Você está na página 1de 1

PRTICA SIMULADA III - CCJ0047

Ttulo
Semana 3

Descrio
Mateus , de 26 anos de idade, foi denunciado pelo Ministrio Pblico como incurso nas
penas previstas no art. 213, c/c art. 224, alnea b, do Cdigo Penal, por crime praticado
contra Masa, de 19 anos de idade. Na pea acusatria, a conduta delitiva atribuda ao
acusado foi narrada nos seguintes termos: ?No ms de agosto de 2010, em dia no
determinado, Mateus dirigiu-se residncia de Masa, ora vtima, para assistir, pela
televiso, a um jogo de futebol. Naquela ocasio, aproveitando-se do fato de estar a ss
com Masa, o denunciado constrangeu-a a manter com ele conjuno carnal, fato que
ocasionou a gravidez da vtima, atestada em laudo de exame de corpo de delito. Certo
que, embora no se tenha valido de violncia real ou de grave ameaa para constranger a
vtima a com ele manter conjuno carnal, o denunciando aproveitou-se do fato
de Masa ser incapaz de oferecer resistncia aos seus propsitos libidinosos assim como
de dar validamente o seu consentimento, visto que deficiente mental, incapaz de reger a
si mesma. Nos autos, havia somente a pea inicial acusatria, os depoimentos prestados
na fase do inqurito e a folha de antecedentes penais do acusado. O juiz da 2. Vara
Criminal do Estado XX recebeu a denncia e determinou a citao do ru para se
defender no prazo legal, tendo sido a citao efetivada em 18/11/2012. Alessandro
procurou, no mesmo dia, a ajuda de um profissional e outorgou-lhe procurao ad juditia
com a finalidade especfica de ver-se defendido na ao penal em apreo. Disse, ento, a
seu advogado que no sabia que a vtima era deficiente mental, que j a namorava havia
algum tempo, que sua av materna, Olinda, e sua me, Alda, que moram com ele, sabiam
do namoro e que todas as relaes que manteve com a vtima eram consentidas. Disse,
ainda, que nem a vtima nem a famlia dela quiseram dar ensejo ao penal, tendo o
promotor, segundo o ru, agido por conta prpria. Por fim, Mateus informou que no
havia qualquer prova da debilidade mental da vtima.
Em face da situao hipottica apresentada, redija, na qualidade de advogado(a)
constitudo(a) pelo acusado, a pea processual, privativa de advogado, pertinente defesa
de seu cliente.

Desenvolvimento