Você está na página 1de 13

 Direito Internacional

SEMANA 04
Tema
Fontes do DIP - parte II
Objetivos
Nessa semana, o candidato deverá dar seguimento ao estudo de fontes do Direito
Internacional. O foco dessa semana, no entanto, são os atos unilaterais e as decisões de
organizações internacionais. Deve o candidato compreender que apesar de não constar
no art. 38, essas são fontes do DIP. Deve o candidato identificar o caso França x Austrália,
de 1974 como um paradigma fundamental para a definição de atos unilaterais. No caso
das decisões de organizações internacionais, o candidato deve compreender até que
ponto são vinculantes. A noção de ius cogens também é objeto de estudo dessa semana.
Deve o candidato conhecer o art. 53 da Convenção de Viena sobre os Direitos dos
Tratados, de 1969, na medida em que consubstancia a definição de ius cogens. Toda a
problemática envolvendo o conceito de ius cogens deve ser objeto atento de estudo e
reflexão.
Pontos do Edital abordados
2.2 Atos unilaterais do Estado
2.3 Decisões de organizações internacionais.
2.4 Normas imperativas (jus cogens).
Leituras recomendadas
Obrigatórias
PORTELA, Paulo Henrique Gonçalves, Direito Internacional Público e Privado, Ed. Jus
Podivm: Parte I – Capítulo II (Fontes Do Direito Internacional Público: Introdução)
Complementares
MELLO, Celso D. de Albuquerque Mello, Curso de Direito Internacional Público – 1o
Volume, Ed. Renovar: Capítulos XI (Fontes do DIP: Atos Unilaterais); XII (Fontes do DIP:
Decisões das Organizações Internacionais) e XIII (Fontes do DIP: Elementos subsidiários)
NASSER, Sallem Hikmat, Jus Cogens: Ainda esse Desconhecido
 Direito Interno
SEMANA 04
Tema
Constituição: conceitos e classificação
Objetivos
Nessa semana, o candidato começa a adentrar temas diretamente mais cobrados na
prova do CESPE. A Constituição deve ser entendida como elemento que estrutura o
Estado no que se refere tanto a organização dos poderes quanto aos direitos
fundamentais. Para isso é importante estudar a história do constituicionalismo, que
deve ser vista de forma objetiva e pragmática, assim como a classficação das
constituições e suas estruturas. O prêambulo, o corpo do texto, e os atos de disposições
constitucionais transitórias.
Pontos do Edital abordados
2 Constituição: conceito, classificações, primado da Constituição, controle de
constitucionalidade das leis e dos atos normativos
Leituras recomendadas
Leituras obrigatórias
PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcelo, Direito Constitucional Descomplicado, Ed.
Forense e Método: Capi ́tulo I (Itens 1, 2, 3, 5 – Origem e conteúdo do Direito
Constitucional; Constituição: noções iniciais, objeto e evolução; Classificação das
constituições; Classificação e estrutura da Constituição Federal de 1988)
Leituras complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucional Descomplicado, Ed. Saraiva: Capi ́tulo 2 (Itens 2.3 e
2.5 – Classificação (tipologia); Histórico das Constituições brasileiras); Capi ́tulo 3 (Item
3.10 – Estrutura da Constituição)
 Economia
SEMANA 04
Tema
Teoria da Firma
Objetivos
Nessa semana, o candidato deverá estudar a teoria da firma. Trata-se de uma tema
fundamental para entender os temas das semanas 5 e 6. O candidato deve sair da
semana 4 com um domínio completo do funcionamento e das fórmulas para se calcular
Receita (total, média e marginal); Custo (total, médio e marginal). A interpretação das
curvas de receita e custo no gráfico também são fundamentais para se compreender as
estruturas de mercado (matéria das próximas semanas). Termos como Economia de
Escala, Economia de Escopo, Rendimentos de Escala (crescentes e descrescentes)
devem estar entre o léxico absorvido pelo candidato nessa semana. A lei de rendimentos
decrescentes, as curvas de isoquanta e isocusto também merecem atenção do
candidato nessa semana de conceitos de difícil interiorizaçao, o candidato deve ter
paciência e persistência. A visualização gráfica dos conceitos ajuda bastante no
aprendizado nesse ponto.
Pontos do Edital abordados
1.2 Oferta do Produtor.
1.2.1 Fatores de produção.
1.2.2 Função de produção.
1.2.3 Elasticidade-preço da oferta.
1.2.4 Rendimentos de fator.
1.2.5 Rendimentos de escala.
1.2.6 Custos de produção.
Leituras recomendadas
Obrigatórias
MANKIW, Gregory. Introdução à Economia - Princípios de Micro e Macroeconomia. Rio
de Janeiro: Editora Campus. 2001. Capítulo 13: Custos de Produção p. 269-289
Acesse o roteiro de leitura
VASCONCELLOS, Marco Antônio. Manual de Economia - Equipe de professores da USP.
São Paulo: Editora Saraiva. 2013 Capítulo 7: A teoria do firma: A produção e a firma p.
160-190
Complementares
VARIAN, Hal R. Microeconomia: Princi ́pios Básicos. Rio de Janeiro: Editora Campus.
2000. Capítulo 18: Tecnologia
VARIAN, Hal R. Microeconomia: Princi ́pios Básicos. Rio de Janeiro: Editora Campus.
2000. Capítulo 21: Curvas de Custo
 Francês
SEMANA 04
Tema
Présent de l’indicatif (2e groupe et 3e groupe)
Objetivos
Os verbos irregulares são um ponto crucial da gramática francesa. A principal dificuldade
reside na ausência de uma “fórmula única” para conjugar esses verbos. Sendo assim,
temos que memorizar os verbos mais usados e, a partir deles, formar “famílias” de
verbos. Somente com o contato frequente podemos dominar as conjugações
irregulares. Uma dica é não somente copiar as conjugações; sempre que estiver
estudando verbos irregulares, faça a leitura das conjugações corretas em voz alta. A
memória auditiva será mais um aliado. Atenção à diferença entre o 2º e o 3º grupo. Faça
uma lista de verbos importantes e treine-os separadamente. Faça frases com os verbos
e, após corrigi-las, leia em voz alta. No vocabulário, expressões de base com a ideia de
tempo são apresentadas.
Leituras recomendadas
Gramática
Présent de l’indicatif (2e groupe et 3e groupe)
GRÉGOIRE; THIÉVENAZ. Grammaire progressive du français: niveau intermédiaire. Paris:
CLE, 2013. Unidade 26 (p. 108-121).
Vocabulário
Le temps
GRÉGOIRE; THIÉVENAZ. Grammaire progressive du français: niveau intermédiaire. Paris:
CLE, 2013. Unidade 14 (p. 64-67).
 Geografia
SEMANA 04
Tema
Geografia Econômica e a divisão internacional do trabalho
Objetivos
Nessa semana, espera-se que o candidato compreenda a evolução da atividade
industrial e como sua estruturação afeta a organização do espaço. Destaque deve ser
dado ao conceito de divisão internacional do trabalho clássico e o conceito de divisão
internacional do trabalho contemporâneo. Bastante importante, também, é a
compreensão do fenômeno do reordenamento territorial pós-fordista e suas
consequências.
Pontos do Edital abordados
3 Geografia Econômica.
3.1 Globalização e divisão internacional do trabalho.
3.2 Formação e estrutura dos blocos econômicos internacionais.
3.3 Energia, logística e re-ordenamento territorial pós-fordista.
Leituras recomendadas
Obrigatórias
HARVEY, David. Condição pós moderna: Uma pesquisa sobre as origens da Mudança
Cultural. Edições Loyola. Parte II - Transformação político-econômica do capitalismo -
Cap.7 - "Introdução"; Cap. 8 - " O fordismo"; Cap.9 - " Do fordismo à acumulação
flexível"; Cap. 10 - "Teorizando a transição"; Cap. 11 - "Acumulação flexível". P 117-184.
Complementares
BENKO, Georges. Economia, Espaço e Globalização na aurora do século XXI. Editora
Hucitec. Cap.5- Emergència de um novo sistema produtivo. P. 105-130
 História do Brasil
SEMANA 04
Tema
O PERÍODO REGENCIAL E A CONSOLIDAÇÃO DO ESTADO IMPERIAL BRASILEIRO (1831-
1848)
Objetivos
A partir da quarta semana, espera-se que o candidato domine com desenvoltura a
política interna no período da Regência, com destaque para a caracterização dos
partidos e das disputas em torno da centralização versus descentralização. Além disso,
são temas que merecem destaque: as reformas institucionais, o ato adicional de 1834 e
as revoltas provinciais, o regresso conservador e a montagem do Estado Imperial. Vale
observar que, embora não tenha destaque na bibliografia tradicional, a política externa
das regências é um tema que não deve passar desapercebido e merece atenção por
parte do candidato. O conteúdo da quarta semana não se esgota no período da Regência
e avança sobre os primeiros anos do Segundo Reinado. Nesse sentido, são também
objetos de estudo dessa semana: os gabinetes da Maioridade ao Qüinqüênio Liberal e o
panorama cultural do Brasil Imperial. Já a política externa e econômica do Segundo
Reinado são temas muito visados pela banca e, portanto, serão estudados com mais
vagar nas semanas seguintes.
Pontos do Edital abordados
4. A Regência (1831-1840).
4.1. Centralização versus descentralização: reformas institucionais
4.2. O Ato Adicional de 1834 e revoltas provinciais.
4.3. A dimensão externa.
5. O Segundo Reinado (1840-1889).
5.1. O Estado centralizado; mudanças institucionais; os partidos políticos e o sistema
eleitoral; a questão da unidade territorial.
5.6. Sociedade e cultura: população, estrutura social, vida acadêmica, científica e
literária.
Leituras recomendadas
Bibliografia sugerida
ALMEIDA, João Daniel. Manual do Candidato: História do Brasil. O Período das Regências
Acesse o roteiro de leitura
CARVALHO, José Murilo. O teatro das Sombras – introdução.
Acesse o roteiro de leitura
 História Mundial
SEMANA 04
Tema
Unificações tardias
Objetivos
Nessa semana, o candidato será apresentado às origens, processos e consequências da
formação dos dois últimos grandes Estados Nacionais europeus na segunda metade do
século XIX: Alemanha e Itália. O objetivo geral é compreender a falência do sistema do
equilíbrio de poder disposto Congresso de Viena e as bases do novo equilíbrio de poder
consubstanciado nos sistemas de Bismarck. É fundamental que o candidato esteja
familiarizado, ao final da semana, com não só com as causas, mas também com as
consequências da Império Alemão e do Reino da Itália para a geopolítica mundial na
segunda metade do século XIX.
Pontos do Edital abordados
3 As relações internacionais
O concerto Europeu e sua crise
6 Ideias e regimes políticos
6.2 A construção dos Estados nacionais: a Alemanha e a Itália
Leituras recomendadas
Obrigatórias
KISSINGER, Henry. Diplomacy. New York: Harper Books, 1994. Capítulo V
JOLL. J. Europe since 1870. Capítulo I
Complementares
SCHNERB, Robert. O século XIX: o apogeu da civilização europeia (1815-1914). Rio de
Janeiro: Bertrand Russel, 1996 (Coleção História Geral das Civilizações, v. XIII).
GOOCH, John. A unificação Italiana. São Paulo: Ática, 1991.
PALMER, Alan. Bismarck. Brasília: Brasiliense, 1976.
 INGLÊS
SEMANA 04
Tema
“Present Perfect Simple and Continuous” & “Past Perfect Simple and Continuous”
(presente perfeito simples e contínuo & passado perfeito simples e contínuo
Objetivos

 Objetivos Gerais: Estudar a formação e os usos dos tempos verbais presente perfeito
simpes e contínuo & passado perfeito simples e contínuo, na afirmativa, negativa e
interrogativa e os termos em inglês relacionados ao tópico “International
Organizations”.  Objetivos específicos: Estudar os seguintes usos dos tempos verbais
presente perfeito simples e contínuo: descrever ações e fatos que começaram no
passado e ainda prevalecem, experiências de vida, duração de tempo de um fato ou
ação, usos de “since” e “for”, “yet” e “already” e dos tempos verbais passado perfeito
simples e contínuo: ação ou ações que aconteceram antes de outro fato ou ação, ações
interrompidas no passado. Expressões de tempo usados com esses tempos verbais. Ler
o texto em inglês, sublinhar os termos relacionados ao tópico, procurá-los no dicionário.
Responder às perguntas de interpretação de texto no formato das provas do CACD.
Pontos do Edital abordados
1
1.1
Leituras recomendadas
Obrigatórias
ALEXANDER L. G “Longman English Grammar for Intermediate Students”, Unidades 9.5
& 9.6. MURPHY R. “English Grammar in Use – Intermediate”, Unidades 7, 8, 9, 10, 11.
12, 15 & 16.
Complementar
OXFORD COLLOCATIONS DICTIONARY Autor: OXFORD UNIVERSITY PRESS DO BRASIL
PUBLICAÇOES LTDA
 Política Internacional II
SEMANA 04
Tema
Política Externa Brasileira: parte 4
Objetivos
Nessa semana, o candidato deverá entender como a redemocratização abriu espaço
para uma maior projeção internacional do Brasil e para a consolidação de estratégias
importantes como a integração regional e a aproximação de regimes internacionais. É
importante compreender a importância do Mercosul e construção de confiança mútua
com a Argentina. É também fundamental entender a lógica das relações com os Estados
Unidos, destacando encontros e desencontros. O candidato será introduzido à posição
renovada do Brasil nos regimes de direitos humanos, meio ambiente e não-proliferação
de armas nucleares. Ao longo dessa semana, devem ser interiorizados conceitos como
autonomia pela participação, renovação de credenciais e autonomia pela integração.
Além disso, deve o candidato compreender a posição do Brasil no Mercosul, na
CNUMAD (1993), na Conferência de Viena (1993), bem como a relação com o entorno
regional e parceiros tradicionais e não-tradicionais.
Pontos do Edital abordados
2 A política externa brasileira: evolução desde 1945, principais vertentes e linhas de ação
Leituras recomendadas
Obrigatórias
FONSECA, Gelson. Mundos diversos, argumentos afins: aspectos doutrinários da política
externa independente e do pragmatismo responsável. In: FONSECA, Gelson. A
legitimidade e outras questões internacionais. São Paulo: Paz e Terra, 1998. Pág. 293 a
352.
 Políticas Internacionais
SEMANA 04
Nesta semana, o candidato conhecerá os principais debates conceituais e a evolução
histórica da temática nuclear regime, partindo do Projeto Manhattan até os debates
contemporâneos sobre desarmamento.
Tema
Segurança Internacional: Não-proliferação
Objetivos
Compreender o dilema nuclear e o alcance dos tratados que versam sobre a temática
nuclear. Entender as dificuldades envolvidas na aplicação das principais metas deste
regime internacional, quais sejam o desarmamento, a não-proliferação e o uso pacífico
da energia nuclear
Pontos do Edital abordados
16 A agenda internacional e o Brasil:
16.8 Desarmamento e não-proliferação.
Leituras recomendadas
Bibliografia sugerida
HAK NETO, Ibrahim Abdul. Armas de destruição em massa no século XX: novas regras
para um novo jogo – o paradigma da iniciativa de segurança contra a proliferação.
Brasília: Funag, 2011. Cap. 2 e 4
BAGHDADI, Tanguy. O Regime de Não-Proliferação Nuclear.
Bibliografia complementar
DUARTE, Sérgio. A VIII Conferência de Exame do TNP: histórico e perspectivas. Política
Externa, vol. 19, nº 1, junhoagosto, 2010. Pág. 79 a 92.
 Português
SEMANA 04
Tema
Homônimos e parônimos / Crase
Objetivos
Nessa semana, o candidato deverá ater-se ao estudo de homônimos e parônimos.
Destaque deve ser dado ao emprego do: "há" (verbo) x "a" (preposição); "onde" x
"aonde"; "se não" x "senão" e emprego dos "porquês". Outro ponto extremamente
importante a ser estudado essa semana é o emprego da crase. O CESPE cobra do
candidato não só o conhecimento sobre se determinado emprego da crase foi feito de
forma correta, mas também se determinado emprego é facultativo ou obrigatório.
Trata-se de um padrão de questões bastante explorado nas provas objetivas.
Pontos do Edital abordados
1 Língua portuguesa: modalidade culta usada contemporaneamente no Brasil.
1.1 Sistema gráfico: ortografia, acentuação e pontuação; legibilidade.
Leituras e exercícios recomendados
Leituras
CUNHA, Celso. Nova Grámatica do Português Contemporâneo. Capítulo 9: Artigo
CUNHA, Celso. Nova Grámatica do Português Contemporâneo. Capítulo 15: Preposição
Regras sobre crase