Você está na página 1de 6

TRANSVERSALIDADE E

CURRÍCULO

1
TRANSVERSALIDADE
Forma de organizar o trabalho didático-pedagógico na qual algumas
questões sociais urgentes, que não têm sido contempladas nas disciplinas
convencionais, passam a integrá-las de forma a estarem presentes em todas
elas. Daí serem chamadas de transversais: porque atravessam (“inserção
transversal”) as componentes curriculares do ensino fundamental. São temas
de tratam de problemáticas sociais da vida cotidiana da comunidade
(ARAÚJO, 2003).
No âmbito dos PCNs, a transversalidade diz respeito à possibilidade de se
estabelecer, na prática educativa, uma relação entre aprender conhecimentos
teoricamente sistematizados (aprender sobre a realidade) e as questões da
vida real e de sua transformação (aprender na realidade e da realidade). Não
se trata de trabalhá-los paralelamente, mas de trazer para os conteúdos e
para a metodologia da área a perspectiva dos temas.
2
OS SETE TEMAS TRANSVERSAIS
Essas “janelas” abertas para o mundo e para a vida, foram escolhidos pelo
CNE com base nos seguintes critérios: urgência social, abrangência
nacional, possibilidade de ensino e aprendizagem no ensino fundamental e
favorecimento da compreensão da realidade e participação social. Os
temas transversais, nesse sentido, correspondem a questões importantes,
urgentes e presentes sob várias formas na vida cotidiana, a serem
integradas no currículo.
1. ÉTICA
2. MEIO AMBIENTE
3. SAÚDE
4. ORIENTAÇÃO SEXUAL,
5. TRABALHO E CONSUMO
6. PLURALIDADE CULTURAL.
7. SÍMBOLOS NACIONAIS (PCNs, 1998; Art. 27, I e 32, § 6º,
LDB06) 3
TEMAS TRANSVERSAIS E CURRÍCULO

1. LÍNGUA PORTUGUESA
2. LÍNGUA MATERNA (PARA POPULAÇÕES INDÍGENAS E MIGRANTES)
3. MATEMÁTICA
4. CIÊNCIAS
EIXO
5. GEOGRAFIA
VERTEBRA
L 6. HISTÓRIA
(Disciplinas 7. LÍNGUA ESTRANGEIRA
Curriculares)
8. ARTES
9. EDUCAÇÃO FÍSICA
10. ENSINO RELIGOSO (MATRÍCULA FACULTATIVA NO FUNDAMENTAL)

ÉTICA ORIENT SEXUAL SAÚDE PLURALIDADE MEIO AMBIENTE TRAB E CONS SÍMB.
NACIONAIS
EIXO TRANSVERSAL
4
(Temas Transversais)
TEMAS TRANSVERSAIS NO ENSINO
MÉDIO
1. EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL (Lei nº 11.947/2009, que
dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro
Direto na Escola aos alunos da Educação Básica);
2. PROCESSO DE ENVELHECIMENTO, RESPEITO E
VALORIZAÇÃO DO IDOSO, de forma a eliminar o preconceito e a
produzir conhecimentos sobre a matéria (Lei nº 10.741/2003, que dispõe sobre
o Estatuto do Idoso);
3. EDUCAÇÃO AMBIENTAL (Lei nº 9.795/99, que dispõe sobre a Política
Nacional de Educação Ambiental);
4. EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO (Lei nº 9.503/97, que institui o
Código de Trânsito Brasileiro);
5. EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS (Decreto nº 7.037/2009, que
institui o Programa Nacional de Direitos Humanos – PNDH
- DCNs do3).
Ensino 5
Médio
COMO DEVEM SER TRATADOS
Os temas devem ser tratados não como conteúdo de uma área específica,
não como disciplinas autônomas nem como assuntos paralelos, mas
temáticas que devem ser articuladas adequadamente às diversas áreas do
conhecimento. Por exemplo, ao estudar o corpo humano com os alunos, o
professor de Ciências não deve se restringir apenas à dimensão biológica,
mas aproveitar o pretexto para discutir também a diferença de gênero
(conteúdo do tema Orientação Sexual) e do respeito à diferença (conteúdo
do tema de Ética).

ENTENDA A DIFERENÇA
Transversalidade se refere à dimensão didático-pedagógica.
Interdisciplinaridade tem que ver com a abordagem epistemológica dos objetos de
conhecimento; questiona a visão compartimentada da realidade.
6