Você está na página 1de 3

AFFIXATION: É a adição de prefixos e sufixos.

Ex: pleasure - unpleasure, war – anti-war

Os Sufixos têm a função de modificar a categoria gramatical das palavras a que se


aplicam. Isto é, um determinado sufixo será sempre aplicado a uma determinada
categoria de palavra e resultará sempre numa outra determinada categoria. Prefixos,
por sua vez, normalmente não alteram a categoria gramatical da palavra-base a que
se aplicam. Os prefixos dão aos adjetos e verbos ideias negativas ou opostas. Sua
função é predominantemente semântico, isto é, eles alteram o significado da base.

PREFIXOS
In transforma-se em im antes de palavras que começam com ‘m’ ou ‘p’.
Ex: immature, impatient, impossible, impolite.

Desta mesma forma in transforma-se em ir antes de palavras que começam com ‘r’.
Ex.: irregular; irresponsible.
Seguindo ainda a mesma ideia, in será transformado em il com palavras que
começam com ‘l’.
Ex.: Illegal, illiterate, illegible.
OBS- O prefixo in e suas variações, nem sempre dão um sentido negativo às
palavras. Geralmente dão ideia de “interno”, “dentro”.
Ex.: internal, import, insert.

Os prefixos un e dis também dão ideia de oposição aos verbos. Estes prefixos são
geralmente usados para reverter a ação dos verbos.
Ex.: conver/uncover, lock/unlock, agree/disagree, like/dislike.

O prefixo non também dá ideia de negação.


Ex.: non-smoker, non-conformist.

O prefixo anti dá ideia de oposoção “against” e pode ser aplicado para verbos e
substantivos.
Ex.: anti-war; antisocial; antibiotic; antibody.

O prefixo auto é reflexivo e dá ideia de autossuficiente.


Ex.: autograph, auto-pilot, automobile.

O prefixo bi dá ideia de duplicação (dois ‘twice’).


Ex.: bycicle, bilateral, bilingual.

O prefixo ex é igual a ‘antigo’, ‘anterior’, ‘passado’.


Ex.: ex-wife, ex-smoker, ex-boss.

Ex também pode ser usado como ‘retirado de’.


Ex.: extract.

Micro é igual a ‘pequeno’, ‘mínimo’, ‘minúsculo’.


Ex.: microwave, microbiotic, microchip.

Mis dá ideia de ‘erroneamente’. Observe os exemplos abaixo:


Ex.: misunderstand, mistranslate, mislead.
O prefixo mono dá ideia de único (single).
Ex.: monolingual, monologue, monosyllabic.

Multi dá ideia de múltiplos (many).


Ex.: multinational, multimídia.

Over dá ideia de excesso (a lot).


Ex.: overwork, overtired, oversleep.

Post dá ideia de postergação.


Ex.: postgraduate, post-war, postpone.

O prefixo pre é o mesmo que ‘antes’.


Ex.: pre-war, pre-judge, pre-school.
Pro é o mesmo que ‘em favor de’.
Ex.: pro-government, pro-student, pro-revolutionary.

Pseudo, como no português é o mesmo que ‘falso’.


Ex.: peseudo-scientific, pseudo-intellectual.

O prefixo re dá ideia de ‘novamente (again)’.


Ex: rewrite, replay, restart, renew.

Semi é o mesmo que metade (half), ‘não por completo.’


Ex.: semi-circular, semi-final, semi-finalist.

Sub, assim como no português dá ideia de ‘embaixo’.


Ex.: subway, submarine, subdivide.

O prefixo under dá ideia de ‘não suficiente’.


Ex.: Underestimate, undercooked.

SUFIXOS

Er e Or são usados para a pessoa que pratica uma ação (agente da ação”.
Ex.: writer, driver, singer, worker, actor, donor.

Er e ee podem contrastar com outros significados. Por exemplo, er é usado para a


pessoa que pratica a ação (quem faz), enquanto que ee é a pessoa quem recebe ou
vivencia tal ação.
Ex.: employer/ employee, sender/addressee/payee.

Tion, sion, ion são usados para formar substantivos a partir de verbos.
Ex.: compete/competition, promote/promotion, act/action.
Ist (pessoa) e ism (uma atividade ou ideologia).
Ex.: typist, terrorista, jornalismo, physicist.

Able/ible é o mesmo que o sufixo …ável ou …ível do português. Sua origem é o


sufixo _abilis do latim, que significa ‘capaz de’, ‘merecedor de’. Transforma verbos em
adjetivos.
Ex.: drinable, washable, arorable, available, flexible.

Ise/ize (mais comuns no inglês americano) formam verbos a partir de adjetivos.


Ex.: modernise, commercialise, industrialize, computerise.

As terminações ment, ance e ence também são acrescentadas a verbos para formar
substantivos que significam “a ação de” ou o “resultado da ação de”.
Ex.: Excitement, enjoyment, replacement.

Ity significa o estado, a qualidade de; equivalente ao sufixo ...idade do português.


Ex.: producitivity, sacarcity, possibility.

Hood significa o estado de ser. Há cerca de mil anos atrás, no período conhecido
como Old English, hood era uma palavra independente, com um significado amplo,
relacionado à pessoa, sua personalidade, sexo, nível social, condição. A palavra
ocorria em conjunto com outros substantivos para posteriormente, com o passar dos
séculos, se transformar num sufixo.
Ex.: childhood, motherhood, neighborhood.

Ship significa o estado de ser. Refere-se especialmente a status.


Ex.: friendship, partnership, membership.

Ive (…ative) o mesmo que o sufixo …tivo ou …ível do português.


Ex.: active, affirmative attractive.

Os sufixos al e age são igualmente usados para formar substantivos derivados de


verbos com o significado de “o ato de” ou “o resultado do ato de”. Forma-se adjetivos
com estes.

Ex.: brutal, legal, drainage, approval, removal.


O sufixo ous é acrescentado a substantivos abstratos para formar adjetivos.
Ex. delicious, outrageous, dangerous, ambitious.

O sufixo ful forma substantivos com o significado de “a quantidade contida em”.


Ex.: hopeful, useful, forgetful.

O sufixo less é frequentemente usado com o sentido de “falta de”, “ausência de”, e
pode vir ligado a substantivos para formar adjetivos.
Ex.: useless, harmless.

Ify, que se acrescenta a substantivos e adjetivos para formar verbos.


Ex.: beautify, purify, terrify.