P. 1
Parasitologia - Plasmodium (Malária)

Parasitologia - Plasmodium (Malária)

|Views: 82|Likes:

More info:

Published by: Felipe Diego V. P. de Carvalho on Mar 26, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/16/2012

pdf

text

original

Plasmodium – Malária

⇒ Impaludismo, Febre Palustre, Sezão e Maleita AGENTE ETIOLÓGICO: -Plasmodium vivax / (agente da terçã benigna) -Plasmodium falciparum / (agente da terçã maligna) -Plasmodium malariae / (agente da quartã benigna) MORFOLOGIA: -Esporozoíto (forma infectante, aspecto alongado, com núcleo central) -Trofozoíto jovem (aspecto de anel)

-Trofozoíto maduro ou amebóide (citoplasma irregular e presença de um núcleo)

-Esquizonte (citoplasma irregular e o núcleo dividido / esquizogonia)

-Rosácea ou merócito (conjunto de merozoítos)

-Merozoíto (forma ovalada contendo um núcleo / “conóide de penetreção”)

-Macrogametócito (célula sexuada feminina)

-Microgametócito (célula sexuada masculina)

-Ovo ou zigoto (forma esférica / presente no vetor, mosquito fêmea do gênero Anopheles) -Oocisto (ovo encistado, dará origem aos esporozoítos)

-A hemoglobina é metabolizada e o resíduo dessa digestão é o pigmento malárico (hemozoína) .reprodução sexuada / Tipo esporogonia TRANSMISSÃO: *Vetor (mosquitos fêmeas do gênero Anopheles) -Transmissão congênita (rara) -Transfussão de sangue (rara) -Contaminação de seringas (rara) PATOGENIA: -A glicose é a principal fonte de energia utilizada pelos plasmódios.BIOLOGIA: ⇒Hábitat • Hospedeiro Intermediário (Homem): hepatócitos (fase pré-eritrocítica) hemácias (fase eritrocítica) • Hospedeiro Definitivo (Anopheles): estômago e glândulas salivares CICLO BIOLÓGICO: É do tipo heteroxênico (hospedeiro intermediário e definitivo) No homem .reprodução assexuada / Tipo esquizogonia No vetor .

malariae – média 30 dias ⇒Premunição ou imunidade concomitante: Ac circulante + parasito em níveis baixos ⇒Recrudescência (recaída precoce): o paciente mostra “cura clínica” e um ou dois meses depois volta a apresentar os acessos maláricos (P. vivax (48 horas) P. malariae (72 horas) ⇒Anemia 1. falciparum (36 a 48 horas) P. vivax . Destruição de hemácias parasitadas 2. Destruição de hemácias parasitadas no baço (defesa do organismo) 3.Sintomas: ⇒Febre (presença de substâncias pirogênicas) ⇒Acesso Malárico (calafrio. Destruição de hemácias sadias no baço (formação de auto-anticorpo) ⇒P.média 14 dias P. falciparum / Terçã maligna -Fenômeno da “marginação eritrocitária” devido: -alterações ao nível do endotélio capilar / complexos Ag-Ac -alterações na superfície das hemácias / acúmulos de Ag ⇒Malária é responsável pela imunossupressão / depleção de linfócitos B (infecções oportunistas) ⇒Período de incubação: P. calor e suor) / corresponde às esquizogonias sangüíneas P. falciparum) . falciparum – média 12 dias P.

vivax / hipnozoítos) IMUNIDADE: ⇒É espécie – específica ⇒Crianças até um ano de idade: são resistentes -transmissão de Ac (Ig G) da mãe para o filho -dieta láctea (deficiência de ácido p-aminobenzóico) -hemoglobina fetal ⇒Crianças de um a 3 anos: são mais susceptíveis -sistema imune não está desenvolvido -presença do ácido p-aminobenzóico -parasitemia e sintomatologia mais acentuadas -maior taxa de mortalidade ⇒Criança de 5 a 8 anos: diminui a letalidade -resposta imune mais eficiente -sintomatologia mais discreta DIAGNÓSTICO: ⇒Clínico: anamnese acesso malárico anemia ⇒Laboratorial -Parasitológico: esfregaço sangüíneo / gota espessa -Imunológico: Reação de Imunofluorescência Indireta Reação de Hemaglutinação Elisa Reação de Fixação do Complemento .⇒Recaída: o doente “cura-se clinicamente” mas alguns anos depois apresenta novos acessos (P.

EPIDEMIOLOGIA: -São necessários 3 elos fundamentais: o gametóforo. Profilático (proteção) 2. o vetor e o homem susceptível. -A distribuição geográfica do plasmódio está ligada à presença do vetor. falciparum resistente às drogas -populações de Anopheles com resistência ao DDT (comportamental) -deslocamento de homens doentes para regiões livres do plasmódio TRATAMENTO: 1. -Pessoas com mal formações hemoglobínicas são resistentes. PROFILAXIA: -Tratar o homem doente -Proteger o homem sadio (telar janelas) -combater o transmissor • Principais fatores envolvidos no recrudescimento da malária: -cepa de P. -A malária é uma doença de transmissão doméstica. principalmente. -As raças negra e amarela são mais resistentes. Terapêutico (curativo) 3. Prevenção da transmissão .

Plasmodium vivax Trofozoíto jovem Trofozoíto maduro Esquizonte Rosácea Plasmodium falciparum Macrogametócito Microgametócito Trofozoíto jovem (fone de ouvido) Plasmodium malariae Trofozoito jovem (acolé) Macrogametócito Microgametócito Trofozoíto jovem Trofozoíto maduro (em faixa) Esquizonte Rosácea Macrogametócito Microgametócito .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->