Farmacognosia

HETEROSÍDEOS São compostos que após hidrólise resultam: açúcares ou derivados glicona aglicona compostos de outra natureza

Podem conter mais de um grupo sacarídico, sendo à vezes dissacarídeos ou trissacarídeos. As ligações entre glicona e aglicona é promovida por um átomo nucleofílico, tais átomos formam os O, C, N e S-heterosídeos.
OH HO O OH OH O OH O O OH HO OH C-HETEROSÍDEO (ALOÍNA) O OH O-HETEROSÍDEO (RUTINA) HO O OH OH N N N NH2 N HO HO HO O OH S-HETEROSÍDEO (SINALBINA) S N O S OO O OH

HO

O OH

H

OH OH

O HO HO O

OH OH

N-HETEROSÍDEO (ADENOSINA)

Sofrem hidrólise pela ebulição com ácidos minerais e quanto mais polar a ligação entre glicona e aglicona mais facilmente se processa a quebra.

Alexandre de M. Passini

Farmacognosia Dividem-se em vários grupos. Passini . e indicam sua fonte. OH HO O OH OH O OH Salicina o-hidroxibenzil-β-D-glicopiranosídeo Alexandre de M. entre eles: cardiotônicos cianogenéticos flavonoídicos antraquinônicos saponínicos cumarínicos glucosinolatos alcoólicos aldeídicos fenólicos Nomenclatura Os nomes comuns recebem a terminação “ina”. digitoxina salicina prunasina Digitalis Salix Prunus Os nomes sistemáticos geralmente são formados pela substituição da terminação “ose” do açúcar de origem por “osídeo”.

1 UTP + 1-FOSFATO-AÇÚCAR 2 UDP-AÇÚCAR + PPi UDP-AÇÚCAR + ACEPTOR ACEPTOR-AÇÚCAR + UDP Alexandre de M. formando-se assim o glicosídeo. Passini .Farmacognosia Biossíntese Consiste basicamente em três etapas: biossíntese da glicona biossíntese da aglicona conjugação da glicona e da aglicona A transferência de um grupo uridilila de um trifosfato de uridina para um fosfato sacarídeo. As enzimas catalizadoras: uridil-transferases (1) glicosil-transferases (2) Ocorre transferência do açúcar do difosfato de uridina para a aglicona.

Passini . Alexandre de M.Farmacognosia Heterosídeos Cianogenéticos Após hidrólise liberam ácido cianídrico. HOCH2 HO HO O N CH2 O HO HOCH2 O H AMIGDALINA-HIDROLASE D-GLICOSE HO HO O O H N O HO HO HO HO AMIGDALINA PRUNASINA N HO H D-GLICOSE O H MANDELONITRILA-LIASE + HCN (R)-MANDELONITRILA BENZALDEÍDO Biossíntese H H COOH H NH2 H H H COOH NHOH H H NOH H L-FENILALANINA N-HIDRÓXI-L-FENILALANINA FENILACET ALDOXIMA HO OH CH2OH HO H O O GLICOSIL-T RANSFERASE UDP-GLICOSE H OH N N (R)-MANDELONIT RILA PRUNASINA A sambunigrina é um isômero da prunasina e pode ser formada a partir da S-mandelonitrila. Podem estar presentes juntamente com emulsinas e outras enzimas que hidrolisam o glicosídeo. Enzimas β-glicosidades catalizam a hidrólise.

ácido cianídrico córtex interno – 0.23 a 0. ácido trimetilgálico. prunase. Composi Química prunasina. especialmente em antitussígenos. Sob forma de xarope. vestígios de um óleo volátil. ácido p-cumárico.Farmacognosia Cereja Silvestre: casca cuidadosamente dessecada de Prunus serotina Ehrhart (Rosaceæ). Alexandre de M.03% Aplicações é considerado um expectorante sedativo.32% córtex externo – 0. como veículo aromatizante. amido. Passini .

Toxicologia o caroço de damasco contém emulsina que causa hidrólise. Aplicações utilizado como antineoplásico pela comunidade. embora o NCI tenha considerado ineficiente tal tipo de tratamento. por exemplo as amêndoas. tal prática não é segura.Farmacognosia Caroço de Damasco: sementes das variedades de Prunus armeniaca Linné (Rosaceæ). Passini . Alexandre de M. Contém amigdalina (cerca de 3%). embora a enzima possa ser inativada pelo calor. há outras fontes de emulsina.

Alexandre de M. principalmente. variando de acordo. encontrados e restritos às angiospermas. Presença do anel lactônico gera fragilidade em pH alcalino. Podem excepcionalmente ser encontrados em: anfíbios (Bufos spp. O número de hidroxilas suplementares determina o grau de lipofilia.Farmacognosia Heterosídeos Cardiotônicos Glicosídeos esteroidais.) lepidópteros a partir de fitosteróis a fonte é a família Asclepiadaceæ O O OH H H OO OO OH OO OH HO OH DIGOXINA H OH Solúveis em água e ligeiramente em etanol e clorofórmio.) besouros (Chrysolina spp. que exercem potente ação sobre o miocárdio. Passini . com a cadeia açucarada.

21-TRIOL-20-ONA HO H OH Admite-se geralmente que a formação do anel lactônico se dá pela condensação de um derivado do pregnano com uma unidade di ou tricarbonada. Passini .Farmacognosia Biossíntese O precursor esteroidal é o esqualeno. O HO ESQUALENO PREGNENOLONA O HO COOH OH OH OH HO H 5β-PREGNAN-3. Alexandre de M.14.

6-didesóxi-hexoses. As oses são unidas por ligações β -1. Estão ligadas à genina em C3. O OR O OO OH OO OH HO OH HO OH O O OH O OH O OR Possuem grande participação na solubilidade.Farmacognosia Estrutura das Oses Os açúcares são do tipo 2. Passini . Sua estereoquímica relaciona-se com ligação à proteína receptora. como exemplo pode ser citada a β-D-digitoxose. Classificação quanto à presença de glicose: cardiotônicos primários cardiotônicos secundários presença de glicose terminal ausência de glicose terminal Alexandre de M. absorção e distribuição.4 e podem variar de uma a quatro unidades.

Passini . Conformação dos anéis: AB cis BC trans CD cis HO 3 1 2 10 5 6 4 9 7 11 12 8 14 15 13 R H 16 Alexandre de M.14 epóxi são inativas.Farmacognosia Estrutura da Genina Responsável pela atividade cardíaca. Substituintes comuns: R 17 14 8 7 6 16 15 12 11 1 2 3 10 5 4 9 OH β C3 / β C14 H ou OH CH3 C5 / C12 C10 / C13 H 13 H OH HO H Estruturas com substituição 8. Máxima atividade com configuração cis-trans-cis.

cardenolídeos anéis de 5 membros O O bufadienolídeos anéis de 6 membros O O Alexandre de M. Passini . A saturação do anel e o epímero em C17 diminuem a atividade.Farmacognosia Estrutura do Anel Lactônico Anel α.β insaturado em β C17.

Farmacognosia Extração e Purificação A estabilização causa inativação enzimática que visa a conservação da cadeia açucarada. Alexandre de M. Passini . PLANTAS FRESCAS ESTABILIZADAS EXTRAÇÃO COM ETANOL 50% A QUENTE SOLUÇÃO EXTRATIVA ACETATO DE CHUMBO PRECIPITAÇÃO DE MACROMOLÉCULAS FILTRAÇÃO FASE LÍQUIDA CLOROFÓRMIO FASE AQUOSA FASE ORGÂNICA HETEROSÍDEOS PURIFICADOS Para se obter geninas livres basta proceder a extração com 1M de H2SO4 ou após hidrólise enzimática.

ESVERDEADA falso negativo falso negativo falso positivo 6-desóxi-açúcares.Farmacognosia Caracterização dos Açúcares Reações específicas para 2. Reação de Pesez ou reação de xantidrol.6-didesóxi-açúcares.6-didesóxi-açúcares (não cardioativos). SOLUÇÃO DE HETEROSÍDEOS ADICIONAR ÁCIDO ACÉTICO ADICIONAR SAIS FÉRRICOS ADICIONAR ÁCIDO SULFÚRICO .FORMAÇÃO DE ANEL VERMELHO PARDO . 2. Alexandre de M. RESÍDUO CLOROFÓRMICO SECAR DISSOLVER EM ÁCIDO ACÉTICO CONCENTRADO ADICIONAR REATIVO DE XANTIDROL AQUECER COLORAÇÃO VERMELHA Reação de Keller-Kiliani. Passini . em cardiotônicos primários.SOLUÇÃO ACÉTICA ADQUIRE LENTAMENTE COLORAÇÃO AZUL .

formação de coloração vermelha. formação de coloração alaranjada ou violeta. Esses ensaios apresentam resultado negativo para bufodienolídeos. Em meio ácido desidratante resultam em derivados fluorescentes. Tais testes apresentam-se negativos para saponosídeos esteroidais.Farmacognosia Caracterização das Geninas Reação de Kedde utiliza o ácido 3. Reação de Legal e ainda utiliza o nitroprussinato de sódio. formação de coloração vermelho-violácea estável. Alexandre de M. formação de coloração laranja estável. Reação de Raymond-Marthoud utiliza o m-dinitrobenzeno.5-dinitrobenzóico. Reação de Baljet utiliza o ácido pícrico. Passini . negativos ou muito pouco sensíveis a bufodienolídeos.

com prot. Característica Número de hidroxilas Dose digitalizante oral média iv Dose manutenção oral diária iv oral Início do efeito iv oral Duração do efeito iv Absorção intestinal Lig.3 mg --3 . Passini .0.6 dias fármaco inalterado pequena 0.6 h.4 h.0 mg 0.1.100 % 25 % 1.5 mg 0.8 .0 ng/mL Digitoxina 5 0.12 h. plasmáticas Meia vida Eliminação renal Circulação entero-hepática Conc. Alexandre de M.1.30 min.0. 40 . Digitoxina: obtida de Digitalis purpurea Linné e D. 1.5 .6 h. lanata Ehrhart.05 . --6 .100 % 95 % 7 dias metabólitos grande 10 .Farmacognosia Digoxina: extraída das folhas dessecadas de Digitalis lanata Ehrhart.2.6 h. plasmática terapêutica Digoxina 6 0.5 .25 mg 1.5 .5 .2 mg --0.125 . --90 .35 ng/mL Podem ser encontrados nas plantas mais de setenta glicosídeos que originam cinco diferentes agliconas.25 mg 0. 5 .1. 4 .75 .