Você está na página 1de 15

M2 –

Constituição e
massa do átomo

AE
Descrever a constituição dos átomos utilizando os conceitos de
numero de massa, número atómico e isótopos;
Definir a unidade de massa atómica e interpretar o significado
da massa atómica relativa média

Professora Sara Teixeira Físico – Química A – 10º


Breve história da evolução do
Modelo Atómico
Joseph Ernest
Demócrito(460 – 370 Jonh Dalton(1766-
Thomson(1856 Rutherford(1871-
a. C.) 1844)
-1940) 1937)
• Átomo – palavra de • Propôs o 1º modelo • Em 1897, Joseph • Em 1911,
origem grega que atómico: átomos Thomson, descobre Rutherford
significa eram esferas o eletrão, partícula descobriu, ao
indivisível. compactas, com carga negativa. bombardear finas
• Chegou a esta indivisíveis e folhas de ouro com
ideia, pela divisão indestrutíveis. partículas α que, a
sucessiva da maioria dos átomos
matéria é espaço vazio.

Modelo do Modelo
pudim de planetário
passas
  ¿
Niels Bohr(1766- 1844) James Chadwick(1891-1974)
• Em 1913, propôs algumas alterações ao • Em 1932, Chadwick, aluno de Rutherford,
modelo de Rutherford, surgindo o modelo propôs e descobriu a terceira partícula
dos Estados Estacionários: subatómica – o neutrão
• Os eletrões movem-se em torno do núcleo
descrevendo órbitas circulares;
• A cada órbita está associada um
determinado valor de energia –
quantização do modelo;
• Enquanto o eletrão se movimenta numa
órbita não perde nem ganha energia;
• Os eletrões mais próximos do núcleo
apresentam menor valor de energia
Modelo da Nuvem eletrónica /Modelo Quântico

• A partir de 1920, cientistas como De Broglie,


Schrodinger, Heisenberg e Dirac desenvolveram o
modelo atual.
• Deixou-se de associar uma órbita ao eletrão, mas
este passou a ter uma zona provável de ser
encontrado - orbital
Neutrões
Núcleo
Protões O n.º de
Átomo protões é igual
ao n.º de
Nuvem
Eletrões eletrões
eletrónica

Protão neutrão eletrão


Símbolo Compara as massas das 3
Massa partículas subatómicas.
Massa (kg)
(kg)
Carga
Carga elétrica
elétrica (C)
(C) 00 Compara as cargas
Carga
Carga elétrica
elétrica relativa
relativa +1
+1 00 -1
-1 elétricas das partículas
Localização núcleo núcleo Nuvem subatómicas.
Localização núcleo núcleo Nuvem
eletrónica
eletrónica
. O átomo é maioritariamente
espaço vazio;
. A massa do átomo está Conclusões
concentrada no seu núcleo;
. A nuvem eletrónica é responsável
pelo tamanho do átomo;
. A carga do núcleo é positiva;
. A carga da nuvem eletrónica é
negativa;
. O átomo é neutro, visto o número
de protões e de eletrões ser igual e
a sua carga simétrica;
Escola Virtual
Representação de átomos dos elementos químicos

𝐴
 

𝑋
A – número de massa - é o número de protões e neutrões ( n.º de nucleões).

𝑍
Z – número atómico - é o número de protões, sendo o número que carateriza o
elemento químico, ou seja, que o identifica.
X – símbolo químico do elemento A= n.º de protões + n.º de neutrões
A= Z+n
 
Exemplo:

A 24 Distribuição eletrónica 2-8-2


Podem-se retirar várias
informações Z 12 n.º de eletrões de valência 2
n.º 12 Carga nuclear do átomo +12
n.º 12 Carga da nuvem eletrónica -12
do átomo
n.º 24-12=12 Fórmula química do ião que Mg2+
tende a formar
 Completa a tabela, tendo em conta a seguinte representação:

A 35 Distribuição eletrónica 2-8-7


Z 17 n.º de eletrões de valência 7
n.º 17 Carga nuclear do átomo +17
n.º 17 Carga da nuvem eletrónica -17
17 Carga da nuvem eletrónica
do átomo -17
do átomo
n.º 35-17=18 Fórmula química do ião que Cl--
35-17=18 Fórmula química do ião que
tende a formar Cl
tende a formar

Representação de iões:

𝐴 𝑞
 

𝑋
Formam-se por
A- número de massa Positivos ou
perda de um ou
catiões
Z – número atómico mais eletrões
q – carga do ião Iões

𝑍
Formam-se por
Negativos ou
ganho de um ou
aniões
mais eletrões
1. Completa a tabela, para as representações indicadas:

A A
A A
Z Z
Z Z
n.º n.º
n.º n.º
n.º n.º
Carga Carga
Carga
nuclear Carga
nuclear
nuclear nuclear
Carga da Carga da
Carga
nuvemda Carga
nuvemda
nuvem
eletrónica nuvem
eletrónica
eletrónica eletrónica
Distribuição Distribuição
Distribuição
eletrónica Distribuição
eletrónica
eletrónica eletrónica

2. Quando se representam átomos e os respetivos iões mantêm-se o A e o Z. Justifica.


Elementos Químicos e Isótopos:
Elemento químico: é a designação dada ao conjunto dos átomos que se caracterizam por terem o mesmo
número atómico (Z). Esses átomos são isótopos entre si.
Há um átomo que não tem
neutrões – o prótio ou
hidrogénio- 1 !

Prótio ou Hidrogénio – 1 Deutério ou Hidrogénio-2 Trítio ou Hidrogénio - 3

Isótopos – são átomos do


Todos os isótopos constituem o elemento químico Hidrogénio mesmo elemento químico, que
apresentam o mesmo número
n.º 1 1 1 atómico (Z) e diferente número
de massa (A). Assim,
n.º 0 1 2
apresentam diferente número de
n.º 1 1 1 neutrões.
Massa de um átomo
Calcular a massa de um dos átomos de Hidrogénio : Deutério:

 
=?
= 3,35×10-27kg

Estas massas tão pequenas são impossíveis de ser medidas em


balanças e por outro lado estes números são mais difíceis de
trabalhar e conduzem com facilidade a erros nos cálculos.
Então, que alternativa existe para
exprimir as massas dos átomos?
Estipulou-se uma massa padrão ou padrão de
referência com a qual se compara a massa dos átomos,
determinando a massa atómica relativa dos mesmos. Essa massa
padrão é a unidade de massa atómica e corresponde à duodécima parte
da massa do carbono - 12
 
Supõe o elemento sódio, que não apresenta   m(
isótopos naturais: kg

Ao efetuar a comparação com o padrão de referência   23 23 ¿ 3,85 ×10− 26 adimension


estamos a calcular a massa atómica relativa - Ar 𝐴𝑟 ( 11 𝑁𝑎 ) =m ( 11 𝑁𝑎 ¿ = − 27
=23,19 ≅ 23
1 12 1,66 ×10 al
𝑚 ❑𝐶
12

Para equilibrar os pratos da balança, foram necessárias 23


unidades de massa atómica, ou seja 23 duodécimas partes do
carbono 12

 
Ar(Na) = 23 , significa que a massa dos átomo de sódio é
23 vezes superior à unidade de massa atómica, ou seja 23
vezes superior a
Massa atómica relativa média (Ar)
Quando o elemento químico tem isótopos, então será necessário calcular a massa atómica relativa média, que é
calculada através de uma média ponderada pelas massas atómicas relativas de cada isótopo.

Isótopo Massa atómica relativa / Abundância (%)


massa isotópica relativa
15,994 99,76
16,999 0,038
17,999 0,205

𝑨𝒓 ¿
 

  resultado obtido apresenta a seguinte interpretação : a massa dos átomos de oxigénio são em média,16,000 vezes
O
superior a 1/12 da massa do isótopo de carbono- 12(

O resultado obtido é mais próximo da massa isotópica relativa de maior abundância, visto que no cálculo da Ar é a
parcela que apresenta maior peso, a que mais contribui para o resultado final.
Simulação phet - isotopes-and-atomic-mass_ Guião de exploração

Na Natureza existem 2 isótopos estáveis do cobre, o cobre-63, de massa


isotópica relativa 62,93, e o cobre -65 , de massa isotópica relativa 64,93. cobre - 63
cobre 65
cobre - 63
O diagrama circular informa sobre as suas abundâncias. Calcula a massa 69%
atómica relativa média do cobre e interpreta o resultado

O silício apresenta vários isótopos, mas apenas três são estáveis. A


Desafio massa atómica relativa média do silício é 28,085. A tabela seguinte
contém informação relativa a esses isótopos:
Isótopo Massa atómica relativa / Abundância (%)
massa isotópica relativa a)Determina a abundância e a massa
27,977 92,22 isotópica relativa do silício – 30.
27,977 92,22 b) Consultando a tabela periódica, indica
28,976 4,69 quantos neutrões existem em cada um dos
28,976 4,69
x y isótopos de silício.
x y