Você está na página 1de 2

Abra este mapa se

Já parou para pensar


quiser percorrer
que a posição em Novos caminhos em diferentes itinerários
que nos encontramos
nos faz olhar para Itinerários de Leitura no universo ficcional
e artístico.
a realidade de uma
determinada maneira?
Centro e periferia são ideias “naturais” em nosso cotidiano, mas poucas vezes
paramos para pensar que elas indicam, ao mesmo tempo, lugares diferentes Você terá como guia uma
e complementares. Afinal, não temos uma periferia sem um centro, ou vice- seleção de livros e outras
versa. O que temos é um ponto de referência e a distância que consideramos manifestações estéticas, como
a partir dele. cinema, artes visuais, música
e teatro. É na companhia
A literatura nos ajuda a perceber que bairros, países, culturas e etnias são, deles, e a partir de diversos
na verdade, construções históricas que têm origem, muitas vezes, em um ângulos, que você poderá
passado no qual a dependência política era mais imediata. O Brasil, como acompanhar um contexto de
exemplo próximo, era uma colônia do império português que tinha como resistência e (des)colonização,
principal força de trabalho os africanos escravizados. Essa construção colocando em xeque pontos
estabelecia que algumas etnias e culturas não faziam parte da cultura oficial, de vistas muita vezes
controlada pelos “centros” de poder. Ainda assim, nas brechas possíveis esses naturalizados pela sociedade.
grupos produziam suas manifestações culturais e religiosas, o que significava Narrativa construída na relação
(e ainda significa) que as pessoas eram (e são) avaliadas de acordo com o entre o texto escrito, as imagens Para escolher as obras,
lugar que ocupavam (e ocupam) nessa complexa cartografia social e cultural. e o projeto gráfico. É esse dois aspectos foram cruzados:
aspecto tão particular que faz os territórios que estão
As artes, sendo a literatura uma delas, permitem deslocamentos ou mudanças com que essas obras apresentem sobrepostos (brasileiros,
uma grande complexidade. latinos, indígenas, africanos
de perspectivas em relação a essas assimetrias e desigualdades. Além de Em muitos casos, o álbum é
nos ajudar a compreender o mundo e a nós mesmos, elas nos fornecem considerado um livro destinado
e outros reais e imaginários)
meios para transformar a realidade. Neste mapa ficcional, onde vários somente às crianças, devido e os gêneros discursivos
territórios se mesclam, o leitor é convidado a percorrer itinerários traçados à quantidade de imagens que (romance, conto ou novela,
por produções artísticas de diferentes nacionalidades, etnias e culturas, traz. Porém, quando examinado história em quadrinhos, livro
com cuidado, fica evidente que álbum e ficção científica).
construindo caminhos possíveis para experimentar outros pontos de vista.
seus leitores não têm idade pré-
Ao nos movimentarmos, percebemos que “centros” e “periferias” são lugares estabelecida. Além dos aspectos
instáveis que podem – e devem – mudar de posição, tanto no que é real que compõem a narrativa, E atenção: em alguns
como na imaginação. suas linguagens híbridas casos, as fronteiras entre
chamam a atenção. territórios e gêneros desafiam
determinações rígidas.

Modos de usar o mapa


de livros e outras obras artísticas
Caminhos para a ficção por meio

Os títulos não caminham para


uma progressão. O que é sabido
é que o leitor fará uma imersão
neste universo ficcional.

Escolha caminhar por diferentes


itinerários, de forma linear ou de
maneira errática.
Também conhecida por “comics”
ou HQ, caracteriza-se pela Caso opte por seguir uma linha
Mais breve que o romance, do começo ao fim, é possível
o conto e a novela privilegiam composição de uma narrativa
verbal e visual sequenciada em tomar duas vias: selecione um dos
a narrativa em torno de um gêneros discursivos ou vá por um
acontecimento particular – um quadros, cujos recursos gráficos
são fundamentais para construir dos territórios. Escolheu romance?
tema concentrado que costuma Siga na linha passando pelas obras
Ciências, tecnologia e se limitar a um tempo, espaço, sentido. As imagens não
funcionam como mera ilustração, brasileiras, latinas, africanoss e outras.
projeções de futuro são lugar e momento determinados. Decidiu ir por territórios latinos?
narradas de maneira Gênero em prosa no qual se elaboram assim como os textos não são
Justamente por conta da Então experimente a leitura de um
imaginativa nessas obras, que fatos imaginários, às vezes inspirados legendas, mas recursos icônico-
brevidade, muitas vezes romance, um livro álbum, uma história
de alguma forma estabelecem em situações ou personagens reais. verbais próprios do gênero,
apresenta um número reduzido em quadrinhos e um conto que se
verossimilhanças com nossas Aqui, a narrativa costuma trazer como requadro, balão, figura,
de personagens e não comporta desenvolve em um país latino ou foi
percepções cotidianas. um conjunto de ações simultâneas onomatopeias, elipse, prancha e
intrigas secundárias. escrito por quem lá vive.
Viagens interestelares, relacionadas às trajetórias de outros que conjugam o discurso
É comum ver temas da cultura
metamorfoses e exploração indivíduos ou grupos sociais. Essa verbal e os pictogramas.
popular inspirando e dando Prefere andar erraticamente? Escolha
armação ficcional permite relatos
2018 *Distribuição gratuita

de outras formas de origem a alguns contos e novelas. A novela gráfica, também


de aventura, estudo de costumes conhecida como “graphic novel”, qualquer um dos itens e crie seu modo
vida, além de profecias de navegar, pulando de uma parada
apocalípticas, são temas ou de tipos psicológicos, como é mais extensa e apresenta
a elaboração de críticas sociais. características narrativas para a outra, atravessando fronteiras,
comuns dessa ficção, que criando suas pontes, fazendo suas
muitas vezes traz elementos No caso do romance histórico, a próprias da novela e/ou do
ação se desenvolve com personagens romance literário, porém próprias relações e seguindo os
fantásticos em uma atmosfera passos do que mais lhe interessa.
científica plausível. e cenas extraídas da História. em linguagem gráfica.
Apoio

Além dos livros


Para saber mais sobre
os livros indicados nos Em meio às obras literárias você
Itinerários de Leitura,
Idealizadoras do Projeto Itinerários de Leitura, a Câmara Brasileira do Livro e a Comunidade Educativa CEDAC vai encontrar indicações de peças
baixe o PDF com
Realização têm como missão formar leitores para o aprimoramento da educação brasileira. conteúdo exclusivo. teatrais, músicas, cinema e artes
CBL  Luís Antonio Torelli, Luciano Monteiro, Fernanda Garcia, Vera Esaú  •  IPL  Zoara Failla
visuais, que também permitem
deslocamentos e reflexões e convidam
CE CEDAC  Tereza Perez, Patrícia Diaz, Sandra Medrano, Cristiane Tavares, Carlos Pires
a pensar sobre como os autores
Edição e direção de arte  Estúdio Voador • Ilustrações  Estúdio Rebimboca manifestam seus pontos de vista.
Mais informações atendimento@cbl.org.br
Dois irmãos
Fábio Moon e Gabriel Bá

Auto da
Um dia, um rio compadecida
Da ponte pra cá Ariano Suassuna
Léo Cunha e
Racionais MC O sol na cabeça
André Neves
O cortiço Geovani Martins
Aluísio True rouge
Azevedo Tunga
Migrar
José Manuel
Mateo e Javier As caravanas
Martínez Pedro Chico Buarque

A invenção de Morel
Adolfo Bioy Casares
Cem anos Yo pisaré las calles
de solidão nuevamente
Pablo Milanés No
Gabriel García
Pablo Larraín
Márquez

Meridionalis Americae
Jaime Lauriano
Toda Mafalda
Quino

Onde a onça bebe água


Eduardo Viveiros de
Yuxin
Castro, Veronica Stigger
Ana Miranda
e Fernando Vilela

Um defeito de cor
Ana Maria Gonçalves

Kaxinjengele e o poder
– uma fábula angolana
José Luandino Vieira
Aimó
Reginaldo
Prandi

O sonho de Lu Shzu Angola Janga Pelo malo A princesinha


Gómez Ricardo Marcelo D’Salete Mariana Rondón Frances Hodgson
e Tesa González Burnett
A cor púrpura
Fim de partida
Alice Walker
Samuel Beckett

Piquenique
na estrada
2001: uma odisseia A guerra Boris Strugátski Outroso – um
no espaço dos botões outro mundo
Socle du monde Graciela Montes
Arthur C. Clarke Louis Pergaud
(Base do mundo)
Bem-vindo a Piero Manzoni
Marly-Gormont
Julien Rambaldi O mistério do O labirinto do fauno
fundo do pote Guillermo del Toro
Luna Clara A chegada
Ilo Krugli
& Apolo Onze Shaun Tan
Adriana Falcão

Eloísa e os bichos
Jairo Buitrago e
Rafael Yockteng
1984 Laranja mecânica
Fahrenheit 451
George Orwell Anthony Burgess
Ray Bradbury

1984
Michael Radford