Você está na página 1de 24

|   




O 
 
|  
‡ Vsevolod Emilevich Meyerhold, era
pseudônimo de Karl Kazimir Theodor
Meyerhold.
‡ Nasceu em 1874, em Penza, na Rússia.
‡ Foi um importante encenador, ator e teórico
do teatro.
‡ Desenvolveu uma técnica de encenação e de
atuação antiilusionista.
±   

 O 
 
   

Ö Também desenvolviam suas propostas


cênicas:

Ö Constantin Stanislavski (1863-1938)


Ö Edward Gordon Craig (1872-1966)
Ö Adolphe Appia (1862-1928)
Ö Antonin Artaud (1896-1948)
Ö Jacques Copeau (1879-1949)
|  
‡ De 1898 a 1902 esteve ligado ao Teatro
de Arte de Moscou - TAM, de Constantin
Stanislavski.
‡ Templo do naturalismo e do realismo
psicológico, o Teatro de Arte foi a grande
escola de Meyerhold.
‡ Ao final de 4 anos decide fundar seu
próprio grupo.
±           
  
 ±     
          
! "  #     #    $      
      % &
' "              
   
( "       )   
       
* "  $ #+        % 
  
|  
‡ Passa a inspirar-se no impressionismo, no
cubismo e finalmente no expressionismo
alemão para desenvolver uma pesquisa de
trabalho muito particular.
‡ Pesquisou o teatro popular, a commedia
dell¶arte, improvisações, a pantomima, o
grotesco e o simbolismo cênico.
‡ Buscou a substituição da cenografia
complexa do naturalismo pela iluminação
como síntese.
Meyerhold e Stanislavski
‡ Em 1905, Stanislavski convida Meyerhold
para dirigir mais uma vez o seu Estúdio,
porém estes se desentendem artisticamente
e o projeto em conjunto é desfeito.
‡ No entanto Meyerhold e Stanislavski se
admiravam e respeitavam-se mutuamente.
‡ Meyerhold foi sempre um crítico e admirador
persistente do Teatro de Arte e declarou
certa vez: ³serei sempre um aluno de
Stanislavski´. Stanislavski, em outra ocasião,
o chamou de ³filho pródigo´.
Seguindo o ³mestre´
‡ Em 1913 cria sua escola de teatro e passa
a se dedicar também à formação de
atores.
A Crítica
‡ Foi perseguido pela crítica oficial, pela classe
teatral e por toda uma geração de artistas.
Isolado e solitário, passou a fazer frente ao
período mais sombrio do stalinismo.
Sua Situação com o Partido
‡ Os integrantes do Partido Comunista acusavam
o encenador, assim como toda a vanguarda
artística, de priorizar a forma em detrimento do
conteúdo.
‡ Um exemplo disso é a encenação de ³O Corno
Magnífico´, em 1922.
‡ Sendo condenado pela escolha da peça por
tratar-se de um melodrama "reacionário" sobre
um ciúme doentio.
‡ Era uma clara alusão ao teatro popular, a qual
desgostou o ³Partido´.
Os Questionamentos
‡ Os burocratas continuavam defendendo e
exigindo um teatro em tudo maniqueísta,
por demais simplista, esquematizado ao
extremo, ao passo que Meyerhold,
tomado de impaciência e irritação,
começou a criticar as peças e espetáculos
que, em suas palavras ³qualquer um pode
escrever, e qualquer teatro pode montar´.
Seu Teatro de Portas Fechadas
‡ Em dezembro de 1937 é publicado um artigo
intitulado ³Um teatro estrangeiro´, que acusa o
teatro de Meyerhold de ³desvio sistemático da
realidade soviética´ e seu teatro foi fechado.
Sua Morte
‡ Meyerhold, após ser preso e acusado de
diversos crimes, ser submetido a intensa tortura
física e psicológica é executado em fevereiro de
1940, aos 66 anos. Seus trabalhos e escritos
foram banidos até 1955 quando foi reabilitado
pela corte suprema da União Soviética.
‡ Sua mulher, a atriz Zinaída Raikh,primeira atriz
de sua companhia, foi encontrada morta em seu
apartamento, pouco tempo depois da prisão de
Meyerhold.
‡ Neste período da história soviética, mais de
1500 artistas foram submetidos a mesmo
brutalidade Stalinista.
Sete Questões Importantes em
Meyerhold

1. A ênfase está no ator, trabalhando com um


mínimo de adereços e cenário

2. O espectador é estimulado a usar sua


imaginação

3. O trabalho do ator se baseia na plasticidade e


expressão através dos recursos físicos

4. O texto do dramaturgo pode ser


transformado pelo diretor
Sete Questões Importantes em
Meyerhold
Ë Para fins de expressividade física os atores devem se

concentrar no ritmo: do diálogo, dos movimentos e das

formas criadas no quadro.

6. O aspecto visual do trabalho é cuidadosaente

construído como se o diretor fosse pintar uma tela

7. A poética meyerholdiana poderia ser aplicada à

qualquer estética de Aristófanes a Ibsen


&,-  
|  
|  

‡ Antinaturalismo
‡ Estilização
‡ Ritmo e música
‡ A máscara
‡ O Grotesco
‡ Biomecânica
 %  
1. Na composição do personagem, ater-se
aos traços mais marcantes
2. Ampliar as possibilidades corporais para
além do uso cotidiano
3. Prestar especial atenção à questão do
ritmo
  |.

‡ Meyerhold muitas vezes propunha o paradoxo


entre a música e a cena, onde a música poderia
estar em oposição à ação

‡ Grotesco
‡ Para Meyerhold o grotesco aparece no sentido
de contradição e contraste, através da
convivência de elementos opostos no mesmo
corpo ou imagem. Essa matriz está ligada ao
que é paradoxal, inaceitável,incômodo,
estranho.
A Máscara
- Plena de contradições
- Implica numa aproximação corporal
do trabalho com o personagem
- Estimula a imaginação da plateia
- Cria distância entre o ator e o
personagem
- Mostra diferentes perspectivas de um
mesmo personagem
 / 

‡ A Biomecânica consiste no estudo das


ações físicas, com o propósito de
decompor cada movimento, possibilitando
uma melhor análise dos seus significados
e uma leveza e clareza de expressividade.
Arco e Flecha
‡FIM