Você está na página 1de 13

PRESSUPOSTOS

TEÓRICO-METODOLÓGICOS
DE ORGANIZAÇÃO DO PROJETO
POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLAR

Cristiana de Campos
Pontos a serem considerados:

• Conceito e relevância do Projeto Político Pedagógico


para a gestão escolar;

• Critérios, pressupostos e dimensões a serem


observados para a construção e acompanhamento do
PPP.
No sentido etimológico, o termo projeto vem do
latim projectu, derivado do verbo projicere, que
significa lançar para diante.

Plano – Intento - Desígnio

Ao construir projetos, planeja-se o que se intenta


fazer ou realizar. Lança-se para diante, com base no
que se tem, buscando o possível.

É antever um futuro diferente do presente.


Segundo Betini (2012)
O Projeto Político Pedagógico
É um documento que detalha objetivos, diretrizes e ações do
processo educativo a ser desenvolvido na escola,
expressando as exigências legais do sistema educacional,
bem como as necessidades, propósitos e expectativas da
comunidade escolar.
Duas particularidades
2)- Busca instituir,
fundamentais caracterizam
estabelecer e criar
o PPP
objetivos, procedimentos,
1)- Ele considera o que instrumentos, modos de
já está instituído agir, estruturas, hábitos e
valores, ressignificando a
própria cultura escolar
As atividades correspondem a três grandes dimensões

Pedagógica
Política

Administrativo-
financeira
Em síntese, o PPP é o instrumento que define:
• a identidade da escola,
• o modelo pedagógico que é adotado,
• os objetivos,
• a metodologia do ensino,
• o perfil do aluno que deseja formar,
• o perfil dos educadores,
• as estratégias de avaliação dos processos de ensino e
aprendizagem.
Sem perder de vista o aspectos: sociais, culturais, políticos,
econômicos, de gênero, geração e etnia.
Democratização do
acesso e da permanência
com sucesso do aluno na
escola

Gestão
Autonomia
Democrática

PRINCÍPIOS
DO PROJETO
PEDAGÓGICO

Valorização dos Relação entre a


profissionais da escola e a
educação comunidade

Qualidade de
ensino para todas
as escolas

Organização do
Currículo escolar
Princípios Norteadores
Autonomia – É entendida como capacidade de governar-
se dentro de certos limites, definidos pelas legislações e
pelos órgãos do sistema educacional.

Gestão democrática – está baseada na coordenação de


atitudes e ações que propõem a participação social. Ou
seja, a comunidade escolar (professores, alunos, pais,
direção, equipe pedagógica e demais funcionários) é
considerada sujeito ativo em todo o processo da gestão,
participando de todas as decisões da escola.

Relação entre a escola e a comunidade – possibilita a


participação de todos os segmentos nas decisões da
escola.
Democratização do acesso e da permanência, com
sucesso, do aluno na escola – pressupõe um ensino de
qualidade para todos.

Qualidade de ensino para todos – pressupõe uma


preocupação do gestor democrático com a construção de
uma escola que valorize as relações estabelecidas pelos
indivíduos em seu cotidiano.

Organização curricular – visa assegurar uma


aprendizagem para as necessidades e o sucesso do aluno.
Neste sentido o currículo precisa ser considerado como
eixo central da discussão na escola.
A valorização dos profissionais da educação – defende uma
adequada formação dos profissionais em educação tanto na
formação inicial quanto na formação continuada.
A escola precisa:

Levantar diagnóstico

Formular objetivos

Ter um plano de ação

Meios de execução

Critérios de avaliação
Ao construir o PPP é
fundamental que se  Que sujeitos precisamos formar?
tenha em mente a
 Quais saberes precisamos discutir?
realidade que
circunda a escola.  Que sociedade queremos para viver?

 Que escola queremos construir?

 Que educação precisamos priorizar?

 Que avaliação precisamos construir?

 Que cultura queremos valorizar?

 Que saberes queremos trabalhar?


Sintetizando

A prática de construção de um projeto, deve estar amparada


por concepções teóricas sólidas e supõe formação contínua dos
atores sociais. Só assim serão rompidas as resistências em
relação a novas práticas educativas. Os atores educativos
devem sentir-se atraídos pela proposta, pois só assim terão uma
postura comprometida e responsável.
Dessa forma, o Projeto político-pedagógico é indispensável no
processo educacional, pois a partir dele se ramificam as demais
ações a serem desenvolvidas no âmbito escolar: projetos,
reuniões, processo avaliativo, etc.