Você está na página 1de 38

Estruturas fluviais e marítimas

Navios
Profa. Marcela Torno de A. Lopes
Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões de diferentes transportes
Estruturas fluviais e marítimas
Estrutura do navio

Fonte: Apresentação – Professor Luis Filipe Baptista.


Estruturas fluviais e marítimas

Fonte: http://ctborracha.com.
Estruturas fluviais e marítimas
Principais dimensões de um navio
• Comprimento total (LOA) é a dimensão longitudinal do navio (m).
• Comprimento entre perpendiculares (LBP) é o comprimento medido
entre as perpendiculares que passam pelos pontos que correspondem
ao eixo do leme e a intersecção da linha de água na proa.
• Comprimento na linha de água (LWL) é o comprimento do navio na
linha de água.

Fonte: http://ctborracha.com.

LBP
LWL
LOA
Estruturas fluviais e marítimas

• Boca (B) é a dimensão máxima transversal do navio (m).


• Calado (D) é a dimensão entre a quilha e a linha de água (m).
Existem dois tipos de calado: calado máximo (DL), com o navio
carregado; calado mínimo (DB), com o navio em condição de lastro.
• Pontal (P) é a dimensão que corresponde à altura total do navio,
entre a quilha e a linha reta do vau (m).

B
P
D

Quilha

Fonte: http://ctborracha.com.
Estruturas fluviais e marítimas
Linha reta do vau Linha que une as interseções da face superior do
vau com as faces exteriores da caverna correspondente.
Vau
Antepara
Convés

Costado

Caverna

Forro
Quilha Referência:
Arte Naval Vol.1 e 2
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Vau_(náutica). Maurílio M. Fonseca
Estruturas fluviais e marítimas
Bordo livre de vau (FL) distância entre a linha de água e a linha de
vau com o navio carregado (m).
Bordo livre de lastro (FB) distância entre a linha de água e a linha de
vau com o navio em lastro (m).
Distância ao fundo com navio carregado (KC) distância da quilha do
navio ao fundo oceânico, com o navio carregado (m).
Distância ao fundo com navio em lastro (KL) distância da quilha do
navio ao fundo oceânico, com o navio em lastro (m).

DL DB

Laseira ou pé de piloto

Fonte: http://ctborracha.com.
Estruturas fluviais e marítimas
Outras características

Fonte: Apresentação – Professor Luis Filipe Baptista.


Estruturas fluviais e marítimas
Porte Bruto (tpb) ou Deadweight (TDW)
É a capacidade de carga de um navio, incluido o peso de combustível,
água, mantimentos, tripulação, passageiros, bagagens e carga (t).
O tpb é dependente das dimensões do navio.

Porte Líquido
É a capacidade de transporte de carga do navio (t).
Estruturas fluviais e marítimas
Deslocamento (∆)
É a medida do peso correspondente ao volume de água que o navio
desloca (t).
Obtido pela multiplicação do volume de navio submerso (m3) pelo peso
específico da água do mar (1,034 t/m3).

Fonte: http://ctborracha.com.

O deslocamento é utilizado para classificar os navios de guerra.


Estruturas fluviais e marítimas
Coeficiente de bloco (CB)
É a relação entre o volume deslocado “V” e o volume do paralelepípedo
formado por LBP · B · D, sendo:
V
CB =
L BP ⋅B ⋅D
E também pode ser expresso por:

CB =
L BP ⋅ B ⋅ D ⋅γ am

Coeficientes de bloco típicos

3
γ am = 1,025 t / m
Fonte: Catálogo – Fender Design – Trelleborg.
Estruturas fluviais e marítimas
Movimentos de um navio

, compasso, caimento
, afundamento

Fonte: Apostila – Prof. Dr. Gustavo R.S.Assi – USP


Estruturas fluviais e marítimas
Movimentos de um navio

Fonte: Apresentação – Port & Harbor


Engineering Radianta Triatmadj.

Fonte: http://www.oceanica.ufrj.br.
Estruturas fluviais e marítimas
Movimentos de um navio – banda

Fonte: Apostila – Prof. Dr. Gustavo R.S.Assi – USP


Estruturas fluviais e marítimas
Movimentos de um navio – trim

Trim de proa – inclinado para frente

Trim de popa – inclinado para trás

Fonte: Apostila – Prof. Dr. Gustavo R.S.Assi – USP


Estruturas fluviais e marítimas
Tipos de navios

Quanto à sua atividade, um navio pode ser classificado em:


• Militar
• Comércio
• Carga
• Graneleiros (petroleiro, graneleiro sólido)
• Carga unitizada (porta-conteiner, roll on - roll off)
• Carga geral (multicarga, frigorífico)
• Passageiro (cruzeiro, barca)
• Indústria (ex.: pesca, FPSO, draga)
• Auxiliares (ex.: rebocador, salvamento)
Estruturas fluviais e marítimas
Tipos de navios

Cargueiros combinados
Estruturas fluviais e marítimas
Tipos de navios – Comércio
Estruturas fluviais e marítimas
Tipos de navios – Indústria
Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões típicas de alguns navios

Fonte: Livro – Engenharia Portuária – Paolo Alfredini e Emilia Arasaki


Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões de petroleiros

d = 12m

d = 15,1m

d = 16,9m

d = 21m

d = 24m

Fonte: http://www.maritime-connector.com.

O petroleiro ULCC Knock Nevis tinha 458m de comprimento, mas foi desmontado
em 2010.
Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões típicas de alguns navios

Fonte: Livro – Engenharia Portuária – Paolo Alfredini e Emilia Arasaki


Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões de graneleiros - minério

CAPESIZE
120mil a 180mil toneladas Valemax
400mil toneladas
d = 20,5m VLOC d = 24m
300mil toneladas
d = 21,8m

Fonte: http://www.vale.com.
Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões de diferentes tipos de cargueiros

Fonte: http://fmanha.com.br/blogs/esdras.
Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões típicas de alguns navios

Fonte: Livro – Engenharia Portuária – Paolo Alfredini e Emilia Arasaki.


Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões de porta-contêineres

(1980)

(1985)

(1988)

(2000)

(2004)

(2013)
Fonte: Sumário Executivo PNLP 2015 – Secretaria de Portos.
Estruturas fluviais e marítimas
TEU e FEU

TEU (Twenty-foot equivalent unit) representa a capacidade de carga de


um contêiner marítimo de 20 x 8 x 8 pés.
FEU (Forty-foot equivalent unit) representa a capacidade de carga de um
contêiner marítimo de 40 x 8 x 8 pés.

Fonte: https://www.flickr.com.
Estruturas fluviais e marítimas
Dimensões típicas de alguns navios

Fonte: Livro – Engenharia Portuária – Paolo Alfredini e Emilia Arasaki.


Estruturas fluviais e marítimas
Rotas marítimas – canais e estreitos

Fonte: https://people.hofstra.edu/geotrans.
Estruturas fluviais e marítimas
Canal do Panamá

Fonte: http://www.ancruzeiros.pt.
Estruturas fluviais e marítimas

Fonte: Livro – Port Designer’s Handbook – Carl A. Thoresen.


Estruturas fluviais e marítimas

Fonte: Apresentação – Professor Luis Filipe Baptista.


Estruturas fluviais e marítimas

Inaugurado em 26/06/2016

Fonte: http://www.pressreader.com/.
Estruturas fluviais e marítimas
Maiores navios que atracam no Brasil

Fonte: Diagnóstico PNLP 2015 – Secretaria de Portos.


Estruturas fluviais e marítimas
Maiores navios que atracam no Brasil

Fonte: Diagnóstico PNLP 2015 – Secretaria de Portos.


Estruturas fluviais e marítimas
Maiores navios que atracam no Brasil

Fonte: Diagnóstico PNLP 2015 – Secretaria de Portos.


Estruturas fluviais e marítimas
Termos náuticos

Link:
• http://www.portalnaval.com.br/glossario/

PDF:
• Dicionario Básico Portuário
• Dicionario Marítimo Português Inglês