para o pré-natal
Negativo sexual reprodutivo Solicite exames
Realize teste rápidos de HIV, sífilis, Hepatite B e C
Preenchimento do SISPreNatal Web Preenchimento do
Investigue outras cartão da gestante Preenchimento do prontuário
causas de
irregularidade
menstrual

Ava liação de
risco
Pré Natal Alto Risco gestacional, Pré Natal Risco Habitual
inicial e a
cada consulta
Encaminha para consulta
no serviço de pre-natal
de alto risco

Avaliaçã o de
risco
Afastado o risco
gestacional
pelo Médico

Confirmado o risco
Pré-Natal de
Manter Baixo Risco
Pré-Natal acompanhamento
de Alto Risco mensal com ESF

Garanta o atendimento no ambulatório de pré-natal de alto risco. Atendimento pela equipe da área de abrangência. Consultas com médico e
Mantenha acompanhamento da equipe da área de abrangência. enfermeiro.
Visitas domiliciares mensais pelos ACS e se necessários pela Inclua o companheiro da gestante nas consultas. Monitore os retornos.
Visitas domiciliares mensais pelos ACS e se necessários pela equipe.
equipe. Identifique e informe hospital de emergência de baixo risco para o parto.
Identifique e informe a gestante o hospital de referência de alto Agende consulta de puerpério (para a mãe e o RN) para a primeira semana
risco para o parto. pós-parto.
Agende consulta de puerpério para a primeira semana pós-
parto.

Fonte: Adaptado pela GEABS/SES do Manual Atenção ao Pré-Natal de Baixo Risco (MS/SAS/DAB 2012).
REDE CEGONHA – SANTA CATARINA

Critérios para encaminhamento para serviços Ambulatoriais de


Gestação de Alto Risco

CLASSIFICAÇÃO DE RISCO GESTACIONAL


RISCO.................10 ou + Pontos ALTO
RISCO................ 5 a 9 Pontos MÉDIO
RISCO................ até 4 Pontos BAIXO

1 – IDADE: 5. AVALIAÇÃO NUTRICIONAL: Baixo 7 - PATOLOGIAS DE RISCO ATUAL: OBST. + GINEC.

(‐) de 15 anos.....................................  1 Peso(IMC<18, 5kg/m2) e/ou ganho de


De 15 a 34 anos.................................  0 peso inadequado e/ou Ameaça de Aborto 5
Anom. do trato Genitourinario……………………5
(+) de 35 anos....................................  1 anemia. ........................................1 Placenta Prévia……………………………………10
Câncer Materno………………………………...…10
2 – SITUAÇÃO FAMILIAR Peso Adequado (IMC 18, 5‐24, Doença Hemolítica………………………......………..10
Situação Famíliar Instável 9kg/m2)..........................................0 Esterelidade Tratada……………………..............…...5
Não....................................... 0 Isoimunização…......………………......………….…..10
Sim .......................................1 Sobrepeso(25‐29, 9kg/m2).......... 1 Neoplasias Ginecológicas….....……………….….… 10
Aceitação de GRAVIDEZ: Mal Formações Congénitas………………...……10
Aceita......................................  0 Crescimento Uterino Retardado………….……..10
Obesidade (IMC>30kg/m2). ....... 5
Não Aceita.......................................... 1 Polihidramnio/Oligoidramnio………….......…..……...10
Citologia Cervical Anormal(Nicl-ll-lll) .......................10
6 – ANTECEDENTES OBSTÉTRICOS: Doença Hipertensiva da Gestação ............. 10
Abortos até 2 ..................................................5 Diabetes Gestacional……........…………… 10
Abortos espontâneos + 2. ........................... 10 Gemelar...............................…………………………10
Natimorto ........................................................ Incomp. Istmo Cervical……......………….…………..10
3 – ESCOLARIDADE:
Prematuro .......................................................5
Sabe Ler e Escrever: Óbito Fetal ...................................................... 5 MÉDICAS + CIRURG.
Sim................................  0 Eclampsia. ..................................................... 10 Cardiopatias……………….....…………………….. 10
Placenta Prévia. .............................................. 5 Varizes acentuadas................................................. 5
Não...............................  1
Descol. Prem. de Placenta.............................. 5 Pneumopatia Grave………….......…….....................10
4 – HÁBITOS: Incompetência Istmo Cervical ...................... 10 Diabetes Mellitus….…..……………………….…...10
Tabagista: Restrição de Cresc. Intrauterino  Doenças Auto-imunes(Colagenose) ……................10
Sim.....................................................  2 ..................... 5 Doença Psiquiátrica…………………..……….……5
Malformação Fetal ......................................... 5 Doença Renal Grave………………......……..……….10
Não..................................................... 0
Último Parto (‐) de 12 meses.........................  2 Epilepsia e Doença Neurológica….. ........................10
+ 1 Filho Prematuro ......................................10 Hemopatias……………………………...…................10
Pre eclampsia ................................................ 5 Hipertensão Arterial……………………..…..……10
Infecção Urinária de repetição
*Fatores sócio econômicos não são critérios isoladamente para
( pielonefrite ou infecções 3x ou +) …..…................10
encaminhamento ao Pré Natal de Alto Risco (PNAR). Merecem atendimento
Infecções Grave…………………..……………….10
diferenciado na Atenção Básica. AIDS/HIV…………………………………......……..….10
Sífilis………………………………………….......…….10
PNAR: Deve conter obrigatoriamente itens dos quadros 5 e\ou 6 e\ou 7 da classificação Tuberculose ........................................................…10
acima (somando 10 ou mais pontos). Toxoplasmose……………………………….......……10
Dep. de Drogas……………….……………..…..........10
Médio Risco: Somatório de 5 a 9 pontos deve receber atendimento de Pré Natal na Alcoolismo………………………………….................10
Atenção Básica pelo médico intercalado com o enfermeiro. Trombofilia ...................................................….…..10
Endocrinopatias…………………………….......….....10
Baixo Risco: Somatório de até 4 pontos deve receber atendimento intercalado de Pré Alterações da Tireóide ………………......................10
Natal na Atenção Básica pelo enfermeiro e pelo médico.

Seguir fluxograma de pré natal.

Baseado nas publicações do MS: Manual Técnico Gestação de Alto Risco e Caderno de
Atenção Básica Nº 32‐ Atenção ao Pré Natal de Baixo Risco e Material Fundação SESP.