Você está na página 1de 58

Segunda-feira, 2 de Setembro de 2013 III SÉRIE —

­ Número 70

BOLETIM DA REPÚBLICA
   PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

SUPLEMENTO
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DESPACHO
Nos termos do artigo 362 do Código do Registo Civil, é concedida
DESPACHO autorização a senhora Paulina da Conceição Albino Mapilele, para
Um grupo de cidadãos requereu à Ministra da Justiça o reconhecimento efectuar a mudança do nome do seu filho menor Dylan de Jesus Mapilele
da Associação Sow Mission- Missão Semeando o Reino de Deus, como Ndauane para passar a usar o nome completo de Stanley de Jesus
pessoa jurídica, juntando ao pedido os estatutos da constituição. Mapilele Nduane.

Apreciados os documentos entregues, verifica-se que se trata de uma Direcção Nacional dos Registos e Notariado, em Maputo, 23 de
associação que prossegue fins lícitos, determinados e legalmente possíveis Agosto 2013. — A Directora Nacional, Carla R.B.Guilaze.
cujo acto de constituição e os estatutos da mesma cumprem o escopo e os
requisitos exigidos por lei nada obstando o seu recobnhecimento.
Nestes termos e no disposto n.º 1 do artigo 5 da lei n.º 8/91, de 18 de Governo da Província de Nampula
Julho, e artigo 1 do Decreto n.º 21/91, de 3 de Outubro, vai reconhecida
como pessoa jurídica a Associação Sow Mission – Semeando O Reino DESPACHO
de Deus. Um grupo de cidadãos, em representação da Associação dos
Ministério da Justiça, Maputo, 7 de Julho de 2009. — A Ministra da Moradores do Condomínio Vila Lago, requereu ao Governo da Província
Justiça, Maria Benvinda Delfina Levy. o seu reconhecimento como pessoa jurídica, juntando ao pedido os
estatutos da constituição.
Apreciados os documentos entregues, verifica-se que se trata de uma
associação que prossegue fins lícitos determinados e os estatutos da
mesma, cumprem o escopo e os requisitos exigidos por lei nada obstando,
Direcção Nacional dos Registos e Notariado portando o seu reconhecimento.
Nestes termos e no disposto no n.° 1 da Lei n.° 8/91, de 19 de Julho,
DESPACHO
e artigo 1 do Decreto n.° 21/91, de 3 de Outubro, vai reconhecida, como
Nos termos do artigo 362 do Código do Registo Civil, é concedida pessoa jurídica a Associação dos Moradores do Condomínio Vila Lago,
autorização ao senhor Alberto Muchanga, para efectuar a mudança do denominada por Associação dos Moradores do Condomínio Vila Lago,
seu nome para passar a usar o nome completo de Alberto Francisco com sede na dentro do condomínio vila do lago, Bairro de Muahivire –
expansão, unidade Comunal de Mutotope, Cidade de Nampula, província
Muchanga.
de Nampula.
Direcção Nacional dos Registos e Notariado, em Maputo, 22 de Nampula, 11 de Março de 2013. — A Governadora, Cidália Manuel
Agosto 2013. — A Directora Nacional, Carla R.B.Guilaze. Chauque.

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

Maconor Moçambique, Alberto António de Jesus Sousa, casado em Maria Teresa de Jesus Carvalho e Sousa, casada
Limitada regime de comunhão geral de bens com em regime de comunhão geral de bens com
a segunda outorgante, de nacionalidade o primeiro outorgante, de nacionalidade
Certifico, para efeitos de publicação, que portuguesa, natural de Vila Nova de Gaia, portuguesa, natural de Cedofeita-Porto,
no dia oito de Julho de dois mil e doze, foi
portador do Passaporte n.º G694979, emitido portadora do Passaporte n.º G695073,
matriculada na Conservatória do registo de
pelo Governo Civil de Porto, a quinze de emitido pela pelo Governo Civil de Porto,
Entidades Legais, sob o NUEL 100315696 uma
sociedade denominada Marconor Moçambique, Julho de dois mil e treze, residente em a dezasseis de Julho de dois mil e treze,
Limitada. Portugal; residente em potugal;
2776 — (2) III SÉRIE — NÚMERO 70
Catarina Andreia de Carvalho e Sousa, solteira, c) Outra quota no valor nominal de seis Quatro) O quórum necessário para a
maior, natural de Santo Idelfonso, cidade do mil seiscentos e sessenta e seis assembleia geral reunir-se é de dois terços dos
Porto, portadora do Passaporte n.º G897662, meticais, correspondente trinta membros da sociedade.
de vinte e quatro de Março de dois mil e e três porcento do capital social, Cinco) As deliberações da assembleia geral
quatro, emitido pelo Governo Civil de Porto, pertecente ao sócio, atribuída a são tomadas por maioria simples, excepto
ora residente em Portugal. sócia Catarina Andreia de Carvalho quando a lei imponha maioria diferente.
e Sousa. Seis) A assembleia geral será convocada
CAPÍTULO I pelo gerente, por meio de carta registada, telex
ARTIGO QUINTO ou telefax, ou outro comprovativo, dirigido aos
Da denominação, duração, sede
e objecto Aumento e redução de capital social sócios com a antecedência mínima de vinte
dias, podendo estes priodo ser reduzido para
ARTIGO PRIMEIRO Por deliberação de assembleia geral, o catorze dias tratando-se de assembleia-geral
capital social poderá ser aumentado mediante extraordinária.
(Denominação e duração)
entradas em numerário ou em especie, bem
A sociedade adopta a denominação de como pela incorporação, suprimentos, lucros ARTIGO OITAVO
Maconor Moçambique, Limitada, a sociedade ou reservas.
(Administração da sociedade gerência
é de duração indeterminada, contando-se o seu e representação)
início a partir da data da sua assinatura pela ARTIGO SEXTO
totalidade dos sócios constituentes e/ou seus (Divisão e cessão de quotas) Um) A sociedade será representada em juizo
representantes legais. e fora dele, activa e passivamente, pelo sócio
Um) A divisão e cessão de quotas é livre Alberto António de Jesus Sousa , que fica desde
ARTIGO SEGUNDO entre os sócios desde que comunicada a mesma ja nomeado como gerente, com dispensa de
em assembleia geral, mas para estranhos caução e com ou sem remuneração conforme
Sede e representações
à sociedade depende do consentimento da for deliberado em assembleia geral, bastando a
A sociedade tem a sua sede na cidade sociedade. sua assinatura para todos os actos que obriguem
de Maputo, Moçambique, por deliberação Dois) A divisão e cessão de quotas a favor de a sociedade.
da assembleia geral, poderão ser abertas terceiros, carece do consentimento da sociedade, Dois) Poderão os sócios nomear um
sucursais, filiais, delegações ou outras formas gozando os sócios do direito de preferência. procurador que em nome da sociedade, pratique
de representação, quer no territorio nacional Três) O sócio que pretenda ceder a sua quota todos os actos que digam respeito à sociedade,
quer no estrangeiro. ou alguma fracção dela, deverá comunicar porém, sempre dentro dos poderes normais de
esta intenção a sociedade, mediante carta administração da mesma.
ARTIGO TERCEIRO
registada, com antecedência miníma de trinta
Objecto CAPÍTULO IV
dias, indicando os termos da sociedade e a
A sociedade tem por objecto o comércio identificação do potencial cessionário. Das disposições gerais
de materiais de Construção Civil, importção e Quatro) Não desejando os restantes sócios
ARTIGO NONO
exportação de produtos, prestação de serviços, exercer o direito de preferência que lhes e
a sociedade poderá, no entanto exercer qualquer conferido no número dois do presente estatuto, (Balanço e prestação de contas)
outro ramo de actividade, bastando que os a quota ou fracção dela, poderá ser livremente Um) O exercício social coincide com ano
sócios estejam de acordo e que haja cobertura cedida. civil.
legal. Cinco) A divisão e cessão de quotas que Dois) O primeiro ano financeiro começa,
ocorra sem observancia do estabelecido no excepcionalmente, no momento do inicio da
CAPÍTULO II presente artigo, é nula e de nenhum efeito. actividade da sociedade.
Do capital social, quotas, aumento Três) O balanço e contas de resultados
CAPÍTULO III serão fechados com referência a trinta e um de
e diminuição do capital social
Dos órgãos sociais Dezembro de cada ano e serão submetidos a
ARTIGO QUARTO assembleia geral para aprovação.
(Capital social) ARTIGO SÉTIMO Quatro) Dos lucros em cada exercicio
(Assembleia geral, natureza e funciona-
deduzir-se-ão, em primeiro lugar, a percentagem
Um) O capital social, a realizar-se em legalmente fixada para constituir a reserva legal,
mento)
dinheiro, é de vinte mil meticais, dividido em enquanto estas não estiverem integralmente
três quotas iguais, assim distribuídas: Um) A assembleia geral é o orgão máximo realizada ou sempre que seja necessário
a) Uma quota de valor nominal de seis da sociedade e as suas deliberações, quando reintegra-la.
mil seiscentos e sessenta e seis tomadas nos termos legais os estatutos são Cinco) A parte restante dos lucros será
meticais, correspondente trinta obrigatórios para os restantes orgãos. aplicada nos termos que forem aprovados pela
e três porcento do capital social, Dois) A assembleia geral é constituída por assembleia geral.
pertecente ao sócio Alberto António todos os sócios e reunira ordinariamente uma
ARTIGO DÉCIMO
de Jesus Sousa; vez por ano, para apreciação e/ou modificação
b) Outra quota no valor nominal de seis do balanço e contas do exercicio e para deliberar (Dissolução e liquidação da sociedade)
mil seiscentos e sessenta e seis sobre quaisquer outros assuntos para que tenha Um) A sociedade se dissolverá nos casos
meticais, correspondente trinta sido devidamente convocada. previstos na lei.
e três porcento do capital social, Três) A assembleia geral reunira, extraor- Dois) Declarada a dissolução da sociedade,
pertecente ao sócio, atribuída dinariamente sempre que convocada pelo proceder-se-á a sua liquidação, gozando os
a sócia Maria Teresa de Jesus gerente ou pelos sócios, com antecedência liquidatários, nomeados pela assembleia geral,
Carvalho e Sousa; mínima de uma semana. de poderes bastantes para esse efeito.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (3)

ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO ARTIGO TERCEIRO d) Colaborar com órgãos públicos ou


privados responsáveis pelos serviços
(Morte) (Fins)
de infra-estruturas urbanas.
No caso de morte ou extinção de alguns Um) A associação terá como objectivo básico Único) A Associação dos Moradores do
dos sócios, quando sejam vários os respectivos unir os habitantes do condomínio em busca de Condomínio Vila do Lago para execução e
sucessores ou herdeiros, estes designarão entre soluções para os problemas da comunidade,
desenvolvimento das suas actividades, poderá
si um que todos represente perante a sociedade, promovendo desenvolvimento comunitário e
contratar serviços e assistências necessárias, no
enquanto a divisão da respectiva quota não for proporcionando aos associados condições para
limite de suas possibilidades financeiras
autorizada, ou se a respectiva quota não for melhorias da convivência social.
autorizada, ou ainda se a respectiva autorização Dois) A associação poderá ainda exercer ARTIGO QUARTO
for denegada. outras actividades conexas complementares ou
subsidiarias do seu objecto principal, podendo (Sede)
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO ainda:
A associação dos Moradores será sediada
a) Promover melhores condições de dentro do Condomínio Vila do Lago localizada
(Disposições finais)
iluminação, trânsito, transporte, no Bairro de Muahivire Expansão – Unidade
Todos os casos omissos serão regulados abastecimento de água, energia, Comunal de Mutotope, Cidade de Nampula.
pelas disposições da lei e demais legislação segurança e telecomunicações para
aplicável na República de Moçambique. os moradores; ARTIGO QUINTO
b) Promover o lazer e recreação, esporte,
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO educação saúde, respeito ao (Duração)
meio ambiente e cultura entre os A Associação dos Moradores do Condo-
(Entrada em vigor)
moradores; mínio Vila do Lago terá tempo de duração
O presente estatuto entra em vigor na data c) Prevenir a violência e outras indeterminado e sua área de actuação será
do acto de assinatura de todos os sócios da actividades e valores que facilitem limitada ao município.
sociedade. o desenvolvimento, integração e
Maputo, vinte e três de Agosto de dois mil harmonia entre os membros da CAPÍTULO II
comunidade;
e treze. — O Técnico, Ilegível. Dos requisitos para aquisição
d) A cooperação com as instituições
locais administrativas, sócias ao quadro de associados
e econômicas no interesse do ARTIGO SEXTO
progresso do país da cidade, do
bairro e do território coberto pela (Requisitos para aquisição ao quadro
associação. de associados)
Associação dos Moradores Três) Para realização dos seus objectivos, Um) São requisitos para ser sócio da
do Condomínio Vila do Lago especialmente a conjugação de recursos para associação dos Moradores do Condomínio
a prestação de serviços à comunidade, a Vila do Lago, manifestar concordância e
CAPÍTULO I
Associação dos Moradores do Condomínio obediência a este estatuto; ser morador do
Do âmbito da amplicação, Vila do Lago poderá realizar convênios com condomínio; respeitar os valores políticos,
da constituição denomição, fins, sede, entidades congêneres, nacionais ou estrangeiras, sociais, econômicos e comunitários de natureza
e duração da associação empresas privadas e órgãos da administração democrática e conduzir-se de maneira recta em
pública, sempre em estrita observância a relações as leis do país.
ARTIGO PRIMEIRO legislação do país. Dois) A idade mínima para aderir ao quadro
(Âmbito de aplicação) Quatro) A Associação dos Moradores do
de associados da Associação dos Moradores do
Condomínio Vila do Lago, deverá despender
Um) As disposições do presente estatuto Condomínio Vila do Lago é de dezoito anos.
esforço permanente para dispor de forma
aplicam-se a todos os associados, qualquer que permanente e actualizado plano de acção CAPÍTULO III
seja a situação em que se encontrem. contendo:
Dois) O estatuto aplica-se igualmente ás Dos direitos e deveres dos sócios
a) Estudos das condições económicas e
diversas fracções do condomínio Vila do Lago e dos critérios para exclusão
sóciais da comunidade e propostas
que é constituído por unidades distintas e
de soluções que visam seu desen- de associado
independentes que pertencem a proprietários volvimento; ARTIGO SÉTIMO
diferentes. b) Relação de reivindicações protocoladas
e acompanhamento das mesmas (Direito dos sócios)
ARTIGO SEGUNDO
junto aos órgãos públicos visando São direitos dos sócios:
(Constituição e denominação) melhorias e reparos referentes
a) Freqüentar a sede da associação;
à urbanização e infra-estrutura
Na melhor forma de direito, constitui-se a b) Participar de suas atividades;
do entorno do Condominio, em
Associação dos Moradores do Condomínio Vila c) Participar das assembléias gerais e
beneficio da Comunidade;
do Lago, sob forma de associação civil de direito c) Planos com propostas de actividade exercer o direito de votar e ser
privado, entidade laica, sem fins lucrativos, que tenham como objectivo o votado;
organizada exclusivamente para a prestação de atendimento das necessidades da d) Ser eleito para qualquer cargo, de
serviços sócios aos moradores do Condomínio população nas áreas de educação, acordo com este estatuto;
Vila do Lago, que servirá aos moradores do saúde, meio ambiente, lazer e e) Propor, por escrito ou verbalmente, à
conjunto sem distinção de raça, credo religioso recreação, esporte, comunicação e Diretoria, medidas de proveito para
e convicções políticas. segurança; o Condomínio Vila do Lago;
2776 — (4) III SÉRIE — NÚMERO 70
f) Recorrer dos actos da diretoria quando Quatro) Em caso de pronunciamento da artigo são apenas enumerativas, comportando
os julgar prejudiciais aos seus diretoria pela manutenção da penalidade, caberá outras, desde que respeitados os critérios de
direitos; recurso à Assembléia Geral, no prazo de quinze lei.
g) Requerer informações sobre assuntos dias contados ciência da decisão da diretoria
que lhes digam respeito; que indeferir o pedido de reconsideração da CAPÍTULO VI
h) Solicitar esclarecimentos sobre as
pena aplicada. Da estrutura e competência
atividades da Associação dos
Cinco) Será excluído do quadro de associados, dos órgãos de direcção
Moradores do Condomínio Vila
do Lago, sendo-lhes facultado também, o sócio que, reiteradamente incida em
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
consultar, na sede administrativa, conduta criminosa, prevista no Código Penal,
dentro do mês que anteceder à a partir do trânsito em julgado da primeira (Estrutura de direcção e deliberação
Assembléia Geral Ordinária o condenação. da entidade)
Relatório da Diretoria, o Balanço Seis) Interrompe-se a condição de sócio, A Associação dos Moradores do Condomínio
Geral, o Orçamento Anual e os além das causas já declinadas, pela morte do Vila do Lago exercerá suas funções através dos
livros da Associação; associado. seguintes órgãos:
i) O Associado poderá solicitar seu
desligamento por escrito à diretoria CAPÍTULO IV a) Assembléia Geral (Ordinária e Extraor-
com antecedência de quinze dias. dinária);
Das categorias de sócios b) Diretoria;
Único) Os direitos estabelecidos nos itens
ARTIGO DÉCIMO c) Conselho Fiscal.
c), d), f) e h) deste artigo são exclusivos dos
Sócios. Único) Os órgão elencados neste artigo
(Critérios para compor ao quadro
deliberarão sempre por maioria absoluta,
ARTIGO OITAVO de associados)
observado o quorum estatutário para a instalação
(Deveres dos sócios) Um) Concordância com o estatuto. das reuniões.
Dois) Preencher formulário padrão de
São deveres dos sócios: ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
associado.
a) Participar nas sessões da assembleia Três) Mostrar interesse na realização dos (Assembleia geral ordinária)
do condomínio; trabalhos comunitários da entidade.
b) Pagar pontualmente o montante da Um) A Assembléia Geral Ordinária deverá
Quatro) Contribuir para a arrecadação de
quota do condomínio e contribuir realizar-se, anualmente, entre os meses de
fundos para a manutenção dos trabalhos e da
para despesas extraordinárias, Janeiro e Março.
entidade.
em conformidade com o que for Dois) Compete à Assembléia Geral Ordi-
estabelecido em Assembleia de CAPÍTULO V nária deliberar sobre:
condóminos; a) As contas e o balanço geral da
c) Acatar os actos da Assembléia Geral Do património e das fontes de
associação;
e da Diretoria, desde que estribados recursos para manutenção da entidade
b) O relatório da Diretoria, referente ao
na legislação em vigor e neste
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO período encerrado e planeamento
estatuto;
d) Obedecer às disposições dos Estatutos e Um) São fontes de recursos para a manutenção orçamentário e dos trabalhos para
do Regimento Interno da entidade; da entidade: o ano que se inicia;
e) Cooperar com todas as atividades que c) Eleição dos membros da Diretoria;
a) As contribuições regulares dos
visem o cumprimento dos objetivos d) Reforma do estatuto;
associados e) Proposta de orçamento anual de receita
aos quais a Associação se propõe;
f) O Associado poderá solicitar seu b) Receitas originadas de eventos, e despesas da Associação;
desligamento por escrito direcionado atividades, informativo, jantares e f) Outros assuntos reputados relevantes
a diretoria com antecedência de bazares comunitários organizados pela diretoria da Associação dos
quinze dias. pela entidade para o fim de levantar Moradores do Condomínio Vila
recursos para sua manutenção; do Lago, constantes do edital de
ARTIGO NONO c) Contribuições voluntárias de amigos e convocação.
(Critério para exclusão do associado) simpatizantes das causas defendidas Três) Para a convocação da Assembléia
pela entidade; Geral Ordinária será observada, sempre,
Um) O descumprimento de disposições
d) Convênios e termos de parceria
deste estatuto ou prática de ato lesivo, por antecedência mínima de dez dias, e afixados
celebrados entre a entidade e o
parte do associado, aos interesses e objetivos cartazes e avisos em locais de ampla visibilidade
poder público e da mesma maneira,
da Associação, ensejará a tomada de medidas dentro do condomínio, informando da previsão
com a iniciativa privada.
administrativas e disciplinares por parte da de ocorrência da Assembléia Geral assim como
diretoria. Dois) Farão parte do patrimônio da da data, local e agenda do evento.
Dois) Referidas medidas disciplinares entidade os bens móveis e imóveis, reservas, Quatro) Da agenda da Assembleia Geral
consistirão de simples advertência, suspensão contribuições, legados, verbas especiais,
Ordinária deverão constar, obrigatoriamente,
temporária dos direitos do associado e exclusão donativos e subvenções, originados de atividades
os tópicos a seguir relacionados:
do sócio do quadro de associados, a depender desenvolvidas pela entidade e seus sócios,
da iniciativa privada, do poder público, e de a) Relatório contendo balanço das
da gravidade da transgressão aos dispositivos
entidades congêneres, nacionais ou estrangeiras realizações da Diretoria, à luz do
estatutários.
nos termos deste estatuto, obedecidos os planejamento realizado para o ano
Três) Das medidas disciplinares aplicadas
pela diretoria caberá, no prazo de dez dias, critérios legais pertinentes; encerrado;
contados da ciência da decisão, pedido de Único. As formas de composição do b) Balanço patrimonial, contábil e
reconsideração do apenado à diretoria. patrimônio da entidade elencadas no caput deste financeiro da entidade;
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (5)

c) Previsão de orçamento anual de Seis) O sócio não terá direito a voto quando a g) Recorrer das resoluções da Diretoria,
receitas e despesas. Assembléia Geral tiver por objeto deliberar, nas que julgar contrárias aos interesses
Cinco) A convocação dos órgãos adminis- matérias em que haja conflito de interesses entre da entidade ou em desacordo com
trativos far-se-á na forma do estatuto, garantido a associação e ele, seu cônjuge, ascendentes ou o estatuto, apelando à Assembléia
a um quinto) dos associados o direito de descendentes. Geral se necessário;
promovê-la. h) Fazer cumprir as determinações deste
CAPÍTULO VIII estatuto;
ARTIGO DÉCIMO QUARTO i) Representar a entidade extrajudi-
Da directoria
(Da assembleia geral extraordinária) cialmente.
ARTIGO DÉCIMO SEXTO
Seis) Compete ao vice-presidente:
Um) A Assembléia Geral Extraordinária será
(Da directoria) a) Substituir o presidente em seus
convocada, a qualquer tempo, pela Diretoria ou
impedimentos;
por requerimento de um quinto dos sócios. Um) A Diretoria, juntamente com o Conselho
b) Participar do planejamento e
Dois) Requerimento dos sócios para a Fiscal será eleita para mandato de dois anos.
execução das atividades da enti-
convocação de Assembléia Geral Extraordinária Dois) A Diretoria será constituída de
dade juntamente com os demais
deverá ser devidamente fundamentado. presidente, vice-presidente, secretário e tesou-
dirigentes.
Três) Compete à Assembléia Geral reiro, com poderes deliberativos.
Extraordinária, e mediante aprovação de dois Três) Por ocasião da Assembléia Geral Sete) Compete ao secretário:
terços dos sócios presentes, assegurada a Ordinária anual a diretoria convidará os a) Administrar e/ou executar todo o
presença de, ao menos sete sócios, deliberar associados a criar grupos de trabalho temáticos serviço de competência da secre-
sobre: nas áreas de Cultura, Ação Social, Esportes, Meio taria;
Ambiente, Lazer, Educação, Saúde, Segurança b) Redigir e lavrar as actas da assembléia
a) Reforma do estatuto;
Pública, Iluminação Pública, Voluntariado e e das sessões da Diretoria;
b) Convocar eleições para os órgãos de
outros, eventualmente sugeridos. c) Substituir o vice-presidente em seus
direção da Associação, quando
Quatro) Compete a Diretoria: impedimentos eventuais.
vencido o mandato e a direção
anteriormente eleita não o tenham a) Elaborar e submeter à Assembléia Oito) Compete ao tesoureiro:
feito; Geral Ordinária o planejamento a) Responder por todo o trabalho da
c) Destituição de membros dos órgãos anual; tesouraria;
administrativos; b) Gerir e administrar a entidade de acordo b) Manter sob sua responsabilidade todos
d) Exclusão, por razões disciplinares, de com o planejamento aprovado pela os valores e bens da entidade;
sócio, do quadro de associados; Assembléia Geral Ordinária; c) Assinar os recibos relativos, subven-
e) Outros assuntos sobre os quais a c) Cumprir e fazer cumprir o presente ções, doações e legados;
Diretoria julgue relevante ouvir o Estatuto, bem como as deliberações d) Apresentar, mensalmente à Diretoria,
conjunto dos associados. das Assembléias Gerais; balancete de receitas e despesas;
d) Reunir-se em sessão, pelo menos 1 e) Depositar em estabelecimento
CAPÍTULO VII (uma) vez por mês; bancário, escolhido em reunião
Das disposições comuns e) Elaborar as propostas de despesas de Diretoria, toda a receita da
às assembleias gerais extraordinárias; entidade, não sendo permitido ter
f) Zelar pelos interesses do Conjunto Vila em caixa importância superior a um
ARTIGO DÉCIMO QUINTO do Lago; salário mínimo vigente para o fim
(Disposições comuns às assembleias g) Convocar as Assembleias Gerais de atender despesas correntes e de
gerais) Ordinárias e Extraordinárias; pequeno valor;
Cinco) Compete ao presidente: f) Assinar com o presidente todas as
Um) A convocação de qualquer Assembleia
a) Representar publicamente a entidade operações bancárias.
Geral será feita mediante comunicação aos
associados, através de boletins que serão em solenidades de entidades
CAPÍTULO IX
afixados em lugares de grande visibilidade, nos congêneres e dos órgãos públicos do
quadros de avisos localizados nas dependências Judiciário, Legislativo e Executivo, Do Conselho Fiscal
do Condomínio e, quando possível, através de ou nomear diretor para representar
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
correspondências endereçadas às residências a entidade nos referidos eventos; o
dos associados, sempre com antecedência de representante da entidade se fará (Conselho Fiscal)
pelo menos dez dias. acompanhar, sempre que possível,
Um) O Conselho Fiscal será composto
Dois) A Assembléia Geral será realizada de mais um membro da diretoria;
de dois membros efectivos e igual número
na sede da Associação dos Moradores do b) Presidir as sessões de Diretoria;
c) Autorizar o pagamento das despesas de suplentes eleitos em Assembleia Geral
Condomínio Vila do Lago.
normais da Associação dos Mora- Ordinária;
Três) Em caso de força maior poderá a
dores; Dois) A duração do mandato do Conselho
Assembléia ser realizada em local próximo, em
d) Assinar as actas e presidir as Assem- Fiscal coincidirá com a duração do mandato da
entidade congênere, devendo o edital observar
os critérios de publicidade estabelecidos por bleias da entidade, depois da votação diretoria
este estatuto. e do registro das assinaturas no livro Três) São atribuições do Conselho Fiscal:
Quatro) Os presentes à Assembléia Geral de presença; a) Fiscalizar a contabilidade da Associa-
deverão assinar o livro de presença; e) Assinar a correspondência da enti- ção dos Moradores, fazendo-o,
Cinco) Este estatuto não reconhece voto por dade; de ordinário, semestralmente, e
procuração; cada sócio terá direito a apenas um f) Assinar, com o tesoureiro, todas as extraordinariamente a qualquer
voto na Assembléia; operações bancárias; tempo;
2776 — (6) III SÉRIE — NÚMERO 70
b) Examinar e emitir parecer sobre b) As representações referidas no CAPÍTULO II
as contas e relatórios anuais da número anterior reger-se-ão pelos
Diretoria, bem como sobre o Dos membros
presentes estatutos, no que lhes for
Balanço Geral; aplicável. ARTIGO SEXTO
c) Examinar livros, documentos,
correspondências e fazer inqué- ARTIGO QUARTO Membos
ritos;
Objectivo São membros desta associação todos
d) Convocar a Assembleia Geral
Extraordinária por motivos graves A associação tem por objectivos: indivíduos de ambos sexos que, aceite,
e urgentes devidamente funda- livremente os presentes estatutos.
a) Estudar e difundir e praticar a doutrina
mentados. do mestre Jesus dentro da órbita da ARTIGO SÉTIMO
codificação;
CAPÍTULO X
b) Difundir e promover junto das Deveres dos membros
Da dissolução e liquidação populações a abertura de centros
São deveres dos membros associados:
ARTIGO DÉCIMO OITAVO abertos e fechados para o acolhi-
mento de crianças órfãs de pais e a) Pagar, pontulmente as quotas estabe-
(Dissolução e liquidação) mães; lecidas pelo Conselho de Direcção
Um) Dissolvida a Associação dos Moradores c) Difundir mensagens de prevenção de oupela Assembleia Geral;
do Condomínio Vila do Lago, o remanescente doenças endémicas; b) Respeitar e cumprir o presente estatuto,
do seu patrimônio líquido, será objecto de d) Promover a pratica de cultos a deus, bem como as desposições dos
decisão por deliberação dos associados em construção de Igrejas; regulamentos internos;
Assembleia Geral extraordinária especialmente e) Promover edesenvolver actividades c) Desempenhar os cargos para os quais
convocada para esse fim. culturais;
foram indicados;
Dois) A deliberação de que trata este artigo f) Promover apoios acomunidade na
d) Tomar parte dos cargos para os quais
deverá ser tomada por dois terços dos sócios abertura e constrção de escolas,
presentes à Assembleia; para crianças, como população alvo foram indicados;
Três) A Assembleia que determinar a com vista a preparar a criança para e) Cumprir com os demais deveres
dissolução da Associação dos Moradores do o futuro; previstos nos estatutos e na lei.
Condomínio Vila do Lago elegerá o liquidante e g) No entendimento de seus objectivos
o Conselho Fiscal que deverá funcionar durante ARTIGO OITAVO
enstitucionais e dentro das sua
a liquidação. possibilidades e especialidades, a Direitos dos membros
associação pode firmar contractos
ou convénios com outras associa- São direitos dos membros:
ções congéneres ou afins, sobre a) Participar nas actividades promovidas
Associação Sow Mission a promoão humana, social e e organizadas pela Associação Sow
– Missão Semeando o Reino espiritual,tendo em vista o melhor Mission – Missão semeando o reino
de Deus desenvolvimento das finalidades de deus;
institucionais; b) Colaborar na prossecução dos
CAPÍTULO I
h) Dedicar-se as obras de promoção
Da denominação, duração, sede objectivos da associação;
humana, educacional e de comu-
e objectivos c) Participar nas reuniões de Assembleia
nicação social, praticando a caridade
Geral;
ARTIGO PRIMEIRO morale material por todos os meios
ao seu alcance,se distinção de cor, d) Votar nas eleições de membros para
Denominação e natureza
raça, credo político ou religiosos os órgãos;
É constituída a Associação Sow Mission- e sem imposição de qualquer e) Comparecer nas reuniões organizadas
missão Semeando o reino de Deus, por vontade pela associação.
retribuição material;
expressa dos seu membros reunidos em
Assembleia Geral constituinte. i) Prestar serviços e assistências, fornecer
bens, produtos e medicamentos nas ARTIGO NONO
ARTIGO SEGUNDO igrejas e escolas comunitárias e Disciplina
Duração outros estabelecimentos de ensino
A Associação Sow Mission- Missão pertencentes a quaisquer entidades Aos membros que praticarem indisciplina
Semeando o Reino de Deus, é constituída por ou organismos, sem finalidade ou violarem os estatutos e regulamento interno
tempo indeterminado. lucrativa, e de acordo com os da associação; com culpa, abusando das suas
objectivos religiosos e filantrópicos funções ou por qualquier forma prejudicarem
ARTIGO TERCEIRO
da associação. o prestígio da associação, serão aplicadas as
Duração
seguintes medidas disciplinares:
A Associação Sow mission – Missão ARTIGO QUINTO
Semeando o Reino de Deus, tem sua sede em a) Repreensão simples
Princípios
Chimoio na província de Manica. b) Repreensão registada;
a) A Associação é de âmbito nacional, A Associação regerá-se nos presentes c) Suspensão;
podendo estabelecer outras formas estatutos, respectivo regulamento e demais
d) Expulsão aplicada a pena pelo órgão
de representação em todo território legislação vigente no País aplicável a todas as
máximo da associação.
nacional e no estrangéiro; associações.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (7)

CAPÍTULO III Dois) A Assembleia Geral que delibera b) Cumprir e fazer cumprir as deliberações
a suspensão ou distituição dos membros dos dos órgãos tomadas dentro do
Dos órgãos sociais
órgão sociais elegerá ou promoverá a eleição objecto e fim desta;
ARTIGO DÉCIMO dos respectivos substitutos, cujos mandatos c) Difinir as prioridades das actividades
cessarão decorrido o período da suspensão do da Associaão Sow Mission – Missão
Composição
exercício de função de órfgão social. Seando o Reino de Deus, traçar
São órgãos da Associação Sow Mission – orientações gerais;
Missão Semeando do Reino de Deus: ARTIGO DÉCIMO QUARTO d) Propor a Assembleia Geral a apro-
a) Assembleia GeraL; vação dos estetutos bem como as
Funcionamento
b) Directoria; alterções;
c) Conselho Fiscal. Um) A Assembleia Geral reúne ordina- e) Propor a aplicação de sanções;
riamente duas vezes por ano num intervalo de f) Elaborar anualmente relatório de
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO seis meses e extraordinariamente por iniciativa actividades e contas e submeter a
do Presidente da Mesa ou por solicitação do aprovação;
Duração dos mandatos
Conselho da Direcção, de Conselho Fiscal ou g) Divulgar os relatórios de actividades e
Todos os membros dos órgão sociais da de pelo menod dois terços de membros. contas com o respectivo oarecer do
Associação Sow Mission- Missão Semeando Dois) Os membros podem fazer-se Conselho Fiscal pelo menos até oito
o Reino de Deus; são eleitos por um período dias antes da Assembleia Geral;
representar nas reuniões da assembleia por
de cinco anos. h) Elaborar mensalmente o balancetea ser
qualquer outros membros, desde que este tenha
submetido ao Conselho Fiscal;
SECÇÃO I sido designado por carta dirigida ao Presidente
i) Fazer-se representar em todas reuniões
da Mesa da Assembleia Geral.
Da Assembleia Geral da Assembleia Geral.
SECÇÃO II
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO SECÇÃO III
Da directoria
Assembleia Geral Do Conselho Fiscal
ARTIGO DÉCIMO QUINTO
Dois) A Assembleia Geral é o órgão ARTIGO DÉCIMO OITAVO
máximo da Associação Sow Mission – Missão Natureza e composição
Composição
Semeando o Reino de Deus, é constituida
por todos os associados e é dirigida por uma Um) A Directoria é órgão executivo da da
Um) O Conselho Fiscal é constituido por três
mesa composta por um presidente, um vice- Associação e é presidido pelo Presidente da
membros, sendo um presidente e os restantes
-presidente e um secretário. Associação Sow Mission – Missão Semeando
vogais.
Dois) Ao presidente da mesa compete o Reino de Deus. Dois) Para o Conselho Fiscal podem ser
convocar e dirigir as reuniões da Assembleia Dois) O Presidente criará as áreas de eleitas pessoas não associadas, nomeadamente,
Geral, conferir posse aos titulares dos órgãos trabalho da directoria e nomeará os respectivos empresas de auditoria ou outras pessoas
eleitos e exercer outras tarefas que lhe sejam titulares. com experiência na revisão e certificação de
atribuidas pela Assembleia Geral. Três) Pode o presidente nomear para as contas.
Três) Compete ao vice presidente substituir o áreas de trabalho todo e qualquer indivíduo
presidente em caso de auxência ou impedimento ARTIGO DÉCIMO NONO
que reuna o perfil para desmpenhar as funções
ao exercer as respectivas competências. proposats. Funcionamento
Quatro) Ao secretário cabe a função deauxílio
Quatro) Podem ser nomeadas pessoaas Um) O Conselho Fiscal reunirá, pelo menos,
ao presidente e ao vice presidente, sendo
singulares ou colectivas que não façam parte da uma vez por trimestre, sob convocação do
responsável pela organiozação de expediente
relactivo a Assembleia Geral e pela produção Associação Sow Mission – Missão Semeando o respectivo Presidente, só podendo deliberar
de actas de reuniões e outros documentos Reino de Deus, desde que haja consentimento estando presente a maioria dos seu membros.
relevantes. da Assembleia Geral. Dois) As deliberações são tamadas por
maioria dos votos dos membros presentes,
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO ARTIGO DÉCIMO SEXTO tendo o presidente voto de qualidade, em caso
Competência da Assembleia Geral Funcionamento de empate.
Um) Compete a Assembleia Geral: Um) A directoria reúne-se ordinariamente de ARTIGO VIGÉSIMO
a) Aprovar os estatutos da associação; quinze em quinze dias e extraordinarias sempre Competências
b) Eleger a sua mesa e seus membros dos que necessário, por iniciativa do presidente a
órgãos sociais; requerimento de maioria dos seus membros ou Um) Ao Conselho Fiscal cabe em geral a
c) Deliberar sobre a aprovação de a pedido da Conselho Fiscal. fiscalização da situação financeira da Associação
relatórios, balanços e contas de cada Dois) As deliberações são tomadas por Sow Mission – Missão Semeando o Reino de
exercício que lhe sejam presentes maioria simples dos membros presentes. Deus, e em especial:
pelo Conselho de Direcção; Três) De cada reunião será levada a acta a a) Dar parecer sobre o relatório, balanço
d) Apreciar e votar as alinhas gerais ser assinada por todos os presentes. e contas apresentadas pela Direcção
da actuação e programa de
a Assembleia Geral;
gestão anualmente proposta pela ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO b) Examinar e verificar a escrita da
direcção;
Competências associação, bem como os docu-
e) Delegar poderes à Direcção para
mentos que lhe sirvam de base;
celebrar acordos com terceiros Compete a directoria:
em matéria que seja da sua c) Assistir as reuniões da Assembleia
competência; a) Zelar pelo cumprimento dos estatutos Geral e da Direcção, sempre que
f) Ractificar sobre a admição e execução e garantir a prossecução dos entenda necessário ou quando seja,
de membros. objectivos da associação; para o efeito, convocado;
2776 — (8) III SÉRIE — NÚMERO 70
d) Velar pelo cumprimento das diversa Bill Computer, Limitada por cento vírgula treze, por cento do
disposições aplicáveis a asso- capital social, subscrita pelo sócio
ciação; Certifico, para efeitos de publicação, que Aldimiro Eduardo Guijanhane;
no dia vinte e dois de Maio de dois mil e treze, b) Uma quota de cinquenta mil meticais,
e) Exercer as demais funções e praticar
foi matriculada na Conservatória do Registo correspondendo à catorze por cento
os demais actos que lhe sejam
de Entidades Legais sob NUEL 100391147 vírgula vinte e nove por cento, do
icumbidos nos termos da Lei e dos uma sociedade denominada Bill Computer, capital social, subscrita pelo sócio
presentes estatutos. Limitada. Bill Gray Aldimiro Guijanhane;
É celebrado o presente contrato de sociedade, c) Uma quota de cinquenta mil meticais,
CAPÍTULO IV
nos termos do artigo noventa do Código correspondendo à catorze vírgula
Dos fundos Comercial, entre: vinte e nove por cento do capital
Aldimiro Eduardo Guijanhane, solteiro, maior, social do capital social, subscrita
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
natural de natural de Maputo, residente em pelo sócio Aldimiro Eduardo
Fundos Maputo, portador do Bilhete de Identidade Guijanhane Júnior;
n.º 110100356599I, emitido aos três de d) Uma quota de cinquenta mil meticais,
Constituem fundos da Associação Sow Agosto de dois mil e dez, pela Direcção correspondente a catorze vírgula
Mission – Missão Semeando o Reino de Nacional de Identificação Civil em Maputo, vinte e nove por cento do capital
Deus: por si e em representação dos seus filhos social, subscrito pelo sócio Audrey
menores Bill Gray Aldimiro Guijanhane, Grayce Aldimiro Guijanhane.
a) O produto das joias e quota cobradas
Aldimiro Eduardo Guijanhane Júnior e
aos sócios e das multas aplicadas; Audrey Grayce Aldimiro Guijanhane, todos Dois) O capital social poderá ser aumentado
b) As contribuições, subsídios donativos naturais e residente em Maputo. ou diminuido quantas vezes forem necessárias
ou quasquer outras sobvenções de desde que a assembleia geral delibere sobre o
Que pelo presente instrumento, constituem
entidades públicas ou privadas, assunto.
por si uma sociedade por quotas de responsa-
nacionais ou estrangeiras; bilidade limitada que reger-se-á pelos artigos ARTIGO QUINTO
c) Quasquer doações, heranças ou seguintes:
legados de que venham a beneficiar (Suprimentos)
ARTIGO PRIMEIRO
e que sejam por elas aceites; Não serão exigíveis prestações suplementares
d) Quasquer rendimentos provenientes (Denominação e sede) de capital, podendo, porém, os sócios conceder à
de actividades permanentes ou sociedade os suprimentos de que necessite, nos
A sociedade adopta a denominação Bill,
temporárias por ela promovidas termos e condições fixados por deliberação da
Computer, Limitada, com sede na Avenida
ou,ainda,de subsídios que lhe assembleia geral.
Paulo Samuel Kankhomba número mil duzentos
possam ser atribuidas. e quarenta e cinco rés-do-chão, Bairro da
ARTIGO SEXTO
Malhangalene, Distrito Municipal Ka Mpfumu,
CAPÍTULO V cidade de Maputo, podendo por deliberação da (Divisão, oneração e alienação de quotas)

Das disposições gerais e finais assembleia geral abrir ou encerrar sucursais


Um) A divisão e a cessão de quotas,
dentro e fora do país quando for conveniente.
bem como a constituição de quaisquer ónus
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
ARTIGO SEGUNDO ou encargos sobre as mesmas, carecem de
Dissolução e liquidação autorização prévia da sociedade, dada por
(Duração) deliberação da respectiva assembleia geral.
Em caso de dissolução da associação a Dois) A cessão de quota entre os sócios
A sociedade é constituída por tempo indeter-
Assembleia Geral reunirá extraordinariamente ou seus herdeiros é livremente permitida,
minado, contando-se o seu início a partir da data
para dar destino os seus patrimónios nos da celebração do contrato da sua constituicão. ficando desde já autorizada, mas se for a favor
termos da lei, sendo liquidatária uma comissão de estranhos carece do consentimento da
designada pela Assembleia Geral os presentes ARTIGO TERCEIRO Sociedade, a qual está reservado o direito de
estatutos poderão ser revistos ou alterados (Objecto social) preferência.
mediante deliberação da conferência geral. Três) O sócio que pretenda alienar a sua
Um) A sociedade tem como objecto principal quota informará a sociedade, com um mínimo
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO o comércio geral e serviços e metalomecânica,
de trinta dias de antecedência, por carta
com importação e exportação.
Omissões registada com aviso de recepção, dando a
Dois) A sociedade poderá desenvolver outras
conhecer o projecto de venda e as respectivas
actividades conexas, podendo por deliberação
Um) Quaisquer dúvidas de interpretações condições contratuais.
da sociedade alargar seu objecto conforme a
suscitadas enm torno dos presentes estatutos e Quatro) Gozam do direito de preferência, na
evolução da sociedade e autorizações legais.
demais regulamentação interna serão resolvidos aquisição da quota a ser cedida, a sociedade e
por deliberação da Assembleia Geral, ouvido ARTIGO QUARTO os restantes sócios, por esta ordem.
a Directoria.
(Capital social) ARTIGO SÉTIMO
Dois) As questões não espresamente
reguladas neste estatuto obedecerão ao Um) O capital social, integralmente (Nulidade da divisão, cessão, alienação ou
estabelecido na lei. realizado é de trezentos cinquenta mil meticais, oneração de quotas)
correspondendo à soma de quatro quotas
Maputo, sete de Julho de dois mil desiguais, distribuídas da seguinte forma: É nula qualquer divisão, cessão, alienação
e nove. — A Ministra da Justiça, Maria a) Uma quota de duzentos mil meticais), ou oneração de quotas que não observe o
Benvinda Delfina Levi. correspondendo à cinquenta e sete preceituado no artigo sexto.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (9)

ARTIGO OITAVO ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO ARTIGO SEGUNDO


(Assembleia geral) (Disposições finais) (Sede)

Um) A assembleia geral reúne-se ordina- As omissões serão resolvidas de acordo Um) A sociedade tem a sua sede em Maputo,
riamente na sede social, uma vez por ano, o Código Comercial em vigor em Moçambique na Rua da Resistência número quatrocentos e
para apreciação do balanço anual das contas e demais legislação aplicável. quarenta e quatro, podendo, por deliberação da
e do exercício e, extraordinariamente, quando assembleia geral, criar ou encerrar, no país ou
Maputo, vinte e três de Agosto de dois mil
convocada por um dos gerentes, sempre que for no estrangeiro, sucursais, delegações, agências
e treze. — O Técnico, Ilegível.
necessário, para deliberar sobre quaisquer outros ou qualquer outra forma de representação social,
assuntos para que tenha sido convocada. sempre que se justifique a sua existência.
Dois) Serão dispensadas as formalidades Dois) A representação da sociedade no
da convocação da reunião da assembleia geral estrangeiro poderá ser confiada, mediante
quando todos os sócios concordem, por escrito, ZM Investimentos, Limitada contrato, a entidades locais legalmente
em dar como validamente constituída a reunião, existentes.
Certifico, para efeitos de publicação que
bem como também concordem, por esta forma,
em que se delibere, considerando válidas, nessas no dia vinte e dois de Agosto de dois mil e ARTIGO TERCEIRO
condições, as deliberações tomadas, ainda treze, foi matriculada na Conservatória do
(Objecto)
que fora da sede social em qualquer ocasião e Registo de Entidades Legais, sob NUEL 100419165
qualquer que seja o seu objecto. a sociedade denominada ZM Investimentos, Um) A sociedade tem por objecto a prestação
Três) A assembleia geral será convocada por Limitada, entre: de serviços de consultoria multidisciplinar e
um dos sócios, por comunicação escrita dirigida gestão designadamente nas áreas de governação,
Primeiro. Agostinho Marcelino Zacarias, educação, desenvolvimento, incluindo a compra
e remetida a todos os sócios com a antecedência
casado, de nacionalidade moçambicana, portador e venda, arrendamento e gestão de património
mínima de quinze dias.
do Bilhete de Identidade n.º 110102251365 imobiliário, recursos naturais, energia, incluindo
ARTIGO NONO C, emitido em Maputo aos vinte e quatro as renováveis, turismo, agro-pecuária e meio
de Setembro de dois mil e dez, residente ambiente.
(Representação em assembleia geral)
em Maputo, na Avinida António Bocarro Dois) A sociedade poderá ainda exercer
Os sócios podem fazer-se representar na número trinta e um, neste acto representado outras actividades nas áreas industriais ou
Assembleia Geral por outro sócio, mediante comerciais, desde que para tal obtenha as
por Narciso Matos, casado, de nacionalidade
poderes para esse efeito conferidos por necessárias autorizações.
procuração, carta, telecópia ou telex, ou pelo moçambicana, portador do Bilhete de Identidade
seu legal representante, quando nomeado de n.º 110100231554 C, emitido em Maputo aos ARTIGO QUARTO
acordo com os estatutos. trinta a um de Maio de dois mil e dez, residente
(Participação noutras entidades)
em Maputo, na Avenida Julius Nyerere número
ARTIGO DÉCIMO três mil setecentos e doze, casa traço R4. A sociedade poderá, no âmbito da realização
do seu objecto participar em outras existentes
(Gerência) Segundo. Narciso Matos, casado, de ou a constituir-se ou associar-se a terceiros em
Um) A gerência da sociedade e a sua nacionalidade moçambicana, portador do qualquer das formas previstas na lei.
representação em juízo e fora dele pertence aos Bilhete de Identidade n.º 110100231554 C,
sócios que desde já ficam nomeados gerentes emitido em Maputo aos trinta a um de Maio de CAPÍTULO II
com dispensa de caução. dois mil e dez, residente em Maputo, na Avenida Do capital social
Dois) Os gerentes poderão nomear
Julius Nyerere, número três mil setecentos e
procuradores da sociedade para a prática de ARTIGO QUINTO
doze, casa traço R4.
determinados actos ou categórias de actos,
(Capital social)
podendo delegar em algum ou alguns deles É celebrado o presente contrato de sociedade
competências para certos negócios ou categorias por quotas de responsabilidade limitada, o O capital social, totalmente subscrito e
de actos. qual será regulado pelos estatutos que se realizado, é de cinquenta mil meticais, e está
Três) A sociedade obriga-se validamente dividido em duas quotas subscritas da seguinte
anexam e pela legislação aplicável em vigor
mediante assinatura do sócio maioritário o forma:
em Moçambique.
senhor Aldimiro Eduardo Guijanhane e fica
a) Agostinho Marcelino Zacarias, uma
desde já nomeado administrador da sociedade
CAPÍTULO I quota no valor nominal de vinte e
que actua no âmbito dos poderes que lhes
tenham sido conferidos. cinco mil meticais, correspondente
Da denominação, sede, duração
Quatro) No caso em que qualquer dos socios a cinquenta por cento do capital
e objecto
se ausente, deverá fazer representar seja por social;
procuraçào ou documento particular assinado ARTIGO PRIMEIRO b) Narciso Matos, uma quota no
e autenticado no notario. valor nominal de vinte e cinco
(Denominação)
Cinco) Para proceder a abertura, movi- mil meticais, correspondente a
mentação e enceramento de contas deverá ser Com a denominação ZM Investimentos, cinquenta por cento do capital
a assinatura dos dois sócios. Limitada, abreviadamente ZM Investimentos, social.

ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Limitada é constituída para durar por tempo


ARTIGO SEXTO
indeterminado, uma sociedade por quotas de
(Dissolução e liquidação da sociedade) (Aumento de capital)
responsabilidade limitada que se rege pelos
A sociedade dissolve-se nos termos fixados presentes estatutos e pelos preceitos legais O capital social, da sociedade poderá ser
na lei e nos estatutos. aplicáveis. aumentado por meio de dinheiro, incorporação
2776 — (10) III SÉRIE — NÚMERO 70
de suprimentos, lucros ou reservas com a ocorrer em qualquer outro local quando como ser acompanhada de todos os documentos
aprovação da assembleia geral. as circunstâncias assim o ditarem e se não necessários à tomada de deliberação, quando
prejudicar os direitos e interesses legítimos seja esse o caso.
ARTIGO SÉTIMO dos sócios. Quatro) As deliberações do conselho de
(Cessão de quotas) Quatro) Em primeira convocatória a administração serão tomadas por maioria e
assembleia geral estará regularmente constituída deverão ser reduzidas a escrito e lavradas em
Um) É livre a cessão total ou parcial de quando todos os sócios estiverem presentes ou
quotas entre os sócios. livro de actas próprio, sendo as actas assinadas
devidamente representados e, em segunda, com
Dois) A cessão de quotas a terceiros carece por todos os presentes.
qualquer quórum.
do consentimento da assembleia geral da Cinco) Para o conselho de administração
Cinco) As actas da reunião deverão ser
sociedade, ficando reservado aos restantes sócios assinadas por todos os sócios presentes. poder deliberar deverão estar presentes ou
o direito de preferência na sua aquisição. Seis) Os sócios que sejam pessoas colectivas representados pelo menos dois dos seus
Três) É nula e de nenhum efeito qualquer far-se-ão representar nas assembleias gerais pelas membros.
cessão ou alienação de quota feita sem pessoas físicas que para o efeito designarem, Seis) O membro do conselho de administração
a observância do disposto nos presentes mediante simples carta para este fim dirigida ao temporariamente impedido de comparecer
estatutos. presidente do conselho de administração e por pode fazer-se representar por outro membro,
este recebida até uma hora antes da realização mediante simples carta ou telefax dirigidos ao
ARTIGO OITAVO
da reunião. Presidente.
(Amortização de quotas) Sete) As deliberações da assembleia geral Sete) Quando acordado pelos membros, as
serão tomadas por maioria simples, salvo nas
Um) A sociedade pode, sem dependência formalidades para a convocação e realização da
situações em que seja requerida outra maioria
de prazo, proceder à amortização de quotas nos sessão podem ser preteridas e as deliberações
nos termos dos presentes estatutos ou da lei.
seguintes casos: tomadas nessas condições serão válidas desde
SECÇÃO II que constantes de actas assinadas por todos os
a) Acordo dos sócios;
b) Partilha judicial ou extrajudicial de Do conselho de administração e da administradores.
quota, na parte em que não foi representação da sociedade
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
adjudicada ao seu titular;
ARTIGO DÉCIMO
c) Se a quota for penhorada, arrestada, (Representação da sociedade)
arrematada ou adjudicada. (Gestão da sociedade)
Um) A sociedade obriga-se pela assinatura
Dois) Com excepção do caso previsto na Um) A sociedade é gerida por um conselho de um dos administradores.
alínea a) do número anterior, a amortização é de administração composto por um máximo Dois) Todas as obrigações contratuais
feita pelo valor a ser determinado por avaliador de três membros, designados pelos sócios carecem de aprovação prévia do Conselho de
independente. em Assembleia Geral de entre os sócios ou Administração ou de quem este designar antes
terceiros. de serem assinadas.
CAPÍTULO III
Dois) Compete ao conselho de administração
Assembleia geral, administração e exercer os mais amplos poderes, representando CAPÍTULO IV
representação da sociedade a sociedade em juízo e for a dele, activa e Dos lucros e perdas e da dissolução
passivamente, e praticando todos os demais
SECÇÃO I da sociedade
actos tendentes à realização do objecto social
Da assembleia geral que a lei ou os presentes estatutos não reservarem ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
à Assembleia Geral.
ARTIGO NONO (Lucros)
Três) Os membros do conselho de
(Assembleia Geral) administração são designados por períodos de Um) Antes de repartidos os lucros líquidos
três anos, renováveis. apurados em cada exercício, deduzir-se-á, em
Um) A assembleia geral reunirá ordinaria-
Quatro) O conselho de administração pode primeiro lugar, a percentagem indicada para
mente, uma vez por ano, para apreciação,
delegar poderes em qualquer ou quaisquer dos constituir o fundo de reserva legal, enquanto não
aprovação ou modificação do balanço e
seus mandatários mesmo pessoas estranhas à estiver realizado nos termos da lei ou sempre
contas do exercício e para deliberar sobre
sociedade. que seja necessário reintegrá-lo.
quaisquer outros assuntos para que tenha sido
Dois) O remanescente será aplicado nos
convocada e, extraordinariamente, sempre que ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
termos e condições a serem fixadas pela
for necessário.
(Reuniões do conselho de administração) assembleia geral em observância do estabelecido
Dois) A assembleia geral, nos casos em
que a lei não determine formalidades especiais Um) O conselho de administração, convocado na lei.
para a sua convocação, será convocada pelo pelo presidente, reúne cada seis meses na sede
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
Presidente ou pelo outro membro do conselho de social ou em qualquer outro local determinado
administração, por meio de carta registada com pelo respectivo Presidente. (Exercício social)
aviso de recepção, dirigida aos sócios, por meio Dois) A convocatória das reuniões será feita
de fax ou entregue em mão contra cobrança de pelo presidente ou, nos seus impedimentos, Um) O ano social coincide com o ano
recibo, com a antecedência mínima de vinte por quaisquer outros dois membros, com aviso civil.
dias, que poderá ser reduzida para dez dias, para prévio mínimo de quinze dias, salvo se todos os Dois) O balanço e a conta de resultados
Assembleias extraordinárias. membros concordarem com período inferior. fechar-se-ão com a referência a trinta e um de
Três) A reunião da assembleia geral deverá Três) A convocatória deverá ser efectuada Dezembro de cada ano e serão submetidos à
realizar-se na sede social, mas poderá também por escrito e incluirá a ordem de trabalho, bem apreciação da assembleia geral.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (11)

ARTIGO DÉCIMO QUINTO sua sede em Maputo, podendo por deliberação Três) Por deliberação da assembleia geral
da assembleia geral ser transferida para outro e desde que represente vantagens para os
(Dissolução da sociedade)
local. objectivos da sociedade, poderão ser admitidos
A sociedade poderá dissolver-se nos termos e Dois) A sociedade poderá ainda por como sócios cidadãos nacionais ou estrangeiros,
nos casos determinados na lei e pela deliberação deliberação da assembleia geral criar sucursais, pessoas singulares ou colectivas nos termos da
dos sócios. delegações, filiais ou outras formas de legislação em vigor.
representação comercial em qualquer parte do
ARTIGO DÉCIMO SEXTO ARTIGO QUINTO
território nacional ou no estrangeiro.
(Omissões) (Prestações suplementares e suprimentos)
ARTIGO SEGUNDO
Todas as omissões a estes estatutos serão Os sócios poderão fazer suprimentos à
reguladas de acordo com as disposições (Duração) sociedade nos termos e condições a fixar pela
do Código Comercial e demais legislação assembleia geral, não sendo exigíveis prestações
A sua duração é por tempo indeterminado,
aplicável. suplementares de capital.
contando-se o seu início, para todos os efeitos
Maputo, vinte e três de Agosto de dois mil legais, a partir da data da assinatura do presente
e treze. — O Técnico. ARTIGO SEXTO
contrato.
(Divisão e cessão de quotas)
ARTIGO TERCEIRO
Um) A divisão, cessão total ou parcial de
(Objecto) quotas entre os sócios é livre, mas a estranhos
SSD Consultores, Limitada à sociedade depende do prévio consentimento
Um) A sociedade tem por objecto o exercício desta que será dado por deliberação da
Certifico, para efeito de publicação, que no das seguintes actividades: assembleia geral.
dia vinte e sete de Agosto de dois mil e treze, Dois) O sócio que pretender ceder a sua
a) Prestação de serviços de consultoria e
foi matriculada na Conservatória do Registo quota, deverá comunicar à sociedade, com
assessoria juridica;
de Entidade Legais sob NUEL 100420449 antecedência minima de trinta dias, mediante
a sociedade denominada SSD Consultores, b) Consultoria multidisciplinar;
c) Recursos humanos; carta regista identificando o adquirente, o preço
Limitada.
d) Formação profissional; e demais condições de cessão.
Entre: Três) A sociedade goza de direito de
e) Importação e exportação.
Primeiro. Ângelo Sitole, casado em regime preferência na aquisição das quotas, direito
de comunhão de bens adquiridos com Margarida Dois) É igualmente objecto da sociedade a em que, se não for por ela exercido sê-lo-á
Antónia Tolentino Saldanha, portador do Bilhete representação comercial bem como associar-se preferencialmente pelos sócios fundadores da
de Identidade n.º 110100209682B, emitido pela ou participar no capital de outras sociedades ou sociedade.
Direcção Nacional de Identificação Civil aos a constituir no país ou no estrangeiro. Quatro) O sócio que pretender exercer esse
dezanove de Maio de dois mil e dez. Três) A sociedade poderá ainda exercer direito, no caso de a sociedade não exercer,
Segundo. Margarida Antónia Tolentino actividades de natureza acessória ou deverá comparecer na assembleia geral, a que
Saldanha, casada em regime de comunhão de complementar do objecto principal, em que os se refere o número um e nela manifestar a sua
bens adquiridos com Ângelo Sitole, portadora sócios assim o deliberem em assembleia geral, vontade nesse sentido.
do Bilhete de Identidade n.º 110100148083M, desde que devidamente autorizadas.
emitido pela Direcção Nacional de Identificação ARTIGO SÉTIMO
Civil aos treze de Abril de dois mil e dez. CAPÍTULO II (Morte ou incapacidade dos sócios)
Terceiro. Del Investments, Limitada,
ARTIGO QUARTO Em caso de falecimento, incapacidade física
sociedade por quotas de direito moçambicano,
representada neste acto pela senhora Edna (Capital social) ou mental definitiva ou interdição de qualquer
Gorerth Vilela Saldanha, solteira, maior, de um dos sócios, a sociedade continuará com os
nacionalidade moçambicana, residente nesta Um) O capital social integralmente subscrito seus herdeiros ou representantes que deverão
cidade, portadora do Bilhete de Identidade e realizado em dinheiro é de vinte mil Meticais, constar no processo deste, os quais deverão
n.º 110101149747B, emitido pela Direcção dividido em três quotas desiguais na seguinte nomear entre sí quem a todos represente na
Nacional de Identificação Civil aos quinze proporção: sociedade, enquanto a quota se mantiver
de Abril de dois mil e treze, conforme acta a) Uma quota no valor de dez mil meticais, indivisa.
anexa. correspondente a cinquenta por CAPÍTULO III
É celebrado o presente contrato de sociedade cento do capital, pertencente a Del
ao abrigo do artigo noventa do Código Comercial Da assembleia geral, gerência
Investments, Limitada;
vigente na República de Moçambique, o qual se e representação
b) Uma quota no valor de cinco mil
regerá nos termos dos artigos seguintes: meticais, correspondente a vinte ARTIGO OITAVO
e cinco por cento do capital, (Assembleia geral)
CAPÍTULO I
pertencente a Angelo Sitole;
Da denominação, sede, objecto Um) A assembleia geral reunirá ordina-
c) Uma quota no valor de cinco mil
e duração riamente, uma vez por ano, para apreciação,
meticais, correspondente a vinte
aprovação do balanço de contas de exercícios
ARTIGO PRIMEIRO cinco por cento do capital, perten- e para deliberar outros assuntos para os quais
cente a Margarida Antónia Tolentino foi convocada e extraordinariamente sempre
(Denominação e sede)
Saldanha. que se mostre necessário e serão convocadas
Um) A sociedade adopta a denominação de Dois) Por deliberação da assembleia geral por meio de cartas registadas, fax, telefax ou
SSD Consultores, Limitada, uma sociedade por o capital poderá aumentar ou reduzir por uma correio electrónico com antecedência minima
quotas de responsabilidade limitada, e terá a ou várias vezes. de quinze dias.
2776 — (12) III SÉRIE — NÚMERO 70
Dois) A reunião da assembleia geral terá ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO ARTIGO TERCEIRO
lugar na sede social da sociedade, podendo ter
(Aplicação de resultados) Sigla
lugar noutro local quando as circunstâncias o
aconselhem, desde que tal facto não prejudique Dos lucros apurados em cada exercício terão A Cooperativa de Consumo do Bairro 25 de
os direitos e legítimos interesses dos sócios. a seguinte aplicação: Junho adopta a sigla CC B 25 de Junho.
Três) A assembleia geral considera-se com
a) cinco por cento para a constituição
quórum artificial para deliberar quando estejam ARTIGO QUARTO
presentes ou representados, sócios que possuem, do fundo de reserva legal até que
pelo menos, cinquenta e um por cento do capital, integralmente realizado ou sempre Sede
salvo nos casos em que por força da lei ou destes que seja necessário reintegrá-lo;
A Cooperativa de Consumo do Bairro 25 de
estatutos, sejam exigíveis um outro quórum. b) A parte restante dos lucros terá a
Junho, tem a sua sede em Maputo, na Rua S.
aplicação que for determinada pela
Paulo, quatrocentos e oitenta e oito.
ARTIGO NONO assembeia geral.
(Gerência e representação) ARTIGO QUINTO
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Um) A gerência da sociedade e sua Âmbito de jurisdição
representação, em juizo e fora dele, activa e (Dissolução e liquidação)
passivamente, será exercida por um conselho No âmbito de jurisdição da Cooperativa
A sociedade só se dessolverá nos termos
de gerência composto por três membros a serem de Consumo do Bairro 25 de Junho,
fixados na lei ou por deliberação dos sócios e
nomeados em assembleia geral pelos sócios, abrange os Bairros 25 de Junho “A” e “B”,
todos eles serão liquidatários.
com dispensa de caução. respectivamente.
Dois) Os gerentes poderão delegar, total ARTIGO DÉCIMO QUARTO
ou parcialmente, os seus poderes em pessoas ARTIGO SEXTO
estranhas, desde que para tal outorgue procuração (Casos omissos)
Duração
com todos os poderes necessários.
Todo o omisso no presente contrato
Três) Os gerentes não podem obrigar a A duração da Cooperativa de Consumo do
social será regulado pelas disposições legais
sociedade a quaisquer operações alheias ao seu Bairro 25 de Junho, é por tempo indeterminado,
e aplicáveis na República de Moçambique.
objecto social, nem conferir a favor de terceiros podendo ser dissolvida nos termos de artigo
quaisquer garantias, livranças, letras, fianças Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil quadragésimo nono do presente estatuto.
ou abonações. treze. — O Técnico, Ilegível.
Quatro) A sociedade poderá constituir CAPÍTULO II
mandatários nos termos e para efeitos do Do objecto
previstos no código comercial ou para quaisquer
outros fins, fixando em cada caso o âmbito e Cooperativa de Consumo ARTIGO SÉTIMO
duração do mandato que a represente activa e do Bairro 25 de Junho Objecto
passivamente, em juízo e fora dele.
Certifico, para efeitos de publicação, que Constitui objecto da Cooperativa de Consumo
ARTIGO DÉCIMO no dia vinte e Agosto de dois mil e quatro, foi do Bairro 25 de Junho, a comercialização
(Formas de obrigar a sociedade)
matriculada na Conservatória do Registo de de produtos alimentares, não alimentares e
Entidade Legais sob NUEL 16039 a sociedade prestação de serviços.
A sociedade fica obrigada: denominada Cooperativa de Consumo do Bairro
a) Pela assinatura conjunta de dois de 25 de Junho. ARTIGO OITAVO
membros do conselho de gerencia;
CAPÍTULO I Objectivos
b) Nos actos de mero expediente pela
assinatura de qualquer membro A Cooperativa de Consumo do Bairro 25 de
ARTIGO PRIMEIRO
do conselho de gerência ou um
Junho, tem como objectivos principais:
empregado devidamente autorizado Denominação
para o efeito por força das suas a) Abastecer os seus membros de uma
A Cooperativa de Consumo do Bairro 25 de forma organizada, nas melhores
funções.
Junho é uma organização de natureza colectiva condições de preço e qualidade,
CAPÍTULO IV de primeiro grau, que realiza actividades sócio- de quaisquer bens de consumo e
-económica, cujo os membros são cidadãos prestar serviços promovendo assim
Das disposições finais
que em regime livre de associação contribuem o seu bem estar material, social e
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO com bens ou serviços para a concretização dos cultural;
objectivos defenidos no presente estatuto. b) Contribuir para o fortalecimento e o
(Ano social)
alargamento da acção cooperativo
Um) O ano social coincidirá com o ano ARTIGO SEGUNDO
através da admissão sistemática de
civil. Legislação novos membros;
Dois) O balanço, a demonstração de
A Cooperativa de Consumo do Bairro 25 c) Contribuir para a formação e educação
resultados e demais contas do exercício fechar-
de Junho rege-se pelas leis gerais do nosso cooperativo dos seus membros bem
se-ão em trinta e um de Dezembro de cada ano
país, pela Lei número vinte e três barra dois como dos seus empregados;
e serão submetidos à apreciação da assembleia
geral para aprovação, até ao dia trinta e um de mil e nove, de oito de Setembro e pelo presente d) Influênciar na melhoria dos hábito
Março do ano seguinte. estatuto. alimentares da população.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (13)

CAPÍTULO III e) Requerer informações aos órgãos da ARTIGO DÉCIMO QUINTO


cooperativa e examinar a respectiva
Do capital social Transferência
escrita e contas, nos períodos e
ARTIGO NONO condições que forem estabelecidos A transferência pode ser concedida imedia-
estatutariamente, pela assembleia tamente se o motivo invocado for mudança
Capital social geral ou pela Direcção;
de residência para outra localidade ou bairro
O capital social é de dois milhões e sessenta f) Requerer a convocação da assembleia
transferindo-se também a respectiva parte
e seis mil meticais, integralmente realizado em geral nos termos definidos pelos
estatutos, ou quando esta for social para a cooperativa de consumo que,
dinheiro podendo ser aumentado por deliberação
recusada, requerer a convocação enventualmente funcionar na área da nova
da assembleia geral.
judicial; residência.
ARTIGO DÉCIMO g) Apresentar a sua demissão;
h) Fazer críticas construtivas aos órgãos ARTIGO DÉCIMO SEXTO
Subscrição e quotização sociais, verbalmente e por escrito,
Suspensão
O montante mínimo subscrito e a subscrever que visem melhorar a actividade da
cooperativa; Os membros que incorram em actos de
por cada membro é de mil meticais, pagáveis
i) Recorrer das decisões da cooperativa indisciplina poderão ser punidos por um período
em numerário e uma quotização mensal num
junto da entidade estatal competente,
montante a ser fixado pela assembleia geral. máximo de sessenta dias, sempre que a direcção
sempre que julguem lesados os
objectivos da cooperativa; o julgue conveniente, sob sancionamento
CAPÍTULO IV posterior da assembleia geral, conferindo-lhes
j) Adquirir mercadorias disponíveis na
Do admissão de membros cooperativa. o direito da sua defesa.

ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO


ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Admissão de membros
Deveres dos membros Expulsão
Um) Podem ser membros desta cooperativa Constituem deveres dos membros da Um) Serão expulsos da cooperativa os
os cidadãos moçambicanos ou estrangeiros cooperativa: membros que:
maiores de dezoito anos que satisfaçam as
a) Respeitar os princípios cooperativos, a) Sejam condenados judicialmente
condições legais e habitam na área de acção
as leis, os estatutos da cooperativa pela prática de crime doloso em
abrangida pela mesma. e os respectivos regulamentos
Dois) A admissão de membros será proposta pena superior a dois anos de prisão
internos;
à direcção da cooperativa de consumo e maior;
b) Respeitar e fazer aplicar as deliberações
sancionada pela mesma, devendo esta comunicar da assembleia geral, da direcção e b) Violar a lei e os estatutos ou regulamento
à assembleia geral. outras instituições emanadas dos da cooperativa de consumo, se
Três) O pessoal contratado desta cooperativa órgãos sociais da cooperativa; sanção menor não couber.
de consumo pode ser admitido nas condições c) Aceiatar exercer os cargos sociais para Dois) A expulsão só pode realizar-se por
exigidas a qualquer outro candidato. os quais tenham sido eleitos, salvo deliberação da Assembleia Geral sobre a
Quatro) Cada candidato a membro só poderá motivo justificado de escusa; proposta da Direcção e parecer do conselho
ser admitido após ter aceite, expressamente d) Contribuir através do cumprimento das
fiscal, devendo cada caso ser comunicado
os estatutos, regulamentos e programas da tarefas que lhes forem atribuidas,
às estruturas imediatamente superiores da
cooperativa de consumo. para a realização dos objectivos
cooperativa, excepto no caso de alínea a)
Cinco) Não podem ser membros desta económicos e sociais da cooperativa
e para o desenvolvimento da sua do número anterior, em que a expulsão é
cooperativa de consumo aqueles que demonstram
base material e técnica; automática.
ser hóstis ao poder democrático ou as suas
e) Não realizar actividades concorrências Três) Em cada caso de expulsão, um
instituições.
com as desenvolvidas pela coope- dos elementos do agregado do membro
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO rativa; expulso poderá inscrever-se como membro da
f) Assegurar a fidelidade para com a cooperativa.
Direitos dos membros
cooperativa; Quatro) Ao membro expulso serão descontadas
Os cooperativistas têm direito, nomea- g) Contribuir com a sua parte social no as eventuais dívidas, ou indemnizações, por
damente: montante de mil meticais, cujo o prejuízos causados à cooperativa nas quantias
a) Participar na assembleia geral, pagamento poderá ser feito duma a que tiver direito pela sua participação nas
apresentar propostas, discutir e só vez. actividades da cooperativa.
votar os pontos constantes da ARTIGO DÉCIMO QUARTO
agenda de trabalhos; CAPÍTULO V
b) Eleger e ser eleito para os órgãos Exoneração
Dos órgãos sociais
sociais da cooperativa; A exoneração dos membros deve ser
c) Usufruir dos benefícios materiais, sancionada pela assembleia geral sobre a ARTIGO DÉCIMO OITAVO
financeiros e sociais que resultam proposta da direcção e parecer do conselho òrgãos sociais
da actividade da cooperativa; fiscal e a restituição da sua parte social só terá
d) Receber remunerações devidas, lugar após ao encerramento do ano económico Um) São órgãos sociais da cooperativa:
deliberadas em assembleia geral, da cooperativa, sempre que haja lugar para o a) A assembleia geral;
em virtude do trabalho prestado à efeito, com o direito a recurso às instâncias dos b) A direcção;
cooperativa; órgãos sociais internas. c) O conselho fiscal ou fiscal único.
2776 — (14) III SÉRIE — NÚMERO 70
ARTIGO DÉCIMO NONO Três) Não podem fazer parte da mesa da c) A requerimento de, pelo menos, um
direcção os que estiverem casados ou ligados terço dos cooperativistas.
Mandato dos membros dos órgãos sociais
entre si em união de facto e os parentes entre si,
Um) Os membros dos órgãos sociais são até segundo grau, em linha recta ou colateral. ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO
eleitos para um mandato de três anos, renováveis Convocação
por um a três períodos identicos, sendo ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
obrigatório a reeleição, por cada renovação do Um) A assembleia geral é convocada pelo
Funcionamento dos órgãos sociais
mandato da direcção, de pelo menos um terço presidente da mesa com antecedência de, pelo
dos seus membros. Um) Os órgãos sociais da cooperativa menos, quinze dias.
Dois) Por cada renovação do mandato obedecem ao princípio da democracia interna Dois) A convocatória deve conter a ordem
do conselho fiscal, só é permitida apenas a e as sua deliberações são tomadas por maioria de trabalhos, a data, a hora e o local da
reeleição de um terço dos seus membros. simples, com a presença de mais de metade dos realização da reunião da assembleia geral e ser
Em caso de vacatura do cargo, o cooperativista seus membros efectivos, exceptuando o disposto publicada no jornal diário do local da sede da
designado para o seu preenchimento apenas especialmente para a assembleia geral. cooperativa.
completa o tempo remanescente de mandato. Dois) Nos órgãos sociais da cooperativa, o Três) A convocatória também pode ser
Três) A assembleia geral pode destituir respectivo presidente tem voto de qualidade. entregue pessoalmente aos membros coopera-
dos seus cargos quaisquer dos membros que Três) É sempre feita por escrutínio secreto tivistas por um protocolo, fixada nos locais
compõem os órgãos sociais, por incumprimento a eleição dos órgãos da cooperativa ou a da sede da cooperativa ou outras formas de
das suas funções ou outras incompatibilidades, deliberação sobre assuntos de incidência pessoal representação social.
através de deliberação adoptada por, pelo dos cooperativistas. Quatro) A convocatória da assembleia geral
menos, dois terço dos votos dos membros Quatro) À excepção da assembleia geral, extraordinária é feita no prazo de dez dias
presentes. nenhum outro órgão pode funcionar ou deliberar após a recepção do pedido ou requerimento
sem que estejam presenciados, pelo menos do presidente, direcção ou conselho fiscal, se
ARTIGO VIGÉSIMO metade dos seus membros, devendo proceder- houver motivos relevantes e, pelo menos, por
se no caso contrário e no prazo de um mês, ao um terço dos cooperativistas. Devendo a reunião
Perda de mandato
preenchimento das vagas verificadas, sem o realizar-se no prazo máximo de trinta dias,
São causas de perda de mandato da qualidade prejuízo de estas serem ocupadas por membros contados da data da recepção do pedido.
de membro dos órgãos sociais: suplentes.
a) Condenação em geral, por crime doloso Cinco) Das reuniões dos órgãos sociais da ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO
a que corresponda pena de prisão cooperativa é lavrada acta e obrigatoriamente Quórum
maior e, de apropriação de bens da assinada pelo respectivo presidente da reunião
cooperativa e por administração e por outros membros presentes. Um) A assembleia geral reúne á hora
danosa em unidade económica nela Seis) As deliberações dos órgão sociais são marcada na convocatória se estiver presente
integrada; obrigatórias para todos os destinatários. mais de metade dos cooperativistas com direito
b) A declaração de falência dolosa. Sete) Das deliberações da assembleia geral a voto ou os seus representantes devidamente
cabe recurso para os tribunais judiciais, com o credenciados.
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO Dois) Se a hora marcada a convocatória
prazo prescricional de três anos.
Eleição dos membros dos órgãos sociais Oito) A assembleia geral fixa as remunerações para a reunião da assembleia geral não estiver
dos membros aos órgãos da cooperativa sob presente o número de participantes previstos
Os membros dos órgãos sociais são eleitos no número anterior, faz-se uma segunda
nas assembleias gerais, através de um processo proposta da direcção.
convocatória.
eleitoral aprovada pela cooperativa, por votação
ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO Três) Se a hora prevista na segunda
secreta, pelo maior número de votos.
convocatória não se verificar o número de
Assembleia geral
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO participantes previsto no número um do presente
A assembleia geral é o órgão mais alto estatuto, a assembleia reúne uma hora depois,
Inelegibilidade para os órgãos sociais da cooperativa e nela participam todos os com qualquer número de cooperativistas.
Não são elegíveis para os órgãos sociais cooperativistas no pleno gozo dos seus direitos, Quatro) Tratando-se de convocação em
os membros que deixarem de, directa ou ou delegados à assembleia. reunião extraordinária, a pedido dos membros,
efectivamente, exercer a actividade desenvolvida esta só trá lugar se nela estiverem presentes, pelo
pela cooperativa ou nos últimos vinte e quarto ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO menos, três quartos dos requerentes.
meses, ou que tenham estado em igual prazo, Sessões
em mora para com a cooperativa por um ARTIGO VIGÉSIMO NONO
período superior a sessenta dias, seguidos ou Um) A assembleia geral reúne em sessões
Competências
interpolados. ordinárias e extraordinárias.
Dois) A assembleia geral ordinária reúne Compete à assembleia geral da coopera-
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO anualmente para apreciar e votar o relatório de tiva:
Incompatibilidade gestão e as contas do exercício findo, bem como a) Definir e aprovar os estatutos e os
o parecer do conselho fiscal. regulamentos da cooperativa, bem
Um) São incompatíveis entre si os cargos Três) A assembleia geral reúne extraordina- como as sua alterações;
de membro da mesa da assembleia geral, da riamente quando: b) Apreciar questões gerais relacionadas
direcção, do conselho fiscal ou de outros órgãos
estabelecidos nos estatutos. a) Convocada pelo seu presidente, por com a organização da cooperativa;
Dois) Não podem ser eleitos simultâneamente sua iniciativa; c) Eleger e destituir os membros dos
membros da direcção e do conselho fiscal os b) Convocada a pedido da direcção ou órgãos sociais da cooperativa;
cônjuges e as pessoas que vivem em união de pelo conselho fiscal, se houver d) Apreciar e deliberar sobre o relatório
factos. motivos relevantes; de gestão e as contas do exercício,
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (15)

bem como o parecer do conselho ARTIGO TRIGÉSIMO SEGUNDO b) Obrigar a cooperativa com três
fiscal ou fiscal único; assinaturas conjuntas, nomeada-
Competências do vice-presidente
e) Apreciar e votar sobre o orçamento e mente de presidente, vice-presidente
o plano de actividades para o ano Único. Fazer inscrições dos membros para e um vogal, dentre as quais duas
seguinte; o uso da palavra. passarão a movimentar as contas
f) Aprovar a forma de distribuição de bancárias;
excedentes; ARTIGO TRIGÉSIMO TERCEIRO c) Elaboar anualmente e submeter ao
g) Aprovar a fusão e a cisão da coope- Competências do secretário(a) conselho fiscal e à apreciação e
rativa, bem como a sua dissolução aprovação da assembleia geral, o
voluntária; Único. Elaborar a acta da reunião ou
relatório da gestão e as contas do
h) Apreciar e aprovar as normas de trabalho sessão.
exercício, o orçamento para o ano
e as tabelas de remunerações a seguinte e o plano de actividades da
ARTIGO TRIGÉSIMO QUARTO
praticar na cooperativa; cooperativa;
i) Aprovar a filiação da cooperativa Falta dos membros da mesa da assembleia
d) Executar o orçamento e o plano de
em uniões, federações e confe- geral
actividades;
derações;
Um) Verificando-se a ausência dos membros e) Atender às solicitações do conselho
j) Deliberar sobre a exclusão de da mesa, a assembleia geral designa uma mesa fiscal;
cooperativistas e sobre a perda ad-hoc, composta por cooperativistas presentes, f) Deliberar sobre a admissão de novos
de mandato dos órgãos sociais e, que desempenha todas as funções conferidas ao membros e sobre sassões, dentro do
ainda, funcionar como instância de presidente da assembleia geral. âmbito da sua competência;
recurso, quer quanto à admissão ou Dois) O presidente da assembleia geral
recusa de novos membros, quer em g) Velar pelo respeito da lei, dos seus
é destituído sempre que não convocar a
relação às sanções aplicadas pela estatutos, dos regulamentos internos
assembleia geral, nos casos em que a isso seja
direcção; obrigado. e das deliberações dos órgãos da
k) Sancionar/seja exigir a exclusividade Três) É causa para a destituição do presidente cooperativa;
dos seus membros nas operações e vice-presidente a não comparência, sem h) Praticar os demais actos de interesse da
que constituem o objecto da motivo justificado a, pelo menos, duas reuniões cooperativa e dos cooperativistas.
cooperativa, que não estejam seguidas ou três interpoladas, da assembleia
cobertos pelas competências geral. ARTIGO TRIGÉSIMO NONO
atribuídas à Direcção; Reuniões
l) Aprovar os ajustes periódicos de ARTIGO TRIGÉSIMO QUINTO
distribuição de títulos de capital; Um) As reuniões da direcção são convocadas
Deliberações nulas
m) Apreciar e votar matérias especial- e presididas pelo respectivo presidente.
As deliberações da assembleia geral tomadas Dois) A direcção reúne ordinariamente, pelo
mente previstas na lei vinte e três
sobre matérias que não consistem da ordem menos, uma vez por mês e extraordinariamente
barra dois mil e nove, estatutos e
de trabalhos são nulas, salvo se tiverem sido sempre que convocada pelo presidente ou a
regulamentos;
tomadas na presença de todos cooperativistas no pedido da maioria dos seus membros.
n) Aprovar as formas, condições e valores
pleno gozo dos seus direitos, com concordância
de avaliação para a realização do
da sua inclusão. ARTIGO QUADRAGÉSIMO
capital quando não realizada em
dinheiro. Delegação de poderes de representação
ARTIGO TRIGÉSIMO SEXTO
A Direcção pode delegar em gerentes
ARTIGO TRIGÉSIMO Votação
ou outros mandatários certos poderes de
Mesa de assembleia geral Cada cooperativista dispõe de, pelo menos, representação e administração para a prática de
um voto e em casos de ajustes periódicas de determinados actos.
A mesa da assembleia geral é composta
distribuição de títulos de capital adoptar-se-à o
por um presidente, um vice-presidente e um
voto proporcional à operações realizadas com ARTIGO QUADRAGÉSIMO PRIMEIRO
secretário(a).
a cooperativa, desde que esta proporção não Conselho fiscal
ARTIGO TRIGÉSIMO PRIMEIRO exceda a medida de um para sete votos.
Composição
Competências do presidente da mesa da ARTIGO TRIGÉSIMO SÉTIMO
assembleia geral
O Conselho Fiscal da cooperativa é composto
Direcção por três membros, sendo um presidente e dois
Um) Compete ao presidente da assembleia vogais dos quais um substitui o presidente nas
Composição
geral: suas faltas e impedimentos.
a) Convocar a assembleia geral; A Direcção da cooperativa é composta por
um presidente, um vice-presidente e vogais. O ARTIGO QUADRAGÉSIMO SEGUNDO
b) Presidir a assembleia geral e dirigir os
trabalhos desta; vice-presidente substitue o presidente nos seus Competências
impedimentos e faltas.
c) Verificar as condições de elegibilidade
Compete ao conselho fiscal ou ao fiscal
dos candidatos aos órgãos sociais da ARTIGO TRIGÉSIMO OITAVO único:
cooperativa; e
Competências a) Examinar assídua e minunciosamente,
d) Conferir posse aos cooperativistas
as contas e todos documentos a eles
eleitos para os órgãos sociais. Compete à Direcção: referentes;
Dois) Nas faltas e impedimentos , o presidente a) Administrar e representar a cooperativa b) Verificar o saldo da caixa e a existência
é substituído pelo vice-presidente. em juízo e fora dela; de títulos de valores;
2776 — (16) III SÉRIE — NÚMERO 70
c) Emitir parecer sobre o relatório de b) Reserva para amortização e depre- Dois) A decisão de dissolver a cooperativa
exercício e as contas anuais; ciação; se torna efectiva após ter sido sancionada
d) Requerer a convocação da reunião da c) Reserva para o desenvolvimento pela competente estrutura superior, a nível do
assembleia geral se houver motivos social, cultural e para a formação movimento cooperativo.
relevantes; cooperativo. Três) A Assembleia que aprovar a dissolução
e) Elaborar o relatório sobre o controle
Dois) As percentagens dos resultados do nomeará em seguida uma comissão liquidatária,
e fiscalização exercida durante o
exercício destinados a adoptar as reservas fixando-lhe os poderes necessários e o prazo
ano;
f) Velar pelo cumprimento da lei, dos mencionadas neste artigo serão fixadas para proceder a liquidação.
estatutos e dos regulamentos; anualmente pela assembleia geral, dentro dos Quatro) Efectuada a liquidação, a comissão
g) Prestar informações solicitadas por limites estabelecidos no artigo quadragésimo liquidatária apresenta as contas à assembleia
cooperativistas, a qualquer tempo, sexto do presente estatuto. geral ou ao tribunal, consoante for o caso,
a respeito dos actos da gestão da Três) Poderão ser criadas outras reservas por organizando um mapa de partilha.
cooperativa, dentro de âmbito de deliberação da assembleia geral sob proposta Cinco) Compete à assembleia geral ou
sua competência; e ao tribunal determinar o destino dos livros,
da direcção.
h) Fiscalizar todas actividades da devendo estes ficarem depositados por um
cooperativa. ARTIGO QUADRAGÉSIMO SEXTO período de cinco anos.
ARTIGO QUADRAGÉSIMO TERCEIRO Aplicação dos resultados ARTIGO QUINQUAGÉSIMO
Reuniões Os resultados líquidos anuais apurados, Destino do património em liquidação
Um) O conselho fiscal é convocado pelo deduzidos das receitas todas as despesas
seu presidente. incluindo depreciações, bem como impostos Um) Operada a liquidação, o saldo resultante
Dois) O conselho fiscal reúne-se na devidos ao Estado, distribuir-se-ão do seguinte é aplicado nos termos e na ordem seguintes:
periodicidade compatível com o volume e modo: a) No pagamento de salários e outros
complexidade dos negócios da cooperativa, em a) Cinquenta por cento no mínimo, encargos devidos aos trabalhadores
observância à assiduidade e minúncia que se lhe destinados a reservas para amor- da cooperativa;
exige em sua actuação. tizações e depreciação; b) No pagamento dos restantes débitos da
Três) O conselho fiscal reúne-se extraordi- b) Vinte por cento no mínimo, destinados cooperativa, incluindo o resgate dos
nariamente sempre que o presidente convocar a reservas para o desenvolvimento títulos de capital e das obrigações e
por iniciativa próprio ou a pedido da maioria social e cultural e para a formação
dos seus membros. de outras prestações eventuais dos
cooperativa; membros da cooperativa.
CAPÍTULO VI c) O restante terá a aplicação que for
estabelecida por deliberação da Dois) O montante das reservas legais que
Dos meios financeiros, recursos e aplica- Assembleia Geral dentro dos não tenham sido destinado a cobrir perdas de
ção de resultados princípios definidos pela lei número exercício, obrigatórias e outras consideradas
vinte e três barra dois mil e nove, de indivisíveis, bem como eventual remanescente
ARTIGO QUADRAGÉSIMO QUARTO
oito de Setembro. da liquidação após o resgate dos títulos do
Um) Os meios financeiros da cooperativa capital, não susceptíveis de distribuição aos
são os seguintes: CAPÍTULO VII membros da cooperativa, podendo ser afectadas
a) As partes sociais dos membros inscritos, à cooperativa de grau superior de que esta seja
Da fusão, associação e dissolução
estabelecidos neste estatuto; membro, ou dividida entre cooperativas.
b) Fundo cooperativo indivisível, ARTIGO QUADRAGÉSIMO SÉTIMO
principalmente constituído com CAPÍTULO VIII
base nos resultados líquidos; A cooperativa poderá fundir-se com qualquer
c) Outras fontes de financiamento, outra cooperativa de consumo da sua área Das disposições finais
nomeadamente empéstmos territorial nos termos que forem estabelecidos
ARTIGO QUINQUAGÉSIMO PRIMEIRO
bancários e donativos; pelos estatutos, depois de cumprir as respectivas
d) Quotas. formalidades legais. Os casos omissos neste estatuto serão
Dois) Para melhorar a realização dos resolvidos de acordo com a lei número vinte e
recursos da cooperativa, a direcção deverá ARTIGO QUADRAGÉSIMO OITAVO três barra dois mil e nove, de oito de Setembro
elaborar anualmente um plano financeiro, na Associação e decisões da assembleia geral.
realização do qual deverão participar todos Maputo, vinte e oito de Abril de dois mil
os dirigentes e pessoal da cooperativa, a fim Para uma integral realização dos seus
objectivos a cooperativa poderá associar-se e treze. — O Técnico, Ilegível.
de ser integrado no plano geral de actividade
o qual será submetido à apreciação do órgão com uma ou mais cooperativas de consumo
cooperativo. da sua área territorial, com vista a criação de
uma associação e união das cooperativas de
ARTIGO QUADRAGÉSIMO QUINTO consumo.
AP3 MZ, Arquitectura
Reservas
ARTIGO QUADRAGÉSIMO NONO e Planeamento – Sociedade
Um) A cooperativa, com base nos resultados
Dissolução, liquidação e partilha Unipessoal, Limitada
líquidos cria as seguintes reservas:
a) Reserva para o desenvolvimento Um) A cooperativa de consumo poderá Certifico, para efeitos de publicação, que
económico, destinado a elevação ser dissolvida por deliberação do seu órgão no dia vinte e oito de Agosto de dois mil
da sua base técnica e material e à máximo, aprovado por dois terços dos seus e treze, foi matriculada na Conservatória
expansão das suas actividades; membros no pleno gozo dos seus direitos. do registo de Entidades Legais sob
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (17)

NUEL 100420457 uma sociedade denominada CAPÍTULO II CAPÍTULO V


AP3 MZ, Arquitectura e Planeamento Sociedade
Do capital social, quotas, aumento Das disposições gerais
Unipessoal, Limitada.
e redução do capital social
ARTIGO NONO
Pedro da Silva Ferreira Torres, casado, de
nacionalidade portuguesa, portador do ARTIGO QUINTO Legislação aplicável
Passaporte n.º J831987, emitido aos Capital social Tudo o que ficou omisso será regulado e
dezasseis de Fevereiro de dois mil e nove, resolvido de acordo com a lei em vigor e demais
O capital social, integralmente realizado em
pelo Governo Civil de Lisboa. legislação aplicável.
dinheiro, é de cinco mil meticais e corresponde
Que se regerá pelas cláusulas seguintes: Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
um uma única quota pertencente ao sócio Pedro
e treze. — O Técnico, Ilegível.
CAPÍTULO I da Silva Ferreira Torres.

Da denominação, duração, sede CAPÍTULO III


e objecto
Administração e representação da
ARTIGO PRIMEIRO sociedade
Isa Transportes, Limitada
Denominação e duração ARTIGO SEXTO
Certifico, para efeitos publicação que no
A sociedade adopta a denominação de AP3 Um) A Administração, da sociedade e a sua
dia vinte e sete de Agosto de dois mil e treze,
MZ, Arquitectura e Planeamento – Sociedade representação fica a cargo do sócio administrador foi matriculada na Conservatória do Registo
Unipessoal, Limitada é constituída para durar Pedro da Silva Ferreira Torres, bastando a sua de Entidades Legais, sob o NUEL 100419254
por tempo indeterminado, reportando à sua assinatura para obrigar a sociedade em todos a sociedade denominada Isa Transportes,
existência, para todos os efeitos legais, à data os actos e contratos, activa e passivamente, em Limitada.
da escritura de constituição, uma sociedade por juízo e fora dele, tanto na ordem jurídica interna É constituído o presente contrato de
como internacional, dispondo dos mais amplos sociedade, nos termos do artigo noventa do
quotas, que se rege pelos presentes estatutos e
poderes legalmente consentidos. Código Comercial, entre:
pelos preceitos legais aplicáveis.
Dois) O sócio administrador poderá designar Primeiro. Carlitos Herinque, solteiro,
ARTIGO SEGUNDO um ou mais mandatários e neles delegar total ou maior, de nacionalidade mocambicana, portador
parcialmente, os seus poderes. do Bilhete de Identidade n.º 110100194282B,
Sede
emitido aos dez Maio de dois mil e dez,
Um) A sociedade tem a sua sede na cidade CAPÍTULO III e residente em Maputo, Bairro Magoanine,
de Maputo, na Avenida Vinte e quatro de Julho, casa cento e oitenta e cinco, número cinco mil
Dos lucros, perdas e da dissolução
número mil duzentos e setenta e sete, podendo, e quatrocentos e dez;
da sociedade
Segunda. Isabel Cumba, solteira, maior,
por decisão do sócio, criar ou extinguir, no
SECÇÃO I de nacionalidade mocambicana, portadora
país ou no estrangeiro, sucursais, delegações, do Bilhete de Identidade n.º 110100194217b
agências ou quaisquer outras formas de ARTIGO SÉTIMO emitido aos dez de Maio dois mil e dez e
representação social sempre que se justifique residente em Maputo.
Balanço e prestação de contas
a sua existência. Que pelo presente contrato, constituem entre
Dois) A representação da sociedade no Um) O ano social coincide com o ano sí, uma sociedade por quotas de responsabilidade
estrangeiro poderão ser confiado, mediante civil. limitada, que irá reger-se pelos seguintes
contrato, a entidades locais, públicas ou Dois) O balanço e a conta de resultados artigos:
privadas, legalmente existentes. fecham a trinta e um de Dezembro de cada ano,
e carece de aprovação do sócio, a realizar se até ARTIGO PRIMEIRO
ARTIGO TERCEIRO ao dia trinta e um de Março do ano seguinte, (Denominação)
devendo a administração organizar as contas
Objecto Isa Transportes, Limitada é uma sociedade
anuais e elaborar um relatório respeitante
comercial por quotas de responsabilidade
Um) A sociedade tem por objecto a prestação ao exercício e uma proposta de aplicação de
limitada, dotada de personalidade jurídica e
de serviços de consultadoria, arquitectura e resultados. autonomia administrativa e financeira, que se
planeamento. regerá pelo estabelecido nos presentes estatutos
ARTIGO OITAVO
Dois) A sociedade poderá igualmente e demais legislação em vigor na república de
exercer qualquer outra actividade de natureza Resultados e sua aplicação Moçambique.
comercial ou industrial por lei permitida ou
Um) Dos lucros apurados em cada exercício ARTIGO SEGUNDO
para que obtenha as necessárias autorizações,
deduzir se á, em primeiro lugar, a percentagem
conforme for deliberado pelo sócio. (Duração e a sede)
legal estabelecida para constituição do fundo
de reserva legal, nomeadamente vinte por Um) A sociedade é estabelecida por tempo
ARTIGO QUARTO
cento enquanto se não encontrar realizada nos indeterminado, contando a partir da data
Mediante prévia decisão do sócio, é permitida termos da lei, ou, sempre que for necessário celebração da presente contrato.
à sociedade a participação em outras sociedades reintegrá-la. Dois) A sociedade terá a sua sede, R. ponta
ou agrupamentos de sociedades, podendo as Mamole no bairro Magoanine Rua número
Dois) A parte restante dos lucros serão
cinco mil quatrocentos e dez, casa cento oitenta
mesmas ter objecto diferente ou ser reguladas aplicados nos termos que forem aprovados
e cinco, podendo por deliberação da assembleia
por lei especial. pelo sócio. geral, abrir e encerrar sucursais, filiais, agências
2776 — (18) III SÉRIE — NÚMERO 70
ou outras formas de representação social em Dois) Os sócios far-se-ão representar por si b) Constituição de outras reservar que
qualquer parte do território nacional ou no ou através de pessoas que para o efeito forem seja deliberado criar, em quantias
estrangeiro designadas através de credencial para esse fim que se determinarem em assembleia
emitida. geral;
ARTIGO TERCEIRO Três) As deliberações da assembleia geral c) O remanescente constituirá dividendos
(Objeto social) serão tomadas por maioria simples, salvo as para os sócios na proporção das
que envolvem alterações aos presentes estatutos suas quotas.
Um)A sociedade tem por objecto social, o e aumentos de capital, que serão tomadas por
seguinte: unanimidade. ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
a) Transporte e prestação de serviços ARTIGO SÉTIMO (Dissolução)
diversos; (Administração e representação) A sociedade só se dissolve nos casos
b) Sociedade poderá adquirir participações
A administração da sociedade e a sua previstos na lei e será então liquidada como os
financeiras em sociedades a
representação, em juízo e fora dele, activa e sócios deliberarem.
constituir ou constituídas, ainda
passivamente, na ordem jurídica interna, será
que com objeto diferente do da ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
exercida por uma administradora, para a que
sociedade, assim como, associar-
fica desde já nomeado administrador o sócio Em tudo que fica omisso regularão as
-se com outras sociedades para
Carlitos Henrique com dispensa de caução. A disposições legais aplicáveis e em vigor na
persecução dos objetivos no âmbito
sociedade fica válida e obrigada pela assinatura República de Moçambique.
ou não, do seu objeto.
deste sócio. Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
ARTIGO QUARTO e treze. — O Técnico, Ilegível.
ARTIGO OITAVO
(Capital social)
(Amortização de quotas)
Um) O capital social, integralmente subscrito A amortização será feita pelo valor nominal
é realizado em numerário no valor de trinta mil das quotas, acrescido da correspondente parte Biotrab MZ, Limitada
meticais, dividido em duas quotas disiguais, dos fundos de reserva, depois de deduzidos
distribuídas da seguinte forma: Certifico, para efeitos de publicação, que no
os débitos ou responsabilidade do respetivo
a) Carlitos Henrique com setenta a cinco dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze,
sócio à sociedade, devendo o seu pagamento
foi matriculada na Conservatória do Registo
por cento, correspondente a vinte e ser efetuado nos termos da deliberação da
de Entidade Legais sob NUEL 100420643 a
dois mil e quinhentos meticais; assembleia geral.
sociedade denominada Biotrab MZ, Limitada,
b) Isabel Cumba com vinte e cinco cinco
ARTIGO NONO entre:
por cento, correspondente a sete
mil e quinhentos meticais. Primeiro. Paulo Jorge Gonçalves Machado,
(Morte ou incapacidade) divorciado, natural de São Sebastião da Pedreira,
Dois) O capital social poderá ser aumentado
Em caso de morte, incapacidade ou Lisboa, de nacionalidade portuguesa, titular do
uma ou mais vezes, mediante entradas em
inabilitação de qualquer dos sócios, a sociedade Passaporte n.º M191133, emitido aos doze de
numerário ou em espécie, pela incorporação
constituirá com os sócios sobrevivos ou Junho de dois mil e doze, pelo SEF, residente
dos suprimentos feitos a sociedade pelos sócios
capazes e os herdeiros do falecido, interdito ou em Barcelos, na Rua Dom Jaime número setenta
ou por capitalização de todo ou parte dos lucros
inabilitado legalmente representado deverão a dois, apartamento trinta a três, Portugal, e
ou das reservas, desde que, o valor do capital a
acidentalmente em Maputo;
aumentar resulte de um acordo unânime entre aqueles nomear um entre si, um que a todos
Segundo. Rui Afonso de Sousa Nunes
os sócios. represente na sociedade, enquanto a respetiva
Castelo, natural de Amadora, de nacionalidade
quota se mantiver indivisa.
portuguesa, casado, sob regime de comunhão
ARTIGO QUINTO
ARTIGO DÉCIMO de bens adquiridos, com Sofia Isabel Mota
(Cessão de quotas) Alcântara dos Santos Castelo, titular do
(Responsabilidade) Passaporte n.º M600575, emitido aos seis de
Sem prejuízo das disposições legais em
vigor, a cessão ou alienação no todo ou em A sociedade responde civicamente perante Maio de dois mil e treze, pelo SEF, residente em
parte, das quotas, deverá ser comunicada à terceiros pelos actos ou omissões dos seus Torres Vedras, na Urbanização Infesta, Rua das
sociedade que goza do direito de preferência administradores e mandatários, nos mesmos Acácias, número um, Portugal, e acidentalmente
nessa cessão ou alienação, se a sociedade não em Maputo.
termos em que o comitente responde pelos actos
exercer esse direito de preferência, então, o ou omissões dos seus comissários. É celebrado o presente contrato de sociedade,
mesmo pertencerá a qualquer das sócias e, pelo qual constituem entre si uma sociedade
querendo-o mais do que um, a quota será ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO por quotas de responsabilidade limitada,
dividida pelos interessados na proporção das denominada Biotrab MZ, Limitada, a qual se
(Contas e resultados)
suas participações no capital. regerá pelo seguinte pacto social:
Anualmente será dado um balanço com data
ARTIGO SEXTO de trinta e um de Dezembro, os lucros que o ARTIGO PRIMEIRO

(Assembleia geral) balanço registar, líquidos de todas as despesas (Denominação)


e encargos, terão a seguinte aplicação:
Um) As assembleias gerais, serão convocadas Um) A sociedade adopta a denominação de
a) Constituição do fundo de reserva legal, Biotrab MZ, Limitada.
por escrito com aviso de receção por qualquer
administradora ou ainda a pedido de um dos enquanto não estiver realizado nos Dois) A sua duração é indeterminada,
sócio com uma antecedência mínima de trinta termos da lei, ou sempre que seja contando-se o seu início a partir da data da
dias. necessário reintegrá-lo; celebração do contrato de sociedade.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (19)

ARTIGO SEGUNDO ARTIGO SEXTO Cinco) O preço de amortização consiste


no pagamento ao sócio do valor da quota que
(Sede) (Divisão e cessão de quotas)
resultar da avaliação realizada por auditor de
Um) A sociedade tem a sua sede em Um) A cessão de quotas entre os sócios não contas sem relação com a sociedade, sendo o
Maputo. carece do consentimento da sociedade. preço apurado pago em três prestações iguais
Dois) A administração poderá mudar a sede Dois) A cessão de quotas a favor de terceiros que se vencem respectivamente, seis meses, um
social para qualquer outro local, e poderá abrir depende do consentimento da sociedade, ano e dezoito meses após a fixação definitiva da
sucursais, filiais, delegações ou outras formas mediante deliberação dos sócios. contrapartida.
de representação quer no estrangeiro quer no Três) Os sócios gozam do direito de
preferência na cessão de quotas a terceiros, na ARTIGO OITAVO
território nacional, devendo notificar os sócios
por escrito dessa mudança. proporção das suas quotas e com o direito de (Convocação e reunião
acrescer entre si. da assembleia geral)
ARTIGO TERCEIRO Quatro) O sócio que pretenda transmitir a sua
quota a terceiros, estranhos á sociedade, deverá Um) A assembleia geral reunirá ordinaria-
(Objecto) mente, uma vez por ano para apreciação
comunicar, por escrito aos sócios não cedentes
a sua intenção de cedência, identificando o aprovação ou modificação do balanço e contas
Um) A sociedade tem por objecto principal
nome do potencial adquirente, o preço e demais do exercício, e extraordinariamente sempre que
as seguintes actividades: consultoria na área
condições e termos da venda. for necessário.
alimentar, higiene e segurança no trabalho;
Cinco) Cada sócio não cedente dispõe do Dois) A assembleia geral é convocada
formação; serviços de apoio aos negócios;
prazo de vinte dias úteis consecutivos a contar por qualquer administrador ou por sócios
organização de feiras, congressos e outros representando pelo menos dez por cento do
eventos similares; controle de pragas e da data de recepção da comunicação do sócio
cedente para exercer por escrito o direito capital social, mediante carta protocolada
fumigação. dirigida aos sócios com a antecedência mínima
Dois) A sociedade poderá exercer actividade de preferência. Na falta de resposta escrita,
de quinze dias, ou enviada por e-mail com
de importação e exportação de mercadorias presume-se que o sócio não cedente não exerce
recibo de leitura.
direito de preferência, podendo então o sócio
relacionadas com a actividade da sociedade. Três) A assembleia geral poderá reunir e
cedente celebrar a venda.
Três) A sociedade poderá ainda ter por validamente deliberar sem dependência de
Seis) A venda da quota pelo sócio cedente
objecto social outras actividades conexas ou prévia convocatória se todos os sócios estiverem
deverá ser efectuada no prazo máximo de trinta
não com o objecto principal, desde que os sócios presentes ou representados e manifestarem
dias consecutivos a contar da data da última
assim deliberem. unanimemente a vontade de que a assembleia se
resposta, sob pena de caducidade.
Quatro) A sociedade poderá participar e constitua e delibere sobre determinado assunto,
Sete) A transmissão de quota sem observância
adquirir participações no capital social de salvo nos casos em que a lei o proibe.
do estipulado neste artigo é nula, não produzindo
outras sociedades, ainda que estas tenham um Quatro) Os sócios poderão fazer-se repre-
qualquer efeito perante a sociedade e perante os
objecto social diferente do da sociedade, bem sentar nas assembleias gerais por outro sócio,
sócios não cedentes.
como pode associar-se, seja qual for a forma de administrador ou mandatário que seja advogado,
associação, com outras empresas ou sociedades, ARTIGO SÉTIMO constituído por procuração outorgada com prazo
para desenvolvimento de projectos. determinado de, no máximo, doze meses e com
(Amortização de quotas) indicação dos poderes conferidos.
ARTIGO QUARTO Um) A sociedade pode amortizar quotas nos
ARTIGO NONO
(Capital social) seguintes casos:
a) Exclusão ou exoneração de qualquer (Competências)
O capital social, integralmente subscrito e
dos seus sócios; Dependem de deliberação da assembleia
a realizar em dinheiro, é de vinte mil meticais, b) Em caso de falência ou dissolução do geral os seguintes actos, além de outros que a
e corresponde à soma de duas quotas assim sócio pessoa colectiva; lei indique:
distribuídas: c) Caso o sócio pratique actividade ou acto
a) Nomeação e exoneração dos adminis-
a) Uma quota no valor nominal de dez concorrente com o objecto social
tradores;
mil meticais, correspondendo a sem estar devidamente autorizado,
b) Amortização, aquisição e oneração de
cinquenta por cento do capital ou pratique acto ou actividade que
quotas, e prestação do consentimento
social, pertencente ao sócio Paulo afecte ou seja susceptível de afectar
à cessão de quotas;
Jorge Gonçalves Machado; a actividade da sociedade, ou o bom
c) Chamada e restituição de prestações
b) Uma quota no valor nominal de dez nome da sociedade.
suplementares de capital;
mil meticais, correspondendo a Dois) A sociedade não pode amortizar quotas d) Alteração do contrato de sociedade;
cinquenta por cento do capital que não estejam integralmente liberadas, salvo e) Propositura de acções judiciais contra
social, pertencente ao sócio Rui no caso de redução do capital social. administradores;
Afonso de Sousa Nunes Castelo. Três) Se a sociedade tiver direito de amortizar f) Contratação de empréstimos bancários e
a quota pode, em vez disso, adquirí-la ou fazê- prestação de garantias com bens do
ARTIGO QUINTO -la adquirir por sócio ou terceiro. No primeiro activo imobilizado da sociedade;
(Suprimentos) caso, ficam suspensos todos os direitos e deveres g) Aquisição, oneração, alienação,
inerentes à quota, enquanto ela permanecer na cessão de exploração e trespasse
Os sócios poderão fazer à sociedade sociedade. de estabelecimento comercial da
suprimentos, quer para titular empréstimos Quatro) A sociedade só pode deliberar sociedade, bem como aquisição,
em dinheiro quer para titular o diferimento de amortizar uma quota quando, à data da oneração, alienação de bens
créditos de sócios sobre a sociedade, nos termos deliberação, a sua situação líquida da sociedade imóveis da sociedade ou ainda
que forem definidos pela assembleia geral, que não se tornar, por efeito da amortização, inferior alienação e oneração de bens do
fixará os juros e as condições de reembolso. à soma do capital social, e da reserva legal. activo imobilizado da sociedade.
2776 — (20) III SÉRIE — NÚMERO 70
ARTIGO DÉCIMO Happy Maputo Car, Limitada ARTIGO QUARTO
(Quórum, representação e deliberações) Participações
Certifico, para efeito de publicação, que no
Um) As deliberações das assembleias dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze, A sociedade poderá participar em sociedades
gerais são tomadas por maioria simples foi matriculada na Conservatória do Registo nacionais ou estrangeiras, em projectos de
cinquenta e um por cento dos votos presentes de Entidades Legais, sob NUEL 100420295 desenvolvimento que directa ou indirectamente
ou representados. a sociedade denominada Happy Maputo Car, concorram para o preenchimento do seu objecto
Dois) São tomadas por maioria qualificada social, ou ainda participar em empresas,
Limitada.
setenta e cinco por cento do capital as associações empressariais, agrupamentos de
deliberações sobre fusão, transformação e Primeiro. Pedro Miguel Rodrigues
empresas ou outra forma de associação.
dissolução da sociedade. Mendes, solteira maior, natural de Campo
Grande – Lisboa e residente nesta cidade, Rua ARTIGO QUINTO
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO das Mahotas número sessenta flat número dois
Capital social
(Administração da sociedade) rés-do-chão, Maputo, portador do Passaporte
n.º L917148, emitido em PAC Lisboa; Um) O capital social, integralmente subs-
Um) A sociedade é administrada e repre-
Segundo. Alberto Artur Miguel, solteiro crito e realizado em dinheiro, é de vinte mil
sentada por um ou mais administradores a
maior, natural de Maputo e residente nesta meticais, correspondente à soma de duas quotas
eleger pela assembleia geral, por mandatos de
cidade, Bairro Central C, Rua das Mahotas desiguais, repartido pelos sócios nas seguintes
três anos, os quais são dispensados de caução,
número sessenta flat número dois rés-do-chão, proporções:
podem ou não ser sócios e podem ou não ser
reeleitos. Maputo, Bilhete Identidade n.º 110100318937M, a) Catorze mil meticais, correspondente a
Dois) Os administradores terão todos emitido em Maputo. setenta porcento do capital social,
os poderes necessários à representação da Pelo presente Happy Maputo Car, subscrita pelo sócio Pedro Miguel
sociedade, emjuízo e fora dele, bem como todos Rodrigues Mendes;
Limitada contrato de sociedade outorgam e
os poderes necessários à administração dos b) Seis mil meticais, correspondente a
constituem entre si uma sociedade por quotas
negócios da sociedade, podendo designadamente trinta porcento do capital social,
de responsabilidade limitada, que se regerá pelas
abrir e movimentar contas bancárias; aceitar, subscrita pelo sócio Alberto Artur
sacar, endossar letras e livranças. cláusulas seguintes:
Miguel.
Três) Os administradores poderão constituir Dois) Os aumentos do capital social que
ARTIGO PRIMEIRO
procuradores da sociedade para a prática de
no futuro se tornem necessários a equilibrada
actos determinados ou categorias de actos Denominação
expansão das actividades sociais e as moda-
e delegar entre si os respectivos poderes
Um) A sociedade, de direito privado e de lidades das respectivas realizações serão
para determinados negócios ou espécie de
responsabilidade limitada adopta a denominação deliberadas em assembleia geral, para o que
negócios.
de Happy Maputo Car, Limitada. os sócios observarão as formalidades legais
Quatro) Para obrigar a sociedade nos seus
actos e contratos é necessária a assinatura ou Dois) A sociedade é por tempo indeterminado, aplicáveis.
intervenção de dois administradores. é dotada de personalidade e capacidade ARTIGO SEXTO
Cinco) É vedado aos administradores obrigar jurídicas, autonomia financeira e patrimonial e
Património
a sociedade em fianças, abonações, letras de persegue fins lucrativos.
favor e outros actos e contratos estranhos ao Constitui património da sociedade, para além
objecto social. ARTIGO SEGUNDO do capital social realizado, todos os direitos,
Seis) Até deliberação da assembleia geral em bens móveis e imóveis adquiridos em nome e
Sede
contrário, ficam nomeados administradores os para a sociedade.
sócios Paulo Jorge Gonçalves Machado e Rui A sociedade tem a sua sede e escritórios na
Afonso de Sousa Nunes Castelo. cidade de Maputo, Avenida de OUA, número ARTIGO SÉTIMO
vinte e oito, podendo, por deliliberação da Suprimentos e prestações suplementares
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
assembleia geral, abrir sucursais, delegações,
(Exercício, contas e resultados) Um) Poderão ser exigidas prestações suple-
agências ou outra forma de representação social
mentares de capital a favor da sociedade, desde
Um) O ano social coincide com o ano onde e quando a sociedade julgar pertinente.
que a assembleia geral assim o decida.
civil. Dois) Os sócios poderão efectuar à sociedade
ARTIGO TERCEIRO
Dois) Os lucros líquidos apurados em cada suprimentos de que carecer, nos termos que
exercício, deduzidos da parte destinada a reserva Objecto forem definidos pela assembleia geral, que
legal e a outras reservas que a assembleia geral
Um) A sociedade tem em vista a realização fixará os juros e as condições de reembolso.
deliberar constituir, serão distribuídos pelos
das seguintes actividades: Três) Os suprimentos a que se refere o
sócios na proporção das suas quotas.
número anterior constarão de acordo reduzido
a) Prestação de serviços de mecanica a escrito, devendo constar, obrigatoriamente,
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
geral, diagnóstico, bate-chapas e a possibilidade de conversão em entrada de
(Dissolução e liquidação) pintura e serviços de lavagem; capital.
Um) A sociedade dissolve-se nos casos e nos b) Importação e exportação de peças;
ARTIGO OITAVO
termos estabelecidos na lei. c) Venda de peças, comércio de bens e
Dois) A liquidação será feita na forma serviços diversos. Divisão e cessão de quotas
aprovada por deliberação dos sócios. Dois) A sociedade poderá ainda exercer outras Um) A divisão e cessão de quotas entre os
Maputo, vinte e oito de Julho de dois mil actividades subsidiarias ou complementares ao sócios é livre e não carecem do consentimento
e treze. — O Técnico, Ilegível. objecto social aqui descrito. da sociedade.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (21)

Dois) A divisão e cessão de quotas a favor Cinco) As deliberações da assembleia geral ARTIGO DÉCIMO QUINTO
terceiros, bem como a constituição de qualquer serão tomadas por maioria simples, excepto nos
Morte ou interdição
ónus ou encargos sobre a mesma, carecem de casos em que a lei comercial ou os estatutos
uma autorização prévia da sociedade, dada por exijam uma maioria qualificada de setenta e No caso de morte ou interdição de algum
deliberação da assembleia geral. cinco por cento do capital. dos sócios e quando sejam vários os respectivos
Três) Os sócios gozam do direito de Seis) Os sócios que sejam pessoas colectivas sucessores, estes designarão entre si um que a
preferência na cessão de quotas a terceiros, designarão por carta enviada á sociedade a todos represente perante a sociedade, enquanto
na proporção das suas quotas e com direito de pessoa física que os represente e os respectivos a divisão da respectiva quota não for autorizada
acrescer entre si. poderes e duração do mandato. ou se a autorização for denegada.

ARTIGO NONO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO ARTIGO DÉCIMO SEXTO


Amortização Balanço e contas
Competência da assembleia geral
Um) A sociedade poderá amortizar as quotas Um) O exercício fiscal coincide com o ano
Compete à assembleia geral o seguinte:
dos sócios nos seguintes casos: civil.
a) Eleição e destituição da adminis- Dois) O balanço e as contas do exercício
a) Por acordo com sócio titular;
tração; fechar-se-ão com referência a trinta e um de
b) Se a quota for arrolada, penhorada,
b) Alteração dos estatutos; Dezembro do ano correspondente, e serão
arrestada ou sujeita providência
c) Aumento e redução do capital social; submetidos à apreciação da assembleia geral
judicial de qualquer espécie ou por
d) Transformação, cisão, e fusão da ordinária dentro dos limites impostos pela lei
qualquer forma deixar de estar na
sociedade. Três) Os lucros líquidos apurados em cada
disponibilidade do seu titular;
c) No caso de falência ou dissolução do exercício deduzidos da parte destinada a reserva
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO legal e outras aplicações deliberadas pela
sócio, sendo pessoa coletiva ou
morte, interdição, inabilitação ou Administração sociedade, serão distribuídos pelos sócios na
insolvência do sócio sendo pessoa proporção das suas quotas.
Um) A administração da sociedade e sua
singular;
representação, em juízo e fora dele, activa ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
d) Cessão de terceiros sem observação
ou passivamente, compete ao gerente da
do estipulado no artigo oitavo do Omissões
sociedade, por mandatos de um ano renovável,
presente pacto. Em tudo quanto esteja omisso nos
que, dispensado de prestar caução, disporá dos
Dois) O preço da amortização, se a lei não mais amplo poderes consentidos para execução presentes estatutos regularão as disposições
dispuser de outro modo, será igual ao valor da e realização do objecto social. da Lei Comercial e demais legislação em vigor
quota apurado no último balanço da sociedade Dois) O gerente poderá, designadamente, na República de Moçambique.
legalmente aprovado, a amortizar segundo abrir e movimentar contas bancárias, aceitar,
deliberação da assembleia geral. ARTIGO DÉCIMO OITAVO
sacar endossar letras e livranças e outros efeitos
comerciais, arrendar e alugar imóveis. Disposição transitória
ARTIGO DÉCIMO
Três) Para que a sociedade fique validamente Até a realização da primeira reunião da
Assembleia geral obrigada nos seus actos e contratos é necessária assembleia geral que designará o gerente
Um) A assembleia geral é constituida por a assinatura conjunta do gerente e de qualquer nos termos do artigo nono dos presentes
todos sócios e reunirá ordinariamente duas um dos sócios. estatutos, ficam desde já nomeados gerentes
vez por ano, para apreciação ou modificação Quatro) A remuneração dos gerentes será para obrigarem e representarem validamente
do balanço ou contas do exercício e para fixada na assembleia geral. a sociedade os dois sócios Pedro Miguel
deliberar sobre quaisquer outros assuntos Cinco) Quando os gerentes forem pessoas Rodrigues Mendes e Alberto Artur Miguel.
para que tenha sido devidamente convocada colectivas, esta designará a pessoa física que a Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
e extraordinariamente sempre que se torne representa na gerência, mediante carta dirigida e treze. — O Técnico, Ilegível.
necessário. aos sócios da sociedade.
Dois) A assembleia geral será convocada Seis) Em caso algum, a sociedade poderá
pelo gerente ou por qualquer dos sócios, por prestar garantias pessoais ou reais a obrigações
correspondência registada, com a indicação alheias, excepto se houver interesse próprio
da respectiva ordem de trabalhos com uma da sociedade justificado por deliberação da
Mingury, Investimentos,
antecedência mínima de trintas dias assembleia geral.
Limitada
Três) São dispensadas as formalidades
Certifico, para efeitos de publicação que no
da convocação da assembleia geral quando ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze,
os sócios concordarem todos por escrito foi matriculada na Conservatória do Registo das
Fiscalização
que ela delibere, considerando-se válidas Entidades Legais sob NUEL 100420899, uma
as deliberações tomadas, desde que tais A fiscalização dos negócios será exercida sociedade denominada Mingury, Investimentos,
deliberações não impliquem alterações do pelos sócios, podendo mandar um ou mais Limitada.
pacto social, dissolução da sociedade, cessão ou auditores para o efeito. Gueta Jacinto Selemane, de nacionalidade
divisão de quotas, casos em que se observará o moçambicana, titular do Bilhete de
estatuído na lei. ARTIGO DÉCIMO QUARTO Identidade n.º 031802896381B,
Quatro) A reunião da assembleia geral terá adiante designado com primeiro
Dissolução e liquidação
lugar na sede da sociedade, podendo reunir outorgante; e
em qualquer outro local, acidentalmente, se A sociedade só se dissolve nos termos Filipe Sebastião Sitoi, de nacionalidade
o interesse social o ditar e será presidida pelo fixados na lei ou por deliberação da assembleia moçambicana, portador do Bilhete
sócio maioritario ou pelo sócio gerente. geral. de Identidade n.º 110102253596B,
2776 — (22) III SÉRIE — NÚMERO 70
adiante designado por segundo Dois) Os sócios têm direito de preferência na dia, hora e local que forem no
outorgante, é celebrado o presente divisão e/ou cessão das quotas, a ser exercido momento indicados e anunciados
contrato de sociedade que se regerá nos termos da legislação em vigor. pelo Presidente da Mesa sem que
pelos estatutos que se seguem haja de observar-se qualquer outra
CAPÍTULO III formalidade;
CAPÍTULO I
Dos órgãos sociais e) A assembleia geral reúne-se em
Da denominação, objecto, duração, princípio, na sede social mas poderá
SECÇÃO I
sede e representação reunir-se outro local do território
Da assembleia geral nacional desde que o presidente da
ARTIGO PRIMEIRO
mesa assim o decida;
(Denominação e sede) ARTIGO SEXTO f) A assembleia geral poderá reunir-se
(Composição e competências extraordinariamente quantas vezes
A sociedade adopta a denominação, Mingury
Investimentos, Limitada, e tem a sua sede em da assembleia geral) forem necessárias desde que as
Nacala-Porto e poderá estabelecer agências, circunstâncias assim o exijam para
Um) A assembleia geral é constituída por
sucursais ou filiais e delegações em todo deliberar sobre quaisquer assuntos
todos os sócios.
território moçambicano ou no estrangeiro. que digam respeito a sociedade.
Dois) Para além das competências previstas
na lei compete designadamente a assembleia ARTIGO OITAVO
ARTIGO SEGUNDO
geral:
(Objecto) a) Eleger a mesa da assembleia geral, (Representação dos sócios)
o conselho de administração e o Um) Os sócios com direito a voto, podem
Um) A sociedade tem como objecto a
conselho fiscal; fazer-se representar na assembleia geral por
prestação de actividades na área imobiliária,
b) Apreciar o relatório do conselho de outra pessoa, devendo para o efeito dirigir
gestão de projectos, comercialização de
materiais de construção, a grosso e a retalho, administração, as contas e o parecer uma carta devidamente assinada ao presidente
com exportação e importação, prestação de do conselho fiscal e deliberar da mesa, o qual apreciará a autenticidade da
serviços, consultoria em áreas conexas. sobre a aplicação dos resultados mesma.
Dois) A sociedade poderá ainda exercer do exercício; Dois) Apenas poderão representar os sócios,
quaisquer actividades conexas, complementares c) Deliberar sobre quaisquer alterações os membros do conselho de administração,
ou subsidiárias às suas actividades principais, estatutárias e aumento de capital. o cônjuge, descendente ou ascendente do
desde que sejam devidamente autorizadas. Três) As deliberações da assembleia geral representado ou ainda outro sócio.
serão tomadas por maioria simples dos votos Três) Como instrumento de representação
ARTIGO TERCEIRO presentes ou representados por procurações , bastará uma simples carta, telegrama, telex,
(Duração) excepto nos casos em que a lei exija maioria fax, e-mail dirigido ao presidente da mesa da
qualificada . assembleia geral e recebido até dois dias antes
A duração da sociedade é por tempo Quarto) Na impossibilidade da presença na da data fixada para a sessão.
indeterminado e rege-se pelos presentes assembleia geral, serão aceites procurações de
estatutos e legislação aplicável. cada um dos sócios desde que reconhecidas ARTIGO NONO
CAPÍTULO II notarialmente. (Composição da mesa
ARTIGO SÉTIMO da assembleia geral)
Do capital social
(Reunião da assembleia geral) Um) A mesa da assembleia geral é constituída
ARTIGO QUARTO
por um presidente e um secretário.
(Capital social) Um) As reuniões da assembleia geral Dois) Compete ao presidente da mesa
poderão ser ordinárias ou extraordinárias. da assembleia geral dirigir as reuniões da
O capital social, integralmente subscrito e
Dois) A assembleia geral ordinária reúne-se assembleia geral, conferir posse aos membros do
realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais
uma vez por ano nos primeiros meses depois de conselho de administração e do conselho fiscal
totalmente subscrito e realizado, representando
findo o exercício anterior para: e assinar os termos de abertura e encerramento
duas quotas iguais, distribuídas da seguinte
forma: a) Discutir, aprovar ou modificar o dos livros de actas da assembleia geral, do
balanço e o relatório de contas conselho de administração, do conselho fiscal
a) Uma quota no valor nominal de dez
do conselho de administração, o e do livro de autos de posse bem como exercer
mil meticais, correspondente a
balanço e as contas do exercício as demais funções conferidas pelas leis ou por
cinquenta por cento do capital
findo com o respectivo parecer do estes estatutos.
social e pertencente à sócia Gueta
Jacinto Selemane; conselho fiscal; Três) Ao secretário incumbe, além de
b) Uma quota no valor nominal de dez b) Deliberar quanto a aplicação dos coadjuvar o presidente, a organização e
mil meticais, correspondente a resultados, elegerá os órgãos sociais conservação de toda escrituração e do expediente
cinquenta por cento do capital quando for caso disso e tratará da assembleia, elaborar as actas das sessões.
social e pertencente ao sócio Filipe de todas matérias que tiver sido
convocada; ARTIGO DÉCIMO
Sebastião Sitoi.
c) Deliberar sobre a programação ou fusão
(Convocatórias)
ARTIGO QUINTO da sociedade ou sobre o aumento,
reintegração ou redução do capital Um) A convocatória da assembleia geral
(Divisão ou cessão de quotas)
ou dissolução da sociedade; ordinária ou extraordinária será feita por meio
Um) A divisão ou cessão de quotas por d) Por motivos de absoluta sessão de carta, fax ou e-mail, com aviso de recepção,
qualquer dos sócios carecerá do consentimento da assembleia geral poderá ser com antecedência de pelo menos quinze dias
de todos sócios. interrompida para prosseguir em em relação a data de sessão.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (23)

Dois) As convocatórias serão assinadas ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO ARTIGO DÉCIMO QUINTO
pelo presidente da mesa da assembleia geral
(Competências do conselho (Director executivo)
ou em caso de impedimento deste, pelo
de administração)
secretário da mesa. havendo ausências, recusa Um) A gestão diária da sociedade pode
ou impedimento de ambos serão assinadas pelo Um) Ao conselho de administração compete ser confiada a um director executivo e outros
presidente do conselho fiscal. exercer os mais amplos poderes representando gestores.
a sociedade em juízo e fora dela, activa e Dois) Caberá aos sócios a designação do
Três) Não podendo a assembleia geral
passivamente, celebrando contratos e praticando director executivo e a determinação das suas
regularmente convocada funcionar, por insu-
funções.
ficiente representação do capital social, nos actos atinentes a realização do objecto social que
Três) Não será obrigatória a participação
termos do artigo seguinte, será imediatamente a lei e os presentes estatutos não reservarem á
do sócio como gestor ou empregado da socie-
convocada uma nova reunião para se efectuar assembleia geral em particular.
dade.
dentro do prazo de trinta dias, mas nunca antes Dois) Propor a assembleia geral que delibere
Quatro) Qualquer sócio pode delegar os seus
de terem decorrido quinze. sobre quaisquer assuntos de interesse relevante poderem em pessoas estranhas á sociedade,
para a sociedade, nomeadamente a constituição, assim como o outro sócio, em procuração a
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO reforço ou redução de reservas ou provisões, outra pessoa para tal fim.
a negociação com quaisquer instituições Cinco) Os sócios gerentes ou seus manda-
(Funcionamento da assembleia geral)
de crédito e a realização de operações de tários, vencerão a remuneração que for marcada
Um) A assembleia geral estará regularmente financiamento. em assembleia geral.
constituída para deliberar quando, em primeira Três) Propor a assembleia geral a designação Seis) Por morte ou interdição de qualquer
convocação, estejam presentes ou representados do conselho fiscal. sócio, os herdeiros ou representantes do falecido
sócios que detenham mais que a metade do Quatro) Designar o director executivo e exercerão em comum os respectivos direitos,
capital social. delimitar o âmbito das suas funções. enquanto a quota permanecer indivisa.
Dois) Salvo disposição legal ou estatutária em Cinco) Sancionar a nomeação e demissão dos
ARTIGO DÉCIMO SEXTO
contrário, em segunda convocação a assembleia directores e outros executivos da sociedade.
geral poderá funcionar e deliberar validamente Seis) Exercer as demais competências que (Poderes do director executivo)
seja qual for o capital social representado pelos lhe sejam atribuídos tendentes a realização do Compete ao director executivo exercer os
sócios presentes ou representados. objecto social que a lei ou os presentes estatutos mais amplos poderes representando a sociedade
Três) Sem prejuízos de outras maiorias não reservam a assembleia geral. em juízo e fora dele, activa e passivamente,
impostas por lei ou pelos presentes estatutos, as Sete) As deliberações do conselho de admi- e praticando todos demais actos tendentes a
deliberações da assembleia geral serão tomadas nistração constarão sempre de acta e serão realização do objecto social que a lei ou os
por maioria simples do capital representado. tomadas maioria dos votos presentes. presentes estatutos não reservam a assembleia
Quatro) Carecem de maioria de setenta geral.
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
e cinco por cento do capital as deliberações ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
relativas as seguintes matérias: (Reuniões do conselho de administração)
(Composição e competências
a) Alterações dos estatutos; Um) O conselho de administração reúne-se do conselho fiscal)
b) Aumento ou redução do capital trimestralmente, sem prejuízo de o fazer sempre Um) A fiscalização da sociedade será
social; que necessário para os interesses da sociedade, confiada a um conselho fiscal único.
c) Cisão, fusão, transformação ou sendo convocado pelo presidente ou por dois Dois) A assembleia geral pode confiar o
dissolução da sociedade; outros Administradores. exercício das funções do conselho fiscal a
d) Emissão de obrigações; Dois) A convocação será feita com pré-aviso uma empresa independente de auditoria não
e) Aprovação do plano de investimentos mínimo de quinze dias por fax, e-mail ou carta procedendo neste caso a eleição deste órgão.
e dos planos de estratégia comercial registada com aviso de recepção, salvo se for Três) Sem prejuízos das disposições da lei,
da sociedade; possível reunir todos os membros do conselho compete especificamente ao conselho fiscal:
f) Aprovação do relatório de contas e do sem outras formalidades. A convocatória a) Examinar, sempre que se julgue
exercício anual; deverá incluir a ordem dos trabalhos, bem convenientemente e pelo menos,
g) Eleição dos membros do conselho fiscal como ser acompanhada de todos os documentos de três meses a escritura da
e do conselho de administração necessários a tomada de deliberações quando sociedade;
seja o caso. b) Assistir as sessões da direcção da
SECÇÃO II Três) O conselho de administração, reúne-se sociedade, verificando, frequen-
em princípio, na sede da sociedade, podendo, temente, a situação da caixa e a
Do conselho de administração
todavia, sempre que o presidente o entenda existência dos títulos ou valores
ARTIGO DÉCIMO-SEGUNDO de qualquer espécie confiando a
conveniente, reunir-se em qualquer outro lugar
guarda da sociedade;
do território nacional.
(Composição e mandatos) c) Fiscalizar a administração da sociedade,
Quatro) O administrador temporariamente
verificando, frequentemente, a
Um) A administração da sociedade será impedido de comparecer, pode fazer-se
situação da caixa e a existência
exercida por dois administradores, designados representar por outro administrador mediante dos títulos ou valores de qualquer
por cada um dos sócios com representação no simples carta, fax ou e-mail dirigido ao espécie confiada a guarda da
capital social. presidente. sociedade;
Dois) Os membros do conselho de adminis- Cinco) Para o conselho de administração d) Verificar o cumprimento dos estatutos
tração são eleitos para um mandato de dois anos, deliberar validamente devem estar presentes relativamente as condições estabe-
podendo ser reeleitos por uma ou mais vezes por ou representados mais da metade dos seus lecidas para a intervenção dos
deliberação da assembleia da geral. membros. sócios nas assembleias;
2776 — (24) III SÉRIE — NÚMERO 70
e) Dar parecer escrito e fundamen- específicos, relativamente a actos BM & Holdings, Limitada
tado sobre o orçamento, balanço, que sejam praticados nos termos
inventário e relatório anual, e dentro dos limites dos poderes Certifico, para efeitos de publicação, que
apresentado pelo conselho de conferidos; por escritura de doze de Agosto dois mil e
administração; c) Os actos de mero expediente poderão treze, na cidade Maputo, e no Primeiro Cartório
f) Pronunciar-se sobre os assuntos que ser assinados pelo director executivo Notarial de Maputo, perante mim Lubélia Ester
sejam submetidos pelo conselho de ou por empregado devidamente Muiuane, licenciada em Direito técnica superior
administração; autorizado nos termos das funções
g) Nos casos em que a função do conselho de registos e notariado N1 e notária do referido
conferidas ou dentro dos limites cartório de harmonia com a deliberação tomada
fiscal não seja exercida por uma
específicos dos respectivos man- em reunião da assembleia geral extraordinária
empresa de auditoria, compete a
datos; através da acta avulsa sem número, datada de
assembleia geral que o eleger a
indicação da pessoa que, dentre os d) As remunerações dos membros do dezoito de Maio de dois mil e onze, os sócios
seus membros, exercerá as funções conselho de administração serão
por unanimidade acordaram em ceder na
de presidente. fixadas pela assembleia geral ou
totalidade a quota do sócio Anthony Glyndwr
por uma comissão de sócios para
Rees no valor de seis mil e seiscentos meticais
SECÇÃO III o efeito designado pela assembleia
o equivalente a trinta e três por cento do capital
geral.
Das disposições comuns social, a favor da senhora Anette curgenven.
ARTIGO DÉCIMO OITAVO CAPÍTULO IV Que, em consequência da operada cessão
Do ano financeiro e aplicação de quota e de acordo com a deliberação da acta
(Eleição, mandato e posse)
de resultados avulsa atrás mencionada fica alterada a redacção
Um) O presidente, o secretário da mesa da do artigo quinto do pacto social que rege a dita
assembleia geral e os membros dos conselhos ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO sociedade, o qual passa a ter a seguinte nova
de administração e fiscal são eleitos pela (Ano financeiro e aplicação de resultados) redacção:
assembleia geral.
Dois) Os períodos de exercícios das funções Um) O exercício social da sociedade ARTIGO QUINTO
do presidente e do secretario da mesa da coincide com o ano civil e os balanços e contas (capital social)
assembleia geral e dos membros dos conselhos fechar-se-ão com referência a trinta e um de
de administração e fiscal têm a duração de dois Dezembro de cada ano. Um) O capital social, integralmente
anos contados a partir da posse. Dois) Os lucros apurados em cada exercício, subscrito e realizado em dinheiro, é de
Três) A eleição seguida de posse para o novo depois de feitas as provisões tecnicamente vinte mil meticais, correspondente à soma
período de funções, mesmo que não coincida aconselháveis, terão a seguinte aplicação: de duas quotas desiguais sendo:
rigorosamente com o termo do período bienal
a) Cinco por cento para o fundo da a) Uma quota no valor de treze
anterior, faz cessar o mandato anterior.
Quatro) Se qualquer entidade eleita para reserva legal, enquanto não estiver mil quatrocentos meticais, o
fazer parte da mesa da assembleia geral não realizado ou sempre que seja equivalente a sessenta e sete
entrar em exercício nos sessenta e dois dias necessário reintegrá-lo; por cento do capital social,
subsequentes á eleição, por falta que lhe b) O restante será aplicado conforme pertencente ao sócio Bernard
seja imputável, caducará automaticamente o deliberação da assembleia geral. Curgenven;
respectivo mandato, sendo a vaga preenchida b) Outra quota no valor de seis
pela entidade que lhe seguia em número de CAPÍTULO V
mil e seiscentos meticais,
votos. Das disposições finais e transitórias o equivalente a trinta e três
ARTIGO DÉCIMO NONO por cento do capital social,
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
(Reuniões conjuntas) pertencente à sócia Anette
(Dissolução da sociedade) curgenven.
Um) Haverá reuniões conjuntas dos
conselhos de administração e fiscal sempre que Um) A sociedade dissolve-se nos casos e Que em tudo não alterado por esta escritura
os interesses da sociedade o aconselhem. termos fixados por lei. pública continua a vigorar as disposições do
Dois) As reuniões são convocados e Dois) Sendo a dissolução decidida pelos pacto social anterior.
presididos pelo presidente do conselho de sócios, a deliberação só será válida quando Está conforme.
administração. votada de harmonia com o prescrito na lei
Três) Os conselhos de administração e Maputo, vinte e sete de Agosto de dois mil
aplicável.
fiscal, não obstante reunirem-se conjuntamente, e treze. — A Ajudante, Ilegível.
Três) Salvo deliberação em contrário serão
conservam a sua independência, sendo-lhes liquidatários os membros do conselho de
aplicáveis, sem prejuízo do disposto do número administração que estiverem em exercício a data
anterior as disposições que regem cada um da deliberação e terão as autorizações previstas
deles, nomeadamente as que respeitam ao nos termos do código comercial. Africom Delta Corporation,
quórum e a tomada de deliberações.
S.A.
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
ARTIGO VIGÉSIMO
Certifico, para efeitos de publicação, que
(Omissões)
(Obrigações da sociedade) por escritura de trinta de Julho de dois mil e
Em tudo que ficou omisso regularão treze, exarada de folhas quarenta e sete a folhas
A sociedade fica obrigada:
as disposições da lei e demais legislação cinquenta do livro de notas para escrituras
a) Pela assinatura de um dos adminis- aplicável.
tradores; diversas número trinta e dois traço E do Terceiro
b) Pela assinatura de um administrador Está conforme. Cartório Notarial de Maputo, perante Fátima
do qual o conselho de adminis- Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil Juma Acha Baronet, licenciada em Direito,
tração tenha conferidos poderes e treze. — O Técnico, Ilegível. técnica superior dos registos e notariado N1
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (25)

e notária em exercício no referido cartório, CLÁUSULA SEGUNDA CLÁUSULA SÉTIMA


procedeu-se na sociedade em epígrafe a prática
(Firma) (Cessão de quotas)
dos seguintes actos:
Alteração da respectiva denominação social A sociedade adopta a firma de Nacala Park, Um) A cessão de quotas a terceiros depende
de Africom Delta Corporation, S.A., para ADC, Limitada. de decisão tomada pelos sócios.
S.A. CLÁUSULA TERCEIRA Dois) A entrada de novos sócios deve ser
Que, na mesma reunião da assembleia deliberada e aprovada em assembleia geral, na
(Sede) presença de todos os sócios.
foi deliberado que, por força da alteração da
denominação da sociedade, se procedesse Um) A sociedade tem a sua sede no Bairro
CLÁUSULA OITAVA
também à alteração do artigo primeiro dos Maiaia, Rua principal, s/n, cidade Baixa, Posto
estatutos da sociedade, que passará a ter a Administrativo de Mutiva, cidade de Nacala- (Distribuição de lucros)
seguinte redacção: -Porto, província de Nampula.
A distribuição de lucros far-se-á mediante a
Dois) Por deliberação dos sócios, a sociedade
proporção da quota de cada sócio.
ARTIGO PRIMEIRO poderá criar sucursais, filiais, agências, dele-
gações e outras formas de representação, em CLÁUSULA NONA
(Firma)
qualquer parte do território nacional ou no
A sociedade é constituída sob a forma estrangeiro. (Órgãos sociais)
de sociedade anónima, adopta a firma A sociedade tem os seguintes órgãos:
ADC, S.A., e rege-se pelo disposto CLÁUSULA QUARTA
a) Assembleia geral;
nos presentes estatutos e legislação (Duração) b) Administração.
aplicável.
A duração da sociedade é por tempo indeter-
Está conforme. CLÁUSULA DÉCIMA
minado, contando-se o seu início a partir da
Maputo, quinze de Agosto de dois mil data do registo. (Assembleia geral)
e treze. — A Ajudante; Ilegível.
CLÁUSULA QUINTA A assembleia geral é o órgão máximo da
sociedade e nela tomam parte os sócios.
(Objecto)
CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA
Um) A sociedade tem por objecto social
Nacala Park, Limitada a representação de empresas, a promoção e (Quórum)
Certifico, para efeitos de publicação, que por exploração de parques de negócios, centros
Um) A assembleia não poderá deliberar sem
escritura de dezoito de Julho do ano dois mil de escritórios, empreendimentos turísticos,
a presença de todos os sócios.
residências e indústrias, comercialização,
e treze, lavrada de folhas setenta e nove Dois) As deliberações da assembleia geral
importação e exportação de materiais e
à folhas oitenta e três, do livro de notas para serão tomadas por maioria de votos dos sócios
equipamentos e fiscalização de obras particulares
escrituras diversas número I traço catorze, da presentes ou representantes, salvo nos casos em
de construção civil.
Conservatória dos Registos e Notariado de que a lei exija maioria de dois terços de votos
Dois) Por deliberação dos sócios em
Nacala-Porto, a cargo de Jair Rodrigues Conde assembleia geral, poderá a sociedade exercer designadamente para:
de Matos, licenciado em Direito, foi constituída qualquer actividade conexa e complementar à a) Alteração do estatuto;
uma sociedade por quotas de responsabilidade descrita no número anterior, para a qual obtenha b) Aumento do capital;
limitada denominada Nacala Park, Limitada, autorização das autoridades competentes. c) Cisão ou fusão da sociedade;
pelo senhor Carlos Manuel da Silva David, d) Dissolução da sociedade.
casado com Márcia Maria Tavares de Oliveira CLÁUSULA SEXTA Três) A assembleia geral será dirigida
sob regime de comunhão de bens adquiridos, (Capital social) por Joaquim Marques Clemente, podendo no
natural de Lavos-Portugal, de nacionalidade futuro, ser dirigida por um presidente e um
Um) O capital social é de vinte mil meticais, vice-presidente eleitos pelo órgão.
portuguesa, residente em Nacala-Porto, portador
integralmente subscrito e realizado em dinheiro Quatro) Em todas as sessões da assembleia
do DIRE n.º 03PT00004875S, emitido em
e corresponde à soma de duas quotas perten- geral serão lavradas actas, as quais se consideram
treze Março de dois mil e treze, pelos Serviços
centes a: eficazes após assinatura dos sócios que presidem
de Migração de Nampula e Joaquim Marques a) Carlos Manuel da Silva David, detentor
Clemente, casado com Antónia Marques Bento a sessão.
de dez mil meticais, correspondendo
Clemente, sob regime de comunhão geral de a cinquenta por cento cinquenta por CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA
bens, natural de Moçambique, de nacionalidade cento do capital;
portuguesa, residente na cidade de Nacala- b) Joaquim Marques Clemente, detentor (Administração)
-Porto, portador do Passaporte n.º L333168, de dez mil meticais correspondendo Um) A administração da sociedade é confe-
emitido em vinte e cinco de Maio de dois mil e a cinquenta por cento cinquenta por rida aos sócios Carlos Manuel da Silva David e
dez, pelo Governo Civil de Lisboa, nos termos cento do capital. Joaquim Marques Clemente desde já designados
dos artigos constantes abaixo: Dois) Poderão ser efectuadas prestações administradores da empresa.
suplementares do capital, nas condições que Dois) A sociedade fica obrigada pela
CLÁUSULA PRIMEIRA forem deliberadas pelos sócios, sendo este assinatura de cada um dos sócios individualmente,
(Tipo de sociedade) motivo para a alteração da proporção das quotas incluindo nas operações bancárias.
no capital. Três) Compete aos administradores exercer
Com o presente contrato são estabelecidos Três) Os sócios poderão fazer suprimentos de os mais plenos poderes de gestão, representando
os termos e condições para a constituição que a sociedade carecer, gratuitos ou onerosos, a sociedade, activa e passivamente, em juízo ou
de uma sociedade comercial por quotas, de nas condições que vierem a ser acordas em fora dele, assim como praticar todos os actos em
responsabilidade limitada. assembleia geral e por eles deliberadas. conformidade com o objecto da sociedade.
2776 — (26) III SÉRIE — NÚMERO 70
Quatro) Os administradores podem obrigar dezanove de Setembro de dois mil e doze, Cinco) A sociedade poderá exercer outras
a sociedade em qualquer negócio que seja residente na cidade de Tete, nos termos dos actividades conexas com o seu objecto principal
estranho ao objecto social desta desde que, artigos constantes abaixo: e desde que para tal obtenha aprovação das
para o efeito, obtenham o consentimento da entidades competentes.
assembleia geral da sociedade. ARTIGO PRIMEIRO Seis) A sociedade poderá adquirir parti-
cipações financeiras em sociedades a constituir
CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA (Denominação e duração)
ou constituídas, ainda que seja de objecto
(Dissolução) A sociedade adopta a designação de diferente do da sociedade, assim como associar-
Imonacala, Limitada, sociedade por quotas, -se ou agrupar-se com pessoas singulares ou
Um) Em caso de extinção, morte ou criada por tempo indeterminado, contando-se o outras sociedades comerciais para a prossecução
interdição de qualquer sócio, a sociedade de projetos de investimento, no âmbito ou não
seu início, para todos os efeitos legais, a partir
não se dissolve, continuando a quota com os do seu objecto.
da data da escritura.
sucessores ou representantes do sócio extinto,
falecido ou interdito, os quais exercerão em ARTIGO SEGUNDO ARTIGO QUARTO
comum os respectivos direitos enquanto a
(Sede) (Capital social)
quota permanecer indivisa, com observância
do disposto na lei em vigor. Um) A sociedade tem a sua sede social Um) O capital social, integralmente subscrito
Dois) A sociedade só se dissolve nos casos no Bairro Maiaia, Rua principal, s/n, Posto e realizado em dinheiro, é de duzentos mil
fixados por lei. Dissolvendo-se por acordo meticais, correspondente a duas quotas iguais de
Administrativo de Mutiva, em Nacala Porto,
dos sócios, todos eles serão liquidatários, cem mil meticais, cada equivalente a cinquenta
distrito da província de Nampula.
devendo proceder a liquidação como então por cento do capital social, pertencentes a cada
Dois) Mediante simples decisão dos sócios,
deliberarem. um dos dois sócios M & D – Marques e David,
a sociedade poderá deslocar a sua sede dentro
Limitada e José Augusto Frutuoso da Silva,
CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA do território nacional, cumprindo os necessários
respectivamente.
requisitos legais.
(Casos omissos) Dois) Não haverá prestações suplementares
Três) A sociedade poderá decidir a abertura
mas os sócios poderão fazer à sociedade os
Nos casos omissos, regularão as disposições de sucursais, filiais ou qualquer outra forma de
suprimentos de que ela carecer, nas condições a
legais aplicáveis e em vigor na República de representação no país e no estrangeiro, desde estabelecer em assembleia geral, ficando desde
Moçambique. que devidamente autorizada pelas autoridades já estabelecido que os suprimentos feitos pelos
competentes. sócios à sociedade ficam sujeitos à disciplina
CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA
dos empréstimos comerciais.
(Litígios) ARTIGO TERCEIRO
(Objecto) ARTIGO QUINTO
Os conflitos que possam surgir na execução
do presente contrato serão resolvidos por via (Cessão de quotas)
Um) A sociedade tem por objecto social a
de consenso. Contudo, na impossibilidade de
actividade de administração, compra, venda, Um) A cessão ou divisão de quotas por
um acordo amigável, é competente o Tribunal
promoção, realização e construção de edifícios qualquer dos sócios carecerá do consentimento
Judicial da Província de Nampula.
e urbanizações. Compra de bens imóveis para mútuo dos mesmos, devendo tal pedido ser
Está conforme. revenda. Arrendamento e subarrendamento. formulado por comunicação escrita com
Nacala-Porto, aos dezoito de Julho de dois Promoção e desenvolvimento de actividades confirmação de recepção.
mil e treze. — O Conservador, Jair Rodrigues turísticas e de lazer. Organização de eventos, Dois) Para o efeito do disposto no número
Conde de Matos. nomeadamente recreativos, desportivos e anterior, o acionista que pretender vender as
culturais. Prestação de serviços de transporte, suas quotas deverá primeiro oferecer tais quotas
terrestre, marítimo, aéreo e ferroviário de aos restantes accionistas pelo mesmo preço e
passageiros e de mercadorias. sob os demais termos e condições acordados
Dois) Prestação de serviços na área de com tal terceiro de boa-fé, através de notificação
Imonacala, Limitada arquitetura, engenharia e técnicas afins, escrita, da qual deverá constar o preço, termos
consultoria científica, técnica e similares, e condições da proposta venda de quotas, bem
Certifico, para efeitos de publicação, que por como a percentagem da quota a ser vendida.
de negócios e gestão, formação e recursos
escritura de dezoito de Julho de dois mil e treze, Três) Os restantes sócios poderão aceitar a
humanos, marketing e publicidade.
lavrada de folhas setenta e duas à folhas setenta acima mencionada oferta a qualquer momento
Três) A realização de investimentos e
e oito, do livro de notas para escrituras diversas dentro do prazo de trinta dias a contar da data
participações em empreendimentos, comerciais
número I traço catorze, da Conservatória de recepção da oferta de venda, através de
e industriais, imobiliária e noutros que a
do Registos e Notariado de Nacala-Porto, a notificação escrita ao accionista cedente, caso
sociedade achar de interesse em qualquer ramo
cargo de dr. Jair Rodrigues Conde de Matos, em que as quotas deverão ser adquiridas por tais
da economia nacional. accionistas pro rata as respectivas participações
licenciado em Direito, foi constituída uma Quatro) Importação e exportação de no capital social da sociedade. O silêncio
sociedade por quotas de responsabilidade materiais de construção, produtos alimentares, dos restantes acionistas é considerado como
limitada denominada Imonacala, Limitada, equipamentos industriais e veículos, mobiliário, desistência do seu direito de preferência à quota
pelo firma M & D – Marques e David, Limitada eletrodomésticos, materiais eléctricos, ar propostas vender pelo sócio cedente.
e José Augusto Frutuoso da Silva, casado condicionado e ventilação, telecomunicações, Quatro) Caso os restantes acionistas não
com Maria Eduarda Alves Rodrigues Silva, equipamentos de segurança e informática, pretendam exercer o seu direito de preferência
sob regime de comunhão de bens adquiridos, madeiras, equipamentos sanitários, papel ou caso a oferta destes não compreenda a
de nacionalidade portuguesa, portador e materiais de revestimento, edifícios pré- totalidade da quota a ser vendida, o acionista
do DIRE n.º 05PT00030080C, emitido em fabricados. cedente deverá então solicitar o consentimento
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (27)

da sociedade à proposta transmissão da quota a ARTIGO DÉCIMCO PRIMEIRO de Entidades Legais sob NUEL 100420244,
terceiros, o qual deverá ser prestado ou recusado uma scoiedade denominada Fuerte Fumigações
(Forma de obrigar a sociedade)
pela sociedade no prazo de sessenta dias. Se – Sociedade Unipessoal, Limitada, entre:
a assembleia geral não se pronunciar dentro Um) Nos actos relativos a alteração Alberto Neto Maria da Silva, casado, natural
daquele prazo, é livre a transmissão da quota a de estatutos, aumento, cisão ou fusão da da cidade da Beira, província de Sofala, de
sociedade, dissolução da sociedade, abertura nacionalidade moçambicana, titular do Bilhete
que se referia a proposta.
ou encerramento de contas bancárias e outras de Identidade n.º 070100012750N, emitido aos
Cinco) Se for licitamente recusado o con-
deliberações em que normalmente a Lei obriga vinte de Julho de dois mil e dez, pela Direcção
sentimento, a sociedade fica obrigada a fazer a maiorias iguais a superiores a dois terços, a Nacional de Identificação Civil, na cidade de
adquirir a quotas pelos outros accionistas sociedade obriga-se com a assinatura de ambos Maputo e residente nesta cidade de Maputo,
que o desejem, na proporção das respectivas os sócios. constitui uma sociedade por quotas unipessoal
participações, nas condições de pagamento do Dois) Nos actos de gestão corrente, nomea- limitada pelo presente contrato, em escrito
negócio para que foi solicitado o consentimento; damente, requerimentos junto das instituições particular, que regerá pelos artigos seguintes:
mas, tratando-se de transmissão a título gratuito oficiais, atos notariais correntes, e outros
ou provando a sociedade que naquele negócio definidos em documento específico para a CAPÍTULO I
houve simulação de preço, a aquisição far-se-á delegação de poderes, transpostos em acta
específica da assembleia geral, a sociedade Da denominação, duração, sede
pelo valor real. e objecto
fica obrigada pela assinatura de José Augusto
ARTIGO SEXTO Frutuoso da Silva ou por qualquer um dos sócios ARTIGO PRIMEIRO
da M & D – Marques e David, Limitada.
(Distribuição de lucros) Três) A sociedade pode ainda fazer-se (Denominação e duração)
representar por um procurador especialmente A sociedade é criada por tempo indeterminado
A distribuição de lucros far-se-á mediante a
designado pela administração nos termos e e adopta a denominação Fuerte Fumigações
proporção da quota de cada sócio.
limites específicos do respectivo mandato. – Sociedade Unipessoal, Limitada.
ARTIGO SÉTIMO ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO ARTIGO SEGUNDO
(Órgãos sociais) (Dissolução) (Sede)
A sociedade tem os seguintes órgãos: A sociedade só se dissolve nos casos Um) A sociedade tem a sua sede social na
a) Assembleia geral; fixados por lei. Dissolvendo-se por acordo dos Rua Sanches de Miranda, número sessenta e
b) Administração. sócios, todos eles serão liquidatários, devendo oito, Distrito Municipal Kampfumu, na cidade
proceder-se à liquidação de acordo com o que de Maputo.
ARTIGO OITAVO os mesmos vierem a deliberar. Dois) Mediante simples decisão do sócio
único, a sociedade poderá deslocar a sua sede
(Assembleia geral) ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
para dentro do território nacional, cumprindo
A assembleia geral é o órgão máximo da (Disposições finais) os necessários requisitos legais.
sociedade e nela tomam parte os sócios. Um) Os conflitos que possam surgir na Três) O sócio único pode decidir abrir
execução do presente contrato serão resolvidos sucursais, filiais ou qualquer outra forma de
ARTIGO NONO representação no país e no estrageiro, desde que
por via de consenso. Contudo, na impossibilidade
de um acordo amigável, é competente o Tribunal observadas as leis e normas em vigor ou quando
(Quórum)
Judicial da Província de Nampula. for devidamente autorizada.
Um) A assembleia geral não poderá deliberar Dois) Em caso de morte ou interdição de
ARTIGO TERCEIRO
sem a presença de todos os sócios. um único sócio, a sociedade continuará com
Dois) As deliberações da assembleia geral os herdeiros ou representantes do falecido ou (Objecto social)
serão tomadas por maioria de votos dos sócios interdito, os quais nomearão entre si, um que a
Um) A sociedade tem por objecto a prestação
presentes ou representantes, salvo nos casos em todos represente na sociedade, enquanto a quota
de serviços nas seguintes áreas:
que a lei exija maioria de dois terços dos votos, permanecer indivisa.
Três) Em tudo quanto for omisso nos a) Serviços de limpezas e fumigações;
designadamente para:
presentes estatutos aplicar-se-ão as disposições b) Serviços de manutenção e jardi-
a) Alteração dos estatutos; do Código Comercial e demais legislação em nagem;
b) Aumento de capital; vigor na República de Moçambique. c) Importação e exportação;
c) Cisão ou fusão da sociedade; d) Acessória, consultoria, auditoria;
Está conforme.
d) Dissolução da sociedade. e) Agenciamento, marketing, procu-
Nacala-Porto, dezoito de Julho de dois mil e rement, imobiliária, intermediação
Três) Em todas as secções da assembleia treze. — O Conservador, Jair Rodrigues Conde comercial, representação comercial,
geral, serão lavradas actas as quais se consideram de Matos. despachante aduaneiro;
eficazes após a assinatura dos sócios. f) Comércio de equipamento informático,
para escritório, produtos químicos,
ARTIGO DÉCIMO
produtos de limpezas e higiene-
(Administração) Fuerte Fumigações -sanitários;
– Sociedade Unipessoal, g) Aluguer de outros bens de uso pessoal
A administração e gerência da sociedade,
será exercida por Carlos Manuel da Silva David,
Limitada e domésticos.
Dois) Por decisão do sócio a sociedade poderá
Joaquim Marques Clemente e José Augusto Certifico, para efeitos de publicação, que no exercer qualquer outro ramo da actividade
Frutuoso da Silva, com dispensa de caução e dia vinte e sete de Agosto de dois mil e treze, desde que seja devidamente autorizada pelas
com ou sem remuneração. foi matriculada na Conservatória do Registo autoridades competentes.
2776 — (28) III SÉRIE — NÚMERO 70
CAPÍTULO II ARTIGO DÉCIMO Três) A sociedade poderá exercer quaisquer
outras actividades desde que para o efeito
Do capital social e outros (Disposições finais)
esteja devidamente autorizada nos termos da
administração Um) Em caso de morte ou interdição do legislação em vigor.
ARTIGO QUARTO único sócio, a sociedade continuará com os
ARTIGO QUARTO
herdeiros ou representantes do falecido ou
(Capital social) interdito, os quais nomearão entre si um que a Capital social
todos represente na sociedade, enquanto a quota
Um) O capital social, integralmente subscrito Um) O capital social, integralmente subscrito
permanecer indivisa. e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais
e realizado em dinheiro, é de cinco mil meticais,
Dois) Em tudo quanto for omisso no presente dividido da seguinte forma:
correspondente à quota do único sócio Alberto
estatuto aplicar-se-ão as disposições do Código
Neto Maria da Silva, equivalente a cem por a) Mozprop Limited com o valor de
Comercial e demais legislação em vigor na
cento do capital social. dezanove mil e quinhentos meticais,
República de Moçambique.
Dois) O capital social poderá, ser aumentado correspondente a noventa e sete
Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil ponto cinco por cento;
mediante proposta do sócio. e treze. — O Técnico, Ilegível. b) Craig Johan Smit com o valor de
quinhentos meticais, correspondente
ARTIGO QUINTO
a dois ponto cinco por cento.
(Prestações suplementares) Dois) O capital social poderá ser aumentado
O sócio poderá efectuar suprimentos ou Star Enterprizes Limitada ou diminuído quantas vezes forem necessárias
desde que a assembleia geral delibere sobre o
prestações suplementares de capital à sociedade, Certifico, para efeitos de publicação, que no assunto.
nas condições que entender convenientes. dia vinte e quatro de Junho de dois mil e treze, ARTIGO QUINTO
foi matriculada na Conservatória do Registo
ARTIGO SEXTO Divisão e cessão de quotas
das Entidades Legais sobre NUEL 100412837,
(Administração, representação uma sociedade denominada Star Enterprizes, Um) Sem prejuízo das disposições legais em
da sociedade) Limitada, cujo o contrato de sociedade foi vigor a cessão ou alienação de toda a parte de
outorgado pelo sócio e representante o senhor quotas deverá ser do conhecimento dos sócios
Um) A sociedade será administrada pelo Craig Johan Smit. gozando estes do direito de preferência.
sócio Alberto Neto Maria da Silva. Dois) Se nem a sociedade, nem os sócios
De acordo com o artigo noventa do Código
Dois) A sociedade fica obrigada pela mostrarem interesse pela quota cedente, estes
Comercial a sociedade será regida pelos
assinatura do sócio único ou pela assinatura decidirão a sua alienação aquém e pelos preços
artigos que se seguem bem como pelas demais
que melhor entender, gozando o novo sócio dos
do procurador especialmente designado para legislação aplicável: direitos correspondentes a sua participação na
o efeito. sociedade.
ARTIGO PRIMEIRO
CAPÍTULO III ARTIGO SEXTO
Denominação e sede
Das disposições gerais Administração
A sociedade adopta a denominação de
ARTIGO SÉTIMO Star Enterprizes, Limitada, e tem a sua sede Um) A administração e gestão da sociedade
no quarto andar, sala vinte e oito, no Pestana e sua representação em juízo e fora dele, activa e
(Balanço e contas) passivamente, passam desde já a cargo do sócio
Rovuma na cidade do Maputo, Mocambique.
Um) O exercício social coincide com o ano senhor Craig Johan Smit, como sócio gerente e
ARTIGO SEGUNDO com plenos poderes.
civil.
Dois) O administrador tem plenos poderes
Dois) O balanço e contas de resultados Duração para nomear mandatários a sociedade, conferindo
fechar-se-ão com referência a trinta e um de os necessários poderes de representação.
A sua duração será por tempo indeterminado,
Dezembro de cada ano. Três) A sociedade ficará, obrigada pela
contando-se o seu início a partir da data da
assinatura de um gerente ou procurador
ARTIGO OITAVO constituição.
especialmente constituído pela gerência, nos
ARTIGO TERCEIRO termos e limites específicos do respectivo
(Apuramento e distribuição de resultados)
mandato.
Um) Ao lucro apurado em cada exercício Objecto Quatro) É vedado a qualquer dos gerentes
deduzir-se-á em primeiro lugar a percentagem ou mandatários assinar em nome da sociedade
Um) A sociedade tem por objecto:
quaisquer actos ou contratos que digam respeito
legalmente indicada para constituir a reserva a) Aquisição, compra e venda de pro- a negócios estranhos a mesma, tais como letras
legal, enquanto não estiver realizada nos priedades; a favor, fianças avales ou abonações.
termos da lei ou sempre que seja necessária b) Execução de projectos turísticos e Cinco) Os actos de mero expediente poderão
reintegrá-la. comerciais; ser individualmente assinadas por empregados
Dois) Só após os procedimentos referidos c) Implementação de projectos turísticos e da sociedade devidamente autorizados pela
poderá ser decidida a aplicação do lucro comerciais e gerência do mesmo. gerência.
remanescente. d) Prestação de serviços turísticos;
ARTIGO SÉTIMO
e) Importação e exportação de produtos
ARTIGO NONO conexos a actividade principal. Assembleia geral

(Dissolução)
Dois) A sociedade poderá adquirir parti- Um) A assembleia geral renúne-se ordinaria-
cipação financeira em sociedade a constituir ou mente uma vez por ano para apreciação e
A sociedade dissolve-se nos casos e nos já constituída, ainda que tenham objecto social aprovação do balanço e contas do exercício
termos da lei. diferente do da sociedade. findo a repartição de lucros e perdas.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (29)

Dois) A assembleia geral poderá reunir- ARTIGO SEGUNDO ARTIGO OITAVO


-se extraordinariamente quantas vezes forem
Objecto social Administração e representação
necessárias desde que as circunstâncias assim o
exijam para deliberar sobre quaisquer assuntos A sociedade tem por objecto, prestação Um) A administração da sociedade é desde
que digam respeito à sociedade. de serviços, consultoria, gestão de negócios, já atribuída ao sócio Mário Duarte Ferreira da
hotelaria, restauração e turismo, aluguer de Costa, o qual fica dispensado de caução e será
ARTIGO OITAVO remunerado conforme deliberar em assembleia
viaturas com e sem condutor, serviço de taxi,
geral.
Dissolução aluguer de bens de equipamento, cedência
Dois) Nenhum gerente poderá, sob pena de
de pessoal, marketing, imagem, design e
A sociedade só se dissolve nos termos responsabilidade pessoal, obrigar a sociedade
eventos, engenharia e construção civil, e outras
fixados pela lei ou por comum acordo dos sócios em actos estranhos ao seu objecto social, entre
actividades que o sócio delibere prosseguir
quando assim o entenderem. eles a prestação de garantias reais ou pessoais
desde que para tal obtenha a necessária a dívidas de outras entidades, designadamente
ARTIGO NONO autorização. em fianças, cauções, avales e abonação,
Herdeiros
respondendo o infractor pessoalmente por
ARTIGO TERCEIRO
tais actos ou contratos e pela indemnização á
Em caso de morte, interdição ou inabilitação Participações sociedade dos prejuízos causados.
de um dos sócios, os seus herdeiros assumem Três) A sociedade será obrigada validamente
automaticamente o lugar na sociedade com A sociedade poderá adquirir livremente mediante a assinatura do administrador nomeado
dispensa de caução, podendo este nomear seus participações como sócia em sociedades neste contrato.
representantes se assim o entenderem, desde que comerciais de responsabilidade limitada, cujos Quatro) Nos actos de mero expediente
obedeçam o preceituado nos termos da lei. objectos sejam ou não diferentes do exercido poderá assinar um mandatário com poderes
e por ela desenvolvidos, e bem assim, em bastantes ou, havendo gerência plural, bastará
ARTIGO DÉCIMO sociedades reguladas por leis especiais e em a assinatura de qualquer um dos gerentes.
agrupamentos complementares de empresa. Cinco) Poderão ser constituídos mandatários
Casos omissos
nos termos e para os efeitos legais e para
Os casos omissos serão regulados pela ARTIGO QUARTO quaisquer fins.
legislação vigente e aplicável na República de Capital social
Moçambique. ARTIGO NONO
O capital social, integralmente realizado Assembleia geral
Maputo, vinte e oito de Julho de dois mil
em dinheiro, é de quarenta mil meticais e
e treze. — O Técnico, Ilegível. A assembleia geral reunir-se-á obrigato-
corresponde a uma única quota do sócio Mário
riamente uma vez por ano para análise e votação
Duarte Ferreira da Costa e representa cem por
de contas e com carácter extraordinário para
cento do capital social.
qualquer outro assunto sempre que necessário.

Red Line – Gestão ARTIGO QUINTO


ARTIGO DÉCIMO
de Negócios – Sociedade Suprimentos
Disposições finais
Unipessoal, Limitada
O sócio poderá fazer suprimentos á sociedade Em tudo o que estiver omisso nos presentes
Certifico, para efeitos de publicação, que de acordo com as condições que por ele forem estatutos aplicar-se-ão as disposições legais
por escritura do dia dezasseis de Maio de estipuladas. vigentes.
dois mil e treze, lavrada de folhas trinta e seis Está conforme.
ARTIGO SEXTO
e seguintes, do livro de escrituras diversas Segundo Cartório Notarial da Beira, dezasseis
número noventa, do Segundo Cartório Notarial Cessão de quotas de Maio de dois mil e treze. — A Notária,
da Beira, foi constituída por Mário Duarte Um) A divisão ou cessão de quotas é livre, Soraya Anchura Amade Fumo Quipiço.
Ferreira da Costa, uma sociedade comercial por podendo a sociedade exercer o seu direito
quota de responsabilidade limitada, sociedade de preferência. A cessão a estranhos, porém,
unipessoal, limitada, a qual reger-se-á nos depende do prévio consentimento do sócio
termos das cláusulas seguintes: Mário Duarte Ferreira da Costa. MM – Missava Moamba,
ARTIGO PRIMEIRO
Dois) A sociedade em primeiro lugar, e os Limitada
sócios não cedentes, em segundo lugar, terão
Denominação e sede direito de preferência na transmissão de quotas Certifico, para efeitos de publicação, que
a estranhos. do dia dezoito de Julho de dois mil e treze,
Um) A sociedade adota a denominação foi matriculada sob o número um verso do
Red Line – Gestão de Negócios – Sociedade ARTIGO SETIMO livro C traço um uma sociedade comercial por
Unipessoal, Limitada, e tem a sua sede na Rua quotas denominada MM – Missava Moamba,
Morte ou incapacidade Limitada.
Artur Canto de Resende, número quatrocentos
e um, primeiro andar, flat quatro, Maquinino, No caso de falecimento ou interdição de
ARTIGO PRIMEIRO
cidade da Beira. qualquer sócio, a sociedade continuará com os
Dois) Por simples deliberação do sócio, a herdeiros do falecido ou o representante legal do Tipo e firma
sociedade poderá deslocar a sede, bem como interdito, devendo aqueles nomear um de entre A sociedade e comercial, adopta o tipo
criar sucursais, filiais, agências ou outras formas si que a todos represente na sociedade, enquanto sociedade por quotas e a firma MM – Missava
de representação no país ou no estrangeiro. a quota se mantiver indivisa. Moamba, Limitada.
2776 — (30) III SÉRIE — NÚMERO 70
ARTIGO SEGUNDO Dois) A sociedade obriga-se com a inter- ARTIGO TERCEIRO
venção de dois gerentes.
Sede (Duração)
Três) A assembleia geral deliberará se a
Um) A sociedade tem a sede em Mbocoda, gerência é remunerada. A sociedade durará por tempo indeterminado,
Distrito da Moamba. contando-se o seu início a partir da data
Dois) Por simples deliberação da gerência ARTIGO SEXTO de celebração da respectiva constituição
podem ser criadas sucursais, agências, delegações Assembleias gerais e publicação no Boletim da República de
e outras formas locais de representação no Moçambique.
território nacional ou estrangeiro. Os sócios podem, por procuração com a
assinatura devidamente reconhecida, designar ARTIGO QUARTO
ARTIGO TERCEIRO quem os representará nas assembleias gerais.
(Objecto)
Objecto
ARTIGO SÉTIMO Um) A sociedade tem por objecto:
A sociedade tem por objecto:
Disposiçoes transitorias a) A actividade de prestação de serviços
a) Extração e comércio de areia; na área de limpeza;
b) Construção civil; Os sócios podem fazer suprimentos até ao
b) Prestação e exploração de outros
c) Promoção imobiliária; limite de dez vezes o valor nominal da quota serviços afins.
d) Comércio de materiais de construção e prestações suplementares de capital se for
do interesse da sociedade após deliberação da Dois) A sociedade pode, igualmente, adquirir
civil;
participações em sociedades com objecto social
e) Representações e distribuição; mesma.
idêntico ou diferente do seu, mesmo que
f) Importação e exportação. Maputo, quinze dias do mes de Julho de dois reguladas por leis especiais, ou participar em
mil e treze. — O Técnico, Ilegível. agrupamentos complementares de empresas, de
ARTIGO QUARTO
interesse económico, consórcios ou quaisquer
Capital tipos de associação, temporária ou permanente,
O capital social, integralmente realizado em de direito moçambicano ou estrangeiro.
numerário, é de dois milhões e quinhentos mil, Young Clean – Sociedade
meticais, representado pelas seguintes quotas: Unipessoal, Limitada ARTIGO QUINTO

a) Uma quota com o valor nominal de (Capital social)


Certifico, para efeitos de publicação, que
um milhão e setecentos e cin-
por escritura de quatro de Setembro de dois Um) O capital social, integralmente subs-
quenta mil meticais, pertencente
mil e doze, exarada de folhas setenta e seis a crito em dinheiro, é de dez mil meticais,
a XPP – Consultoria e Planea-
folhas oitenta e quatro, do livro de notas para correspondente à uma quota, equivalente a cem
mento Industrial, Limitada,
escrituras diversas número cento trinta e dois A por cento do capital social, pertencente ao único
sociedade comercial por quotas
desta Conservatória dos Registos e Notariado sócio Irmão Fernando Valoi.
de direito moçambicano com
da Matola, a cargo da notária Batça Banu Amade Dois) O capital social poderá ser ampliado por
NUIT 400438544, com sede na
Mussa, foi constituída uma sociedade comercial uma ou mais vezes, com ou sem entrada de novos
Avenida Julius Nyerere, número
por quotas de responsabilidade limitada , que se sócios, mediante deliberação da assembleia
seiscentos e vinte e seis, terceiro
regerá pelas disposições constantes dos artigos geral, na proporção das quotas realizadas até a
andar esquerdo, em Maputo,
seguintes: data da subscrição do aumento.
representada neste acto pelos socios
gerentes, senhores Jorge Manuel da CAPÍTULO I
ARTIGO SEXTO
Costa Pereira, residente na Avenida Das disposições gerais
Julius Nyerere, número seiscentos e (Cessão de quotas)
vinte e seis, terceiro andar esquerdo, ARTIGO PRIMEIRO
Se o sócio pretende alienar a sua quota à
em Maputo e portador do Passaporte (Denominação) estranhos, informará a sociedade com uma
português n.º H513286 e José Júlio
A sociedade adopta a denominação de antecedência de noventa dias por carta registada,
Carvalho da Graca Peixe residente
Young Clean – Sociedade Unipessoal, Limitada, declarando o nome do sócio adquirente e as
na Avenida Julius Nyerere, número
constituída sob a forma de sociedade por quotas condições de cessão.
seiscentos e vinte e seis, terceiro
andar esquerdo, em maputo, com com um único sócio de responsabilidade
ARTIGO SÉTIMO
nacionalidade moçambicana, limitada, que se regerá pelas disposições dos
solteiro e com o Bilhete de presentes estatutos e pela legislação vigente (Amortização de quotas)
Identidade n.º 10301715562J; aplicável na República de Moçambique.
Um) A sociedade poderá amortizar as quotas
b) Uma quota com o valor nominal nos seguintes casos:
de setecentos e cinquenta mil ARTIGO SEGUNDO
meticais pertencente ao sócio a) Acordo com o respectivo titular;
(Sede)
Helder Manuel Pessula, divorciado, b) Dissolução, morte, inabilitação ou
de nacionalidade moçambicana, Um) A sociedade tem a sua sede na cidade interdição do sócio;
portador do Bilhete de Identidade de Matola. c) Arrolamento, arresto, penhora,
com o n.º 110502310566B. Dois) A sociedade poderá por deliberação do adjudicação judicial da quota ou
sócio mudar a sede social para qualquer outro outra providência judicial;
ARTIGO QUINTO local do território nacional, e poderá abrir ou d) Inventário judicial ou partilha por
encerrar sucursais, filiais, delegações ou outras divórcio, se a quota for adjudicada
Gerência
formas de representação quer no estrangeiro a interessados não sócios;
Um) A administração e representação da quer no território nacional, onde e quando julgue e) Penhor da quota;
sociedade são exercidas por quatro gerentes a conveniente, logo que obtidas as necessárias f) Violação das disposições deste pacto
nomear em assembleia geral. autorizações legais. social por parte do sócio.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (31)

Dois) A amortização deverá ser decidida assuntos para que tenha sido convocada, e CAPÍTULO IV
por deliberação do sócio no prazo de noventa extraordinariamente sempre que for neces-
Do exercício social
dias a contar da data em que a sociedade sária.
tiver conhecimento do facto que a possibilite, Dois) A assembleia geral será convocada ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
tornando-se eficaz mediante comunicação pelo conselho de administração, por sua
(Exercício, contas e resultados)
dirigida ao sócio por ela afecto. iniciativa ou a pedido do sócio.
Três) A sociedade, em vez da amortização Três) Salvo nos casos em que a lei exija Um) O ano social coincide com o ano
da quota, poderá adquiri-la para si, permitir a outras formalidades ou estabeleça prazo mais civil.
sua aquisição por um sócio ou sócios e, no caso longo, a assembleia geral será convocada Dois) Dos lucros que o balanço apurar,
de estes não estarem interessados, por terceiro por meio de carta registada, expedida com a líquidos de todas as despesas e encargos depois
ou terceiros. antecedência mínima de quinze dias. de deduzidas a percentagem para o fundo de
Quatro) A sociedade só pode amortizar Quatro) O sócio poder-se-á fazer representar reserva legal ou as que forem deliberadas para
quotas se, à data da deliberação e depois de na assembleia por quem entender, devendo a outros fundos de reserva, serão canalizados
satisfazer a contrapartida da amortização a sua representação ser acreditada por meio de uma ao sócio conforme o que for deliberado em
situação líquida não ficar inferior à soma do carta simples dirigida ao presidente da mesa da assembleia geral.
capital e das reservas, salvo se simultaneamente assembleia geral da sociedade. CAPÍTULO V
deliberar a redução do capital social.
Cinco) O valor da amortização será ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Das disposições finais e transitórias
determinado pela forma prevista na lei ou (Administração da sociedade ARTIGO DÉCIMO QUARTO
em caso omisso, de acordo com os resultados e representação)
do balanço especialmente elaborado para o (Dissolução e liquidação)
efeito. Um) A administração será exercida por
Um) A assembleia geral poderá deliberar a
um conselho de administração eleito pela
CAPÍTULO II dissolução da sociedade por acordo do sócio, ou
assembleia geral. poderá dissolver-se nos casos previstos na lei.
Dos direitos e deveres do sócio Dois) A gestão e representação da sociedade Dois) Caso a sociedade seja dissolvida, o
compete ao conselho de administração composto sócio será designado liquidatário da sociedade
ARTIGO OITAVO
por dois administradores eleitos em assembleia dissolvida, salvo nos casos em que a assembleia
(Direitos do sócio) geral com dispensa de caução, com ou sem geral designe outras pessoas para o efeito.
remuneração, que podem ser sócios ou não, e os Três) As disposições deste pacto social
Constituem direitos do sócio: quais designarão um director-geral, mediante a deverão manter-se em vigor durante a liquidação,
a) Comparecer às reuniões da assembleia autorização prévia da assembleia geral. no máximo alcance possível.
geral, eleger e ser eleito para os Três) Compete ao director-geral representar Quatro) Após o pagamento das dívidas, o
cargos electivos; a sociedade em todos os seus actos, activa e activo restante será canalizado ao sócio.
b) Assistir às reuniões do conselho de passivamente, em juízo ou fora dele, tanto na Cinco) Após a extinção da sociedade,
administração, discutir e apresentar ordem jurídica interna como internacional, os livros, arquivos e demais documentos da
propostas, reclamações, problemas dispondo dos mais amplos poderes legalmente sociedade ficarão à guarda da pessoa designada
e indicações de interesse geral da consentidos para prossecução e realização do em assembleia geral para esse efeito.
sociedade; objecto social.
c) Utilizar-se de todos os serviços pres- Quatro) Os administradores terão todos ARTIGO DÉCIMO QUINTO
tados pela entidade societária; os poderes necessários à administração dos (Casos omissos)
d) Solicitar, através do conselho da negócios da sociedade, podendo designadamente
administração, a convocação abrir e movimentar contas bancárias, aceitar, Os casos omissos serão regulados
da assembleia geral, para que a pelas disposições do Código Comercial e
sacar, endossar letras e livranças e outros
mesma possa apreciar e deliberar demais legislação aplicável na República de
efeitos comerciais, contratar e despedir pessoal,
sobre assuntos de interesse da Moçambique.
adquirir, alienar ou onerar, bem como tomar
sociedade. de aluguer ou arrendamento bens móveis e Maputo, três de Setembro de dois mil
imóveis. e treze. — O Técnico, Ilegível.
ARTIGO NONO Cinco) É expressamente proibido aos
(Deveres do sócio) administradores e ao director-geral obrigar a
sociedade em quaisquer operações alheias ao
Constituem deveres do sócio: seu objecto social, nem conferir a favor de
a) Exercer os cargos ou comissões para os terceiros quaisquer garantias, fianças, títulos
Xiong de Madeiras, Limitada
quais foram eleitos ou designados; de favor ou abonações, ficando pessoalmente Certifico, para efeitos de publicação, no
b) e regulamento interno, e as deliberações responsável perante a sociedade por qualquer
Boletim da República, por escritura lavrada no
regularmente tomadas pelos órgãos prejuízo a esta advindo da violação desta
estipulação. dia quinze de Julho de dois mil e treze, exarada a
competentes;
c) Colaborar para a completa realização Seis) O conselho de administração reúne- folhas vinte e nove e seguintes do livro de notas
dos objectivos sociais da entidade -se sempre que necessário para os interesses número trezentos e vinte e oito da Conservatória
societária. da sociedade e pelo menos uma vez em cada dos Registos e Notariado de Chimoio, a meu
trimestre, sendo as suas decisões tomadas por cargo, Conservador, Abias Armando, licenciado
CAPÍTULO III unanimidade. em Direito, técnico superior dos registos e
Da assembleia geral notariado N1, em pleno exercício de funções
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
notariais, que Yu Chen solteiro, natural de
ARTIGO DÉCIMO
(Fiscalização dos negócios) Fugian, República Popular da China, de
(Assembleia geral) nacionalidade chinesa, portador do Passaporte
A fiscalização dos negócios será exercida
Um) A assembleia geral reunir-se-á ordina- de forma directa pelo sócio, podendo fazer- n.º G45913675, emitido na República Popular
riamente uma vez por ano para apreciação, -se assessorar ou mandatar por um ou mais da China, aos dezanove de Outubro de dois
aprovação ou modificação do balanço e outros auditores para o efeito. mil e dez, e residente acidentalmente em
2776 — (32) III SÉRIE — NÚMERO 70
Chimoio e Zoudong Zheng, solteiro, natural de Dois) Só será admitida a entrada de novos ARTIGO NONO
Fujian, República Popular da China, de nacio- sócios mediante a deliberação da assembleia
(Administração gerência e representação)
nalidade chinesa, portador do Passaporte geral.
n.º G41 333971, emitido na República Popular Três) O capital social poderá ser aumentado Um) A administração e gerência da sociedade
da China, aos treze de Abril de dois mil e dez, ou diminuído de acordo com as necessidades, bem como a representação da sociedade em
e residente acidentalmente em Chimoio. juízo e fora dele, activa e passivamente, fica a
mediante a deliberação da assembleia geral.
cargo do senhor Yu Chen, doravante designado
Pela referida escritura pública, constituíram
ARTIGO QUINTO como sócio gerente, com dispensa de caução,
uma sociedade comercial unipessoal, com ou sem remuneração, conforme vier a ser
denominada Xiong de Madeiras, Limitada, (Prestações suplementares) deliberado pela assembleia geral.
que se regerá nos termos dos seguintes estatutos Dois) O sócio gerente poderá dedicar-se a
e legislação aplicável: Poderão ser exigidas aos sócios prestações sua actividade e a quaisquer outros negócios
suplementares de capital ou os suprimentos concorrentes ou não da presente sociedade.
ARTIGO PRIMEIRO necessários ao desenvolvimento social de Três) O sócio gerente terá pelos seus serviços
(Firma e sede) acordo com a deliberação da assembleia geral. a retribuição de um salário anual ou mensal, que
for determinado em assembleia geral.
A sociedade adopta a denominação de Xiong ARTIGO SEXTO Quatro) A sociedade fica obrigada em todos
de Madeiras, Limitada, é uma sociedade por os seus actos e contratos pelas assinaturas dos
(Cessão e divisão de quotas)
quotas de responsabilidade limitada, e tem a sócios sendo indispensável a assinatura do sócio
sua sede na cidade de Chimoio, podendo por Um) A cessão e divisão de quotas a título gerente para validar qualquer acto e contrato,
deliberação dos sócios reunidos em assembleia oneroso ou gratuito entre sócios é livre, mas a mas os actos de mero expediente poderão ser
geral, abrir ou encerrar sucursais, filiais, cessão para estranhos á sociedade, dependerá do assinados por qualquer um dos sócios ou seu
agências ou outras formas de representação consentimento expresso dos outros sócios, que mandatário.
social, dentro e fora do território nacional, gozam o direito de preferência com o prazo de
onde e quando os sócios acordem mediante a ARTIGO DÉCIMO
trinta dias de antecedência, fica dependente do
deliberação da assembleia geral e obtidas as (Responsabilidade)
consentimento da sociedade a quem é reservado
necessárias autorizações.
o direito de preferência. Os sócios Yu Chen e Zoudong Zheng,
ARTIGO SEGUNDO Dois) O valor da quota será o que resultar ficam sócios da Xiong de Madeiras Limitada,
de um balanço e especialmente organizado para responsáveis pela área de produção, adminis-
(Duração) tração e finanças e planificação da área
o efeito, se outro não for acordado. Na falta
comercial.
A sociedade durará por tempo Indeterminado, de concordância como resultado do balanço
contando-se o seu início a partir da data da e não havendo acordo, o valor será fixado por ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
celebracao da respectiva escritura pública. árbitros.
(Dissolução)
ARTIGO TERCEIRO ARTIGO SÉTIMO
A sociedade só se dissolve nos casos
(Objecto social) (Amortização de quotas) previstos na lei e nesse caso será liquidatário
nos termos a acordar entre os sócios.
Um) A sociedade tem por objecto prin- Por morte, inabilitação ou interdição de
cipal: qualquer dos sócios, a sociedade não se dissolve, ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
a) Compra e venda de madeiras; mas continuará com os sócios vivos ou capazes
(Poder regulamentar)
b) Serração de madeiras; e o representante legal do falecido, inabilitado
c) Importação e exportação; ou interdito. Em tudo que for omisso, será regulado
d) Comércio geral a grosso e retalho; Parágrafo único. Quanto aos herdeiros do pela lei das sociedades por quotas e demais
e) Produtos agrícolas. falecido a sociedade reserva-se o direito de: legislações aplicáveis e em vigor na República
de Moçambique.
Dois) A sociedade futuramente poderá ainda a) Se lhe interessar a continuação na
exercer outras actividades para além da principal Está conforme.
sociedade, estes nomearão um de
ou associar-se com outras empresas ou ainda entre todos que nela os represente; Chimoio, nove de Agosto de dois mil e treze.
participar no capital de outras desde que tragam b) Se lhe não interessar a continuação — O Conservador, Ilegível.
benefícios para a sociedade, desde o momento deles na sociedade, esta procederá
que os sócios acordem entre si, com exclusão a respectiva amortização da quota,
da participação de qualquer sócio desta, e que com o pagamento do valor apurado
seja deliberado em assembleia geral.
num balanço expressamente dado
Bill, Limitada
ARTIGO QUARTO para o efeito e o pagamento será
realizado em prestações por simples Certifico, para efeitos de publicação, que
(Capital social e distribuição de quotas)
deliberação dos sócios. no dia vinte e dois de Maio de dois mil e treze,
Um) O capital social, subscrito e integralmente foi matriculada na Conservatória do Registo de
realizado em dinheiro, é de cento e cinquenta ARTIGO OITAVO Entidades Legais sob NUEL 100391171, uma
mil meticais, sendo uma de valor nominal de sociedade denominada Bill, Limitada.
(Assembleia geral)
cem mil meticais, equivalentes a setenta e cinco É celebrado o presente contrato de sociedade,
por cento do capital social, pertencente ao sócio, As assembleias gerais, serão convocadas nos termos do artigo noventa do Código
Yu Chen, e outra quota de valor nominal de por meio de cartas registadas, dirigidas aos Comercial, entre:
cinquenta mil meticais, equivalentes a vinte e sócios com quinze dias de antecedência, salvo Aldimiro Eduardo Guijanhane, solteiro,
cinco por cento do capital social, pertencente os casos em que a lei exigir outra forma de maior, natural de Maputo, residente em
ao sócio, Zoudong Zheng. convocação. Maputo, portador do Bilhete de Identidade
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (33)

n.º 110100356599I, emitido aos três de d) Uma quota de Cinquenta mil meticais, em dar como validamente constituída a reunião,
Agosto de dois mil e dez, pela Direcção correspondente a catorze vírgula bem como também concordem, por esta forma,
Nacional de Identificação Civil em Maputo, vinte e nove por cento do capital em que se delibere, considerando válidas, nessas
por si e em representação dos seus filhos social, subscrito pelo sócio Audrey condições, as deliberações tomadas, ainda
menores Bill Gray Aldimiro Guijanhane, Grayce Aldimiro Guijanhane. que fora da sede social em qualquer ocasião e
Aldimiro Eduardo Guijanhane Júnior e
Dois) O capital social poderá ser aumentado qualquer que seja o seu objecto.
Audrey Grayce Aldimiro Guijanhane, todos
ou diminuido quantas vezes for necessário Três) A assembleia geral será convocada por
naturais e residente em Maputo.
desde que a assembleia geral delibere sobre um dos sócios, por comunicação escrita dirigida
Que pelo presente instrumento, constituem o assunto. e remetida a todos os sócios com a antecedência
por si uma sociedade por quotas de
mínima de quinze dias.
responsabilidade limitada que reger-se-á pelos ARTIGO QUINTO
artigos seguintes: ARTIGO NONO
(Suprimentos)
ARTIGO PRIMEIRO (Representação em assembleia geral)
Não serão exigíveis prestações suplementares
(Denominação e sede) de capital, podendo, porém, os sócios conceder à Os sócios podem fazer-se representar na
sociedade os suprimentos de que necessite, nos assembleia geral por outro sócio, mediante
A sociedade adopta a denominação Bill
termos e condições fixados por deliberação da poderes para esse efeito conferidos por
Computer, Limitada, com sede na Avenida
assembleia geral. procuração, carta, telecópia ou telex, ou pelo
Paulo Samuel Kankhomba número mil e
duzentos e quarentae cinco, rés-do-chão, ARTIGO SEXTO seu legal representante, quando nomeado de
Bairro da Malhangalene, Distrito Municipal acordo com os estatutos.
Kampfumu, cidade de Maputo, podendo (Divisão, oneração e alienação de quotas)
por deliberação da assembleia geral abrir ou ARTIGO DÉCIMO
Um) A divisão e a cessão de quotas,
encerrar sucursais dentro e fora do país quando
bem como a constituição de quaisquer ónus (Gerência)
for conveniente.
ou encargos sobre as mesmas, carecem de
Um) A gerência da sociedade e a sua
ARTIGO SEGUNDO autorização prévia da sociedade, dada por
representação em juízo e fora dele pertence aos
deliberação da respectiva assembleia geral.
(Duração)
Dois) A cessão de quota entre os sócios sócios que desde já ficam nomeados gerentes
A sociedade é constituida por tempo indeter- ou seus herdeiros é livremente permitida, com dispensa de caução.
minado, contando-se o seu inicio a partir da data ficando desde já autorizada, mas se for a favor Dois) Os gerentes poderão nomear pro-
da celebração do contrato da sua constituicão. de estranhos carece do consentimento da curadores da sociedade para a prática de
sociedade, a qual está reservado o direito de determinados actos ou categórias de actos,
ARTIGO TERCEIRO preferência. podendo delegar em algum ou alguns deles
(Objecto social) Três) O sócio que pretenda alienar a sua competências para certos negócios ou categorias
quota informará a sociedade, com um mínimo de actos.
Um) A sociedade tem como objecto principal
de trinta dias de antecedência, por carta Três) A sociedade obriga-se validamente
o comércio geral e serviços e metalomecânica,
registada com aviso de recepção, dando a mediante assinatura do sócio maioritário o
com importação e exportação.
conhecer o projecto de venda e as respectivas senhor Aldimiro Eduardo Guijanhane e fica
Dois) A sociedade poderá desenvolver outras
condições contratuais. desde já nomeado administrador da sociedade
actividades conexas, podendo por deliberação
da sociedade alargar seu objecto conforme a Quatro) Gozam do direito de preferência, na que actua no âmbito dos poderes que lhes
evolução da sociedade e autorizações legais. aquisição da quota a ser cedida, a sociedade e tenham sido conferidos.
os restantes sócios, por esta ordem. Quatro) No caso em que qualquer dos socios
ARTIGO QUARTO se ausente, deverá fazer representar seja por
ARTIGO SÉTIMO
(Capital social) procuraçào ou documento particular assinado
(Nulidade da divisão, cessão, alienação e autenticado no notario.
Um) O capital social, integralmente reali- ou oneração de quotas) Cinco) Para proceder a abertura, movi-
zado é de trezentos cinquenta mil meticais,
É nula qualquer divisão, cessão, alienação mentação e encerramento de contas deverá ser
correspondendo à soma de quatro quotas
desiguais, distribuídas da seguinte forma: ou oneração de quotas que não observe a assinatura dos dois sócios.

a) Uma quota de duzentos mil meticais, o preceituado no artigo sexto.


ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
correspondendo à cinquenta e
ARTIGO OITAVO (Dissolução e liquidação da sociedade)
sete vírgula treze por cento, do
capital social, subscrita pelo sócio (Assembleia geral)
A sociedade dissolve-se nos termos fixados
Aldimiro Eduardo Guijanhane;
Um) A assembleia geral reúne-se ordinaria- na lei e nos estatutos.
b) Uma quota de cinquenta mil meticais,
correspondendo à catorze vírgula mente na sede social, uma vez por ano, para
apreciação do balanço anual das contas e ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
vinte e nove por cento, do capital
social, subscrita pelo sócio Bill do exercício e, extraordinariamente, quando (Disposições finais)
Gray Aldimiro Guijanhane; convocada por um dos gerentes, sempre que for
necessário, para deliberar sobre quaisquer outros As omissões serão resolvidas de acordo
c) Uma quota de cinquenta mil meticais,
assuntos para que tenha sido convocada. com o Código Comercial em vigor em
correspondendo à catorze vírgula
vinte e nove por cento, do capital Dois) Serão dispensadas as formalidades Moçambique e demais legislação aplicável.
social, subscrita pelo sócio Aldimiro da convocação da reunião da assembleia geral Maputo, vinte e três de Agosto de dois mil
Eduardo Guijanhane Júnior; quando todos os sócios concordem, por escrito, e treze. — O Técnico, Ilegível.
2776 — (34) III SÉRIE — NÚMERO 70

Pemba Construction, b) Chen Hua Liu, com a quota de setenta ARTIGO NONO
e três mil e quinhentos meticais,
Limitada (Gerência e representação da sociedade)
correspondente a quarentae nove
Certifico, para efeitos de publicação, no por cento do capital social; Um) A sociedade é gerida por um sócio
Boletim da República, que por escritura pública Dois) O capital social poderá ser aumentado podendo estes nomear um director caso haja
de Dezanove de Dezembro de Dois mil e Onze, por deliberação da assembleia geral que necessidade, por deliberação em assembleia
lavrada no livro de notas nùmero cento e oitenta determina as formas e condições do aumento. geral.
e nove da referida Conservatòria, foi constituída Dois) Fica desde já indicado o senhor Chen
uma sociedade por quotas de responsabilidade ARTIGO QUINTO Hua Liu como sócio-gerente da sociedade, cujo
limitada, entre Weiya Liu e Chen Hua Liu. (Prestações suplementares) mandato vigorará desde a data da constituição
Verifiquei a identidade dos outorgantes da sociedade.
Não haverá prestações suplementares.
em face da exibição dos seus documentos de
Os sócios poderão fazer suprimentos à ARTIGO DÉCIMO
identificação respectivos.
sociedade, ao juro e condições definidas em
E por eles foi dito que constituem entre si (Competências)
assembleia geral.
uma sociedade por quotas de responsabilidade Um) Compete um dos sócios, de acordo as
limitada denominada por Pemba Construction, ARTIGO SEXTO suas disponibilidades representar a sociedade
Limitada, que se regerá pelas cláusulas em juizo, fora dela activa e passivamente,
(Cessão de quotas)
seguintes: praticando todos os actos tendentes a realização
ARTIGO PRIMEIRO Um) É livre a cessão total ou parcial de
do objecto social que a lei ou os presentes
quotas entre os sócios.
(Denominação, forma e sede social) estatutos não reservem a assembleia geral.
Dois) A cessão de quotas a terceiros carece
Dois) Em caso algum a sociedade poderá
Um) A sociedade tem como sua deno- de conhecimento da sociedade dado em
ser obrigada em actos e contratos estranhos aos
minação Pemba Construction, Ltd e constitui- assembleia geral a qual ficará reservado o direito
seus negócios designadamente em fianças letras
de preferência na sua aquisição.
-se sob forma de uma sociedade por quotas a favor e abonações.
Três) No caso da sociedade não exercê-lo
de responsabilidade limitada, tendo a sua
mais do que uma quota será dividida pelos ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
sede na EN106, Bairro de Muxara, cidade de
interessados, na proporção das respectivas
Pemba, província de Cabo Delgado, podendo quotas. (Distribuição de resultados)
estabelecer delegações ou outras formas de
ARTIGO SÉTIMO Os lucros apurados em cada exercício da
representação noutras províncias do país ou no
(Amortização de quotas)
sociedade líquidos de todas as despesas e
estrangeiro.
encargos sociais, separada a percentagem legal
Dois) A sociedade poderá por deliberação Um) A sociedade poderá a todo o tempo para o fundo de reserva legal, enquanto não
da assembleia geral transferir a sua sede para proceder à amortização de quotas quando: estiver realizado ou sempre que seja necessário
qualquer outro ponto do país.
a) As mesmas forem objecto de arresto, reíntegrá-lo, poderão ser distribuídos pelos
ARTIGO SEGUNDO penhora ou onerosas de qualquer sócios na proporção das suas quotas, se outra
forma; não for a deliberação da Assembleia Geral.
(Duração) b) Os respectivos titulares, nomeadamente,
agentes de propriedade intelectual ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Um) A sociedade estabelece-se por um
tempo indeterminado. prestarem a outras pessoas singulares (dissolução e transformação da sociedade)
Dois) A sua vigência será contada a partir ou colectivas os serviços cuja prática
se rege pela lei moçambicana, A sociedade dissolve-se por vontade dos
da data da lavração da respectiva Escritura pelo
reservando aos agentes comerciais sócios, ou nos casos previstos por lei.
Notariado.
por si reconhecidos praticar quais-
ARTIGO TERCEIRO ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
quer actos ou assinar quaisquer
(Objecto) documentos relacionados aos tais (Casos omissos)
serviços.
Um) A sociedade tem por objecto a execussão Os casos omissos serão resolvidos pelo
Dois) As quotas serão amortizadas de acordo
de obras de construção civil (empreitada). recurso às disposições da lei das sociedades
com o seu valor contabilístico do último balanço
Dois) A sociedade poderá exercer outras por quotas.
aprovado.
actividades conexas ou complementares, que Està conforme.
ARTIGO OITAVO
achar necessárias mediante a autorização das
Pemba, dezanove de Agosto de dois mil
entidades competentes. (Assembleia geral)
e treze. — O Conservador, Ilegível.
ARTIGO QUARTO Um) A assembleia geral reunir-se-á mediante
uma convocatória, para tratar assuntos tais
(Capital social) como:
Um) O capital social, integralmente subscrito a) Apreciação, aprovação, correcção ou Hui Yuan International,
é realizado em dinheiro num valor total de cento rejeição do balanço e das contas
e cinquenta mil meticais, correspondente a soma desse exercício;
Limitada
de duas quotas, divididas da seguinte maneira: b) Divisão sobre a aplicação dos resul- Certifico, para efeitos de publicação,
a) Weiya Liu, com a quota de setenta e seis tados. no Boletim da República, que por escritura
mil e quinhentos, correspondentes Dois) A assembleia geral decorrerá sempre pública de vinte e oito de Abril de dois mil
a cinquenta e um por cento do bastando a presença de dois terços do efectivo e onze, lavrada no livro de notas número cento
capital social; total. e oitenta e oito da referida conservatória,
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (35)

foi constituída uma sociedade por quotas b) Weiya Liu, com a quota de quinhentos ARTIGO NONO
de responsabilidade Limitada, entre Chen Hua mil meticais, correspondente a
(Gerência e representação da sociedade)
Liu e Weiya Liu. cinquenta por cento do capital
Verifiquei a identidade dos outorgantes social. Um) A sociedade é gerida por um sócio
em face da exibição dos seus documentos de Dois) O capital social poderá ser aumentado podendo estes nomear um director caso haja
identificação respectivos. por deliberação da assembleia geral que necessidade, por deliberação em assembleia
E por eles foi dito que constituem entre determina as formas e condições do aumento. geral.
si uma sociedade por quotas de responsabili- Dois) Fica desde já indicado o senhor Chen
dade Limitada denominada por Hui Yuan ARTIGO QUINTO Hua Liu como sócio-gerente da sociedade, e a
International, Limitada, que se regerá pelas senhora Weiya Liu, como administradora da
(Prestações suplementares)
cláusulas seguintes: sociedade, cujo mandato vigorará desde a data
Não haverá prestações suplementares. da constituição da sociedade, com dispensa
ARTIGO PRIMEIRO Os sócios poderão fazer suprimentos à de caução, bastando assinatura de um dos
sociedade, ao juro e condições definidas em dois para validar a sociedade em todos actos
(Denominação, forma e sede social)
assembleia geral. e contratos.
Um) A sociedade tem como sua denominação
ARTIGO SEXTO ARTIGO DÉCIMO
Hui Yuan International, Limitada, e constitui-
-se sob forma de uma sociedade por quotas de (Cessação de quotas)
(Competências)
responsabilidade limitada, tendo a sua sede na
Um) Compete um dos sócios, de acordo as
praia do Wimne, número vinte e oito, cidade de Um) Ê livre a cessação total ou parcial de
suas disponibilidades representar a sociedade
Pemba, província de Cabo Delgado, podendo quotas entre os sócios.
Dois) A cessação de quotas a terceiros em juizo, fora dela activa e passivamente,
estabelecer delegações ou outras formas de
representação noutras províncias do país ou no carece de conhecimento da sociedade dado em praticando todos os actos tendentes a realização
estrangeiro. assembleia geral a qual ficará reservado o direito do objecto social que a lei ou os presentes
Dois) A sociedade poderá por deliberação de preferência na sua aquisição. estatutos não reservem a assembleia geral.
da assembleia geral transferir a sua sede para Três) No caso da sociedade não exercer-lo Dois) Em caso algum a sociedade poderá
qualquer outro ponto do país. mais do que uma quota será dividida pelos ser obrigada em actos e contratos estranhos aos
interessados, na proporção das respectivas seus negócios designadamente em fianças letras
ARTIGO SEGUNDO a favor e abonações.
quotas.
(Duração)
ARTIGO SÉTIMO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Um) A sociedade estabelece-se por um (Distribuição de resultados)
tempo indeterminado. (Amortização de quotas)
Dois) A sua vigência será contada a partir Um) A sociedade poderá a todo o tempo Os lucros apurados em cada exercício da
da data da lavração da respectiva escritura pelo proceder à amortização de quotas quando: sociedade líquidos de todas as despesas e
notariado. encargos sociais, separada a percentagem legal
a) As mesmas forem objecto de arresto,
para o fundo de reserva legal, enquanto não
ARTIGO TERCEIRO penhora ou onerosas de qualquer
estiver realizado ou sempre que seja necessário
forma;
(Objecto) reíntegrá-lo, poderão ser distribuídos pelos
b) Os respectivos titulares, nomeadamente,
sócios na proporção das suas quotas, se outra
A sociedade tem por objecto as seguintes agentes de propriedade intelectual
não for a deliberação da assembleia geral.
actividades: prestarem a outras pessoas singulares
a) Exploração de madeira; ou coletivas os serviços cuja prática ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
b) Comércio por grosso e a retalho de toda se rege pela lei moçambicana,
reservando aos agentes comerciais (dissolução e transformação da sociedade)
gama de serviços consumíveis e não
consumíveis; por si reconhecidos praticar A sociedade dissolve-se por vontade dos
c) Venda de veículos automóveis; quaisquer actos ou assinar quaisquer sócios, ou nos casos previstos por lei.
d) Venda de acessórios de veículos documentos relacionados aos tais
automóveis; serviços. ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
e) Importação e exportação; Dois) As quotas serão amortizadas de acordo (Casos omissos)
f) A sociedade poderá exercer outras com o seu valor contabilístico do último balanço
actividades conexas ou comple- aprovado. Os casos omissos serão resolvidos pelo
mentares, que achar necessárias recurso às disposições da lei das sociedades
mediante a autorização das enti- ARTIGO OITAVO por quotas.
dades competentes. (Assembleia geral) Está conforme.
ARTIGO QUARTO Um) A assembleia geral reunir-se-á mediante Pemba, dezanove de Agosto de dois mil
uma convocatória, para tratar assuntos tais e treze. — O Conservador, Ilegível.
(Capital social)
como:
Um) O capital social integralmente subscrito a) Apreciação, aprovação, correcção ou
é realizado em dinheiro num valor total de um rejeição do balanço e das contas
milhão d meticais, correspondente a soma de desse exercício; Jin An International,
duas quotas, divididas da seguinte maneira: b) Divisão sobre a aplicação dos resul- Limitada
a) Chen Hua Liu, com a quota de tados.
quinhentos mil meticais, corres- Dois) A assembleia geral decorrerá sempre Certifico, para efeitos de publicação, no
pondentes a cinquenta por cento do bastando a presença de dois terços do efectivo Boletim da República, que por escritura
capital social; total. pública de Dezassete de Dezembro de dois
2776 — (36) III SÉRIE — NÚMERO 70
mil e dois, lavrada no livro de notas número c) Li Yuzhi, com a quota de mil e ARTIGO DÉCIMO
cento e sessenta na referida conservatória, sescentos e cinquenta meticais
(Distribuição de resultados)
foi constituída uma sociedade por quotas de correspondentes a onze do capital
responsabilidade Limitada, entre Weya Liu, social. Os lucros apurados em cada exercício da
Whei Zou e Li Yuzhi. Dois) O capital social poderá ser aumentado sociedade líquidos de todas as despesas e
por deliberação da assembleia geral que encargos sociais, separada a percentagem legal
Verifiquei a identidade dos outorgantes
determina as formas e condições do aumento. para o fundo de reserva legal, enquanto não
em face da exibição dos seus documentos de
identificação respectivos. estiver realizado ou sempre que seja necessário
ARTIGO QUINTO reíntegrá-lo, poderão ser distribuídos pelos
E por eles foi dito que, constituem entre si sócios na proporção das suas quotas, se outra
(Prestações suplementares)
uma sociedade por quotas de responsabilidade não for a deliberação da assembleia geral.
Limitada denominada por Jin An International, Não haverá prestações suplementares.
Limitada, que se regerá pelas cláusulas Os sócios poderão fazer suprimentos à ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
seguintes: sociedade, ao juro e condições definidas em
assembleia geral. (Dissolução e transformação da sociedade)
ARTIGO PRIMEIRO
Um) A sociedade dissolve-se por vontade
(Denominação, forma e sede social) ARTIGO SEXTO
dos sócios, ou nos casos previstos por lei.
Um) A sociedade tem como sua denominação (Amortização de quotas) Dois) Por morte ou interdição de qualquer
Jin An International, Limitada, é sociedade por dos sócios, a sociedade não se dissolve, mas
Um) É livre a cessação total ou parcial
quotas de responsabilidade limitada, tendo a sua continuarão e exercerão em comum os seus
de quotas entre os sócios.
sede em Pemba, Rua do Ibo, número setenta direitos, os herdeiros ou representantes do
Dois) A cessação de quotas a terceiros
e nove, cidade de Pemba, província de Cabo carece de conhecimento da sociedade dado com falecido ou interdito, devendo escolher entre
Delgado, podendo estabelecer delegações antecedência de trinta días por carta registada eles um que a todos represente na sociedade
ou outras formas de representação noutras declarando o nome do sócio adquirente e as enquanto a quota permanecer indivisa.
províncias do país ou no estrangeiro. condições de cessar ou divisão
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Dois) A sociedade poderá por deliberação Três) A sociedade reserva o direito de
da assembleia geral transferir a sua sede para preferência e consentimento nesta cessão ou (Casos omissos)
qualquer outro ponto do país. divisão.
Os casos omissos serão resolvidos pelo
ARTIGO SÉTIMO recurso às disposições da lei das sociedades
ARTIGO SEGUNDO
(Assembleia geral) por quotas.
(Duração) Està conforme.
Quatro) A assembleia geral reunir-se-á para
Um) A sociedade estabelece-se por um tratar assuntos tais como: Pemba, dezanove de Agosto de dois mil
tempo indeterminado. e treze. — O Conservador, Ilegível.
a) Apreciação, aprovação, correcção ou
Dois) A sua vigência será contada a partir
rejeição do balanço e das contas
da data da lavração da respectiva escritura pelo
desse exercício;
notariado. b) Divisão sobre a aplicação dos resul-
tados. Green Green, Limitada
ARTIGO TERCEIRO
Cinco) A assembleia geral decorrerá sempre Certifico, para efeitos de publicação, no
(Objecto) bastando a presença de dois terços do efectivo Boletim da República, que por escritura de
Um) O corte de madeira e exercíco da activi- total.
cinco de Agosto de dois mil e treze, lavrada
dade comercial por grosso e a retalho com ARTIGO OITAVO a folhas cinquenta e sete à cinuquentae
importação e exportação de mercadorias não nove verso do livro de notas para escrituras
(Gerência e representação da sociedade)
especificadas e por lei permitidas. diversas número cento e noventa e cinco desta
Dois) A sociedade poderá exercer outras Um) A sociedade é gerida por um sócio conservatória, perante mim, Paulina Lino
actividades conexas ou complementares, que podendo este nomear directores caso haja David Mangana, técnica superior dos registos e
achar necessárias mediante a autorização das necessidade, por deliberação em assembleia
notariado e conservadora em pleno exercício das
entidades competentes. geral.
funções notarias, foi constituída uma sociedade
Dois) Fica desde já indicado o senhor Weiya
por quotas de responsabilidade limitada
ARTIGO QUARTO liu, como sócia-gerente da sociedade, com
denominada por Green Green, Limitada, entre
dispensa de caução.
(Capital social) Paulo Jorge da Palma Cabrita, Sara da Silva
ARTIGO NONO Catarino Guerreiro e Anabela Puga da Silva,
Um) O capital social integralmente subscrito
que se regerá pelas cláusulas seguintes:
é realizado em dinheiro num valor total de (Competências)
quinze mil meticais, correspondente a soma de ARTIGO PRIMEIRO
Um) Compete um dos sócios, de acordo as
três quotas, divididas da seguinte maneira:
suas disponibilidades representar a sociedade (Denominação, forma e sede social)
a) Weiya Liu, com a quota de sete mil em juizo, fora dela activa e passivamente,
e seiscentos e cinquenta meticais, praticando todos os actos tendentes a realização Um) A sociedade tem como denominação
correspondentes a cinquenta e um do objecto social que a lei ou os presentes Green Green, Limitada, é sociedade por
por cento do capital social; estatutos não reservem a assembleia geral. quotas de responsabilidade limitada, tendo a
b) Whei Zou, com a quota de cinco mil e Dois) Em caso algum a sociedade poderá sua sede na cidade de Pemba, província de
setecentos meticais, correspondentes ser obrigada em actos e contratos estranhos aos Cabo Delgado, podendo estabelecer ligações
a trinta e oito por cento do capital seus negócios designadamente em fianças letras delegações ou outras formas de representação
social; a favor e abonações. noutras províncias do país ou no estrangeiro.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (37)

Dois) A sociedade poderá por delegação ARTIGO SEXTO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
da assembleia geral transferir a sua sede para
(Amortização de quotas) (Dissolução e transformação da sociedade)
qualquer outro ponto do país.
Um) É livre a cessação total ou parcial de Um) A sociedade dissolve-se por vontade
ARTIGO SEGUNDO dos sócios, ou nos casos previstos por lei.
quotas entre os sócios.
(Duração) Dois) A cessação de quotas a terceiros Dois) Por morte ou interdição de qualquer
carece de conhecimento da sociedade dado com dos sócios, a sociedade não se dissolve, mas
Um) A sociedade estabelece-se por um continuarão e exercerão em comum os seus
tempo indeterminado. antecedência de trinta dias por carta registada
direitos, os herdeiros ou representantes do
Dois) A sua vigência será contada a partir declarando o nome do sócio adquirente e as
falecido ou interdito, devendo escolher entre
da data da lavração da respectiva Escritura pelo condições de cessar ou divisão.
eles um que a todos represente na sociedade
Notariado. Três) A sociedade reserva o direito de
enquanto a quota permanecer indivisa.
ARTIGO TERCEIRO preferência e consentimento nesta cessão ou
divisão. ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
(Objecto)
ARTIGO SÉTIMO (Casos omissos)
A sociedade tem por objecto as seguintes
(Assembleia geral) Os casos omissos serão resolvidos pelo
actividades:
recurso às disposições da lei das sociedades
a) Indústria hoteleira e restauração; A assembleia geral reunir-se-á para tratar de
por quotas.
b) Exploração de panificadoras e afins; assuntos tais como:
c) Comércio e turismo; a) Apreciação, aprovação, correcção ou ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
d) Transportes; rejeição do balanço e das contas
e) Intermediação, compra e venda de Em caso de litígios ou quaisquer outras
desse exercício; questões fica desde de já designado o Tribunal
propriedades;
b) Divisão sobre a aplicação de resul- de Pemba.
f) Exploração e estudos na área
tados;
agrícola; Assim o disseram e outorgaram.
g) A sociedade poderá exercer outras c) A assembleia geral decorrerá sempre
bastando a presença de todos. Está conforme.
actividades conexas ou comple-
Conservatória dos Registos e Notariado
mentares, que considerarmos
ARTIGO OITAVO de Pemba, oito de Agosto de dois mil e treze. —
necessárias mediante autorização
A Conservadora, Ilegível.
das entidades competentes. (Gerência e representação da sociedade)

ARTIGO QUARTO Um) A sociedade é gerida pelos dois


sócios.
(Capital social)
Dois) Ficam desde já indicados os senhores Joelst Investimento, Limitada
Um) O capital social, integrante subscrito Paulo Jorge da Palma Cabrita e senhora Sara da
é realizado em dinheiro num valor total de Silva Catarino Guerreiro, como Sócios Gerentes Certifico, para efeitos de publicação, que no
cinquenta mil meticais, correspondente à soma da sociedade com dispensa de caução. dia vinte e seis de Agosto de dois mil e treze,
de duas quotas, divididas da seguinte maneira: foi matriculada na Conservatória do Registo de
a) Paulo Jorge da Palma Cabrita com ARTIGO NONO Entidades Legais sob NUEL 100420074, uma
a quota de vinte e três mil e (Competências) entidade legal supra constituída entre:
setecentos e cinquenta meticais, Primeiro. José António Cumbane,
correspondente a quarenta e sete Um) Compete a um dos sócios referidos
casado, natural de Jangamo e residente em
vírgula cinco por cento do capital no artigo oitavo alínea dois, de acordo as
Inhambane, portador do Bilhete de Identidade
social; suas disponibilidades representar a sociedade
n.º 080102193027S, emitido na cidade de
b) Sara da Silva Catarino Guerreiro em juízo, fora dela activa e passivamente, Inhambane, no dia vinte e dois de Maio de
com a quota de vinte e três mil e praticando todos os actos tendentes a realização dois mil e doze;
setecentos e cinquenta meticais, do objecto social que a lei ou os presentes Segunda. Stélia Quinita Armando
correspondentes a quarenta e sete estatutos não reservem a assembleia geral. Macuaranga, solteira maior, natural e
vírgula cinco por cento do capital Dois) Em caso algum a sociedade poderá
social; residente na cidade de Inhambane, Bairro
ser obrigada em actos e contratos estranhos aos Balane-1, portadora de Bilhete de Identidade
c) Anabela Puga da Silva com a
seus negócios designadamente em fianças letras n.º 080100650116B, emitido aos vinte dois de
quota de dois mil e quinhentos
a favor e abonações. Outubro de dois mil e dez, que se regerá pelas
correspondentes a cinco por cento
do capital social. condições plasmadas nos artigos seguintes:
ARTIGO DÉCIMO
Dois) O capital social poderá ser aumentado ARTIGO PRIMEIRO
por deliberação da assembleia geral que (Distribuição de resultados)
determina as formas e condições do aumento. (Denominação e sede)
Os lucros apurados em cada exercício da
sociedade líquidos de todas as despesas e A sociedade adopta a denominação,
ARTIGO QUINTO
encargos sociais, separada a percentagem legal Joelst-Investimento, Limitada, constitui-
(Prestações suplementares) para o fundo de reserva legal, enquanto não -se sob a forma de sociedade por quotas de
Não haverá prestações suplementares. estiver realizado ou sempre que seja necessário responsabilidade limitada e tem a sede no
Os sócios poderão fazer suprimentos à reintegrá-lo, poderão ser distribuídos pelos Bairro Malembuana, Ruas dos Santos, casa
sociedade, ao juro e condições definidas em sócios na proporção das suas quotas se outras número sete, cidade de Inhambane, sempre
assembleia geral. não for a deliberação da assembleia geral. que julgar conveniente a sociedade poderá criar
2776 — (38) III SÉRIE — NÚMERO 70
delegações, filiais, sucursais ou qualquer outra de Identidade n.º 080100650116B, com referência a trinta e um de Dezembro de
forma de representação social, no território emitido aos vinte dois de Outubro cada ano e serão submetidos a aprovação da
nacional e no estrangeiro. de dois mil e dez, com uma quota de assembleia geral.
cinquenta por cento correspondente
ARTIGO SEGUNDO a dez mil meticais do capital ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
(Duração) social. (Distribuição dos lucros)

A sociedade durará por tempo indeterminado, Dois) Não são exigíveis prestações suple-
Os lucros da sociedade serão repartidos pelos
contando-se o início da actividade a partir da mentares de capital, mas os sócios poderão
sócios, na proporção das respectivas quotas,
data da sua constituição. fazer os suprimentos de que a sociedade carece
depois de deduzida a percentagem destinada
mediante a estabelecerem em assembleia
ao fundo de reserva legal.
ARTIGO TERCEIRO geral.
(Objecto) ARTIGO SEXTO ARTIGO DÉCIMO QUARTO

Um) A sociedade tem por objectivo a prática (Cessão de quotas) (Dissolução)


das actividades turísticas, desporto marítimos Um) A divisão ou cessão de quotas é livre A sociedade dissolve-se nos termos previstos
e prestação de serviços marítimos, tais como, entre os sócios. na lei ou por deliberação da assembleia geral que
aluguer de barcos, casas, para pesca desportiva e Dois) A assembleia fica reservada o direito nomeará uma comissão liquidatária.
recreio, desporto aquático, mergulho e natação, de preferência perante terceiros. Está conforme.
construção civil e redes eléctricas, mobiliário,
aluguer de viaturas, exploração de madeira, ARTIGO SÉTIMO Inhambane, vinte e seis de Agosto de dois
exploração de recursos minerais, venda de mil e treze. — O Ajudante, Ilegível.
(Amortização de quotas)
material de escritório, aparelho condicionados,
viaturas, agência de viagem, construção civil. A sociedade tem a faculdade de amortizar
Dois) Importação e exportação e outras as quotas por acordo com os respectivos
desde que devidamente autorizado. proprietários ou quando qualquer quota for Emanuel Construções,
Três) A sociedade poderá exercer outras penhorada, arrestada ou por qualquer outro Limitada
actividades conexas, complementares ou meio, apreendida judicialmente
subsidiárias do objecto social principal, Certifico, para efeitos de publicação, que
participar no capital social de outras sociedades ARTIGO OITAVO por escritura de vinte e um de Agosto de dois
ou associar-se a outras empresas. mil e treze, lavrada de folhas sessenta e seis
(Assembleia geral)
e seguintes do livro de notas para escrituras
ARTIGO QUARTO A assembleia geral reunir-se-á ordinariamente diversas número cento e sessenta e sete traço
(Deliberação da assembleia geral) uma vez por ano para aprovação do balanço de B, do cartório Notarial de Xai-Xai a cargo de
contas do exercício e deliberar sobre quaisquer Fabião Djedje, técnico superior de registos e
Mediante deliberação da assembleia geral, outros assuntos para que tenha sido convocada
poderá a sociedade participar, directa ou notariado N2 e notário do referido cartório, foi
e extraordinariamente sempre que tal se mostre
indirectamente, em projectos de desenvolvimento entre Andries Jacobus westraad e Tomás Nel
necessário.
que de alguma forma concorram para o Chamo, constituída uma sociedade comercial
preenchimento do seu objecto social, bem como, ARTIGO NONO por quotas de responsabilidade limitada, a qual
o mesmo objecto, aceitar concessões, adquirir se rege pelos estatutos seguintes:
e gerir participações no capital de quaisquer A assembleia geral será convocada pela
sociedades, independentemente do respectivo Gerência com uma antecedência mínima ARTIGO PRIMEIRO
objecto social, ou ainda participar em empresas, quinze dias, por carta registada com aviso de
(Denominação)
associações empresariais, agrupamentos de recepção.
empresas, e outras formas de associações. ARTIGO DÉCIMO A sociedade adopta a denominação de
Emanuel Construções, Limitada, regendo-se
ARTIGO QUINTO (Administração e a forma de obrigar)
pelos seguintes estatutos e demais legislação
(Capital social) Um) A administração e gerência da sociedade aplicável.
é exercida pelo sócio José António Cumbane, o ARTIGO SEGUNDO
Um) O capital social, integralmente
qual poderá gerir e administrar a sociedade.
realizado em dinheiro é de vinte mil meticais (Sede)
Dois) Compete a administração a repre-
correspondente à soma quotas assim distri-
sentação da sociedade em todos os actos, activa A sociedade tem a sua sede em Nhabanga,
buídas:
e passivamente em juízo e fora dele dispondo Posto Administrativo de Zongoene, distrito
a) José Antònio Cumbane, casado, dos mais amplos poderes para a prossecução dos de Xai-Xai, província de Gaza, podendo
natural de Jangamo e residente em fins de sociedade, gestão corrente dos negócios por deliberação da assembleia geral, criar
Inhambane, portador do Bilhete e contratos sociais.
de Identidade n.º 080102193027S, sucursais, delegações ou qualquer outra forma
emitido na cidade de Inhambane, no de representação social no país, depois de
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
dia vinte dois de Maio de dois mil e devidamente autorizada.
doze, com uma quota de cinquenta A movimentação da conta bancária será
exercida pelos dois sócios, podendo delegar a ARTIGO TERCEIRO
por cento, correspondente a dez mil
meticais do capita social; um representante caso for necessário.
(Objecto)
b) Stélia Quinita Armando Macuaranga,
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Um) A sociedade tem como objecto:
solteira maior, natural e residente
na cidade de Inhambane Bairro O exercício social coincide com o ano civil. a) Desenvolvimento de actividades
Balane-1, portadora de Bilhete O balanço e contas de resultados fechar-se-ão construção civil e obras públicas;
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (39)

b) Montagem e reparação de instalações ARTIGO NONO ARTIGO DÉCIMO SEXTO


eléctricas de baixa e média tensão.
(Divisão de quotas) (Dissolução)
Dois) A sociedade poderá desenvolver outras
actividades comerciais desde que para o efeito Um) A quota pode ser dividida mediante Um) A sociedade dissolve-se nos termos
obtenha as necessárias autorizações. consentimento da sociedade. da lei.
Dois) Não carece de autorização especial Dois) Quando a dissolução derive da deli-
ARTIGO QUARTO da sociedade a divisão da quota a favor de um beração dos sócios, todos serão nomeados
outro sócio bem como a divisão de quotas por liquidatários.
(Capital) herdeiros do sócio. Três) Em caso da morte ou interdição de um
O capital social, integralmente subscrito dos sócios, a sociedade não se dissolvera, antes
ARTIGO DÉCIMO continuará com os herdeiros do falecido ou
e realizado pelos sócios é de cento e cinquenta
mil meticais correspondente à soma de duas representante legal do interdito que nomearão um
(Assembleia geral)
dentre si a todos representante na sociedade.
quotas de valores nominais desiguais e
Um) A assembleia geral dos sócios reúne Está conforme.
equivalentes às percentagens sobre o capital
ordinariamente uma vez por ano e, extra-
social seguintes: Cartório Notarial de Xai-Xai, vinte e um
ordinariamente sempre que for necessário.
a) Andries Jacobus westraad, com de Agosto de dois mil e treze. — A Técnica,
Dois) O ano social coincidem com o ano
noventa e cinco por cento; Ilegível.
civil.
b) Tomás Nel Chamo, cinco por cento. Três) O Balanço e as contas de resultados
fecham-se com a data de trinta e um de
ARTIGO QUINTO Dezembro de cada ano e carecem de aprovação
da assembleia geral a realizar até o dia trinta e
Piccola, Limitada
(Aumento do capital)
um de Março do ano seguinte. Certifico, para efeitos de publicação, no
Um) O capital social poderá ser alterado uma Boletim da República que por escritura de
ou mais vezes por deliberação da assembleia ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO trinta e um de Maio de dois mil e treze, lavrada
geral mediante. a folhas doze a catorze verso do livro de
(Convocação)
Dois) A deliberação do aumento do capital notas para escrituras diversas número cento e
social indicará se são criadas novas quotas ou A assembleia geral é convocada pelos noventa e quatro barra A desta Conservatória,
directores e, quando não fizerem a convocação perante mim, Yolanda Luisa Manuel Mafumo,
se é aumentado o valor nominal das existentes
requerida podem os requerentes fazê-la técnico superior dos registos e notariado e
e/ou se será feito por entradas de novos sócios conservadora em pleno exercício das funções
na sociedade. directamente.
notarias, foi constituida uma sociedade por
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO quotas de responsabilidade limitada denominada
ARTIGO SEXTO por Piccola, Limitada entre Stefania Servídio
(Formalidade) e Francesco Destrero, que se regerá pelas
(Suprimentos)
A assembleia geral é convocada por meio cláusulas seguintes:
Os sócios poderão fazer à caixa os suprimentos
de cartas, com aviso de recepção, dirigidas CAPÍTULO I
de que ela carecer ao juro e demais condições a
aos sócios com antecedência de quinze dias,
estabelecer em assembleia geral. Da denominação, duração, sede
devendo mencionar a agenda, o local, a data e
a hora de realização. e objecto
ARTIGO SÉTIMO
ARTIGO PRIMEIRO
(Amortização de quotas) ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
A sociedade adopta a denominação Piccola,
À sociedade, mediante deliberação da (Direcção) Limitada, empresa de prestação de serviços,
assembleia geral, fica reservado o direito de consultoria em turismo, instrução de mergulho
Um) A gerência e administração da sociedade e transfere de turistas, com sede na cidade de
amortizar as quotas dos sócios no prazo de cabem ao sócio, Andries Jacobus westraad, Pemba Bairro Eduardo Mondlane, Avenida
noventa dias a contar da verificação ou do desde já nomeado director-geral para obrigar Eduardo Mondalane do Wimbe, província de
conhecimento de um dos seguintes factos: a sociedade em todos os actos e contratos, Cabo Delgado, é uma sociedade por quotas de
a) Se qualquer quota ou parte dela for bem como a sua representação em juízo e fora responsabilidade limitada.
arrestada, penhorada, arrolada, dele. Parágrafo único. A sociedade pode abrir ou
apreendida ou sujeita a qualquer Dois) Os sócios ou director poderá encerrar quaisquer sucursais, agências.
acto judicial ou administrativo que delegar os seus poderes no todo ou em parte O seu objecto é para as quais obtenha a
possa obrigar a sua transferência à mandatários. necessária autorização, investir ou participar no
para terceiros, ou ainda, se for capital social de outras sociedades constituidas
ARTIGO DÉCIMO QUARTO ou a constituir no país ou no exterior.
dada garantia de obrigações que
o seu titular assuma sem prévia (Remuneração) CAPÍTULO II
autorização da sociedade; A remuneração dos sócios será fixada pela Do capital social
a) Nos casos de insolvência do sócio, assembleia geral.
cessão de quotas sem prévia ARTIGO QUARTO
anuência da sociedade. ARTIGO DÉCIMO QUINTO O capital social, é de vinte mil meticais
integralmente realizado em dinheiro, que
ARTIGO OITAVO (Lucros)
corresponde à soma de duas quotas iguais,
Os lucros da sociedade, depois de deduzida a distribuídas pela forma seguinte:
(Cessão de quotas)
importância para a constituição da reserva legal a) Stefania Servidio, com a quota de
A cessão de quotas a sócios ou estranhos e feitas as deduções que os sócios acordarem, dez mil meticais, o equivalente
é mediante consentimento dos sócios, por serão repartidos entre os sócios na proporção a cinquenta porcento do capital
deliberação em assembleia geral. das respectivas quotas. social;
2776 — (40) III SÉRIE — NÚMERO 70
b) Francesco Destrero, com a quota de desde que os respectivos endereços estejam ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
dez mil meticais, o equivalente devidamente reconhecidos pelo conselho de
A sociedade só se dissolve nos casos
a cinquenta porcento do capital gerência. fixados na lei. Dissolvendo-se por acordo
social. ARTIGO NONO entre os sócios, todos eles serão liquidatários,
devendo proceder a sua liquidação, como então
ARTIGO QUINTO As assembleias gerais para o seu funcio- deliberarem.
namento deverão estar presentes sócios que
Um) A cessassão de quotas no todo ou ARTIGO DÉCIMO QUARTO
representem mais de cinquenta e um por cento
em parte. A passagem de quotas a estranhos
de capital social. Em tudo quanto fica omisso regularão
só poderá efectuar-se com prévio e expresso
as disposições da lei de onze de Abril de
consentimento da assembleia geral na sua ARTIGO DÉCIMO mil novecentos e um e demais legislação
secção extraordinária.
Nenhuma questão emergente desta cons- aplicável.
Dois) A oportunidade e o agradecimento
tituição poderá ser objecto de acção judicial Assim o disseram e outorgaram.
do sócio a vários outros novos sócios haverá
sem que seja debatida em assembleia geral Está conforme.
prestações suplementares, podendo porém
e tomada solução por via amigável. Conservatória dos Registos e Notariado
qualquer dos sócios, fazer a caixa de suprimentos
e que ela carecer, nas condições deliberadas em de Pemba, cinco de Junho do ano de dois mil
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO e treze. — A Conservadora, Ilegível.
assembleia geral.
Três) A oprtunidade de compra de quotas As deliberações da assembleia geral são
do sócio sessante só poderá ser possível tomadas por maioria simples de votos dos
respeitando a proporção das quotas do capital sócios, excepto nos casos em que pela lei ou
social dos interessados. pelos presentes estatutos se exija maioria. Além M.M Integrated Steel Mills
dos casos em que a lei exija, requerem setenta (Mozambique), Limitada
CAPÍTULO III por centos correspondentes ao capital social as Certifico, para efeitos de publicação, que
deliberações por objecto: no dia dezanove de Maio de dois mil e dez, foi
Da gerência e representação
a) A emissão ou empréstimos em dinheiro matriculada, na Conservatória dos Registos de
da sociedade
pela sociedade a particulares, Nampula, sob o n.º 100157349, uma sociedade
ARTIGO SEXTO bancos ou outras instituições por quotas de responsabilidade limitada, M.M
financeiras, bem como a aquisição Integrated Steel Mills (Mozambique), Limitada,
O conselho de gerência será composto pelos a cargo do Conservador Macassute Lenço,
de participações sociais em outras
sócios seguintes. mestre em Ciências Jurídicas e técnico superior
sociedades; dos registos e notariado N1, constituída entre os
Parágrafo primeiro. A administração e
b) Liquidação voluntária ou dissolução sócios, Subhash Motibhai Patel, Girdharbhai
gerência da sociedade e a sua representação
da sociedade; Meghji Ratna Pindolia, Bharat Kantilal Shah,
em juízo e fora dela, activa ou passivamente,
c) Qualquer alteração aos estatutos da Kumar Vinodrai Pujara, Vishnu Rooplal
pertence e será exercida pela sócia Francesco
sociedade; Wadhwan e Veeresham Srikanth Pullimamidi
Destrero indicado ou nomeado em deliberação
d) Qualquer disposição de parte dos representando deste modo cem por cento do
da assembleia geral. capital social, por acta datada de vinte e três
bens (móveis e imóveis) ou
equipamentos da sociedade, dias do mês de Julho do ano de dois mil e treze,
CAPÍTULO IV onde altera o artigo quarto do capital social
incluindo as participações sociais
(Assembleia geral) da sociedade, que passa a ter a seguinte nova
em outras sociedades;
redacção:
ARTIGO SÉTIMO e) A criação de joint ventures ou quaisquer
ARTIGO QUARTO
acordos de parceria;
Anualmente será dado um balanço final com f) A celebração de contratos com pessoas Capital social
a data de trinta e um de Dezembro. Os lucros determinadas ou fora do curso O capital social, subscrito e integral-
líquidos, apurados em cada balanço, deduzidos normal da sociedade; mente realizado em dinheiro, é de
para o fundo de reservas legal, outras reservas g) A contratação de quadros seniores da cinquenta mil de meticais, correspondente
e feitas quaisquer outras deduções em que os sociedade; à soma de cinco quotas, sendo uma
sócios acordem, serão divididos na proporção h) A divisão e distribuição de lucros da quota no valor de vinte e nove mil e
das suas quotas. sociedade; quinhentos meticais correspondente a
Paragrafo primeiro. A assembleia geral i) Instauração de processos judiciais ou cinquenta e nove porcento do capital
reunirá em sessão ordinária uma vez em cada outros; social, pertencente ao sócio Subhash
ano, para apreciação, aprovação ou modificação Motibhai Patel, uma quota no valor de
j) Abertura de creditos e debitos com
dez mil meticais correspondente a vinte
do balanço e contas do exercício, bem como terceiros.
porcento do capital social, pertencente ao
para deliberar sobre quaisquer outros assuntos sócio Girdharbhai Meghji Ratna Pindolia,
constantes da respectiva convocatória e , em CAPÍTULO V
duas quotas iguais no valor de cinco
sessão extraordinária sempre que se mostrar Das disposições diversas mil meticais cada uma, correspondente
necessário. a dez porcento do capital social cada,
Paragrafo segundo. A assembleia geral ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO pertencentes aos sócios Kumar Vinodrai
decidirá sobre as remunerações dos sócios, na Pujara e Vishnu Rooplal Wadhwan
Por morte ou interdição de qualquer dos
sua sessão anual. respectivamente e uma quota no valor de
sócios a sociedade não se dissolve, mas quinhentos meticais, correspondente a
continuará e exercerão em comum os seus um porcento do capital social pertencente
ARTIGO OITAVO
direitos os herdeiros ou representante do ao sócio Veeresham Srikanth Pullimami
As assembleias gerais serão convocadas falecido ou interdito, devendo escolher entre do capital social.
por meio de cartas registadas, e por correio eles, um que a todos represente na sociedade Maputo. — O Conservador, Macassute
electrónico (e-mail) para cada um dos sócios enquanto a quota permanecer indivisa. Lenço.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (41)

Palm View Lodge, Limitada Banco único, S.A. Ayumalay Comercial


Convocatória
Sociedade Unipessoal,
Certifico, para efeitos de publicação, que
por acta da assembleia geral extraordinária de Limitada
Por meio da presente convocam-se os
cessão total de quotas e entrada novos sócios senhores accionistas do Banco Único, S.A., Certtifico, para efeitos de publicação, que no
na sociedade em epígrafe, realizada no dia sociedade anónima de Direito Moçambicano, dia vinte e sete de Outubro de dois mil e treze,
seis de Agosto de dois mil e treze na sede com sede na Avenida Julius Nyerere, número
foi matriculada na Conservatória do Registo de
da mesma, matriculada na Conservatória de quinhentos e noventa, em Maputo, matriculada
na Conservatória do Registo das Entidades Entidades Legais sob NUEL 100420252, uma
Registo das Entidades Legais sob o número sociedade denominada Ayumalay Comercial
Legais sob o n.º 100163403, com o capital
setecentos oitenta e dois a folhas cem, onde Sociedade Unipessoal, Limitada.
social de MZN 1.740.000.000,00, para a
os sócios Johannes Jacobus Pretorius, John reunião extraordinária da Assembleia Geral da É celebrado o presente contrato de socie-
Johannes Van Der Mescht e Frans Hendrik sociedade a realizar no dia trinta de Setembro dade, nos termos do artigo noventa do Código
Smit, detentores de quotas de noventae oito do corrente ano, pelas dez horas, na sede da Comercial.
por cento, um para cada um dos dois ultimos sociedade, a fim de deliberarem sobre a seguinte
ordem de trabalhos: Alberto Carlos Couana, solteiro, portador do
sócios respectivamente, totalizando os cem por
Ponto um. Aprovar a alteração dos Bilhete de Identidade n.º 110100808677N
cento do capital social, todos representados pelo
estatutos da sociedade, de acordo emitido em dezassete de Janeiro de dois
seu bastante procurador o senhor Albano João
com o projecto de estatutos que se mil e onze, válido até de Janeiro de dois
Vitorino Júnior, com poderes suficientes para o
encontra disponível para consulta mil e dezasseis, natural de Maputo de
efeito, conforme as procurações apresentadas,
dos exmos senhores accionistas na nacionalidade moçambicana residente no
tendo deliberado em conformidade com os seus sede da sociedade, com definição Bairro Ferroviário, quarteirão número dez,
representados cederem na totalidade as suas das condições a cuja verificação a casa número cem, nesta cidade de Maputo,
quotas a favor da sociedade, e por sua vez ela produção de efeitos de tal alteração constitui uma sociedade entre si que se regerá
admite novos sócios Pieter Leonard Goosen deverá ficar sujeita; pelos seguintes artigos:
e Kym Cheyanne Goosen, ambos naturais e Ponto dois. Nomear novos membros
residentes na África do Sul. do Conselho de Administração da ARTIGO PRIMEIRO
sociedade, em conformidade com a
Por conseguinte a sociedade decidiu lista que se encontra disponível para (Denominação da sede)
redistribuir as quotas, alterando o deste modo consulta dos senhores accionistas
o pacto social nos seus artigos quarto e número na sede da sociedade, com definição A sociedade adopta a denominação de
um do nono que passam a ter nova redacção das condições a cuja verificação a Ayumalay Comercial Sociedade Unipessoal,
produção de efeitos de tal alteração Limitada, tem a sua sede na cidade de Maputo
seguinte:
deverá ficar sujeita. na Avenida Marcos Sebastião Mabote Bairro
ARTIGO QUARTO de Albasine casa número sescentos e dezanove,
Têm direito a votar nesta Assembleia Geral
Capital social os accionistas que detiverem acções averbadas quarteirão número doze, a sociedade poderá
a seu favor no competente livro de registo de mediante deliberação do conselho de gerência
O capital social, integralmente acções à data de oito dias antes da data marcada mudar a sua sede social dentro do país, criar e
realizado em dinheiro, é de dez mil para a assembleia, devendo as mesmas acções extinguir sucursais, agências, dependências,
meticais correspondente à soma de duas permanecer registadas a seu favor até ao escritórios ou qualquer outra forma de
quotas, assim distribuídas: encerramento da reunião. representação, no território nacional ou no
Para efeitos do disposto no número dois do
a) Pieter Leonard Goosen, com estrangeiro, observando os requisitos legais.
artigo 134º do Código Comercial, informam-
uma quota no valor nominal se os senhores accionistas que os seguintes ARTIGO SEGUNDO
de cinco mil meticais documentos se encontram à sua disposição para
representativa de cinquenta consulta na sede da sociedade: (i) projecto de (Duração)
por cento do capital social; novos estatutos da sociedade, para os efeitos
do ponto um da ordem de trabalhos; (ii) lista A sociedade constitui-se por tempo
b) Kym Cheyanne Goosen, com
com novos membros propostos para o Conselho indeterminado, contando-se o seu início
uma quota no valor nominal
de Administração da sociedade, e com nova para todos efeitos, a partir da data da sua
de cinco mil meticais
constituição do mesmo conselho, para os efeitos assinatura.
representativa de cinquenta do ponto dois da ordem de trabalhos.
por cento do capital social. ARTIGO TERCEIRO
Maputo, vinte e sete de Agosto de dois mil
e treze. — O Presidente da Mesa da Assembleia (Objecto da sociedade)
ARTIGO QUARTO
Geral, Hélder dos Santos Félix Monteiro
Administração e gerência Muteia. Um) A sociedade tem como objecto principal
da sociedade o comércio a grosso e a retalho com importação
e exportação de produtos alimentar, géneros
A administração e gerência da socie- frescos, bebidas, refrigerantes, ferragens,
dade são exercidas conjuntamente pelos ADENDA artigos domésticos e de limpeza, perfumaria,
sócios Pieter Leonard Goosen e Kym mobiliário diverso, material de construção,
Certifico, para efeitos de publicação, que
Cheyanne Goosen. por ter saido omisso no Boletim da República, electrodomésticos e prestação de serviços nas
Que em tudo o que não foi alterado número sessenta e sete, suplemento, de vinte áreas retro mencionadas.
continuam a vigorar conforme os estatutos da e dois Agosto de dois mil e treze, no artigo Dois) A sociedade poderá participar em
constituição. primeiro, onde se lê: «Makala Moçambique, outras sociedades já ou a constituir, exercer
Limitada», de ler-se: «Makala ya Moçambique, actividades comerciais ou industriarias conexas,
Está conforme. Limitada». complementares ou subsidiárias da actividade
Inhambane, vinte de Agosto de dois mil Maputo, vinte e nove de Agosto de dois mil principal, para as quais obtenha as necessárias
e treze. — O Ajudante, Ilegível. e treze. — O Técnico, Iegível. autorizações.
2776 — (42) III SÉRIE — NÚMERO 70
ARTIGO QUARTO se julgar necessário. Em assembleia destes ARTIGO TERCEIRO
os fundos terão enquadramento necessário a
(Capital social) Objecto
situação que for merecido por estes.
Capital social, integralmente realizado em Um) A sociedade tem por objecto:
dinheiro e de vinte mil meticais e correspondente ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
a) Exercer actividades na área de
a cem porcento do capital social pertencente ao (Exoneração dos sócios)
único socio Alberto Carlos Couana. construção civil e obras hidráu-
Em todo o caso omisso regularão as licas, abastecimento de agua e
ARTIGO QUINTO disposições legais vigentes e aplicáveis na saneamento;
(Aumento da capital) República de Moçambique. b) Participações financeiras em outras
Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil sociedades, actividades de
O capital social poderá ser aumentado capital de risco, e, intermediacão
ou diminuído desde que a assembleia assim e treze. — O Técnico, Ilegível.
comercial, representacão de marcas
o delibere.
e patentes;
ARTIGO SEXTO c) Importação e exportação de matérias de
(Cessão e divisão de capital) Construções Linnea construção e os de mais prestação
de serviços e consultoria nas areas
A cessão ou divisão da quota, observados as – Sociedade Unipessoal,
em que explora .
disposições legais em vigor é livre do sócio, mas Limitada
a estranhos, dependendo do consentimento da Dos) A sociedade poderá adquirir parti-
sociedade que terá o direito de preferência em Certifico, para efeitos de publicação, que cipações financeiras em sociedade a constituir
primeiro lugar, e o sócio em segundo. no dia vinte sete de Agosto de dois mil e treze, ou já constituidas ainda que tenha como objecto
foi matriculada na Conservatória do Registo de social diferente do da sociedade.
ARTIGO SÉTIMO
Entidades Legais sob NUEL 100420198, uma Três) A sociedade poderá exercer quaisquer
(Administração e gerência) sociedade denominada Construções Linnea outras actividades desde que para isso esteja
Paragrafo um. A administração, gerência – Sociedade Unipessoal, Limitada. devidamente autorizada nos termos da legislacão
da sociedade e sua representação em juízo em vigor.
Elónio Alexandre Muiuane, de cinquenta
dentro ou fora dela activa ou passivamente será e um anos de idade titular do Bilhete de ARTIGO QUARTO
exercida pelo sócio Alberto Carlos Couana, que
Identidade n.º110100253608S, emitido no Capital social
outorganeste acto por si.
Paragrafo dois. O administrador pode delegar dia vinte e nove de Março de dois mil e
onze, natural de Chicumbane, casado com O capital social, integralmente subscrito e
os seus poderes a pessoas ligadas a sociedade
realizado em dinheiro é de vinte mil meticais,
ou a estranhos, devendo o instrumento de Adosinda Gabriel Mussavele Muiuane,
correspondente à soma de uma quota unica
delegação indicar expressamente o âmbito e a portadora do Bilhete de Identidade
extensão desses poderes. sendo no valor nominal de vinte mil meticais,
n.º 110500561238Q, emitido pela Direcção
Paragrafo três. Os administradores são o equivalente a cem por cento do capital
de Identificação Civil de Maputo, casados
competentes para obrigar a sociedade em todos social pertencente ao sócio Elónio Alexandre
em regime de comunhão geral de bens,
seus actos. Muiuane.
ambos residentes na cidade de Maputo, rua
Paragrafo quarto. Os administradores ARTIGO QUINTO
são vinculados por estes estatutos e outros José Mateus número mil trezentos e oitenta
regulamentos internos da empresa, já e cinco, Polana Cimento. Gerência
definidos. Pelo presente escrito particular, constitui A administracão, gestão da sociedade e
ARTIGO OITAVO uma sociedade unipessoal de responsabilidade sua representacão em juizo e fora dele, activa
(Dissoluções) limitada, que reger-se-á pelos seguintes e passivamente, serão exercidas pelo Elónio
artigos: Alexandre Muiuane, com dispensa de caucão,
A sociedade não se dissolve por morte ou
interjeição dosócio, antes continuará com os ARTIGO PRIMEIRO bastando a sua assinatura, para obrigar a
herdeiros ou representantes do sócio falecido sociedade. O/s gerente/s tem plenos poderes para
Denominação e sede
ou interdito. nomear mandatario/s a sociedade, conferindo,
A sociedade adopta a denominacão de os necessarios poderes de representacão.
ARTIGO NOVO
Construções Linnea – Sociedade Unipessoal,
ARTIGO SEXTO
(Assembleia geral) Limitada, e tem a sua sede nesta cidade de
Maputo Avenida Amílcar Cabral, número Dissolução
A assembleia geral ordinária reunirá uma
vez em cada ano, para apreciação, aprovação ou setecentos e cinquenta e seis, rés-do-chão, A sociedade so se dissolve nos termos
modificação do balanço e contas do exercício, podendo por deliberacão da assembleia geral fixados pela lei.
bem como para deliberar sobre quaisquer outros abrir ou encerrar sucursais dentro e fora do pais
assuntos constantes da respectiva convocatória, quando for conveniente. ARTIGO SÉTIMO
e em sessão extraordinária, sempre que se
mostrar necessário. ARTIGO SEGUNDO Herdeiros

Em caso de morte do sócio da sociedade


ARTIGO DÉCIMO Duracão
os seus herdeiros assumem automaticamente
(Balanço) A sua duracão será por tempo indeter- o lugar na sociedade com dispensa de caucão,
Dos lucros apurados em cada exercício minado, contando-se o seu inicio a partir da podendo estes nomear seu representante
depois de deduzidos cinco por cento para fundo data da celebração do presente contrato da sua se assim o entender desde que obedeçam o
de reserva legal e feitas outras deduções que constituição. preceituado nos termos da lei.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (43)

ARTIGO OITAVO Dois) Mediante deliberação do conselho de gozando os actuais sócios de preferência na sua
gerência a sociedade poderá abrir sucursais, alienação ou na admissão de novos sócios, a
Casos omissos
filiais ou qualquer outra forma de representação quem serão cedidas as novas quotas.
Os casos omissos, serão regulados pela no país e no estrangeiro, bem como transferir SECÇÃO I
lei e em legislacão aplicavel na Republica de a sede para qualquer outro local do território
Moçambique. Dos suprimentos
nacional.
Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil ARTIGO SEXTO
e treze. — O Técnico, Ilegível. ARTIGO QUARTO
Não são exigíveis prestações suplementares
Um) A sociedade tem por objecto principal o
de capital, mas os sócios poderão fazer à
exercício de catering e prestação de serviços: sociedade os suprimentos pecuniários que
a) Organização e decoração de espaços aquela carecer, os quais vencerão juros.
Gabysch Catering
para eventos; Parágrafo primeiro. A taxa de juros e as
e Prestação de Serviços,
Limitada b) Aluguer de material para eventos; condições de amortização dos suprimentos serão
c) Aluguer de mobiliário diverso; fixados por deliberação social e consoante cada
Certifico, para efeitos de publicação, que no d) Concessão e consultoria de projectos caso concreto.
dia vinte e sete de Agosto de dois mil e treze, de eventos;
foi matriculada na Conservatória do Registo e) Organização e montagem de feiras SECÇÃO II
de Entidades Legais sob NUEL 100420325, gastrónomicas; Da cessão de quotas
uma sociedade denominada Gabysch Catering f) Promoção e organização de espe-
e Prestação de Serviços, Limitada. ctáculos; ARTIGO SÉTIMO
É celebrado o presente contrato de sociedade, g) Serviços de aluguer de viaturas.
A cessão de quotas a não sócios bem como
nos termos do artigo noventa do Código
Dois) Importação e exportação. a sua divisão depende, do prévio e expresso
Comercial, entre:
Três) A sociedade poderá ainda exercer consentimento da assembleia geral e só
Primeira. Sofia Rafael Chival, de nacio- outras actividades comerciais e industriais produzirá efeitos desde a data de outorga da
nalidade moçambicana, solteira, natural conexas, complementares e/ou subsidiárias da respectiva escritura e da notificação que deverá
de Maputo, residente nesta cidade de
actividade principal desde que sejam permitidas ser feita por carta registada.
Maputo, portadora do Bilhete de Identidade
por lei e que a assembleia geral delibere nesse Parágrafo primeiro. A sociedade, goza
n.º 11010060993S, emitido aos vinte e dois
sentido. sempre, de direito de preferência no caso de
de Novembro de dois mil e dez, pela Direcção
Nacional de Identificação Civil de Maputo; CAPÍTULO II cessão de quotas. Se esta não o quiser exercer
Segundo. Gabrielle Sofia Jeu Zango, de caberá aos sócios não cedentes o exercício
Do capital social deste direito na proporção das quotas que já
nacionalidade moçambicana, solteira, residente
em Maputo e, portadora do Bilhete de Identidade ARTIGO QUINTO possuam.
n.º 110100783714B, emitido aos catorze de Parágrafo segundo. Havendo discordância
Um) O capital social é de trinta mil meticais, quanto ao preço da quota a ceder, a assembleia
Janeiro de dois mil e onze, pela Direcção
Nacional de Identificação Civil de Maputo. divididos pelas sócias em duas quotas, na geral poderá designar peritos estranhos à
seguinte proporção: sociedade, que decidirão e determinarão esse
Que, pelo presente contrato de sociedade
outorgam que constituem entre si uma sociedade a) Sofia Rafael Chival, cinquenta e valor, sendo incondicional a sua decisão.
por quotas de sociedade de responsabilidade cinco por cento do capital social,
limitada, que se regerá pelas clausulas equivalente ao valor de dezasseis SECÇÃO III
seguintes: mil e quinhentos meticais; Da amortização de quotas
b) Gabrielle Sofia Jeu Zango, quarenta
CAPÍTULO I e cinco por cento do capital social, ARTIGO OITAVO
Da denominação, duração, sede equivalente ao valor de treze mil e A sociedade poderá amortizar a quota de
e objecto quinhentos meticais. qualquer sócio nos seguintes casos:
ARTIGO PRIMEIRO Dois) O capital social, encontra-se integral- a) Por acordo com o seu titular;
mente subscrito e realizado em dinheiro. b) Por falecimento, interdição ou
A sociedade adopta a denominação Gabysch
Parágrafo primeiro. Deliberado qualquer inabilitação do seu titular;
Catering e Prestação de Serviços, Limitada,
aumento do capital social, será o montante c) Se a quota for objecto de penhora,
e reger-se-á pelos presentes estatutos e pela
rateado pelos sócios existentes na proporção arresto, ou qualquer outra forma de
legislação aplicável.
das suas quotas, competindo à assembleia apreensão judicial;
ARTIGO SEGUNDO geral deliberar como e em que prazo deverá d) Se o titular deixar de exercer a
ser feito o seu pagamento, quando o respectivo sua actividade na sociedade e/ou
A sociedade constitui-se por tempo indeter-
aumento de capital não seja imediatamente e abandonar a sociedade;
minado, contando-se o seu início a partir da data
da presente escritura. integralmente realizado, obrigando-se, desde e) Se sem acordo com os restantes
já os sócios a garantir, no mínimo a entrega sócios, um dos sócios, detiver
ARTIGO TERCEIRO imediata de cinquenta por cento do valor da quota em sociedade com o mesmo
actualização. ramo de actividade, por conta
Um) A sociedade tem a sua sede na Avenida
Maguiguana, número quinhentos e quarenta Parágrafo segundo. Em vez do rateio própria ou de outrém, ou se cometer
e cinco, rés-do-chão, flat dois, cidade de Maputo, estabelecido no parágrafo anterior, poderão os irregularidades das quais resulte
Distrito Municipal Kampumu, província sócios deliberar em assembleia geral, constituir prejuízo para o bom nome, crédito
de Maputo. novas quotas até ao limite do aumento do capital, e interesse da sociedade.
2776 — (44) III SÉRIE — NÚMERO 70
CAPÍTULO III Dois) O conselho de gerência poderá delegar b) A destituição dos gerentes;
poderes em qualquer ou quaisquer dos seus c) A exoneração de responsabilidade dos
Da direcção, assembleia geral membros para constituir mandatários nos termos gerentes;
e representação da sociedade e para os efeitos do artigo duzentos e cinquenta d) A proposição de acção pela sociedade
SECÇÃO IV e seis do Código Comercial.
contra gerentes e sócios, bem assim
Da direcção ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO como, a desistência e transação
nessas acções;
Um) A sociedade fica validamente obri-
ARTIGO NONO e) A alteração do contrato da sociedade;
gada:
Um) A sociedade é dirigida por um conselho a) Pela assinatura individualizada de f) A fusão, cisão, transformação e
de gerência composto por todos os gerentes, os um gerente ao qual o conselho de dissolução da sociedade;
quais são designados pela assembleia geral. gerência tenha delegado poderes, g) A alienação ou oneração de bens imóveis
Dois) A presidência do conselho de gerência por procuração ou deliberação e a tomada de estabelecimentos em
registada em acta nesse sentido; regime de arrendamento;
será nomeada pela assembleia geral dos
b) Pela assinatura de procurador
sócios. h) A subscrição ou aquisição de partici-
especialmente constituído, nos
Três) As deliberações do conselho de termos e limites específicos do pações noutras sociedades e a sua
gerência, são tomadas por maioria simples dos respectivo mandato. alienação ou oneração.
membros presentes ou representados, tendo o
Dois) Os actos de mero expediente poderão
presidente ou quem as suas vezes o fizer, voto ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
se assinados por qualquer dos membros
de qualidade. do conselho de gerência ou por qualquer As assembleias gerais ordinárias ou extra-
Quatro) O conselho de gerência indicará empregado devidamente autorizado. ordinárias serão convocadas, por um gerente ou
entre os sócios ou estranhos à sociedade, um
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO por quem o substitua nessa qualidade.
gerente, a que competirá a gerência diária e
executiva dos negócios da sociedade. Um) Os gerentes respondem civil e criminal- ARTIGO DÉCIMO OITAVO
mente para com a sociedade, pelos danos a esta
ARTIGO DÉCIMO causados por actos ou omissões praticados com As deliberações dos sócios em assembleia
Um) O conselho de gerência reunirá sempre a preterição dos deveres legais e contratuais. geral serão tomadas por uma pluralidade de
que necessário, e pelo menos, uma vez por Dois) É proibido aos membros do conselho votos representativos que correspondam no
trimestre, sendo convocado pelo seu presidente de gerência ou seus mandatários obrigar a mínimo setenta e cinco por cento do capital
sociedade em actos e contratos estranhos aos social.
ou por quem o substitua naquelas funções.
negócios sociais, tais como letras, fianças,
Dois) A convocação será feita com o CAPÍTULO IV
avales e semelhantes.
pré-aviso de quinze dias por telex, fax, ou
carta registada salvo, se for possível reunir Das disposições gerais
SECÇÃO V
todos os membros por outro meio sem muitas ARTIGO DÉCIMO NONO
Da assembleia geral
formalidades. A convocatória deverá incluir
a ordem dos trabalhos, bem como deve Um) Anualmente será dado um balanço
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
ser acompanhada de todos os documentos fechado com a data de trinta e um de
Um) A fiscalização dos actos do conselho Dezembro.
necessários a tomada de deliberação quando
de gerência compete à assembleia geral dos
seja o caso. Dois) Os lucros líquidos que o balanço
sócios.
Três) O conselho de gerência reúne-se em registar terão a seguinte aplicação:
Dois) A assembleia geral reúne-se, ordinaria-
princípio na sede social podendo sempre que o mente, uma vez por ano, de preferência na sede a) A percentagem indicada para constituir
presidente entender conveniente e os membros da sociedade, para apreciação ou modificação do o fundo de reserva legal, enquanto
acordarem reunir em qualquer outro local do balanço e contas do exercício e para deliberar não estiver realizado nos termos da
território nacional. sobre quaisquer outros assuntos para que tenha lei ou sempre que seja necessário
Quatro) Os membros do conselho de gerência sido convocada e, extraordinariamente, sempre
reintegrá-lo;
que por qualquer razão não possam estar que for necessário.
b) Para outras reservas em que seja
presentes às reuniões regulares e extraordinárias
ARTIGO DÉCIMO QUINTO necessário criar as quantidades
deste órgão, poderão delegar noutros membros ou
Um) As assembleias gerais consideram-se que se determinarem por acordo
a entidades estranhas à sociedade os necessários
regularmente constituídas, quando assistidas unânime dos sócios;
poderes de representação, mediante procuração
ou simples carta para esses fim dirigida ao por sócios que representam pelo menos dois c) O remanescente das reservas supra
presidente do conselho de gerência. terços do capital. indicadas servirá para pagar os
Dois) Se a representação for inferior, dividendos aos sócios na proporção
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO convocar-se á nova assembleia, sendo as suas das suas quotas.
deliberações válidas seja qual for a parte do
Um) O Conselho de gerência disporá dos capital nela representada. ARTIGO VIGÉSIMO
mais amplos poderes legalmente permitidos
para a execução e realização do objecto social ARTIGO DÉCIMO SEXTO Omissões
representando a sociedade em juízo e fora dele, Dependem especialmente de deliberação dos Em todo o omisso, regularão as disposições
activa e passivamente, tanto na ordem jurídica sócios em assembleia geral os seguintes actos do Código Comercial, da lei das sociedades por
interna como internacional praticando todos os para além de outros que a lei indique:
quotas e a restante legislação aplicável e em
actos tendentes à prossecução dos fins sociais, a) A amortização de quotas, a aquisição,
vigor na República de Moçambique.
desde que a lei ou os presentes estatutos não a alienação e a oneração de quotas
os reservem para o exercício exclusivo da próprias e o consentimento para a Maputo, vinte e oito de Agosto. — O Técnico,
assembleia geral. divisão ou cessão de quotas; Ilegível.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (45)

Integrabalance – Sociedade ARTIGO QUINTO ARTIGO SEGUNDO


Unipessoal, Limitada Gerência Duração

Certifico, para efeitos de publicação, que no Um) A administração e representação da A sua duração será por tempo indeterminado,
dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze, sociedade ficam a cargo de quem vier a ser contando-se o seu início a partir da data da
foi matriculada na Conservatória do Registo nomeado gerente pelo sócio único. celebração da escritura da sua constituição.
de Entidades Legais sob NUEL 10042057, Dois) A sociedade obriga-se pela intervenção
ARTIGO TERCERIO
uma sociedade denominada Integrabalance – de um gerente.
Sociedade Unipessoal de Responsabilidade Três) O sócio decidirá se a gerência é remu- Objecto
Limitada. nerada.
Um) A sociedade tem por objecto:
ARTIGO SEXTO
É celebrado o presente contrato de a) Pesca e actividades complementares;
sociedade, nos termos do artigo noventa do Disposição transitória b) Comércio geral a grosso e a retalho
Código Comercial, tendo como sócio único com importação e exportação de
Fica desde já nomeado gerente o sócio único
Miguel Fernando Cassola de Miranda Relvas, artigos alimentar e não alimentar e
Miguel Fernando Cassola de Miranda Relvas prestação de serviços em todas as
divorciado, de nacionalidade portuguesa, titular
do Passaporte n.º M751410, emitido em oito de ARTIGO SETIMO áreas comerciais e indústriais, bem
com as pesqueiras.
Agosto de dois mil e treze, residente na Rua da
Casos omissos Dois) A sociedade poderá adquirir parti-
Junqueira, número quatrocentos e vinte e dois,
Lisboa, acidentalmente na cidade de Maputo Os casos omissos serão regulados pela cipações financeiras em sociedade a constituír
legislação vigente e aplicável na República de ou já constituídos ainda que tenha como objecto
e regendo-se pelas cláusulas constantes dos
Moçambique. social diferente do da sociedade.
artigos seguintes:
Três) A sociedade poderá exercer quaisquer
Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
ARTIGO PRIMEIRO outras actividades desde que para isso esteja
e treze. — O Técnico, Ilegível. devidamente autorizada nos termos da legislação
Denominação e sede
em vigor.
Um) A sociedade adopta a denominação ARTIGO QUARTO
de Integrabalance – Sociedade Unipessoal de
Capital social
Responsabilidade Limitada, abreviadamente Yi Nuo, Limitada
denominada Integrabalance – Unipessoal, O capital social, integralmente subscrito e
Certifico, para efeitos de publicação, que no realizado em dinheiro, é de cem mil meticais,
Limitada, e tem a sua sede na Rua Geração Oito
dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze, dividido em duas quotas desiguais, sendo uma
de Março, número quatrocentos e dezanove,
foi matriculada na Conservatória dos Registos no valor de setenta mil meticais, subscrita pela
primeiro andar, cidade de Maputo.
de Entidades Legais sob NUEL 100420880 uma sócia Huan Yu; e outra quota no valor de trinta
Dois) A sociedade poderá deslocar a sua mil meticais, subscrita pelo sócio Xiaoguang
sociedade denominada Yi Nuo, Limitada.
sede e estabelecer delegações, sucursais ou Han
outras formas de representação para outros É celebrado o presente contrato de sociedade,
ARTIGO QUINTO
pontos do país. nos termos do artigo noventa do Código
Comercial, entre: Aumento do capital
ARTIGO SEGUNDO Primeiro. Xiaoguang Han, casado, em O capital social poderá ser aumentado
Duração regime de comunhão geral de bens, com ou diminuído quantas vezes for necessário
a senhora Huan Yu, natural de China, de desde que a assembleia geral delibere sobre
A sua duração será por tempo indeterminado, o assunto.
nacionalidade chinesa, residente nesta cidade,
contando-se o seu início a partir da data da
portador do DIRE n.º 11CN000052154P ARTIGO SEXTO
constituição.
emitido em Maputo aos trinta de Maio de dois
Divisão e cessão de quotas
ARTIGO TERCEIRO mil e treze;
Segundo. Huan Yu, casada, em regime Um) Sem prejuízo das disposições legais em
Objecto
de comunhão geral de bens, com o senhor vigor a cessação ou alienação de toda a parte
Um) A sociedade tem por objecto a consultoria de quotas deverá ser do consenso dos sócios
Xiaoguang Han, natural de China, de
e prestação de serviços para o negócio e gestão, gozando estes do direito de preferência.
nacionalidade chinesa, residente nesta cidade,
relações públicas e comunicação. Dois) Se nem a sociedade, nem os sócios
portadora do DIRE n.º 11CN00052155N, mostrarem interesse pela quota do cedente,
Dois) A sociedade pode adquirir participações
emitido em Maputo aos trinta de Maio de dois este com a homolgação da sociedade, decidirá
em sociedades com objecto diferente daquele
mil e treze. a sua alienação a quem e pelos preços que
que exerce, ou em sociedades reguladas
por leis especiais, e integrar agrupamentos melhor entender, gozando o novo sócio dos
ARTIGO PRIMEIRO direitos correspondentes a sua participação na
complementares de empresas.
Denominação e sede
sociedade.
ARTIGO QUARTO
A sociedade adopta a denominação de Yi ARTIGO SÉTIMO
Capital social
Nuo, Limitada, e tem a sua sede nesta cidade Gerência
O capital social, integralmente subscrito e de Maputo, na Avenida Zedequias Manganhela,
Um) A administração, gestão da sociedade
realizado em dinheiro, é de trinta mil meticais, número quinhentos noventa e um, segundo
e sua representação em juízo e fora dele, activa
representado por uma quota de igual valor andar, flat sete, podendo, por deliberação da e passivamente, passam desde já a cargo da
nominal, pertencente ao sócio Miguel Fernando assembleia geral, abrir ou encerrar sucursais sócia Huan Yu que é nomeada sócia gerente
Cassola de Miranda Relvas dentro e fora do país quando for conveniente. com plenos poderes.
2776 — (46) III SÉRIE — NÚMERO 70
Dois) Os sócios gerentes têm plenos poderes Pelo presente contrato de sociedade outorga ARTIGO SEXTO
para nomearem mandatários a sociedade, e constitue por si uma sociedade por quotas de
Património
conferindo-lhes os necessários poderes de responsabilidade limitada, que se regerá pelas
representação bem como destituí-los através de cláusulas seguintes: Constitui património da sociedade, para além
consentimento pela assembleia geral. do capital social realizado, todos os direitos,
ARTIGO PRIMEIRO bens móveis e imóveis adquiridos em nome e
ARTIGO OITAVO
Denominação para a sociedade.
Assembleia geral
Um) A sociedade, de direito privado e de ARTIGO SÉTIMO
Um) A assembleia geral reúne-se ordinaria-
mente, uma vez por ano, para apreciação e responsabilidade limitada, adopta a deno- A administração e gerência da sociedade e a
aprovação do balanço e contas do exercício minação de Challeng4you Mozambique sua representação em juízo e fora dele, activa e
findo e repartição de lucros e perdas. Consulting – Sociedade Unipessoal, Limitada. passivamente, serão exercidas pela única sócia,
Dois) A assembleia geral poderá reunir- Dois) A sociedade é por tempo indeterminado, que fica desde já nomeada gerente, bastando
-se extraordinariamente quantas vezes for é dotada de personalidade e capacidade a sua assinatura, para validamente obrigar a
necessária desde que as circunstâncias assim jurídicas, autonomia financeira e patrimonial e sociedade em todos os seus actos e contratos.
o exijam para deliberar sobre qualquer assunto persegue fins lucrativos.
que diga respeito a sociedade. ARTIGO OITAVO
ARTIGO SEGUNDO
ARTIGO NONO O exercício social concide com o ano civil e
Sede o o balanço de contas de resultado será fechado
Dissolução
A sociedade tem a sua sede e escritórios na com referência a trinta e um de Dezembro de
A sociedade só se dissolve nos termos cada ano.
Rua Nuno Alvares, número quinhentos sessenta
fixados pela lei ou por comum acordo dos sócios
e seis Maputo, podendo, por abrir sucursais, ARTIGO NONO
quando assim o entenderem.
delegações, agências ou outra forma de repre-
ARTIGO DÉCIMO sentação social onde e quando a sociedade Dissolução e liquidação
julgar pertinente. A sociedade só se dissolve nos termos
Herdeiros
fixados na lei.
Em caso de morte interdição ou inabilitação ARTIGO TERCEIRO
de um dos sócios da sociedade os seus herdeiros ARTIGO DÉCIMO
Objecto
assumem automaticamente o lugar na sociedade Omissões
com dispensa de caução, podendo estes Um) A sociedade tem em vista a realização
nomearem seu representante se assim o entender das actividades de consultoria em recursos Em tudo quanto esteja omisso nos presentes
desde que obedeçam o preceituado nos termos humanos e gestão. estatutos regularão as disposições da lei
da lei. Dois) A sociedade poderá ainda exercer outras comercial e demais legislação em vigor an
actividades subsidiárias ou complementares ao República de Moçambique.
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
objecto social aqui descrito. Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
Casos omissos e treze. — O Técnico, Ilegível.
Os casos omissos, serão regulados pelo ARTIGO QUARTO
Código Comercial e demais legislação vigentes Participações
na República de Moçambique.
A sociedade poderá participar em sociedades
Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
nacionais ou estrangeiras, em projectos de Bhellas Consultoria
e treze. — O Técnico, Ilegível. e Projectos, Limitada
desenvolvimento que, directa ou indirectamente
concorram para o preenchimento do seu objecto
Certifico, para efeitos de publicação, que no
social, ou ainda participar em empresas,
dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze,
associações empressariais, agrupamentos de
Challeng4you Mozambique foi matriculada na Conservatória do Registo de
empresas ou outra forma de associação.
Consulting – Sociedade Entidades Legais sob NUEL 100420600, uma
sociedade denominada Bhellas Consultoria e
Unipessoal, Limitada ARTIGO QUINTO
Projectos, Limitada.
Certifico, para efeitos de publicação que no Capital social
É celebrado o presente contrato de sociedade,
dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze, Um) O capital social, integralmente subscrito nos termos do artigo noventa do Código
foi matriculada na Conservatória do Registo
e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais, Comercial, entre Raimundo José Festo Matapa,
de entidades Legais sob o NUEL 100420759
correspondente à uma única quota da sócia solteiro, de nacionalidade moçambicana, titular
a sociedade denominada Challeng4you
Catarina de Jesus Carlos Blaize Semblano. do Bilhete de Identidade n.º 110100910557P,
Mozambique Consulting – Sociedade
Unipessoal, Limitada. Dois) Os aumentos do capital social que residente em Maputo, na Rua de Silves, número
no futuro se tornem necessários a equilibrada cento quarenta e três, primeiro andar único
Primeiro e único. Catarina de Jesus Carlos
expansão das actividades sociais e as e Lúcia Isaías Mahumane, de nacionalidade
Blaize Semblano, solteira, natural de Massarelos-
Porto e Rua das Mahotas número sessenta, flat modalidades das respectivas realizações será moçambicana, titular do Bilhete de Identidade
número dois, rés-do-chão, Maputo, portador deliberado em assembleia geral, para o que n.º 110100206249I, residente em Maputo, na
do Passaporte n.º L003345, emitido em PAC, os sócios observarão as formalidades legais Rua Simões da Silva, número doze, segundo
Lisboa. aplicáveis. andar.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (47)

Pelo presente contrato de sociedade, as Dois) À assembleia fica reservado o direito ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
partes outorgam entre si uma sociedade por de preferência perante terceiros.
Dissolução da sociedade
quotas de responsabilidade limitada, que se
regerá pelas seguintes cláusulas: ARTIGO SEXTO A sociedade dissolve-se nos casos e nos
Amortização termos estabelecidos por lei.
ARTIGO PRIMEIRO
A sociedade tem faculdade de amortizar ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Denominação e sede as quotas por acordo com os respectivos
proprietários ou quando qualquer quota for (Omissões)
A sociedade adopta a dominação de Bhellas
Consultoria e Projectos, Limitada, e tem a sua penhorada, arrastada ou por qualquer outro meio Em tudo quanto fica omisso regular-se-á em
sede na cidade de Maputo, Rua de Silves, número apreendida judicialmente.
conformidade com as disposições do Código
cento quarenta e três, primeiro andar, Distrito Comercial e demais legislação aplicáveis na
ARTIGO SÉTIMO
Municipal KaMpfumo, e por deliberação dos República de Moçambique.
sócios, a sociedade pode transferir a sua sede Assembleia geral
Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
para qualquer outro ponto no território nacional, Um) A assembleia geral reunir-se-á ordina- e treze. — O Técnico, Ilegível.
bem como abrir sucursais dentro e forma do riamente, uma vez por ano para aprovação do
território nacional. balanço e contas e deliberar sobre qualquer
outro assunto para que tenha sido convocada e,
ARTIGO SEGUNDO
extraordinariamente sempre que tal se mostre
Duração necessário.
Mediaval-62, Limitada
Dois) A assembleia geral será convocada
A sua duração será por tempo indeterminado, Certifico, para efeitos de publicação, que por
pela administração com uma antecedência
contando-se o seu início a partir da data do mínima de quinze dias, por carta registada com escritura de treze de Junho de dois mil e treze,
seu registo na Conservatória de Registo das aviso de recepção, ou por correio-electrónico. lavrada a folhas um a dois do livro de notas para
Entidades Legais. escrituras diversas número oitocentos sessenta
ARTIGO OITAVO e dois traço B do Primeiro Cartório Notarial de
ARTIGO TERCEIRO
Administração Maputo, perante mim Lubélia Ester Muiuane,
Objecto licenciada em Direito, técnica superior dos
Um) Excepto deliberação em contrário dos
Um) A sociedade tem por objecto: sócios, a sociedade será administrada por um registos e notariados N1 e notária do referido
a) Consultoria económico-financeira; conselho de administração composto pelos cartório, foi constituída uma sociedade por
b) Consultoria e assistência jurídica; sócios. quotas de responsabilidade limitada, que passará
c) Pesquisas e estudos de mercados; Dois) Os sócios podem, a qualquer momento a reger-se pelas disposições constantes dos
d) Formação profissional e capacitação nomear e exonerar o administrador da sociedade
artigos seguintes:
institucional a entidades públicas quer seja para substituir um administrador
e privadas; impedido ou ainda para aumentar o número de
CAPÍTULO I
administradores da sociedade.
e) Representação comercial.
Três) Os sócios poderão ainda nomear Da denominação, sede e objecto
Dois) A sociedade poderá, por deliberação administradores alternativos, para os casos em
dos sócios, adquirir participações financeiras em que o administrador esteja impedido. ARTIGO PRIMEIRO
outras sociedades, a constituir ou já constituídas, Quatro) O administrador é designado por
ainda que tenhas um objecto social diferente do É constituída uma sociedade por quotas de
períodos de três anos renováveis.
da sociedade. Cinco) Pessoas que não sejam sócias podem responsabilidade limitada sob a denominação
ser designadas administradores da sociedade. de Mediaval-62, Limitada.
ARTIGO QUARTO
ARTIGO NONO ARTIGO SEGUNDO
Capital social
Gestão A Mediaval-62, Limitada, é constituída por
O capital social, integralmente subscrito
e realizado em dinheiro, é de cinquenta mil Um) A gestão diária da sociedade, poderá tempo indeterminado e tem a sua sede nesta
meticais, correspondente à uma soma de duas ser confiada a um director-geral designado pela cidade de Maputo, podendo sempre que se
quotas, distribuídas da seguinte maneira: administração. justifique criar e/ou extinguir por deliberação
Dois) O director-geral pautará o exercício das da assembleia geral, delegações, sucursais ou
a) Uma quota no valor de vinte e cinco
suas funções pelo quadro de competências que
mil meticais, correspondente a outra forma de representação social em qualquer
lhe sejam determinadas pela administração.
cinquenta por cento do capital ponto do país.
social, pertencente ao sócio ARTIGO DÉCIMO
Raimundo José Festo Matapa; ARTIGO TERCEIRO
b) Uma quota no valor de vinte e cinco Ano financeiro
mil meticais, correspondente a O objecto principal da Mediaval-62,
O ano social coincide com o ano civil ou com
cinquenta por cento do capital qualquer outro que venha a ser aprovado pelos Limitada é o exercício da actividade comercial
social, pertencente à sócia Lúcia sócios e permitido nos termos da lei. com importação e exportação, restauração,
Isaías Mahumane. construção civil bem como a prestação de
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO serviços nas áreas de consultoria, representações,
ARTIGO QUINTO
(Destino dos lucros) comissões, consignações, a sociedade poderá
Divisão e cessão de quotas eventualmente exercer outras actividades
Dos lucros apurados em cada exercício
Um) A divisão e cessão de quotas só podem deduzir-se-á, em primeiro lugar, a percentagem relacionadas directas ou indirectamente com o
ter lugar mediante deliberação da assembleia estabelecida para a constituição ou reintegração principal desde que devidamente autorizadas e
geral. do fundo de reserva legal. os sócios assim o deliberem.
2776 — (48) III SÉRIE — NÚMERO 70
CAPÍTULO II Quatro) A assembleia geral considera-se CAPÍTULO V
regularmente reunida quando, em primeira
Do capital social Da aplicação de resultados
convocação estejam presentes representantes de
ARTIGO QUARTO mais de cinquenta por cento do capital social, e, ARTIGO DÉCIMO
em segunda convocação, seja qual for o número
O capital social, integralmente subscrito e Um) O exercício fiscal coincide com o ano
de sócios presentes e independentemente do
realizado em dinheiro, é de cem mil meticais civil.
capital que representem, devendo sempre
correspondentes à soma de duas quotas, assim Dois) Anualmente será dado um balanço
observar-se o disposto no número dois.
distribuídas: com data de trinta e um de Dezembro que será
Cinco) A administração, gerência e repre-
submetido à assembleia geral, conforme o que
a) Sessenta e seis mil e seiscentos e sentação da sociedade em juízo e fora dele,
havendo lucros.
sessenta meticais, correspondente activa e passivamente, será exercida pela sócia
Três) Se deduzirá em primeiro lugar a
a sessenta e seis vírgula sessenta Maria Berta Fernandes Teixeira ou João Ramos
percentagem indicada para constituir o fundo
e seis por cento do capital social Perino que ficam nomeados desde já como
de reserva legal enquanto não estiver realizado
pertencentes ao senhor João Ramos gerentes com plenos poderes. nos termos da lei ou sempre que seja necessário
Perino; Seis) A assembleia geral designará por reintegrá-lo.
b) trinta e três mil, trezentos e quarenta maioria de dois terços de votos, três sócios Quatro) A parte restante será distribuída na
meticais, correspondentes a trinta para membros do conselho de gerência, os proporção das quotas e paga no prazo máximo
e três vírgula trinta e quatro por quais nomearão entre si, por maioria simples de noventa dias a contar da data da deliberação
cento do capital social, pertencentes de votos o presidente da assembleia geral que da assembleia geral.
a senhora Maria Berta Fernandes será cumulativamente o gerente da sociedade,
Teixeira. ao qual competirá exercer os mais amplos CAPÍTULO VI
poderes, representando a Sociedade em juízo e
CAPÍTULO III fora dele, activa e passivamente, e, praticando Das disposições finais

Da cessão, alienação, oneração todos e demais actos tendentes a realização do ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
ou divisão de quotas objecto social que os estatutos não reservarem
A sociedade não se dissolve por morte
à assembleia geral.
ARTIGO QUINTO ou interdição de qualquer sócio, antes pelo
ARTIGO SÉTIMO contrário, continuará com os representantes do
Um) A divisão e/ou cessão total ou parcial de falecido ou representantes legais do interdito
quotas a sócios ou terceiros, assim como a sua Um) As decisões da assembleia geral serão que nomearão entre si um que a todos represente
oneração em garantia de quaisquer obrigações, tomadas por maioria simples de votos presentes na sociedade assumindo este a sua quota.
dependem da autorização prévia da sociedade, ou representados, excepto nos casos seguintes
dada por deliberação da assembleia geral e em que se exige a unanimidade dos votos ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
aprovada por unanimidade. correspondentes a todo o capital social:
Em tudo quanto for omisso regularão as leis
Dois) A sociedade reserva-se o direito de a) A modificação de qualquer artigo dos da República de Moçambique.
preferência em caso de cessão ou alienação de estatutos da sociedade;
Está conforme.
quotas, e, quando não quiser usar dele, é este b) A decisão sobre a participação em outras
direito atribuído aos sócios. Maputo, vinte e seis de Julho de dois mil
sociedades ou empreendimentos;
e treze. — A Ajudante, Ilegível.
c) A contratação de financiamentos e
CAPÍTULO IV constituição de garantias, a favor
Da assembleia geral e representação de terceiros que incida sobre o
da sociedade património da sociedade;
d) A admissão de novos sócios; PRS – Projectos,
ARTIGO SEXTO
e) A criação de reservas;
Reabilitação e Serviços,
Um) A assembleia geral reunirá ordinaria- f) A dissolução da sociedade.
Limitada
mente, uma vez por ano, para apreciação, Dois) As actas da assembleia geral deverão Certifico, para efeitos de publicação, que
aprovação e/ou modificação do balanço e ser lavradas e assinadas por todos os sócios por escritura de quinze de Maio de dois mil
contas do exercício e para deliberar sobre presentes ou representados. e treze, lavrada de folhas cinquenta e sete a
quaisquer outros assuntos para que tenha sido folha cinquenta e oito do livro de notas para
convocado, e, extraordinariamente sempre que ARTIGO OITAVO escrituras diversas número vinte e nove traço
for necessário. E do Terceiro Cartório Notarial de Maputo,
Um) A sociedade fica obrigada pela perante Fátima Juma Acha Baronet, licenciada
Dois) A assembleia geral será convocada pelo
assinatura do gerente da sociedade. em Direito, técnica superior dos registos e
presidente em exercício ou por representantes
Dois) Os actos de mero expediente poderão notariado N1, e notária em exercício no referido
de mais de cinquenta por cento do capital
ser assinados por qualquer funcionário cartório foi constituída por Mehmudmia Bassir
social, por meio de carta registada com aviso de
devidamente credenciado para tal por força Amodo e Mohammad Sulemane, uma sociedade
recepção, dirigida aos sócios com antecedência
das suas funções. comercial por quotas de responsabilidade
mínima de trinta dias que poderá ser reduzida
limitada, que regerá pelas cláusulas constantes
para quinze dias em caso de assembleia geral ARTIGO NOVO dos artigos seguintes:
extraordinária.
Três) A assembleia geral reunirá na sede É proibido ao gerente ou seus mandatários ARTIGO PRIMEIRO
da sociedade, podendo ter lugar noutro local obrigarem a sociedade em actos estranhos
Denominação
quando as circunstancias o aconselhe, desde que aos compromissos sociais tais como letras a
tal facto não prejudique os direitos e legítimos favor, fianças, avales e outros procedimentos Um) A sociedade adoptada tem denominação
interesses dos sócios. semelhantes. PRS – Projectos, Reabilitação e Serviço, Limitada,
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (49)

e é constituida sob a forma de sociedade por ARTIGO SEXTO aplicação de resultados apurados, bem assim,
quotas de responsabilidade limitada e tem a sua como tratar de qualquer outro assunto para que
Cessão e divisão de quotas
sede nesta cidade de Maputo. tenha sido convocado.
Dois) A sociedade poderá, por deliberação Um) A cessão e a divisão total ou parcial de
Dois) A assembleia geral reúne-se extra-
da assembleia geral, abrir e encerrar delegações quotas entre os sócios é livre, dependendo da
ordinariamente sempre que necessário, por
e outra formas de representação dentro e fora prévia e expressa autorização da assembleia geral
do país. a cedência de quotas a favor de estranhos. iniciativa de qualquer dos sócios.

ARTIGO SEGUNDO Dois) Competirá a sociedade em primeiro


ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
lugar e depois a cada um dos sócios, exercer
Duração
o direito de preferência na cessão e divisão de Um) A assembleia geral será registada ou
A duração da sociedade tem por tempo quotas. por fax dirigido aos sócios com antecedência
indeterminado contando-se o seu início a partir Três) No caso de falência ou insolvência miníma de quinze dias.
da data da presente escritura. do titular de uma quota, penhora, venda ou
Dois) A convocatória deverá indicar o
adjudicação judicial duma quota, poderá a
ARTIGO TERCEIRO assunto a tratar.
sociedade amortizar a quota com ausencia do
Objecto titular.
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
ARTIGO SÉTIMO
Um) A sociedade tem por objecto a compra, Um) Salvo acordo unânime as deliberações
venda, aluguer, gestão imobiliária, projectos, Amortização da quota
serão tomadas por voto escrito ou em assembleia
reabilitação e serviços.
A sociedade tem a faculdade de amotizar geral.
Dois) A sociedade poderá exercer outras
quotas, para o que deve deliberar nos termos Dois) As deliberações são tomadas por
actividades conexas, complementares à
do artigo trinta e nove da lei das sociedades por maior simples de votos excepto nos casos de
actividade principal ou qualquer ramo de
quotas em vigor nos seguintes casos:
imobiliária que os sócios resolvam explorar aumento de capital, alteração de estatutos, cisão
e para as quais obtenha as necessárias a) Por acordo com o respectivo proprie- e devolução em que é necessário a maioria
autorizações. tário;
de dois terços ou noutros casos previstos
Três) Para o exercício do seu objecto social b) Por morte, extinção ou interdição de
expressamente na lei.
a sociedade poderá associar-se a terceiros, qualquer sócio;
adquirir quota, acções ou participações sociais c) Quando qualquer quota seja objecto
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
bem como associar-se a outras sociedades de penhora, arresto ou haja de ser
ou entidades singulares, empresas mistas em vendida judicialmente. Balanço, contas e distribuição de lucros
conformidade com a deliberação da assembleia
ARTIGO OITAVO Um) O exercício social coincide com o ano
geral e mediante a autorização exigida por lei.
civil.
Morte ou interdição
ARTIGO QUARTO Dois) Anualmente será encerrado um
Por morte ou interdição, de qualquer sócio, balanço de contas da sociedade com a data de
Capital social
os herdeiros legalmente constituidos do falecido
trinta e um de Dezembro.
Um) O capital social, integralmente subscrito em representantes do interdito, exercerão os
é realizado no valor de dez mil meticais referidos direitos e deveres, devendo mandatar ARTIGO DÉCIMO QUARTO
distribuídos da seguinte forma: dentre eles um a que todos represente a
a) Mehmudmiã Bassir Amodo com sociedade, enquanto a respectiva quota se Dissolução e liquidação
a quota de cinco mil meticais, mantiver.
Um) A sociedade não se dissolve por morte
de cinquenta por cento do capital; ARTIGO NONO.
ou interdição de qualquer sócio, devendo
b) Mohammad Sulemane com a quota
Administração gerência continuar com os sucessores ou representantes
de cinco mil meticais, cinquenta
por cento do capital. Um) A administração e gerência da socie- do falecido ou ter dito que nomeação em que a
Dois) O capital social poderá ser aumentado dade, será exercida por todos os sócios ou todos represente na sociedade, enquanto a quota
ou reduzido por uma ou mais vezes, com ou por qualquer pessoa a quem se outorgue tal se mantiver indivisa.
sem a entrada de novos sócios, mediante a competência, conforme vier a ser estabelecido Dois) A sociedade só se dissolve nos casos
deliberação da assembleia geral. pela assembleia geral. previstos na lei e caso resultar de vontade do
Dois) C o m p e t e a g e r ê n c i a o s m a i s sócio maioritário, todos serão liquidados.
ARTIGO QUINTO amplos poderes, representando a sociedade
Suplemento prossecução do seu objecto social, desde que a ARTIGO DÉCIMO QUINTO
lei e os presentes estatutos não reservem para a
Um) Não serão exigidas prestações suple- assembleia geral. Normas subsidiárias
mentares de capital, mas qualquer dos sócios Três) A sociedade fica obrigada pela assina-
poderá fazer suprimento à caixa que necessita, As dúvidas resultantes da aplicação e
tura de um dos dois socios.
nos montantes e condições que forem abordados interpretação dos presentes estatutos, serão
em assembleia geral. ARTIGO DÉCIMO resolvidas por recurso ao Código Comercial
Dois) Entendem-se por suprimentos as e demais legislação aplicável na República de
Da assembleia geral
importâncias complementares que os sócios Moçambique.
possam adiantar no caso de o capital social Um) A assembleia geral reúne-se ordinaria-
Está conforme.
se revelar insuficiente para as despesas de mente uma vez por ano, a fim de apreciar e votar
exploração, constituindo tais importâncias o relatório de gestão, o balanço e as contas de Maputo, vinte e dois de Maio de dois mil
verdadeiros empréstimos a sociedade. cada exercício económico a deliberar sobre a e treze. — O Ajudante, Ilegível.
2776 — (50) III SÉRIE — NÚMERO 70

The Gafe, Limitada mil meticais achando-se distribuído pelas quotas ARTIGO SEGUNDO
seguidamente identificadas:
(Sede)
Certifico, para efeitos de publicação, que a) Uma quota com o valor nominal de
por escritura de vinte e um de Agosto de dois setenta e cinco mil e seiscentos Um) A sociedade tem a sua sede social
mil e treze, exarada de folhas cento e vinte e meticais, representativa de na Avenida das Indústrias, cidade da Matola
seis a folhas cento e vinte e nove do livro de Machava, número setecentos é cinquenta e três
cinquenta e quatro por cento
notas para escrituras diversas número trinta e barra onze.
do capital social da sociedade,
dois traço E do Terceiro Cartório Notarial de Dois) Mediante simples decisão do sócio
pertencente ao sócio Nuno
Maputo, perante Fátima Juma Achá Baronet, único, a sociedade poderá deslocar a sua sede
Miguel da Silva Vieira;
licenciada em Direito, técnica superior dos para dentro do território nacional, cumprindo
b) Uma quota com o valor
registos e notariado N1 e notária em exercício os necessários requisitos legais.
nominal de trinta e seis mil
no referido cartório, procedeu-se na sociedade Três) O sócio único pode decidir abrir
e quatrocentos meticais, sucursais, filiais ou qualquer outra forma de
em epígrafe a prática dos seguintes actos: representativa de vinte e seis representação no país e no estrangeiro, desde
a) Divisão e cessão de quota do sócio Luís por cento do capital social que observardas as leis e normas em vigor ou
Vasco Pinto Leite de Carvalho no da sociedade, pertencente ao quando for devidamente autorizada.
valor de quarenta e dois mil meticais, sócio Luís Vasco Pinto Leite
representativa de trinta por cento do de Carvalho; ARTIGO TERCEIRO
capital social da sociedade, em duas c) Uma quota com o valor nominal
(Objecto
novas quotas desiguais, sendo uma de vinte e oito mil meticais,
com o valor nominal de cinco mil e representativa de vinte por A sociedade tem por objecto a prestação de
seiscentos meticais, representativa cento do capital social da serviços nas seguintes áreas:
de quatro por cento do capital social sociedade, pertencente ao a) Imobiliária e canalização;
da sociedade, cedida ao senhor sócio Jacinto Ferrão Filipe b) Venda de material inerente a imobiliária
Jacinto Ferrão Filipe Nyusi; e outra Nyusi. e canalização;
com o valor nominal de trinta e c) A sociedade poderá exercer outras
Está conforme.
seis mil e quatrocentos meticais, actividades conexas ou subsidiárias
representativa de vinte e seis por Maputo, vinte e seis de Agosto de dois mil
da actividade principal desde que,
cento do capital social da sociedade, e treze. — A Ajudante, Ilegível.
obtidas as necessárias autorizações
reservada para si. das entidades competentes.
b) Divisão e cessão de quota do sócio
Nuno Miguel da Silva Vieira, no CAPÍTULO II
valor de noventa e oito mil meticais, Royal Npfuche Supplyer, Do capital social e outros
representativa de setenta por cento Limitada administração da sede
do capital social da sociedade, em
duas novas quotas desiguais, sendo Certifico, para efeitos de publicação, que no ARTIGO QUARTO
uma com o valor nominal de vinte dia vinte e dois de Agosto de dois mil e treze,
(Capital social )
e dois mil e quatrocentos meticais, foi matriculada na Conservatória dos Registos
representativa de dezasseis por de Entidades Legais sob o NUEL 100419394 Um) O capital social, integralmente subscrito
cento do capital social da sociedade, uma sociedade denominada Royal Npfuche e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais,
Supplyer, Limitada. correspondente à soma de duas quotas:
cedida ao senhor Jacinto Ferrão
Filipe Nyusi; e outra com o valor Nos termos do artigo noventa do Código a) José Andrade Luís Timba no valor de
nominal de setenta e cinco mil e Comercial. dezoito mil meticais, equivalente
seiscentos meticais, representativa José Andrade Luís Timba, de nacionalidade a noventa por cento do capital
de cinquenta e quatro por cento do moçambicana, residente em Maputo, social;
capital social da sociedade, reserva portador do Bilhete de Identidade b) Wunghani Andrade Luis Timba, com
para si; n.º 110101341831P, emitido aos três de dois mil meticais, equivalente a dez
c) Unificação das quotas cedidas ao Agosto de dois mil e onze, válido até vinte de por cento de capital social.
sócio Jacinto Ferrão Filipe Nyusi, Agosto de dois mil e dezasseis, em Maputo; Dois) O capital social poderá ser aumentado
passando, deste modo, a ser titular Wunghani Andrade Luis Timba, de nacionalidade mediante proposta dos sócios.
de uma quota única com valor moçambicana, nascido aos vinte e quatro de
Março de dois mil e onze, menor de idade, ARTIGO QUINTO
nominal de vinte e oito mil meticais,
representativa de vinte por cento do representado pelo sócio maioritário. (Prestações suplementares
capital social da sociedade. Constitui uma sociedade por quotas limitada
O sócio poderá efectuar suprimentos ou
Que, em virtude dos actos acima praticados pelo presente contrato, que se regerá pelos
prestações suplementares de capital à sociedade,
e conforme o deliberado pela assembleia geral artigos:
nas condições que entender convenientes.
acima citada, pela presente escritura e na CAPÍTULO I
qualidade em que outorga, procede à alteração ARTIGO SEXTO
Da denominação, duração, sede
do qrtigo quarto dos estatutos da sociedade, que
e objecto (Administração, representação
passará a ter a seguinte redacção: da sociedade)
ARTIGO PRIMEIRO
ARTIGO QUARTO Um) A sociedade será administrada pelo
(Denominação e duração)
sócio José Andrade Luís Timba.
Capital social
A sociedade é criada por tempo indeterminado Dois) A sociedade fica obrigada pela
O capital social, integralmente subscrito e adopta a seguinte denominação Royal Npfuche assinatura do sócio único ou pela do procurador
e realizado em dinheiro, é de cento e quarenta Supplyer, Limitada. especialmente designado para o efeito.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (51)

CAPÍTULO IV Segundo. Leon Stefaanus Van Rooyen, b) Uma quota de vinte e cinco mil meticais,
de nacionaldade sul-africana, portador do equivalente a cinquenta por cento do
Das disposições gerais Passaporte n.º 461982116, emitido aos doze capital social, pertencente ao sócio
ARTIGO SÉTIMO de Junho de dois mil e seis na República da Leon Stefaanus Van Rooyens.
Africa do Sul.
(Balanço e contas)
Pelo presente contrato de sociedade outorgam ARTIGO QUINTO
Um) O exercício social coincide com o ano e contituem entre si uma sociedade por quotas
(Alteração do capital social)
civil. de responsabilidade limitada, que se regerá
Dois) O balanço e contas de resultados pelos artigos seguinte: Com a deliberação dos sócios o capital
fechar-se-ão com referência a trinta e um de CAPÍTULO I social poderá ser aumentado em dinheiro ou
Dezembro de cada ano. em materiais, com ou sem admissão de novos
Da denominação, sede, duração
sócios procedendo-se a respectiva alteração do
ARTIGO OITAVO e objecto
pacto social se for o caso.
(Apuramento e distribuição de resultados ) ARTIGO PRIMEIRO
(Denominação e sede)
ARTIGO SEXTO
Um) Ao lucro apurado em cada exercício
deduzir-se-á em primeiro lugar a percentagem A sociedade adopta a denominação de Tempu (Prestações suplementares)
indicada para constituir a reserva legal, enquanto Air, Limitada, é uma sociedade comercial por Não serão exigidas prestações suplementares
não estiver realizada nos termos da lei ou sempre quotas de responsabilidade limitada e tem
ao capital, mas poderão os sócios fazer os
que seja necessária reintegrá-la. a sua sede na cidade Maputo, na Avenida
complementos de que a sociedade necessita
Dois) Só após os procedimentos referidos Patrice Lumunba, número setecentos trinta e
poderá ser decidida a aplicação do lucro um, podendo por deliberação da assembleia nos termos que vierem a ser estabelecidos
remanescente. geral, transferí-la, abrir e manter ou encerrar pelos sócios.
sucursais, agências, escritórios ou qualquer
ARTIGO NONO ARTIGO SÉTIMO
outra forma de representação onde e quando
os sócios acharem necessário em Moçambique (Cessão de quotas)
(Dissolução)
ou no estrangeiro.
A sociedade dissolve-se nos casos e nos Um) Sem prejuízo das disposições legais em
ARTIGO SEGUNDO
termos da lei. vigor, a cessão, divisão ou alienação de toda ou
(Duração) em parte de quotas a título honesto e gratuito,
ARTIGO DÉCIMO A sociedade tem o seu início a partir da data será livre entre os sócios, mas a estranhos a
da elaboração da escritura pública notarial e a sociedade dependerá do consentimento expresso
(Disposições finais)
sua duração é por tempo indeterminado. ou outro sócio que goza direito de preferência.
Um) Em caso de morte ou interdição do Dois) Se nem a sociedade, nem os sócios
ARTIGO TERCEIRO
único sócio, a sociedade continuará com os mostrarem interesse pela quota do cedente, este
herdeiros ou representantes do falecido ou (Objecto social)
decidirá a sua alienação a quem e pelos preços
interdito, os quais nomearão entre si um que a Um) A sociedade tem como objecto o exercício que melhor entender, gozando o novo sócio dos
todos represente na sociedade, enquanto a quota da actividade de prestação de ser-viços de: direitos correspondentes a sua participação na
permanecer indivisa. a) Importação e exportação de equi- sociedade.
Dois) Em tudo quanto for omisso nos pamento de refrigeração;
b) Venda e assistencia de sistemas de CAPÍTULO III
presentes estatutos aplicar-se-ão as disposições
refrigeração, ar condicionados;
do Código Comercial e demais legislação em Da administração da sociedade
Dois) A sociedade poderá exercer outras
vigor na República de Moçambique.
actividades conexas, complementares ou ARTIGO OITAVO
Maputo, vinte e oito Agosto de dois mil subsidiárias a actividade principal.
e treze. — O Técnico, Ilegível. Três) A sociedade poderá participar em (Administração e obrigação da sociedade)
sociedades com objecto diferente do seu próprio
objecto social, em sociedades reguladas por lei Um) A sociedade é administrada e repre-
especiais, em agrupamentos complementares sentada por um ou mais administradores a eleger
de empresas, em consórcios, em joint-ventures pelos sócios, por mandatos de dois anos, os
Tempu Air, Limitada ou qualquer outra forma temporária ou não de quais são dispensados de caução, podendo ou
associação. não ser sócios e podendo ou não ser reeleitos.
Certifico, para efeitos de publicação, que no Dois) Os administradores terão todos os
CAPÍTULO II
dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze, poderes necessários à administração dos negócios
foi matriculada na Conservatória do Registo de Do capital social
da sociedade, podendo designadamente, celebrar
Entidades Legais sob NUEL 100420767, uma ARTIGO QUARTO e extinguir contratos, desde que ratificados pelos
sociedade denominada Tempu Air , Limitada. sócios.
(Capital social)
É celebrado o presente contrato de sociedade, Três) Compete ao administrador ou adminis-
O capital social, subscrito integralmente
nos termos do artigo noventa do Código tradores a representação da sociedade em todos
realizado em dinheiro, é de cinquenta mil
Comercial, enter: os actos, activa e passivamente.
meticais, correspondente à soma de duas quotas,
Primeiro. Gert Cornelius Van Rooyen, assim distribuídas: Quatro) Para obrigar a sociedade, é obrigatória
de nacionaldade sul-africana, portador do a) Uma quota de vinte e cinco mil meticais, a assinatura de um dos administradores, que
Passaporte n.º 469716126, emitido aos quinze equivalente a cinquenta por cento poderão designar mandatários e nestes delegar
de Agosto de dois mil e sete na República do capital social, pertencente ao total ou parcialmente, os seus poderes, sob a
da Africa do Sul; sócio Gert Corneluis Van Rooyn; anuência dos sócios.
2776 — (52) III SÉRIE — NÚMERO 70
CAPÍTULO IV ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Pelo presente contrato de sociedade constitui
uma sociedade por quotas unipessoal, que se
Da assembleia geral (Morte ou interdição)
regerá pelas cláusulas seguintes:
ARTIGO NONO Por morte ou interdição de qualquer sócio,
os herdeiros ou representantes do falecido, CAPÍTULO I
(Assembleia geral) exercerão em comum os respectivos direitos, Da denominação, duração, sede
Um) A assembleia geral reunirá ordinariamente enquanto a quota permanecer indivisa, devendo e objecto
uma vez por ano e extraordinariamente sempre de entre eles nomear um que a todos represente
na sociedade desde que obedeçam o preceituado ARTIGO PRIMEIRO
que for necessário com seguintes poderes:
a luz da lei. Denominação e duração
a) Apreciar ou modificar do balanço e
contas do exercício findos em cada ARTIGO DÉCIMO QUARTO A sociedade adopta a denominação de
ano civil; (Falência) Wutxenje, Sociedade Unipessoal, Limitada,
b) Deliberar sobre a estratégia de desen- doravante denominada Wutxenje, e é constituída
volvimento da actividade; Na falência ou insolvência de um dos sob a forma de sociedade por quotas unipessoal
sócios, bem como na penhora, arresto, venda de responsabilidade limitada, e por tempo
c) Eleger ou nomear os administradores e
ou adjudicação judicial de uma das quotas indeterminado, regendo-se pelos presentes
ou mandatários da sociedade;
poderá a sociedade aumentar sob pagamento de estatutos e pela legislação aplicável.
d) Fixar remuneração para os adminis-
prestações e deliberar entre os sócios.
tradores ou mandatários. ARTIGO SEGUNDO
Dois) A assembleia geral ordinária realizar- CAPÍTULO V
Sede
-se-á nos primeiros quatro meses de cada ano Da dissolução
e deliberarão sobre os assuntos mencionados Um) A sociedade tem a sua sede social na
nas alíneas a), b), c) e d) do número um deste ARTIGO DÉCIMO QUINTO cidade de Maputo.
artigo. (Dissolução) Dois) Por decisão da sócia a sua sede poderá
Três) A assembleia geral poderá reunir-se ser transferida para outro local, e, poderá criar
A sociedade somente se dissolverá no caso sucursais, filiais ou qualquer outra forma de
extraordinariamente sempre que for necessário, previsto na lei. Dissolvendo-se por acordo será representação no país ou no estrangeiro.
competindo-lhe nomeadamente deliberar sobre liquidado como os sócios então deliberarão.
os assuntos da actividade da sociedade que ARTIGO TERCEIRO
ultrapassem a competência dos gerentes. ARTIGO DÉCIMO SEXTO
Objecto social
Quatro) Para além das formalidades exigidas (Disposições finais)
por lei a sua convocação, será dirigida aos sócios Um) A sociedade tem por objecto social:
em cartas registadas com antecedência mínima Um) A sociedade poderá elaborar regula-
a) Turismo cultural;
mento interno para o seu funcionamento
de oito dias. b) Animação turística;
obedecendo a lei laboral e outras legislações
c) Organização de eventos culturais,
ARTIGO DÉCIMO vigentes no Estado moçambicano.
festivais, feiras, espectáculos;
Dois) Em tudo que fica omisso regularão as
(Quórum, representação e deliberação) d) Serviços de alojamento, restauração,
legislações vigentes aplicáveis na República de
Moçambique. bebidas;
As deliberações sobre alterações ao contrato e) Outros serviços afins.
de sociedade, fusão, transformação e dissolução Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
e treze. — O Técnico, Ilegível. Dois) A sociedade poderá exercer outras
da sociedade são tomadas por maioria simples
actividades comerciais directas ou indirectamente
de cinquento por cento dos votos presentes ou relacionadas com o seu objecto social, desde
representados. que, legalmente permitidas pela legislação em
vigor na República de Moçambique.
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Wutxenje Sociedade
Três) Assim como, associar-se com outras
Unipessoal, Limitada
(Balanço e prestação de contas) pessoas jurídicas ou individuais, nomeadamente,
Certifico, para efeitos de publicação, que no para formar novas sociedades, agrupamentos
Um) O ano social coincide com o ano complementares de empresas ou de interesses
dia vinte e oito de Agosto de dois mil e treze,
civil. foi matriculada na Conservatória do Registo de económicos, consórcios e associações em
Três) O balanço e a conta de resultados Entidades Legais sob NUEL 100420740, uma participação.
encerram-se a trinta e um de Dezembro de sociedade denominada Wutxenje Sociedade
cada ano. Unipessoal, Limitada. CAPÍTULO II
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO É celebrado o presente contrato de sociedade, Do capital social
nos termos do artigo noventa do Código
(Divisão de lucros) Comercial. ARTIGO QUARTO

Um) Os lucros do exercício, depois de Otília Domingos Firmino, Natural de Maputo, Capital social
deduzidos os fundos de reserva necessários de nacionalidade moçambicana, maior,
divorciada, residente na cidade de Maputo, Um) O capital social, subscrito e integral-
serão para dividendos entre os sócios na mente realizado cem por cento em dinheiro,
Avenida Eduardo Mondlane, número
proporção das quotas. pela sócia única Otília Domingos Firmino, é
mil duzentos e oito, sexto andar, flat
Dois) Por deliberação da assembleia geral catorze, titular do Bilhete de Identidade de vinte mil meticais.
os lucros poderão ser canalizados para a criação n.º 110100198250F, emitido pelo Arquivo Dois) A sócia poderá aumentar o capital
de outras reservas que os sócios entenderem Civil de Maputo, em catorze de Maio de social, sempre que, por decisão própria ou da
necessárias. dois mil e dez. lei, se mostrar necessário.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (53)

Três) A divisão e cessão da quota é livre, CAPÍTULO V emitido em Maputo aos quinze de Junho
desde que, desse acto não resultem prejuízos dois mil e dez e válido até quinze de Junho
Da dissolução
para a sociedade e conste de documento dois mil e quinze, residente em Maputo, na
escrito. ARTIGO OITAVO Rua da Confiança, número setenta e seis, no
CAPÍTULO III bairro da Malhangalene;
Dissolução
Maria Isabel Mulhui, casada, maior, de
Do balanço e fecho do exercício Um) A sociedade só se dissolve nos casos nacionalidade moçambicana, portadora do
ARTIGO QUINTO previstos na lei, ou por decisão da sócia, Bilhete de Identidade n.º 110100277972C,
havendo sempre lugar a liquidação. emitido em Maputo aos vinte e nove de
Um) O exercício social coincide com o Dois) Por morte ou interdição da sócia, a Junho de dois mil e dez e válido até vitalício,
ano civil, e os balanços e contas fechar-se-ão sociedade continuará com herdeiros devendo residente em Maputo, na Rua Germano de
com referência a trinta e um de Dezembro de entre eles nomear um que lhes represente, Magalhães, número setenta e seis, no bairro
cada ano.
enquanto a respectiva quota se mantiver em da Malhangalene.
Dois) Anualmente a sócia aprecia, aprova ou
indivisa. Pelo presente contrato de sociedade outorgam
modifica o balanço e contas de exercícios, bem
como decide sobre quaisquer outros assuntos CAPÍTULO VI e constituem entre si uma sociedade por quotas
da sociedade. de responsabilidade limitada, que se regerá pelas
Das disposições gerais e transitórias cláusulas seguintes:
Três) As decisões sobre alteração dos
estatutos, aquisição de quotas próprias da ARTIGO NONO
ARTIGO PRIMEIRO
sociedade, designação e destituição de gestores, Omissões
fusão, cisão, transformação e dissolução da (Denominação e sede)
sociedade, aprovação das contas e aquisição de Qualquer matéria que não tenha sido tratada
Um) A sociedade adopta a denominação de
participações em sociedades de objecto diferente nesses estatutos reger-se-á pelo disposto no
O Carteiro, Limitada, e tem a sua sede na Rua
do da sociedade, serão tomadas pessoalmente Código Comercial e outra legislação em vigor da Confiança, número setenta e seis, na cidade
pela sócia e lançadas num livro destinado a esse na República de Moçambique. de Maputo.
fim, sendo por ela assinado. Maputo, vinte oito Agosto de dois mil Dois) A sociedade pode, por deliberação
e treze. — O Técnico, Ilegível. da administração, transferir a sua sede para
ARTIGO SEXTO qualquer outro local do território nacional.
Resultados do exercício Três) Por deliberação da assembleia geral,
a sociedade pode abrir delegações, filiais,
Os lucros líquidos apurados em cada sucursais, agências ou outras formas de
exercício económico, de conformidade com a MMD – Valor Promoção representação.
lei, terão sucessivamente a seguinte aplicação: Imobiliária, Limitada
a) Dez por cento será para o fundo de ARTIGO SEGUNDO
reserva legal; RECTIFICAÇÃO
(Duração)
b) Outras finalidades que a sócia Por ter saído inexacto o nome de uma das
decidir. A sociedade é constituída por tempo
sócias da sociedade MMD – Valor Promoção
indeterminado, contando-se o seu início da
Imobiliária, Limitada, referente ao artigo quinto,
CAPÍTULO IV data de celebração do respectivo contrato de
alínea b), publicado no suplemento ao Boletim
da República, n.º 43 de 30 de Maio de 2013, III sociedade.
Dos órgãos
série, rectifica-se que onde se lê: «b) Uma quota ARTIGO TERCEIRO
ARTIGO SÉTIMO no valor nominal de duzentos e cinquenta por
cento do capital social, pertencente à sócia MMD (Objecto social)
Administração, gerência e vinculação
– Valor Promoção Imobiliária, Limitada» deve
da sociedade Um) A sociedade tem por objecto principal
ler-se: «b) Uma quota no valor nominal de
actividades relacionadas com os correios,
Um) A gerência da sociedade, bem como duzentos e cinquenta mil meticais, corres-
nomeadamente planejar, implantar a exploração
a sua representação serão exercidas por um pondente a cinquenta por cento do capital
do serviço postal e de telegrama, postais de
ou mais gerentes, com poderes devidamente social, pertencente à sócia MMD – Imobiliária,
logística integrada, financeiros, eletrônicos,
definidos para o efeito, com ou sem remuneração Limitada».
exploração de actividades correlatas e exercer
conforme decisão da sócia. outras actividades afins, bem como a assistência
Dois) A gerência poderá nomear mandatários técnica, assessoria, consultoria e outros serviços
ou procuradores da sociedade para a prática de de correios.
determinados actos ou categorias de actos. O Carteiro, Limitada Dois) A sociedade poderá ainda desenvolver
Três) Os mandatários e procuradores não outras actividades como:
podem obrigar a sociedade em actos e contratos Certifico, para efeitos de publicação, que no a) Gráfica;
estranhos ao negócio, designadamente garantias dia vinte e sete de Agosto de dois mil e treze, b) Serigráfia;
pessoais ou reais, letras de favor, fianças e sub foi matriculada na Conservatória do Registo de c) Publicidade;
fianças, avales e outros semelhantes. Entidades Legais sob NUEL 100420279, uma d) Telecomunicações;
Quatro) A sociedade obriga-se pela assina-
sociedade denominada O Carteiro, Limitada. e) Aluguer de equipamento informático
tura: e de comunicação;
É celebrado o presente contrato de sociedade,
a) Da sócia; f) Jogos de fortuna e azar;
nos temos do artigo noventa do Código
b) Do gerente com mandato para o g) Agênciamento e representação;
efeito; Comercial, entre:
h) Procurment e afins;
c) Do procurador especialmente Elias Maria Mucavele, solteiro, maior, de i) Agro-pecuária;
constituído, nos termos e limites nacionalidade moçambicana, portador do j) Comércio geral;
do respectivo mandato. Bilhete de Identidade n.º 110100257530C, k) Prestação de serviços.
2776 — (54) III SÉRIE — NÚMERO 70
Três) A sociedade exercerá ainda a actividade Quatro) No caso de a sociedade ou os sócios ARTIGO NONO
de importação e exportação de bens requeridos não chegarem a acordo sobre o preço da quota
(Administração e representação
para o exercício do seu objecto. a ceder ou a dividir, o mesmo será determinado da sociedade)
Quatro) Para a prossecução dos seus fins por consultores independentes e o valor que
a sociedade pode estabelecer convénios e vier a ser determinado será vinculativo para Um) A sociedade será dirigida e representada
acordos com instituições públicas ou privadas, por um administrador, eleito em assembleia
as partes.
nacionais ou estrangeiras, ou com organismos geral.
ARTIGO SÉTIMO Dois) Compete ao administrador exercer os
internacionais.
Cinco) Por deliberação da assembleia (Amortização de quotas)
mais amplos poderes, representando a sociedade
geral, a sociedade pode participar directa ou em juízo e fora dele, activa ou passivamente, e
Um) Mediante prévia deliberação da praticando todos os actos tendentes à realização
indirectamente, em projectos de desenvolvimento
assembleia geral, as quotas dos sócios poderão do objecto social que a lei ou os presentes
que de alguma forma concorram para o
ser amortizadas no prazo de noventa dias a estatutos não reservem exclusivamente à
preenchimento do seu objecto social, bem como,
contar do conhecimento ou verificação dos assembleia geral.
com o mesmo objectivo, aceitar concessões,
seguintes factos: Três) A administração pode constituir
adquirir e gerir participações no capital de
representantes e delegar a estes os seus poderes,
quaisquer sociedades, independentemente do a) Se qualquer quota for penhorada, no todo ou em parte.
respectivo objecto social, ou ainda participar empenhada, confiscada, apreendida Quatro) A sociedade fica vinculada pela
em empresas, associações empresariais, ou sujeita a qualquer acto judicial assinatura do administrador único ou pela
agrupamentos de empresas ou outras formas de ou administrativo que possa obrigar assinatura de um terceiro especificamente
associação, desde que legalmente permitido. a sua transferência para terceiros; designado e a quem tenham sido delegados
b) Se qualquer quota ou parte for cedida poderes, nos termos definidos pela assembleia
ARTIGO QUARTO
a terceiros sem observância do geral.
(Capital social) disposto no artigo sexto dos Cinco) Em circunstância alguma a sociedade
ficará vinculada por actos ou documentos que
Um) O capital social, integralmente subscrito presentes estatutos.
não digam respeito às actividades relacionadas
e realizado em dinheiro, é de cinquenta mil Dois) O preço da amortização será pago em com o objecto social, especialmente em letras
meticais e corresponde à soma de duas quotas, não menos de seis prestações mensais, iguais de favor, fianças e abonações.
assim distribuídas: e sucessivas, representadas por igual número Seis) Até à realização da assembleia geral, a
a) Uma, no valor nominal de quarenta e de títulos de crédito que vencerão juros à taxa sociedade será administrada e representada pelo
nove mil meticais, correspondente a aplicável aos depósitos a prazo. senhor Elias Maria Mucavele.
noventa e cinco por cento do capital
social, pertencente ao sócio Elias ARTIGO OITAVO ARTIGO DÉCIMO
Maria Mucavele; (Assembleia geral) (Balanço e distribuição de resultados)
b) Outra, no valor nominal de mil meticais,
Um) A assembleia geral reunirá ordinaria- Um) O período de tributação deverá coincidir
correspondente a cinco por cento do
com o ano civil (calendário). posteriormente, e,
capital social, pertencente à sócia mente uma vez por ano, nos primeiros três meses
mediante aprovação das autoridades fiscais, o
Maria Isabel Mulhui. depois de findo o exercício anterior para:
período de tributação passará a coincidir com
Dois) O capital social poderá ser aumentado, a) Apreciação, aprovação, correcção ou o da sua empresa-mãe, nomeadamente trinta
mediante deliberação da assembleia geral. rejeição do balanço e contas do de Junho.
Três) Os sócios têm direito de preferência exercício; Dois) O balanço e as contas de resultados
no aumento do capital social, em proporção da b) Decisão sobre a distribuição de fechar-se-ão e serão apresentados ao final
medida/percentagem de cada quota. lucros; do ano civil ou a trnta de Junho de cada ano,
c) Nomeação da administração e dependendo do final de ano da sociedade e serão
ARTIGO QUINTO submetidos à apreciação da assembleia geral.
determinação da sua remuneração.
(Prestações suplementares) Três) Depois de deduzidos os encargos
Dois) A assembleia geral poderá reunir-se gerais, repagamentos e outros encargos dos
Não serão exigidas prestações suplementares extraordinariamente sempre que for necessário, resultados líquidos apurados em cada exercício,
de capital, mas os sócios poderão fazer competindo-lhe deliberar sobre quaisquer serão deduzidos os montantes necessários para a
suprimentos à sociedade de acordo com os assuntos relativos à actividade da sociedade que criação dos seguintes fundos de reserva:
termos e condições que forem fixadas em ultrapassem a competência da administração. a) Vinte por cento para uma reserva
assembleia geral. Três) É da exclusiva competência da legal, até vinte por cento do valor
assembleia geral deliberar sobre a alienação dos do capital social, ou sempre que seja
ARTIGO SEXTO
principais activos da sociedade. necessário reintegrá-lo;
(Cessão e divisão de quotas) Quatro) A assembleia geral poderá ser b) Outras reservas que a sociedade possa
convocada pelo administrador da sociedade, por necessitar, de tempos em tempos.
Um) A cessão e divisão de quotas, assim
meio de telex, fax, telegrama ou carta registada Quatro) O remanescente será, discricio-
como qualquer outra forma de disposição de
com aviso de recepção, com uma antecedência nariamente, distribuído ou reinvestido nos
quotas, carece de consentimento prévio da
mínima de quinze dias, salvo nos casos em que termos a deliberar pela assembleia geral.
assembleia geral.
Dois) A sociedade goza de direito de a lei exija outras formalidades. ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
preferência na aquisição de quotas. Cinco) Os sócios poderão fazer-se representar
Três) Caso a sociedade não exerça o (Disposições finais)
nas assembleias gerais, mediante simples carta
seu direito de preferência, este transfere-se para esse fim dirigida ao presidente da mesa da Um) A sociedade dissolve-se nos casos
automaticamente para os sócios. assembleia geral. previstos na lei.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (55)

Dois) A liquidação da sociedade depende de Três) Por deliberação do único sócio, a Dois) Compete ao administrador exercer os
aprovação da assembleia geral. sociedade pode praticar outras actividades mais amplos poderes, representando a sociedade
Três) Os casos omissos serão regulados pela comerciais relacionadas com o seu objecto em juízo e fora dele, activa ou passivamente,
legislação moçambicana. principal, pode associar-se ou participar no e praticando todos os actos tendentes à realização
Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil capital social de outras sociedades, desde que do objecto social, que a lei ou os presentes
e treze. — O Técnico, Ilegível. tais transações sejam permitidas legalmente estatutos não reservem exclusivamente ao
ARTIGO QUARTO sócio.
Três) O administrador pode constituir repre-
(Capital social) sentantes, e delegar a estes os seus poderes no
Sanana Gráfica – Sociedade
Unipessoal, Limitada Um) O capital social, integralmente subscrito todo ou em parte.
e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais, Quatro) A sociedade fica vinculada pela:
Certifico, para efeitos de publicação, que por e corresponde a uma única quota, pertencente a) Assinatura do sócio;
escritura pública de um de Agosto de dois mil e ao sócio Luciano Sambane. b) Assinatura do administrador;
treze, lavrada de folhas onze a folhas quinze do Dois) O capital social poderá ser aumentado, c) Assinatura de um terceiro expeci-
livro de notas para escrituras diversas número mediante deliberação do único sócio da
ficamente designado a quem tenham
trezentos oitenta e um traço A, do Quarto sociedade.
sido delegados poderes nos termos
Cartório Notarial de Maputo, perante Batça Banu
ARTIGO QUINTO definidos.
Amade Mussa, licenciada em Direito, técnica
superior dos registos e notariado N1 e notária em (Prestações suplementares) Cinco) Em circunstância alguma a sociedade
exercício neste cartório, foi constituída, entre: ficará vinculada por actos ou documentos que
Não serão exigidas prestações suplementares
Luciano Sambane, uma sociedade por quota de não digam respeito às actividades relacionadas
de capital, mas o sócio poderá fazer suprimentos
responsabilidade limitada, denominada Sanana com o objecto social, especialmente em letras
à sociedade de acordo com os termos e as
Gráfica – Sociedade Unipessoal, Limitada, tem de favor, fianças e abonações.
condições que forem fixadas pelo sócio, de
a sede na Avenida Alberto Luthuri, rés-do-chão
em Maputo, que se regerá pelas cláusulas acordo com a legislação comercial em vigor.
ARTIGO NONO
constantes dos artigos seguintes: ARTIGO SEXTO (Balanço e distribuição de resultados)
ARTIGO PRIMEIRO (Cessão e divisão de quotas) Um) O ano fiscal coincide com o ano civil
(Denominação e sede) A cessão e divisão de quotas é livre, (calendário).
Um) A sociedade adopta a denominação devendo o sócio informar a sociedade, por carta Dois) O balanço e as contas de resultados
de Sanana Gráfica – Sociedade Unipessoal, endereçada à gerência, com uma antecedência da sociedade fechar-se-ão com referência a
Limitada, e tem a sua sede na Avenida Alberto mínima de sessenta dias a contar da data em que trinta e um de Dezembro de cada ano, e serão
Luthuri, rés-do-chão, em Maputo. ocorre a cessão e divisão de quotas, devendo submetidos à apreciação do sócio.
Dois) A sociedade pode, por deliberação do ainda informar a data, o preço e as condições Três) Deduzidos os encargos gerais,
único sócio, transferir a sua sede para qualquer de pagamento. repagamentos e outros encargos dos resultados
outro local do território nacional. líquidos apurados em cada exercício, serão
ARTIGO SÉTIMO
Três) Por deliberação do único sócio, deduzidos os montantes necessários para a
a sociedade pode abrir delegações, filiais, (Deliberações do sócio) criação dos seguintes fundos de reserva:
sucursais, agências ou outras formas de Quatro) Vinte por cento para uma reserva
Um) O sócio exerce pessoalmente a sua
representação. legal, até vinte por cento do valor do capital
autoridade da sociedade e, pode:
ARTIGO SEGUNDO a) Apreciar, aprovar, corrigir ou rejeitar o social, ou sempre que seja necessário reintegrá-
balanço e contas do exercício; -lo; e
(Duração)
b) Decidir sobre a distribuição de Cinco) Outras reservas que a sociedade possa
A sociedade é constituída por tempo lucros; necessitar, de tempos em tempos.
indeterminado, contando-se o seu início da c) Nomear os directores e determinar a Seis) O remanescente será, discricio-
data da assinatura do respectivo contrato de sua remuneração, bem como a sua nariamente, distribuído ou reinvestido pelo
sociedade. demissão. único sócio.

ARTIGO TERCEIRO Dois) As decisões do sócio devem ser


ARTIGO DÉCIMO
registadas no livro de actas e assinadas pelo
(Objecto social) sócio conforme está previsto na lei. (Disposições finais)
Um) A sociedade tem por objecto principal Três) É da exclusiva competência do sócio
deliberar sobre a alienação dos principais Um) A sociedade dissolve-se nos casos
prestação de serviços de gráfica, impressão,
activos da sociedade. previstos na lei.
copia e scanner de documentos.
Dois) A liquidação da sociedade depende de
Dois) A sociedade tem como actividades
ARTIGO OITAVO aprovação do sócio.
auxiliares:
(Administração e representação Três) Os casos omissos serão regulados pela
a) Organização de eventos;
da sociedade) legislação Moçambicana.
b) Importação e exportação.
Está conforme.
Dois) A sociedade poderá desenvolver outras Um) A sociedade será dirigida e representada
actividades complementares ou acessórias ao pelo sócio ou por um administrador, nomeado Maputo, quinze de Agosto de dois mil
objecto principal. pelo sócio. e treze. — A Ajudante, Ilegível.
2776 — (56) III SÉRIE — NÚMERO 70

Orlando & Serviços, Limitada do da sociedade, assim como, associar-se ARTIGO OITAVO
com outras sociedades para prossecução dos
(Amortização de quotas)
Certifico, para efeito de publicação, que no objectivos no âmbito ou não, do seu objecto.
dia vinte e quatro de Julho de dois mil e treze, A amortização será feita pelo valor nominal
foi matriculada na Conservatória do Registo de ARTIGO QUARTO
das quotas, acrescido da correspondente parte
Entidades Legais sob NUEL 100410451, uma (Capital social) dos fundos de reserva, depois de deduzidos
sociedade denominada Orlando & Serviços, os débitos ou responsabilidade do respectivo
Limitada. Um) O capital social, integralmente subscrito
sócio à sociedade, devendo o seu pagamento
é realizado em numerário no valor de dez mil
É constituído o presente contrato de meticais, dividido em duas quotas, distribuídas ser efectuado nos termos da deliberação da
sociedade, nos termos do artigo noventa do da seguinte forma: assembleia geral.
Código Comercial, entre:
a) Orlando Filipe Langa, com sessenta ARTIGO NONO
Orlando Filipe Langa, casado com Aida Ofinar por cento, correspondente a seis
Tinga Langa, sob regime de comunhão mil meticais; (Morte ou incapacidade)
de bens adquiridos, de nacionalidade b) Aida Ofinar Tinga Langa, com quarenta Em caso de morte, incapacidade ou
moçambicana, natural de Maputo, portador por cento, correspondente a quatro
inabilitação de qualquer dos sócios, a sociedade
do Bilhete de Identidade n.º 100101091127J, mil meticais.
emitido aos dezassete de Janeiro de dois mil constituirá com os sócios sobrevivos ou
Dois) O capital social poderá ser aumentado capazes e os herdeiros do falecido, interdito ou
e onze e residente na Machava, cidade da uma ou mais vezes, mediante entradas em
Matola, Tsalala, casa número dez, quarteirão inabilitado legalmente representado deverão
numerário ou em espécie, pela incorporação
nove; e aqueles nomear um entre si, um que a todos
dos suprimentos feitos a sociedade pelos sócios
Aida Ofinar Tinga Langa, casada com Orlando represente na sociedade, enquanto a respectiva
ou por capitalização de todo ou parte dos lucros
Filipe Langa sob regime de comunhão de bens quota se mantiver indivisa.
ou das reservas, desde que, o valor do capital a
adquiridos, de nacionalidade moçambicana, aumentar resulte de um acordo unânime entre
natural de Maputo, portador do Bilhete de ARTIGO DÉCIMO
os sócios.
Identidade n.º 110100977602B, emitido aos (Responsabilidade)
vinte e dois de Março de dois mil e onze e ARTIGO QUINTO
residente na Machava, cidade da Matola, A sociedade responde civicamente perante
(Cessão de quotas) terceiros pelos actos ou omissões dos seus
Tsalala, casa número dez, quarteirão nove.
Sem prejuízo das disposições legais em administradores e mandatários, nos mesmos
Que pelo presente contrato, constituem entre
vigor, a cessão ou alienação no todo ou em termos em que o comitente responde pelos actos
si, uma sociedade por quotas de responsabilidade
limitada, que irá reger-se pelos seguintes parte, das quotas, deverá ser comunicada à ou omissões dos seus comissários.
artigos: sociedade que goza do direito de preferência
nessa cessão ou alienação, se a sociedade não ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
ARTIGO PRIMEIRO
exercer esse direito de preferência, então, o (Contas e resultados)
(Denominação) mesmo pertencerá a qualquer dos sócios e,
querendo-o mais do que um, a quota será Anualmente será dado um balanço com data
A sociedade adopta a denominação de dividida pelos interessados na proporção das de trinta e um de Dezembro, os lucros que o
Orlando & Serviços, Limitada, é uma sociedade suas participações no capital. balanço registar, líquidos de todas as despesas
comercial por quotas de responsabilidade e encargos, terão a seguinte aplicação:
limitada. ARTIGO SEXTO a) Constituição do fundo de reserva legal,
ARTIGO SEGUNDO (Assembleia geral) enquanto não estiver realizado nos
(Duração e sede) termos da lei, ou sempre que seja
Um) As assembleias gerais serão convocadas
necessário reintegrá-lo;
Um) A sociedade é estabelecida por tempo por escrito com aviso de recessão por qualquer
b) Constituição de outras reservas que
indeterminado, contando a partir da data administrador ou ainda a pedido de um dos
seja deliberado criar, em quantias
celebração da presente contrato. sócios com uma antecedência mínima de trinta
dias. que se determinarem em assembleia
Dois) A sociedade terá a sua sede, na cidade
Dois) Os sócios far-se-ão representar por si geral;
de Maputo, Rua Baptista, Bairro de Chaman-
ou através de pessoas que para o efeito forem c) O remanescente constituirá dividendos
culo C, podendo, por deliberação da assembleia
designadas através de credencial para esse fim para os sócios na proporção das
geral, abrir e encerrar sucursais, filiais, agências
emitida. suas quotas.
ou outras formas de representação social em
qualquer parte do território nacional ou no Três) As deliberações da assembleia-geral
serão tomadas por maioria simples, salvo as ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
estrangeiro.
que envolvem alterações aos presentes estatutos (Dissolução)
ARTIGO TERCEIRO e aumentos de capital, que serão tomadas por
unanimidade. A sociedade só se dissolve nos casos
(Objecto social) previstos na lei e será então liquidada como os
ARTIGO SÉTIMO sócios deliberarem.
Um) A sociedade tem por objecto social as
seguintes actividades: (Administração e representação)
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
a) Venda de material eléctrico; A administração da sociedade e a sua
b) Montagem de sistemas eléctricos e de Em tudo que fica omisso regularão as
representação em juízo e fora dele, activa e
segurança. disposições legais aplicáveis e em vigor na
passivamente, serão exercidas por Orlando
Dois) A sociedade poderá adquirir parti- Filipe Langa que fica designado administrador República de Moçambique.
cipações financeiras em sociedades a constituir com dispensa de caução. A sociedade fica válida Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
ou constituídas, ainda que com objecto diferente e obrigada pela assinatura deste sócio. e treze. — O Técnico, Ilegível.
2 DE SETEMBRO DE 2013 2776 — (57)

Brandão – Engenharia, ARTIGO SEGUNDO ARTIGO SEXTO


Sociedade Unipessoal, (Duração) (Administração)
Limitada A sociedade é criada por tempo indeter- A gestão e administração da sociedade bem
minado, contando-se o seu início a partir da data assim a sua representação em juízo ou for do
Certifico, para efeitos de publicação, que activo e passivamente, fica a cargo do único
de celebração do presente contrato de escritura
no dia dezasseis de Agosto de dois mil e treze, pública de constituição. sócio António Manuel Ribeiro Correia Brandão
foi matriculada na Conservatória do Registo de da Luz.
Entidades Legais sob NUEL 100417804, uma ARTIGO TERCEIRO
ARTIGO SÉTIMO
sociedade denominada Brandão – Engenharia, (Objecto)
Sociedade Unipessoal, Limitada. (Formas de obrigar a sociedade)
Um) A sociedade tem como objecto principal
É celebrado o seguinte contrato de sociedade, Um) A sociedade fica validamente obrigado
de actividade, consultoria e prestação de
pela assinatura do administrador, em todos
nos termos do artigo noventa do Código serviços na área de:
os actos e contratos, podendo esta, para
Comercial, entre; a) Construção civil; determinados actos, delegar poderes a procurador
Antonio Manuel Ribeiro Correia Brandão b) Engenharia civil; especialmente constituído, nos preciso termos e
da Luz, casado, natural de BS João do c) Elaboração de projectos; limites do respectivo mandato.
d) Fiscalização de projectos; Dois) As decisões do sócio, de natureza as
Souto-Braga, de nacionalidade portuguesa, deliberações, serão registadas em acta por ela
e) Pesquisa de terrenos para construção
portador do Passaporte n.º L007938, emitido assinada.
residencial e turismo.
peloServiços de Estrageiro e Fronteiras, aos
Dois) A sociedade poderá igualmente CAPITULO III
catorze de Julho de dois mil e nove, com
exercer qualquer outra actividade de natureza Das disposições gerais
validade até catorze de Julho de dois mil comercial, industrial, pecuária por lei permitida,
e catorze. desde que para tal aprovação das entidades ARTIGO OITAVO
Pelo presente contrato de sociedade outorga competentes. (Balanço e Aplicação de resultado)
e constitui uma sociedade unipessoal por quotas Um) O ano coincide com o ano civil.
ARTIGO QUARTO
de responsabilidade limitada, que se regerá pelas Dois) O balanço e contas de resultado fechar-
(Aquisição de participações) se-ão com referência a trinta e um de Dezembro
cláusulas seguintes:
A sociedade poderá, mediante deliberação do de cada ano.
CAPÍTULO I sócio, participar, directamente ou indirectamente, Três) Dos lucros apurados em cada exercício
deduzir-se-á em primeiro lugar, a percentagem
em quaisquer projectos, quer sejam similares ou
Da denominação, sede e objecto legalmente estabelecida para a constituição
diferente do desenvolvimento pela sociedade,
do fundo da reserva legal. Sobre o valor
ARTIGO PRIMEIRO bem assim adquirir, deter, reger e alienar
remanescente haverá deliberação em assembleia
participações sócias noutras sociedades.
(Denominação e sede) geral.
Quatro) Cumprindo o disposto no número
CAPÍTULO II
Um) A sociedade adopta a denominação de anterior, à parte remanescente dos lucros
Brandão-Engenharia Sociedade Unipessoal, Do capital social, administração será aplicável a legislação da República de
e representação da sociedade Moçambique.
Limitada, é uma sociedade por quotas de
responsabilidade limitada e tem a sua sede ARTIGO QUINTO ARTIGO OITAVO
na Cidade de Maputo Avenida Maguaguana (Capital social) (Casos omissos)
número duzentos e cinquenta e sete.
O capital social, integralmente subscrito Em tudo quanto fica omisso regularão
Dois) A sociedade poderá abrir filiais,
e realizado, é de cinquenta mil meticais, as disposições do Código Comercial, e
sucursais, delegações ou outras formas de correspondente a uma quota, do único sócio demais Legislação aplicável na República
representação em território nacional ou no António Manuel Ribeiro Correia Brandão da de Moçambique.
estrangeiro, mediante deliberação da assembleia Luz e equivalente a cem por cento do capital Maputo, vinte e oito de Agosto de dois mil
geral. social. e treze. — O Técnico, Ilegível.
FAÇA OS SEUS TRABALHOS GRÁFICOS NA INM, E. P. NOVOS
EQUIPAMENTOS NOVOS SERVIÇOS DESIGN GRÁFICO
AO SEU DISPOR
Preço das assinaturas do Boletim da República para
o território nacional (sem porte):
Nossos serviços:
— As três séries por ano ...............................8.600,00MT
— As três séries por semestre ........................ 4.300,00MT
Preço da assinatura anual:
— Maketização, Criação Séries
I ..................................................................... 4.300,00MT
de Layouts e Logotipos; II .................................................................... 2.150,00MT
III ................................................................... 2.150,00MT
— Impressão em Off-set Preço da assinatura semestral:
I ..................................................................... 2.150,00MT
e Digital; II .................................................................... 1.075,00MT
III ................................................................... 1.075,00MT
— Encadernação e Restauração
de Livros; Delegações:
Beira —Rua Correia de Brito, n.º 1529 – R/C
— Pastas de despachos, Tel.: 23 320905
Fax: 23 320908
impressos e muito mais! Quelimane — Rua Samora Machel, n.º 1004,
Tel.: 24 218410 Fax: 24 218409
Brevemente em Pemba.

Imprensa Nacional de Moçambique, E. P. – Rua da Imprensa, n. º 283 – Tel: + 258 21 42 70 21/2 – Cel.: + 258 82 3029296, Fax: 258 324858 , C.P. 275,
e-mail: imprensanac@minjust.gov.mz – www.imprensanac.gov.mz

Preço — 87,87 MT
IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P.