Você está na página 1de 4

19/03/2018

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


1) INTERAÇÃO DA RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA COM A
MATÉRIA
 Métodos espectrométricos - a solução da amostra absorve radiação de
uma fonte e a quantidade absorvida é relacionada com a concentração da
espécie em solução

2) RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA (R.E.)


Introdução
 A R.E. é uma forma de energia que se propaga no espaço como onda, a
aos Métodos enorme velocidade e, em linha reta
Espectroquímicos  A R.E. revela características ONDULATÓRIAS e CORPUSCULARES
 Os fenômenos óticos: interferência, refração, reflexão, etc. → são
descritos satisfatoriamente, considerando a R.E. como um movimento
ondulatório.
Revisão Conceitos Fundamentais

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


Parâmetros da Onda Eletromagnética
Porém... O movimento ondulatório falha na interpretação da ABSORÇÃO e
EMISSÃO da energia radiante

 Absorção e Emissão → são descritos com o postulado de que a R.E. consiste


de partículas discretas de energia (fótons ou quanta)
“onda = grande número de fotóns”

3) PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS
 A R.E. pode ser considerada “uma forma de energia radiante que se
propaga como uma onda”
 O movimento ondulatório → é caracterizado por vários parâmetros:
comprimento de onda (λ), frequência (ν), velocidade (c) e amplitude (A)

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


 Comprimento de onda (λ) : é distancia linear entre dois máximos ou  Frequência (ν): número de oscilações do campo por segundo
mínimos de onda  Unidade (ν): Hertz (Hz) ou ciclo/s
 O λ tem diversas unidades: micrometros (μm), nanômetro (nm) e  Obs.: a frequência é determinada pela fonte e se mantém invariante,
Ângstron (A) independente do meio de propagação.
 1 μm = 10-6 m = 104 A = I.V. (I.R)  velocidade (c): o produto da frequência (ν) pelo comprimento de onda
 1 nm = 10-9 m = 10 A = Visível e U.V. dá a velocidade da radiação no meio.
 1 A = 10-10 m = 10-8 cm
c=ν.λ
 Obs.: o λ depende do meio onde a onda se propaga
 No vácuo → a “c” de uma onda independe da frequência e tem valor
máximo:
 Cvácuo = 3 x 1010 cm/s = 300.000 Km/s
 Cmeio < Cvácuo → pela interação do campo magnético com a matéria (elétrons
do meio)

1
19/03/2018

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


 Sendo a ν invariante → o λ deve diminuir quando a radiação (onda)
passa do vácuo para um meio material

 O fator segundo o qual a velocidade é reduzida chama-se índice de


refração (n):
n = Cvácuo /Cmeio

 Obs.: na análise espectroscópica o termo mais usado é o λ

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


4) PROPRIEDADES ESPECTROSCÓPICAS 5) ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO
 Certas interações da R.E. com o meio material → obrigou a tratar a R.E. como
 É um arranjo ordenado das radiações conforme seus comprimentos de onda
constituída de partículas de energia (fótons ou quanta)
 Quando a R.E. é absorvida ou emitida → ocorre uma transferência de energia de
 O espectro é dividido em várias regiões, de acordo com: a origem das
um meio para outro. radiações, as fontes para sua produção e os sensores para detectá-las
 A energia de um fóton depende da frequência da radiação:

E = h.ν
 Onde:
E= energia em erg
ν = frequência em Hertz
h = constante de Planck = 6,6256 x 10-27 ergs
 Em termos de λ:
 E = h.v e v = c/ λ → E = h.c/ λ
 Portanto um fóton de alta frequência (curto λ) é mais energético do que um de
baixa frequência (longo λ)

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


“Sempre que uma solução for colorida seu λ estará entre 400 e 700 nm”

2
19/03/2018

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


6) INTERAÇÕES NÃO QUANTIZADAS DA R.E. COM A 6) INTERAÇÕES NÃO QUANTIZADAS DA R.E. COM A
MATÉRIA MATÉRIA
 Refração:  Dispersão:

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


6) INTERAÇÕES NÃO QUANTIZADAS DA R.E. COM A 6) INTERAÇÕES NÃO QUANTIZADAS DA R.E. COM A
MATÉRIA MATÉRIA
 Difração:  Reflexão:

INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS INTRODUÇÃO A MÉTODOS ÓTICOS


7) ABSORÇÃO DA R.E. Processos de Dispersão de Energia
 A energia absorvida é fixada por átomos ou moléculas que, sofrendo
excitação, passa do estado fundamental para um estado excitado
(estado energético superior)
 Átomos, moléculas e íons → possuem número limitado de níveis de
energéticos
 Ex: Na11 = 1s2 2s2 2p6 3s1
 Para a absorção ocorrer o fóton excitador deve possuir uma energia
apropriada:
hν = ∆E
Onde:
hν = energia do fóton
∆E = Diferença de energia entre o estado fundamental e o estado
excitado
Retorno do elétron do estado excitado → através de diferentes processos

3
19/03/2018

EXEMPLO: BALANÇO TÉRMICO


(EFEITO ESTUFA)
1) A TRANSPARÊNCIA DA ATMOSFERA
 A atmosfera é transparente aos comprimentos da luz visível.
A camada de ozônio (O3) na atmosfera superior absorve
muito da luz ultravioleta.

2) O EFEITO ESTUFA
 Na atmosfera inferior, o CO2 e a H2O fazem com que a
atmosfera seja opaca aos raios infravermelhos, e a radiação
tem dificuldade em voltar ao espaço.