Você está na página 1de 9

DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 1 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

Responsabilidade Técnica: Anderson Abreu Código de treinamento: N/A


(Gerente Geral de Saúde e Segurança
Ocupacional Corporativa) Necessidade de Treinamento: Sim

Público-Alvo: Diretores de Departamento, Palavras-Chave: Modelo de Saúde e Segurança Vale,


Gerentes Gerais, Gerentes de Área, Processos de Saúde e Segurança do VPS, Triângulo de
Supervisores, Engenheiros, Analistas, Saúde e Segurança do VPS, Estágios
Facilitadores e Diagnosticadores do VPS

1 OBJETIVO
Definir diretrizes para a implantação da gestão na Vale de forma evolutiva, considerando 4 estágios pré-
definidos.
2 APLICAÇÃO
Aplicável à Vale e às suas controladas no Brasil e no exterior onde o VPS está em implantação.
3 REFERÊNCIAS
 POL-0006 – Política de Saúde e Segurança (Global)
 NOR-0052 – Requisitos Sistêmicos de Saúde e Segurança
 REG 0001 – DECG – Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional
 REG-0081 – DIMO – Diretrizes para o Triangulo de Gestão
 REG-0083 – DIMO - Diretrizes para o Sistema de Produção Vale (VPS)
 NOR-0003-G - Norma de Responsabilidades Saúde, Segurança e Meio Ambiente – SSMA (GLOBAL).
 INS-0021 – Instrução para Requisitos de Atividades Críticas
 INS-0037 – Instrução para Análise e Gerenciamento de Riscos
 INS-0050 – Instrução para Identificação, Comunicação, Análise e Tratamento de Acidentes e Quase
acidentes.
 INS-0051 – Instrução para Inspeções e Auditorias de Saúde e Segurança
 INS-0053 – Instrução para Diálogo Comportamental
 INS-0055 – Instrução para Gerenciamento de Higiene Ocupacional
DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 2 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

 INS-0056 – Instrução para o Gerenciamento de Saúde


 INS-0063 – Instrução para Permissão de Trabalho
 INS0001-G-DECG – Instrução para Gestão de Documentos Normativos

4 DEFINIÇÕES
 Acidente: Para conhecer a definição de Acidente recomendamos a leitura da NOR-0003-G - Norma de
Responsabilidades Saúde, Segurança e Meio Ambiente – SSMA (GLOBAL)
 Acidente Material: Para conhecer a definição de Acidente Material recomendamos a leitura da INS-0050 –
Instrução para identificação, comunicação, análise e tratamento de acidentes e quase acidentes.
 Acidente de Trabalho Típico ou Acidente Pessoal: Para conhecer a definição de Acidente de Trabalho
Típico ou Acidente Pessoal recomendamos a leitura da INS-0050 – Instrução para identificação,
comunicação, análise e tratamento de acidentes e quase acidentes.
 Acidente de Trajeto: Para conhecer a definição de Acidente de Trajeto recomendamos a leitura da INS-
0050 – Instrução para identificação, comunicação, análise e tratamento de acidentes e quase acidentes.
 Controle: processo que assegura que as atividades estão sendo executadas como planejado.
 Desvio: Qualquer ação ou condição, que tem potencial para conduzir, direta ou indiretamente a: danos às
pessoas, meio ambiente, patrimônio (próprio ou de terceiros), e que se encontram desconforme às normas
de trabalho, procedimentos, requisitos legais ou normativos, requisitos do sistema de gestão ou boas
práticas.
 Evidência objetiva: dados que apoiam a existência ou a veracidade de alguma coisa.
 Indicador: uma expressão relativa ou absoluta que é utilizada para fornecer informações sobre
desempenho.
 Inspeção: Para conhecer a definição de Acidente de Trabalho Típico ou Acidente Pessoal recomendamos
a leitura da INS-0051 – Instrução para Inspeções e Auditorias de Saúde e Segurança.
 Melhoria Contínua: processo recorrente de se avançar com o sistema de gestão da S&S, com o propósito
de atingir o aprimoramento do desempenho da S&S geral, coerente com a Política de S&S da organização.
 Não conformidade: Para conhecer a definição de Não conformidade recomendamos a leitura da INS-0051
– Instrução para Inspeções e Auditorias de Saúde e Segurança
 Parte Interessada: indivíduo ou grupo, interno ou externo ao local de trabalho, interessado ou afetado pelo
desempenho da S&S de uma organização.
 PDCA: Sigla em inglês para “Plan, Do, Check, Act” (planejar, executar, verificar e agir). Trata-se de
ferramenta com foco em melhoria contínua.
 Quase Acidente: Para conhecer a definição de Quase Acidente recomendamos a leitura da INS-0050 –
Instrução para identificação, comunicação, análise e tratamento de acidentes e quase acidentes.
 Requisitos para atividades críticas (RAC): Para conhecer a definição de Requisitos para atividades
críticas recomendamos a leitura da INS-0021 – Instrução para Requisitos de Atividades Críticas
 Risco: Para conhecer a definição de Risco recomendamos a leitura da NOR-0003-G - Norma de
Responsabilidades Saúde, Segurança e Meio Ambiente – SSMA (GLOBAL)
 SDCA: Sigla em inglês para “Standard, Do, Check, Act” (padronizar, executar, verificar e agir). Trata-se de
ferramenta para manutenção de processos já aprimorados.
 Sistema de Gerenciamento da S&S: parte do sistema de gerenciamento de uma empresa utilizada para
desenvolver e implantar sua Política de S&S e para gerenciar seus riscos de S&S.
DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 3 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

Indice
1 OBJETIVO............................................................................................................................... 1
2 APLICAÇÃO........................................................................................................................... 1
3 REFERÊNCIAS....................................................................................................................... 1
4 DEFINIÇÕES........................................................................................................................... 1
5 RESPONSABILIDADES......................................................................................................... 4
6 SISTEMA DE PRODUÇÃO VALE – REQUISITO COMPLEMENTAR: SAÚDE E
SEGURANÇA.................................................................................................................................... 4
7 ANEXOS................................................................................................................................. 8
8 ELABORADORES.................................................................................................................. 8
DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 4 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

5 RESPONSABILIDADES
A implantação do Triângulo de Saúde e Segurança deve contemplar um plano de ação completo focando
todas as ações previstas em cada estágio do triângulo. As responsabilidades são definidas como segue:

5.1 Diretorias de Departamento:


5.1.1 Aplicar o disposto nesta Diretriz nas atividades e processos sob a sua responsabilidade e
definir os procedimentos, ferramentas e indicadores, em conformidade com a NOR-0052 -
Requisitos Sistêmicos de S&S.

5.2 Diretoria de Saúde e Segurança Ocupacional e Empresarial:


5.2.1 Recomendar a definição ou revisão do conteúdo desta Diretriz;
5.2.2 Apoiar as Diretorias de Departamentos na implantação dos requerimentos dispostos nesta
Diretriz;
5.2.3 Fiscalizar e avaliar a eficácia de implantação desta Diretriz;
5.2.4 Dar subsídios à Diretoria Executiva para acompanhar a implantação desta Diretriz.

5.3 Áreas de Saúde e Segurança de cada Diretoria de Departamento:


5.3.1 Apoiar a sua Diretoria de Departamento na implantação desta Diretriz;
5.3.2 Encaminhar ao Departamento de Saúde e Segurança Ocupacional e Empresarial as
informações suficientes para avaliar a eficácia de implantação desta Diretriz.

Nota: Seguir as orientações da NOR-0003-G - Norma de Responsabilidades - Saúde, Segurança e


Meio Ambiente – SSMA (GLOBAL) no que concerne as responsabilidades diretas de cada
função organizacional da Vale tangente a aplicação dos requerimentos desta Diretriz.

6 SISTEMA DE PRODUÇÃO VALE – REQUISITO COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA

6.1. OS PROCESSOS DO MODELO DE GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA


O sistema de gestão de Saúde e Segurança da Vale é baseado na NOR-052 – Requisito Sistêmico de
Saúde e Segurança, composto por 13 Requisitos Sistêmicos.
O VPS de S&S é composto de 26 processos oriundos dos Requisitos Sistêmicos. Estes processos foram
criados para sustentar as iniciativas que devem ser implantadas nas áreas da Vale para que o sistema
de gestão em S&S seja implantado, mantido e verificado periodicamente com foco em melhoria
contínua.
Os processos do VPS de S&S encontram-se listados abaixo:

 Análise de Acidentes

 Identificação e Controle de Riscos e Mudanças

 Mobilização de prestadores de serviços

 Planejamento

 Preparação para Emergências

 Liderança

 Requisitos Legais e Informações

 Controle Operacional - Atividades críticas


DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 5 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

 Desenvolvimento Comportamental e
Capacitação

 Comunicação

 Inspeção

 Análise de Acidentes e Quase Acidentes

 Boas Práticas

 Controle Operacional

 Gestão de prestadores de serviços

 Manutenção e Integridade

 Requisitos Externos

 Desenvolvimento Comportamental, Capacitação e Competência

 Auditoria

 Comunicação e Consulta

 Resposta à Emergências

 Objetivos e Metas

 Requisitos para Projetos

 Tratamento de Eventos

 Aprendizado Organizacional

 Gerenciamento Riscos e Mudanças

6.2. O TRIÂNGULO DE SAÚDE E SEGURANÇA


A fim de criar um mecanismo capaz de proporcionar evolução constante na gestão de Saúde e Segurança
em busca da excelência, criou-se o Triângulo de Saúde e Segurança, que é um modelo conceitual
em que a evolução na gestão de Saúde e Segurança concentra-se em quatro estágios. Cada
estágio é composto por processos que determinam os requisitos de S&S específicos que devem ser
implantados pelos líderes e gestores, conforme mostra a figura a seguir:
DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 6 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

Modelo
Modelo de
de Referência
Referência Estágios
Estágios do
do Triângulo
Triângulo

Estágio
Estágio 4:
4: Excelência
Excelência
44

Estágio
Estágio 3:
3: Avançado
Avançado
33

Estágio
Estágio 2:
2: Intermediário
Intermediário
22

11 Estágio
Estágio 1:
1: Básico
Básico

Os estágios do Triângulo de S&S estão abaixo descritos:


 Estágio 1 - Básico: A consolidação desta fase do Triângulo de S&S se dá pelo engajamento da
Liderança da unidade operacional, participação destes líderes em campo, atendimento às
demandas das normas legais, a identificação dos riscos e ao planejamento que servem de base de
dados para alimentação de todo o sistema de gestão de S&S.

 Estágio 2 – Intermediário: É o estágio que envolve a consolidação da disciplina operacional, o


cuidado com os contratados, análise criteriosa de quase acidentes, auditorias e integridade das
instalações.

 Estágio 3 – Avançado: É o estágio que utiliza os dados ratificados nos outros estágios para
consolidação da resposta a emergência e a garantia de entrega das novas instalações em
conformidade com os padrões de S&S, bem como a consulta às partes interessadas sobre os
temas de S&S.
 Estágio 4 – Excelência: Este é o estágio da estabilização do sistema de gestão de S&S através
do processo de melhoria contínua e do aprendizado organizacional, com grande foco na
excelência operacional com garantia da gestão efetiva das mudanças de processos e de pessoas.

Para o sucesso deste modelo de gestão, toda a liderança deve garantir a execução do plano de ação do
VPS de S&S. Além disso, deve garantir que o Valor, Respeito à Vida será considerado nas
atividades de sua área de responsabilidade, agindo junto aos seus colaboradores para que estes
estejam efetivamente engajados nesta missão.
6.3. CHECK DE EXCELÊNCIA

Com objetivo de avaliar a implantação e sustentabilidade do triângulo de saúde e segurança, cada processo
possui peso representado por uma pontuação, conforme tabela abaixo. Esta pontuação é distribuída pelos
processos em um conjunto de perguntas padronizadas no check-list de Excelência do requisito
complementar, conforme anexo 1. Este check-list será base para os diagnósticos da Diretoria.
DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 7 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

Tabela 1 – Tabela de Pontos: Requisito Complementar Saúde e Segurança

6.4. A IMPLANTAÇÃO DOS QUATRO ESTÁGIOS DO TRIÂNGULO DE S&S


Os quatro estágios do Triângulo de S&S derivam do Sistema de Gestão de S&S conforme NOR-0052 –
Requisitos Sistêmicos. Portanto, o VPS de Saúde e Segurança será a medição da implantação deste
Sistema de Gestão. Nenhum processo dentro do mesmo estágio tem prioridade ou peso superior aos
demais.

Para a implantação dos estágios ao longo dos anos, o requisito complementar Saúde e Segurança
seguirá as definições da DIMO para o VPS.
DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 8 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

6.5. CICLO PADRÃO DO VPS DE S&S


Para implantação do VPS de S&S em qualquer área é necessário um planejamento associado a cada um
dos 19 processos especificados no Triângulo de S&S. A implantação deve contemplar a sequencia de
etapas apresentada no quadro abaixo:

Etapa Objetivo Ferramenta


1- Conhecimento dos Entender os processos do VPS de NOR-0052 – Requisitos Sistêmicos de
processos para implantação S&S em cada estágio e a interação Saúde e Segurança
em cada estágio. com os Requisitos Sistêmicos de REG-000128 – DIRETRIZES VPS PARA
REQUISITO COMPLEMENTAR:
Conhecimento dos Requisitos S&S.
SAÚDE E SEGURANÇA (este
Sistêmicos de S&S. documento)
Identificar e preparar os principais
2- Planejamento da implanta- Cronograma de implantação criado pela
envolvidos e elaborar cronograma
ção. localidade
de implantação.
Identificar o nível de aderência aos
3- Realização de Diagnóstico
processos do VPS de S&S em Check-list do VPS de S&S (Anexo 1)
de Adequação/Conformidade.
cada estágio.
4- Implantação dos processos Estabelecer uma sistemática para
considerando os resultados do implantação, gestão e melhoria
Plano de Ação criado pela localidade
diagnóstico e conforme plano contínua dos aspectos
de ação. relacionados à saúde e segurança.
Acompanhar as ações de
5- Acompanhamento da evo-
desenvolvimento da Gestão de Follow-up do plano de ação (PMO)
lução do Plano de Ação.
S&S.
Identificar o nível de aderência aos
6- Realização de Autodiag-
processos do VPS de S&S em Check-list do VPS de S&S (Anexo 1)
nóstico.
cada estágio.
Acompanhar as ações de
7- Acompanhamento da evo-
desenvolvimento da Gestão de Follow-up do plano de ação (PMO)
lução do Plano de Ação.
S&S.
Avaliar a aderência aos processos
8- Auto-avaliação e Diagnósti- do Triângulo de S&S e verificar o
co Final da aderência aos atual estágio de evolução da
Check-list do VPS de S&S (Anexo 1)
processos do Triângulo de gestão em S&S.
S&S. Buscar a melhoria contínua da
gestão em S&S.

6.6. CONCEITO DE EXCELÊNCIA NO VPS DE SAÚDE E SEGURANÇA


O atendimento aos 19 Processos constantes do Triângulo do VPS de S&S por uma determinada área será
verificado periodicamente por meio de uma avaliação de diagnóstico utilizando o check-list (Anexo 1), o qual
indicará o nível de aderência a cada estágio. O detalhamento destes 19 Processos está definido no Anexo 2
este documento.
 A aderência aos processos do VPS de S&S será medida pelo Índice de Excelência em S&S
(IES), conforme o REG-0083 - DIMO – Diretrizes para o Sistema de Produção Vale (VPS). O
Índice de Excelência em Saúde e Segurança é expresso em percentagem (%). O cálculo e a
consolidação devem derivar do diagnóstico.

7 ANEXOS
Anexo 1 – Check-list do Triângulo de Saúde e Segurança
DISI – Departamento de Saúde e Segurança

Nº: REG-000128 Pág.: 9 de 9


DIRETRIZES VPS PARA REQUISITO
COMPLEMENTAR: SAÚDE E SEGURANÇA Classificação: Uso interno Rev.: 02-24/01/2012

Anexo 2 – Detalhamento dos Processos de Saúde e Segurança

8 ELABORADORES
Empregado Área Matrícula
Paulo Gargano DISI 706739
Ana Gabriela Maia DISI 485008
Leonardo Dias Pinto DISI 621417
Jorge Mascarenhas DISI 487720
Marco Antônio Silva DIOP 926709
Francisco Fechine DILN 164707
Magaly Zanon DIFS 551101
Gisele Martins DISI 506106
Edson Ignácio DIVM 294827
Arimatéia Ferreira DIFN 977405
Cristiana Carnevalli DIAG 493991
Daniel Taveira DIFL 666099
Josiane Santos DIFL 798116
Elaine Cota DIPE 024612
Cláudio Moreira DIPN 016907
Edgar Freire DIOC 64V11710
Juarez Ferreira DIOC 201533

ESTÁ FALTANDO O ITEM 5 DO PADRÃO QUE DIZ RESPEITO A : “AVALIAÇÃO DE RISCO


AMBIENTAL E DE SAÚDE E SEGURANÇA”