Você está na página 1de 2

CASO CONCRETO 12

Isabel Pimenta, brasileira, solteira, médica, residente em Juiz de Fora, Minas


Gerais, procura você, advogado (a), em seu escritório, narrando que recebeu uma
citação da 6ª Vara Cíve l de Juiz de Fora, Minas Gerais para contestar a
Declaratória de Nulidade do Negócio Jurídico, pelo rito comum, movida, somente
em face dela, por Regina Silva, brasileira, solteira, do lar, também residente
em Juiz de Fora, Minas Gerais. O objeto da lide é a anulação de contrato de
compra e venda de imóvel, situado na Rua Bucólica , nº158, em Belo Horizonte,
datado de 10/10/2016, ao argumento de que houve simulação e, que na verdade, o
negócio eivado de vício, serviu para encobrir uma doação feita pelo ex-
companheiro da autora à ré, com quem mantinha relação extraconjugal. A inicial
informa que Regina e Andre das Neves viveram em união estável por oito anos e
que a mesma foi dissolvida por sentença judicial, datada de 23 de agosto de
2016, que determinou a partilha de todos os bens adquiridos na constância da
união estável, dentre os quais está arrolado este imóvel. Sua cliente afirma que
sequer conhecia o vendedor antes da celebração do negócio jurídico de compra e
venda. Aduz, ainda, que o negócio jurídico foi perfeito e que pagou o preço do
imóvel de R$ 95.000,00 (noventa e cinco mil reais), descrito na escritura de
compra e venda lavrada em cartório. Isabel desabafa com você, informando que não
agüenta mais ver Regina propondo ação contra ela, pedindo sempre a nulidade do
negocio jurídico e alegando simulação no negocio realizado, que das outras três
vezes os processos foram encerrados pelo fato de Regina ter abandonado o
processo sem qualquer justificativa Diante dos fatos narrados, elabore a
contestação cabível para defender os interesses de Isabel .
EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 6ª VARA CIVEL DA COMARCA DE JUIZ
DE FORA – MG
(5 LINHAS )
Processo Nº....
(5 linhas)

ISABEL PIMENTA, brasileira, solteira, com identidade nº..., inscrita no


CPF nº..., com endereço eletrônico, residente na rua..., vem por seu advogado
infra-assinado, com escritório localizado na rua..., endereço eletrônico,
apresentar

CONTESTAÇÃO

nos autos da AÇÃO DECLARATÓRIA DE NULIDADE DE NEGÓCIO JURÍDICO, pelo rito comum
que lhe move REGINA SILVA, já devidamente qualificada nos autos, pelos fatos e
fundamentos a seguir expostos

DAS PRELIMINARES
1.1) AUSÊNCIA DE LISTCONSÓRCIO PASSIVO NECESSÁRIO
No caso em tela, se a autora pretende a nulidade do negócio jurídico, a mesma
deveria ter mencionado o seu ex-companheiro o que de fato não ocorreu. Com base
no art 114 e 115 do CPC/15.

1.2) DA PEREMPÇÃO
A autora por 3 (três ) vezes anteriormente, iniciou ação contra a ré, porém
abandonou os processos todas as vezes, acarretando assim a nulidade dos mesmos.
Exposto isto, requer a extinção do feito, sem resolução do mérito

DO MÉRITO
No caso em tela, não há o que se falar em vicio, visto que a ré efetuou o
pagamento do imóvel no valor de R$95.000,00 (noventa e cinco mil reais)
Frisa-se também que a ré não teve nenhum contato com o ex-companheiro da autora
e que a mesma se quer o conhecia antes do negócio jurídico celebrado.

DOS FUNDAMENTOS
No caso em tela, trata-se de alegação de simulação de negócio jurídico, elencado
no art 167,II do CC.

AUDIÊNCIA DE MEDIAÇÃO/CONCILIAÇÃO
A ré deseja participar da audiência de mediação, a ser designada por este
respeitável juízo.

DOS PEDIDOS
Diante do exposto requer:
Seja acolhida a preliminar de ausência de litisconsórcio passivo necessário,
devendo a autora ser intimada para emendar a inicial, sob pena de extinção do
feito sem resolução do mérito.

Seja acolhida a preliminar de perempção extinguindo o processo sem resolução do


mérito.

No mérito, seja julgado improcedente o pedido da autora.

A condenação da autora em custar e honorários advocatícios.


DAS PROVAS
Requer a produção de todas as provas admitidas em direito, em especial a
documental, testemunhal e depoimento pessoal da autora.

Nestes termos,
Pede deferimento
Local / data
Advogado / OAB