P. 1
DIREITO GERMÂNICO

DIREITO GERMÂNICO

|Views: 8.092|Likes:

More info:

Published by: Flávia Thaís Barbosa on Apr 26, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/01/2013

pdf

text

original

DIREITO GERMÂNICO - Não possui fontes escritas, as relações sociais são regulamentadas por normas costumeiras.

- Não possui noção de territorialidade, o direito aplicado a cada indivíduo depende do grupo a que ele pertence. - Ideia muito restrita de propriedade. - Condomínio germânico confere maior atenção ao coletivo que ao indivíduo. - Condomínio germânico não é algo incidental, mas estático e permanente. - Na comunhão germânica não existe nenhuma ação divisória que se possa exercer pela mera vontade do indivíduo, o que seria logicamente impossível se não existem quotas sobre as quais o indivíduo seja plenamente proprietário. - Os germanos são povos nômades, vivem em aldeias, praticam uma economia comunal baseada na agricultura, na pecuária e nas pilhagens. Quando as terras se esgotavam, partiam à procura de outras. As áreas cultiváveis e os bosques eram de uso comum aos habitantes das aldeias. Apenas os rebanhos permaneciam como propriedade particular. - A terra pertence a todo o clã, seus membros têm o direito de usufruir determinadas áreas, apenas a casa familiar é considerada propriedade individual, pois representa o tempo dos deuses domésticos e o lugar e veneração aos antepassados. - O ordálio é um tipo de prova judiciária usado para determinar a culpa ou a inocência do acusado por meio da participação de elementos da natureza e cujo resultado é interpretado como um juízo divino. - Alódio: No direito germânico, constituí a propriedade sobre um bem (terra, casa, vinha, pasto comum etc.) que o indivíduo recebi por efeito de sucessão, depois da divisão em cotas (reais ou ideais) do patrimônio hereditário. No direito germânico a propriedade é coletiva do grupo; o indivíduo não pode dispor do bem alodial. À diferença do feudo, recebido do senhor e não dos avós, a terra alodial é considerada terra livre de quaisquer vínculos feudais. - Faida: No direito germânico é a guerra e a vingança familiar que segue a uma ofensa. Caso um sujeito se torne responsável, mesmo que involuntariamente, por um fato que gerasse dano a outros indivíduos, os parentes deste último ganham o direito e o dever de se vingar da família do ofensor, do modo considerado mais oportuno. - Juramento: No direito germânico para prestar o juramento, é preciso ser homem livre. E o juramento da parte é acompanhado do juramento de parentes ou companheiros, os quais fornece um solene atestado acerca da incapacidade de mentir daquele que estava sob julgamento. A lei estabelece um número mínimo de conjurados (de 6 a 72), enquanto o número máximo é ilimitado.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->