P. 1
A Alimentação Na Roma Antiga

A Alimentação Na Roma Antiga

5.0

|Views: 8.573|Likes:
Publicado porricardosa

More info:

Published by: ricardosa on Feb 09, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPTX or read online from Scribd
See more
See less

04/07/2013

original

A Alimentação

Apresentação

Os romanos são famosos pelas suas orgias em que se comia em excesso por servirem pratos fabulosos, mas esta imagem e muito exagerada. É verdade que há descrições de grandes banquetes dignos desta reputação, mas não eram típicos nem sequer dos romanos mais ricos. A maioria das pessoas normais tinha um dieta vulgar, só em sonhos podendo provar iguarias refinadas.

vDificuldade em arranjar alimentos bem frescos; vNo Norte durante o Inverno era praticamente impossível arranjar hortaliça, carne e fruta frescas o que originava problemas de saúde; vOs alimentos eram fumados, salgados, secos ou conservados em vinagre, isto para os conservar; vAlguma comida estava provavelmente estragada quando se comia; vAs ervas e os molhos de sabor forte como o garum (molho de peixe) eram muito populares e serviam para disfarçar o mau sabor dos alimentos;

Alimentos e dieta

vOs romanos nunca tinham ouvido falar em batatas, laranjas, limões, chá, café…; vOs pobres tinham de comprar a comida já pronta pois poucos tinham cozinhas; vO pão era comprado em bancas da rua e padarias, provisões nos mercados e comida quente nas muitas tabernas da cidade. vEm Roma os pobres eram ajudados pelos imperadores, fornecendo gratuitamente às famílias alguns alimentos;

vVárias refeições durante o dia; vPequeno almoço era muito leve, nada mais do que pão e água; vPor volta do meio-dia era o almoço mais substancial, podendo incluir carne peixe e fruta, acompanhados de vinhos; vNormalmente a refeição principal era o jantar, este era feito no final da tarde após o dia trabalho e uma ida aos banhos; vOs ricos costumavam convidar os amigos e clientes para o jantar;

Refeições

Comer em companhia vOs jantares festivos nas grandes casas
podiam ser ocasião de embriaguês, com dançarinas, palhaços…; vBons vinhos, pratos simples mas saborosos; vO tema de conversa era filosofia, política ou literatura; vOs jantares eram geralmente em numerosos pequenos pratos de 3 tipos;

vO primeiro era entradas simples, com ovos, alface, azeitonas, caracóis…; vOs pratos principais eram peixe ou carne, geralmente com molhos ricos; vAs mesas dos poderosos podiam exibir pratos exóticos como pavão e avestruz; vComia-se de travessas comuns, com uma colher ou mais frequentemente com os dedos;

vO vindo era bebido em pequenos

Imagens Tabern a

Cozinha de uma casa grande. A comida era cozinhada numa espécie de placa lateral da lareira (ao centro). Os recipientes de metal eram assentes em suportes de ferro sobre as brasas. Repara-se

v Um belo aquecedor de agua portátil, de bronze, a água do recipiente da esquerda corria para dentro da peça em forma de ferradura; esta rodeava uma braseira, cujo o carvão aquecia a água;

vGarrafas de vidro com esta eram utilizadas na cozinha provavelmente para guardar ingredientes como mel ou molhos caros.

Na sala de jantar, o triclinium, dispunha-se três leitos em volta da mesa, deixando um lado aberto para que os servos trouxessem e levantassem a travessas. Considerava-se que o numero ideal de comensais era nove, três por leito, embora por vezes conseguisse fazer caber mais.

Trabalho realizado por:
Tiago Ribeiro nº28 7ºB João Machado nº 14 7ºB

Fim!

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->