Metodologia e Delineamento de Pesquisa

Redação do Texto Científico
Rodolfo Nakamura

24/02/10

Redação Científica
Última etapa do processo de Pesquisa Científica
■ Apresentação dos Resultados
■Conteúdo e Forma
■ Comunicar à comunidade os resultados de sua pesquisa

“Comunicar é compartilhar conhecimentos,
opiniões, sentimentos e, talvez, convencer os
outros a pensarem como a gente”
Harlow & Compton

24/02/10

Conteúdo

24/02/10

O que é escrever bem?


24/02/10

Ortografia bem cuidada
Clareza e Simplicidade
– Frases com períodos curtos
(mais do que 5 linhas é longo).
– Frases na ordem direta
(construção com ordem invertida)
– Hierarquizar informações
(da mais importante para a menos importante)
Revisar o Texto
Evitar termos chulos, coloquiais e construções
gramaticais pobres

Outras dicas


24/02/10

Evitar termos enfáticos ou superlativos
(“sensacional” / “importantíssimo”)
Não usar MAIÚSCULAS para enfatizar palavras
Restrinja seu uso a começo de frases e nomes próprios
Escreva na terceira pessoa do singular
Evite modismos, geralmente expressões inexistentes ou
com sentido diferente do original
(“a nível de”, “deitar e rolar”, “imperdível”)
Também evite neologismos, principalmente se houver
equivalente em português (“deletar”). Havendo
necessidade, palavras em outro idioma devem estar em
itálico e “entre aspas”.
Evite nomes comerciais, preferindo a denominação
genérica do produto (dipirona ao invés de Novalgina)

A redação no contexto do
processo de pesquisa científica

É a soma de cada parte do projeto
– Projeto
Introdução
✜ Justificativa do projeto
✜ Objetivos
✜ Metodologia Empregada
✜ Bibliografia
– Texto Final
✜ Introdução
✜ Desenvolvimento
✜ Conclusões

24/02/10

Norma NBR 10719, ABNT

24/02/10

Pré-Texto
– Capa
– Página de Rosto
– Ficha Catalográfica
– Dedicatória e agradecimentos
– Lista de figuras, tabelas, abreviaturas e símbolos
– Resumo
– Sumário
De acordo com a norma NBR 10719, da ABNT, o texto
deve ser dividido em 3 seções básicas:
– Introdução
– Desenvolvimento
– Conclusões ou recomendações

Capa
Deve conter:
■ Nome da Instituição
■ Nome do Aluno
■ Título da Pesquisa
■ Descrição do Trabalho
■ Cidade e Data

F A
N

I m

C

U

o m

L D

A

e

d o

E
A

S

T A

l u n o

N

C

p

o r

R

E
E

D

O

N

E

V

x t e n s o

p a c t o
d a d i m i n i n u i ç ã o
d o
n o s í n d i c e s d a e c o n o m i a d e

Margens:
Superior: 2,00 cm
■ Inferior: 1,49 cm
■ Esquerda: 3,00 cm
■ Direita: 3,00 cm

M
o n o g r a f i a
a p r e s e n t
a
c o n c l u s ã o
d o
C u r s
e m
C i ê n c i a s
d a
A d m
p e la
F a c u ld a d e s T a n

S

24/02/10

D

Ã

O
P A
2 0 0 2

U

L O

a
o
i n
c

d

a
d
i s
r e

Página de Rosto

É cópia da capa, com a diferença da inclusão do nome do
orientador, imediatamente após a descrição do trabalho.
NBR 10524:
–Normatiza os procedimentos para elaboração da
página de rosto:
Dissertação apresentada para a obtenção do título de
Mestre em Ciências da Administração pela Faculdades
Tancredo Neves.
Orientador: Prof. Dr. Nome do Professor
Orientadora: Profa. Dra. Nome da Professora

24/02/10

Ficha Catalográfica

24/02/10

Deve-se consultar um bibliotecário, que irá utilizar as
informações da página de rosto para catalogar a
publicação
Exemplo:
Sobrenome, Nome do Autor
Titulo da monografia
000p.
Dissertação (mestrado) - Faculdades Tancredo
Neves. Ciências da Administração. São Paulo, 2002.
Área de concentração: Administração de empresas
Orientador: Nome do Professor
1. Administração. 2. São Paulo. 3. Tema

Dedicatórias e Agradecimentos

24/02/10

Dedicatórias: são feitas para pessoas de influência
fundamental para a realização do trabalho.
Agradecimentos: são dirigidas a pessoas e entidades
que contribuíram em partes ou etapas para o trabalho.
Embora muito comuns, são opcionais.

Listas

Tabelas e Figuras
– É comum, ao longo do texto, realizar repetidas menções a
tabelas e figuras. Assim, uma lista ajuda a encontrá-las com mais
facilidade.
– As figuras e tabelas devem ser numeradas, facilitando a sua
codificação.
LISTA DE TABELAS
Tabela 01 - Mapa do Município.......................................pág. 31

Abreviações e Símbolos
– Algumas abreviações e símbolos podem ser familiares a você,
mas pode ser incompreensível para outros.
LISTA DE ABREVIAÇÕES
ABI....................Associação Brasileira de imprensa
USP..................Universidade de São Paulo

24/02/10

Resumo


24/02/10

Dar uma visão rápida ao leitor, para que ele possa
decidir pela conveniência da leitura do texto inteiro.
Deve ser totalmente fiel ao trabalho e não conter
nenhuma informação que não conste do texto integral.
Não deve constar citação de autores, tabelas e figuras.
Preferencialmente, deve estar contido em um único
parágrafo e em uma única página.
ABNT NBR 6028: segundo esta norma, o resumo deve
conter até 250 palavras para monografias e até 500
palavras para dissertações e teses.

Sumário

Norma ABNT NBR 6027: Deve conter a indicação das
páginas das diferentes partes do trabalho e não deve conter o
pré-texto.

SUMÁRIO
1. Introdução
2. Objetivos
3. Revisão de Literatura
3.1 Contexto Histórico
3.2 Sistemas Complexos
4. Materiais e Métodos
4.1 Meios utilizados
5. Resultados
6. Discussão
7. Conclusões
8. Referências Bibliográficas
Anexo
Abstract
24/02/10

1
3
4
7
7
13
15
30
42
53
64
67
75

Texto

24/02/10

Introdução

24/02/10

TÍTULO - O título não é um resumo. Evite títulos longos.
Devem ser objetivos e conter palavras essenciais.
INTRODUÇÃO
– ambientar o leitor no contexto do trabalho
– Fatos históricos importantes e trabalhos clássicos
– Fornecer motivações contextuais que levaram à
condução do trabalho
– Pode incluir a caracterização do problema, as
justificativas e as hipóteses
– Em média de 3 a 4 páginas
– Ao final, deve apresentar o objetivo do trabalho

Desenvolvimento

24/02/10

A forma mais usual de apresentação é aquela
apresentada em pesquisas experimentais:
– Revisão de literatura
– Metodologia
– Resultados
– Discussão
Esta estrutura pode sofrer alterações em outras
modalidades de pesquisas, como as qualitativas

Desenvolvimento (2)

Revisão de literatura
– Apresentar diferentes correntes de pesquisadores
que estudaram a questão
– Evitar parágrafos estanques, demonstrando
resultados de outras pesquisas.
– Crie uma linha de raciocínio ao longo dos textos,
permeando os parágrafos
– Ordem Cronológica ou não.
✜ Forma mais usual é a cronológica
✜ Manter coerência entre os parágrafos, caso a
ordem cronológica seja quebrada
– Dar preferência a fluidez das idéias

24/02/10

Desenvolvimento (3)

Metodologia
– Rigor de detalhes: possibilitar a repetição do
experimento por outros autores
– Material e métodos podem ser subdivididos
conforme a peculiaridade de cada área
– Pesquisas qualitativas
✜ Completa descrição das fontes documentais

24/02/10

Desenvolvimento (3)

Resultados
– Texto essencialmente descritivo
(reserve os comentários para a discussão)
– Expostos na forma de texto e/ou tabelas
– Pode-se utilizar gráficos para ilustrar os resultados
✜ mantenha a apresentação em forma de
texto/tabelas
– Checar se todos os resultados foram obtidos com as
metodologias que foram descritas
– Da mesma forma, checar se todas as metodologias
descritas possuem resultados a apresentar

24/02/10

Desenvolvimento (4)

Discussão
– Discutir o trabalho como um todo, além do resultado da
pesquisa
✜ Incluir todas as etapas, quando possível
– objetivo, literatura, metodologia, resultados
✜ Se as motivações do trabalho foram pertinentes
✜ Discutir se haveria uma metodologia alternativa à
que foi empregada
✜ Resultados:
– Explicar os resultados encontrados
– Comparar os resultados encontrados com outros
disponíveis na literatura
– Balanço geral, propondo novas questões face aos
resultados encontrados

24/02/10

Conclusões

24/02/10

Apresentar, objetivamente, o desfecho do trabalho
frente aos resultados
Apresentar sempre de maneira relativa e não absoluta
Por exemplo, evitar-se: “não houve influência do rádio
na aculturação dos povos indígenas”, preferindo-se
“não foi possível demonstrar a influência do rádio...”
Colocar lado a lado os objetivos e as conclusões
– Evitar que conclusões não façam parte do objetivo
inicial ou
– Evitar que o objetivo inicial não tenha sido concluído
Eventualmente, pode-se acrescentar:
“apesar de não ter sido objetivo do trabalho, os
resultados demonstraram que...”

Forma

24/02/10

Formatação do Trabalho



24/02/10

Papel: Branco, Tamanho A4 (210 x 297mm)
Margens
– Superior: 3,50 cm
– Esquerda: 4,00 cm
– Direita:
2.50 cm
– Inferior:
2,50 cm
Recuo da Primeira linha: 1,25 cm
Fonte: Times New Roman ou Arial (Helvetica), corpo 12
Parágrafo: espaçamento duplo, justificado, espaço após
o parágrafo = 12 pontos
Paginação: Canto superior direito
– NBR 10719: números arábicos, iniciando a
contagem a partir da parte textual (introdução)

Citação de autores
no corpo do texto
ABNT NBR 10520: Não faz menção à citação de autores.
■ Autor: os exemplos sempre apresentam somente a
primeira letra em maiúscula.
– “Em 1989, Guimarães concluiu que...”
– “Segundo Guimarães (1989)...”
– “... Infantil (Guimarães, 1989)

2 Autores: exemplifica-se sempre a conjunção “e”:
– “Em 1989, Guimarães e Apolinário concluiu que...”
– “Segundo Guimarães e Apolinário (1989)...”
– “... Infantil (Guimarães e Apolinário, 1989)

3 ou mais Autores: Indica-se a palavra et al. (et. alii)
– “Em 1989, Guimarães et al. concluiu que...”
– “Segundo Guimarães et al. (1989)...”
– “... Infantil (Guimarães et al., 1989)

24/02/10

Autor: casos especiais

Quando o autor tem duas citações no mesmo ano: acrescentar
uma letra após a data.
– “Segundo Guimarães (1989a) e Guimarães (1989b)...”

Quando dois autores tem o mesmo sobrenome e a citação é do
mesmo ano, acrescenta-se as iniciais do primeiro nome.
– “Segundo Guimarães J. (1989) e Guimarães M. (1989)...”

Quando a citação está em apenas uma página, não
representando uma idéia de um capítulo ou da obra, deve-se
fazer a referência no corpo do texto e não nas referências.
– “Segundo Guimarães (1989, p. 546) a desnutrição...”

Apud: quando a referência não foi lida diretamente , mas citada
por outro autor. Não é recomendada.
– “Segundo a Teoria da Relatividade (Einstein, 1905, apud Andersen, 1999)...”

24/02/10

Referências Bibliográficas
ABNT NBR 6023: fixa regras para todos os tipos de referências
bibliográficas. As mais comuns, são:
■Periódicos: devem conter os seguintes elementos:
– Autor(es), em maiúsculas
– Título do artigo
– Título do Periódico, em itálico, sublinhado ou negrito
– Cidade da editora do periódico
– Volume, precedido por v.
– Número, precedido por n.
– Páginas, precedido por p.
– Mês da Publicação (opcional)
– Ano da Publicação
GOMES, A. Modelos Matemáticos Estruturais. Revista de Engenharia, v.
12, p.123-125, set/out, 1999

24/02/10

Referências Bibliográficas (2)
■Livros:

devem conter os seguintes elementos:
– Autor(es), em maiúsculas
– Título do Livro, em itálico, sublinhado ou negrito
– Edição do livro
– Cidade da editora, seguida de dois pontos (:)
– Nome da Editora
– Ano da Publicação
– Número total de páginas
– Número de volumes (quando mais de 1)
VERO, L.K. Reprodução de Equinos, 3 ed. São Paulo: Varela, 1987. 987p.
2v
■Parte do livro
VERO, L.K. Reprodução de Equinos, 3 ed. São Paulo: Varela, 1987. 987p.,
p.87-89: Indutores da inflamação

24/02/10

Referências Bibliográficas (3)
■Teses,

Dissertações e monografias
– Autor(es), em maiúsculas
– Título do Trabalho
– Tipo de Trabalho
– Descrição (entre parêntesis)
– Unidade e Instituição
– Ano

ZAMBEL, C. O uso de métodos contábeis em pequenas
empresas. Monografia (Conclusão do curso de graduação
em Ciências Contábeis) - Centro de Ciências Exatas,
Universidade do Rio Grande do Sul, 1986.

24/02/10

Referências Bibliográficas (4)
■Internet,

CD-ROM
A Internet deve ser utilizada com parcimônia, devido ao
fato da informação ser volátil (pode ser retirada a qualquer
tempo) e não é arbitrada (pode não ter sido submetida à
análise).
APPOLINARO, A.L. Casos de tuberculose na Bacia
Amazônica. (World Wide Web, 25/08/2202),
http://www.saude.org.br/appolinaro.htm)
GREEN, R.W. Esporte e Patologia. Rio de Janeiro: Brasil
Mídia, 2000 (CD-ROM)

24/02/10

Referências Bibliográficas (5)

Eventos
– Autor(es) em maiúsculas
– Título do trabalho
– Nome do evento, em maiúsculas, precedido por “In:”.
– Número do evento
– Ano do evento
– Cidade em que se realizou o evento
– Referência da publicação: igual a Livros (em casos
de anais, abstracts ou proceedings) ou Periódicos
(quando o evento tiver sido publicado em um
periódico).
(continua...)

24/02/10

Referências Bibliográficas (5b)
■Eventos

publicados em forma de anais:

PLINNER, t.r. As leituras diametralmente opostas do pensamento hegeliano.
In: ENCONTRO SULAMERICANO DE FILOSOFIA, 13., 1975, Brasília. Anais...
Brasília: Ass. Bras. Filosof., 1975, 879p. p. 125
GOMES, ªJ. PETER, L.K.P. SILVANDO, P. Avaliação psicomotora em
paraplegia motora, In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FISIOTERAPIA, 15.,
1988, Gramado. Anais... Porto Alegre: Soc. Fisiot. Rio Grande S, 1988.
421p.p.18
Obs.: As reticências logo após “Anais” indicam a supressão de parte do título, por ser
desnecessário escrever “Anais do XV Congresso Brasileiros de Fisioterapia”.
■Eventos

publicados em periódicos:

UNGER, M. Modelos de recuperação econômica na América Latina, In:
SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ECONOMIA, 3., 1987, Caxambú. Revista
Brasileira de Economia, v.34, p.23-33, 1988.

24/02/10

Obrigado

24/02/10

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful