Você está na página 1de 30

Apresentação do Negócio

Embora o nome LAN HOUSE venha do inglês (LAN - Local Area


Network e House – que significa “Casa”), a origem deste conceito de
negócio é controversa. Alguns aficionados acreditam que as
primeiras Lan House originaram-se na Coréia do Sul, em meados da
década de 1990, enquanto outros acreditam que o embrião das LAN
Houses foram as LAN Parties, uma prática iniciada em 1995 nos
EUA, principalmente nos estados da Califórnia e Texas, difundindo-se
pelo mundo nos anos seguintes. No Brasil as primeiras LAN Houses
foram criadas em 1998.

As LAN Parties são eventos nos quais muitos jogadores alugam um


espaço e trazem seus computadores para longos campeonatos
ininterruptos de jogos. Já a LAN House é um estabelecimento
comercial que conta com os próprios computadores configurados em
rede local (LAN) e com seus games instalados: o consumidor chega
durante o horário de funcionamento e paga pela hora de jogo.
Fisicamente, a Lan House se caracterizada por diversos computadores
de última geração em um ambiente hi-tech, com ar-condicionado e
poltronas confortáveis.

Ela funciona como um ponto de encontro dos aficionados em jogos


eletrônicos, que além de trocarem experiências e aprimorarem as
jogadas, podem navegar na internet, rede mundial de computadores (
www – world wide web), em um ambiente lúdico e divertido.

Mercado

Ainda que não existam estatísticas oficiais disponíveis, estima-se que


o Brasil possua cerca de 6.000 Lan Houses e Cyber Cafés, número que
segundo a ABLH, Associação Brasileira de Lan Houses e Cyber Cafés
ainda é muito pequeno.

O Brasil é um país promissor para este tipo de negócio, uma vez que
muitas pessoas ainda não têm acesso a compra de um computador e as
LAN houses podem cumprir um importante papel na inclusão digital
em muitos locais. É necessário, contudo que o empreendedor esteja
sempre bem informado sobre os avanços tecnológicos e a substituição
de tecnologias, além de escolher um bom local e manter uma política
de preços competitiva.

Embora alguns especialistas digam que o período da “corrida do ouro”


já tenha terminado, eles acreditam que este mercado não esteja
saturado. Uma reflexão importante deve ser feita em relação à abertura
de Lan House em áreas que não comportam mais novas lojas deste
tipo.

Localização

Passada a fase inicial do "boom" neste novo setor da economia, ainda


há um campo enorme para se explorar, é preciso ter visão do negócio
e não insistir em abrir numa área que já esteja saturada. Tanto em São
Paulo (que é a cidade possui o maior número de lan houses ) como
em todo nosso país, especialistas acreditam que ainda existe um
enorme potencial para esse ramo.

O primeiro passo é realizar uma pesquisa de mercado, avaliando a


região em relação à concorrência, poder aquisitivo dos moradores e da
população flutuante. É importante avaliar se há conexão oferecida por
provedores de acesso na área e quem tem acesso a esses serviços de
conexão na região.
Muitos empreendedores vislumbram a oportunidade de abrir suas
LAN Houses em locais cuja população ainda não teve acesso a compra
de um computador e estão sujeitas a restrições orçamentárias
para pagar o custo de manutenção do acesso à internet.

O estudo do local é importantíssimo, uma vez que, influenciará


consideravelmente sua política de preços e uma futura ampliação do
seu negócio.

O segundo passo é procurar um local que ofereça segurança, conforto


e o espaço necessário para montar o seu ambiente virtual de "games".
Analisar bem se a loja possui uma boa instalação elétrica, segurança
adequada durante o horário de funcionamento e cumpre os requisitos
de proteção contra os demais riscos de sinistro, nunca esquecendo que
o ambiente deverá ser acolhedor sem perder as características de
bem-estar.

Uma última recomendação em relação à Legislação local, antes de se


decidir pela escolha, é verificar junto à prefeitura se não há
impedimentos relacionados à montagem do negócio e concessão do
alvará de funcionamento, levando-se em conta as leis de zoneamento
do município.

Exigências legais específicas

Lei Federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto


da Criança e do Adolescente e dá outras providências:

Lei Federal nº 9.615, de 24 de março de 1998. Institui normas gerais


sobre desporto e dá outras providências.
Decreto Lei 9.215, de 30 de abril de 1946 – Proíbe a prática ou
exploração de jogos de azar em todo o território nacional.

A pessoa jurídica não está sujeita à responsabilidade técnica, ou seja,


não se exige do empreendimento a manutenção, em seus quadros, de
profissionais habilitados junto ao órgão ou conselho de classe
fiscalizador de profissão regulamentada.

Este tipo de atividade não possui uma regulamentação única, isso fez
com que cada município adotasse regras próprias.
Exemplos: na cidade do Rio de Janeiro, menores já estão proibidos por
lei de freqüentar lans. Em São Paulo, quem tem menos de 18 anos só
pode ficar nessas casas até às 22 horas.

No município de São Paulo, a Lei nº 13.720, regulamentada pelo


Decreto nº 45.012, de 15 de julho de 2004, estabelece que as empresas
que trabalham com locação de 5 (cinco) ou mais computadores e
máquinas para acesso à internet, utilização de
programas e de jogos eletrônicos em rede, também conhecidos como
“cybercafés” ou “lan houses”, devem seguir as seguintes instruções:

• Possuir cadastro dos menores de 18 (dezoito) anos que freqüentem o


local, com os seguintes dados: nome do usuário, data de nascimento,
filiação, endereço, telefone e documentos;
• Expor em local visível lista de todos os serviços e jogos disponíveis
com um breve resumo sobre os mesmos e classificação etária, segundo
recomendação do Ministério da Justiça, e de acordo com a faixa etária
já previamente aprovada pelo mesmo;
• Obrigatório o alvará de funcionamento;
• Respeitar os valores culturais, artísticos e históricos próprios do
contexto social da criança e do adolescente, garantindo a esses o
acesso universal aos estabelecimentos;
• Ter caminho de acesso para portadores de deficiência física;
• Ter ambiente saudável, iluminação natural e artificial adequada,
além de móveis ergonomicamente corretos e adaptáveis a todos os
tipos físicos;
• Não será permitida a venda de cigarros ou bebidas alcoólicas;
• Na hipótese de ser permitido o consumo de cigarros, o
estabelecimento deverá ter uma área específica e isolada para
fumantes, onde será proibida a entrada de menores de idade;
• As empresas não podem, sob nenhuma hipótese, utilizar jogos de
azar ou que envolvam valores ou prêmios;
• Campeonatos serão permitidos desde que as premiações, em espécie
ou produtos, sejam distribuídas no critério de classificação dos
clientes, e não de sorteio.

O não cumprimento dos dispositivos desta lei implicará ao infrator a


imposição das seguintes penalidades:

• multa no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais) em caso de


reincidência;
• multa dobrada no valor de R$ 6.000,00 (seis mil reais).
Obs. Os valores acima são referentes à data da presente publicação.
Assim, antes de abrir sua Lan House, verifique a Legislação sobre o
assunto em seu município.

Desta forma as empresas que exploram atividades de LAN HOUSE


(diversões eletrônicas) devem consultar os órgãos estaduais e
municipais, a fim de obter informações detalhadas sobre autorização
específica para funcionamento, horário e condições especiais de
permanência de menores no estabelecimento.

O artigo 74 da Lei Nº 8069/90 do Estatuto da Criança e do


Adolescente, dispõe que o Poder Público, através do órgão
competente, regulamentará as diversões e os espetáculos públicos,
informando sobre a natureza deles, as faixas etárias para
os quais não são recomendados, locais e horários em que suas
apresentações são inadequadas.

No seu parágrafo único, o dispositivo mencionado obriga os


responsáveis pelas diversões e espetáculos públicos a fixar, em lugar
visível e de fácil acesso, a entrada do local, as informações destacadas
sobre a natureza do espetáculo e a faixa etária específica no certificado
de classificação.

Observa-se que o Estatuto da Criança e do Adolescente não proíbe a


permanência de menores em casa de diversões eletrônicas, mas delega
às autoridades competentes (juízes das Varas da Infância e da
Juventude e Poder Executivo) poderes para regulamentar a
exploração, determinando expressamente que é imprescindível
informar a natureza da diversão, a faixa etária recomendada e os
horários de funcionamento.

E importante também o empreendedor atentar para a legislação que


rege atividades ligadas a informática, tais como:

- Lei de Programa de computador n.º 9.609/98. Promulgada em


19/02/98, substitui a Lei 7646/87, entrou em vigor na data de sua
publicação, dando liberdade de produção e comercialização de
softwares de fabricação nacional ou estrangeira.

- Lei de direitos autorais n.º 9.610/98. Substitui a Lei 5988/73, entra


em vigor 120 dias após sua publicação; foi promulgada em 19 de
fevereiro de 1998. , assegurou a integral proteção dos direitos dos seus
autores e estabeleceu penas rigorosas a quem viole esses direitos.
Assim, piratear programas de computador se tornou crime, passível de
pena de seis meses a dois anos de prisão.

- Lei de informática n.º 10.176/2001. Altera a Lei n.º 8.248, de 23 de


outubro de 1991, a Lei n.º 8.387, de 30 de dezembro de 1991, e o
Decreto-Lei n.º 288, de 28 de fevereiro de 1967, dispondo sobre a
capacitação e competitividade do setor de tecnologia da informação.
Principais Órgãos para Registro:

- Registro da empresa na Junta Comercial;


- Inscrição na Receita Federal para obtenção do CNPJ
- Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica
(http://www.receita.fazenda.gov.br);
- Se for contribuinte do ICMS (empresas mercantis e prestadoras de
serviços de telecomunicação e transporte), registrar a empresa na
Secretaria da Fazenda do Estado ;
- Inscrição da empresa na Prefeitura Municipal para obtenção do
Cadastro de Contribuinte Mobiliário ;
- Registro na Previdência Social para inscrição da empresa no INSS
(http://www.mpas.gov.br);
- Registro no Sindicato da Categoria (http://www.sinprolan.org.br)

Estrutura

A estrutura básica deve contar com um imóvel de cerca de 50m²,


dividido nos seguintes ambientes: Salão (onde serão instaladas as
estações – computadores – que os usuários irão utilizar) além de área
administrativa, banheiros e lavatório.

A disposição interna deve separar a área de permanência do público


das áreas restritas aos empregados. A área restrita deve possuir um
balcão para atendimento e cobrança dos serviços e sua disposição deve
permitir a visualização integral do salão, supervisão e suporte aos
usuários.

A rede local de dados deve ser feita de forma a facilitar sua


manutenção e minimizar o desgaste dos equipamentos.
O local deve ser mantido em condições perfeitas de ordem e higiene,
inclusive no que se refere ao pessoal e ao material. Há algumas
Secretarias de Saúde Estaduais, que emitiram regulamentos
estabelecendo exigências para o funcionamento das Lanhouse, dentre
elas: Necessidade de sanitários para funcionários e para o público em
geral, separados por sexo; Lavatórios exclusivos e em posição
estratégica para que os funcionários façam a higienização das mãos;
Todas as áreas e instalações revestidas de material liso, impermeável,
de cores claras, de fácil higienização (Piso, Paredes, Forros e Tetos,
Portas e Janelas); além de ambiente com iluminação uniforme e boa
ventilação.

Pessoal

O número de funcionários deve ser proporcional à quantidade de horas


que a Lan ficará aberta. Caso o empreendedor decida pelo
funcionamento 24 horas por dia, serão necessários, ao menos, 3
atendentes com conhecimento de informática desempenhando as
funções de atendimento aos clientes, lançamento de horas no
computador, encaminhamento do cliente até ás máquinas e cobranças,
manutenção básica dos computadores. Será necessário também um
responsável pela gerência administrativa da empresa, geralmente é
função do dono do estabelecimento.

Todas as pessoas que trabalham na empresa devem ter algumas


características para saber atender bem, tais como a habilidade em
ouvir e atender os clientes, naturalidade na orientação dos clientes, boa
vontade, persistência e paciência, saber negociar, equilíbrio
emocional, identificar as necessidades dos clientes, iniciativa,
agilidade e presteza no atendimento, identificar o perfil do usuário.
Dependendo do horário de funcionamento e da localização, deve ser
avaliada a possibilidade de contratação ou terceirização de atividades
tais como limpeza e segurança da loja.

Equipamentos

Os equipamentos básicos de informática, softwares e games são os


seguintes:

-Ar condicionado

-Computadores completos, com drive de disquete nas máquinas,


monitores de 15", com placa mãe e processador com configuração
compatíveis;

-Servidores incluindo gravador de DVD-R80GB, Memória: 512 Mb,


Fones, web cam Opcional, -Placa de Vídeo: GeForce 4000 de 128Mb,
Gabinete com 4 baias

- Impressoras

-Software de gerenciamento de Lan House

-Games (Counter Strike, Battle Fild,need For Speed 3, etc)

-Conectores para cabo de rede

-Modens ADSL

-Antivírus atualizado
-Fones de ouvido

-Mesas e cadeiras

-Móveis e utensílios de escritório

-Linhas telefônicas

Um acesso de +/- 2 MB para 12 máquinas é o ideal é uma média de


256k por máquina quanto mais pc maior o acesso que a sua rede tem
que ter.

Em relação aos equipamentos é importante mencionar que os


equipamentos devem possuir nota de origem, e os softwares tem que
ser originais.

Matéria Prima / Mercadoria

O custo com matéria-prima representa tudo aquilo que é gasto para se


produzir um produto ou serviço. No caso de uma LAN House, ele
representa os custos com as mercadorias para revenda, tais como:
artigos de lanchonete e bomboniere. CD virgens para gravação, venda
de periféricos como mouse, fones de ouvido ou games.

Sob o ponto de vista mais amplo podemos considerar que o software e


o hardware utilizados também sao insumos para os serviços prestados
pelas LAN Houses.

SOFTWARE (JOGOS) – Diante da massificação e do crescente


profissionalismo do mercado, fabricantes e desenvolvedores de
tecnologia estão vendo neste segmento grandes oportunidades de
negócios. Programas para aquisição de jogos e equipamentos,
descontos, materiais promocionais e parcerias são algumas dos
principais táticas utilizadas pelas empresas de software para conquistar
o mercado de LAN Houses.

Algumas LAN Houses negociam com distribuidoras para o


fornecimento de algumas cópias de um determinado lançamento de
jogo, por um mês, apenas para testar sua aceitabilidade pelos usuários.
Esta parceria elimina o risco de uma Lan House comprar uma licença
de um jogo que pode não dar certo e terminar com prejuízo.

Outra medida que com o mesmo objetivo, é o licenciamento de jogos


por um determinado período, com um valor especial para cada jogo.
Ao invés de exigir um pagamento único e alto para a compra dos
softwares, as distribuidoras cobram valores mensais mais baixos e
apenas enquanto a Lan House estiver utilizando o jogo.

HARDWARE - Quando o assunto é hardware, um dos maiores


obstáculos enfrentados é a vida útil de um equipamento, já que se
exigem reposições cada vez mais constantes. Além disso, existem
poucos fornecedores no mercado que oferecem os tipos de
equipamentos, legalizados, que uma Lan House necessita para se
manter atualizada. Conseqüentemente, os preços são altos.

Recomenda-se ao empreendedor buscar produtos legítimos, além do


oferecimento de serviços técnicos, não esquecendo da necessidade de
diminuição dos custos.

Organização do processo produtivo

Administração e Finanças

- Organização interna e limpeza da Lan House;


- Estabelecer a política de preços;
- Manter contatos com o Contador, Locador, dentre outros.
- Acompanhar a legislação pertinente para verificar conformidade e
impostos incidentes.
- Colocar a gerência comercial a par de possíveis insatisfações ou
problemas que possam vir a ocorrer com funcionários ou clientes.

Compras

- Gerenciar todas as compras, despesas gerais e pagamentos da


empresa, tomando todas as decisões pertinentes a contratações,
propaganda e negociação com fornecedores.
- Controle de reposição de estoques
- Supervisão e execução dos inventários periódicos dos estoques de
mercadorias

Recursos Humanos

- Gerenciar o processo de contratação e acompanhamento dos


funcionários incluindo: entrevistas de admissão, negociação salarial e
benefícios, encaminhamento para exames médicos, rescisões,
pagamentos, etc.

Atendimento ao cliente

- Receber e direcionar os clientes para as máquinas disponíveis.


- Prestar suporte nas solicitações e orientações aos clientes.
- Manter permanente acompanhamento sobre os “games” mais
cobiçados pelos clientes e produtos da concorrência.
- Receber e tratar as reclamações e sugestões dos clientes
- Analisar o giro dos produtos comercializados, identificando as
preferências dos clientes e fazendo as sugestões para introdução de
novos produtos, visando melhorar continuamente o atendimento das
necessidades dos clientes;
Marketing

- Planejar e executar os projetos de divulgação e estratégia de


marketing da loja incluindo a distribuição de panfletos, malas diretas,
confecção de adesivos, etc.
- Planejar, divulgar e realizar campeonatos de jogos e pacotes
diferenciados de preços.
- Realizar pesquisas de acompanhamento de preços e atuação da
concorrência, através de pesquisa nos meios de comunicação,
recomendando as alterações de preços, promoções e outras ações,
visando cativar a clientela e aumentar as vendas;

Manutenção Software e Hardware

- Gerenciar a manutenção, atualização e reposição dos equipamentos


de hardware identificando novos produtos e fornecedores.
- Manter contato com vendedores e equipe de suporte de manutenção
dos fornecedores de software, incluindo a manutenção do software de
gestão da Lan.

Automação

No mercado existem diversos “pacotes” de gerenciamento e


automação de Lan Houses. Estes softwares possibilitam o controle das
máquinas de acesso e o gerenciamento do negócio. Porém antes de se
decidir pelo sistema a ser utilizado o empreendedor deve verificar a
sua conformidade em relação à legislação fiscal municipal e estadual,
a facilidade de suporte e atualizações oferecida pelo
fornecedor.Recomenda-se que o aplicativo tenha
as funcionalidades listadas abaixo:
- Controle em relação ao tempo de utilização das máquinas;
- Controle dos dados sobre faturamento;
- Controle do estoque e venda de produtos;
- Controle e armazenamento de tempo para clientes;
- Controle na distribuição bônus;
- Cadastro de Milhagem e promoções;
- Bloqueio de programas indesejados (dentre eles sites e programas
proibidos);
- Organização de contas a pagar;
- Manutenção de clientes em débito;
- Controle remoto sobre as máquinas clientes;
- Lista de espera
- Controle do fluxo de caixa automático;
- Relatórios e gráficos gerenciais para análise real do faturamento da
loja.
- Controle contra a exposição de dados confidenciais;
- Mecanismos de bloqueio e desbloqueio de máquinas;
- Controle de conexões

Dentre os softwares mais conhecidos destacam-se:

- NetWin LanHouse Manager


- GRSOFT
- Administrador Timer Café - Lan House Manager 4.0.3
- Lanma - Lan House Manager 3.22
- Administrador VSCyber
- CS Manager - Cyber Squ@re Manager 2.2
- Odin 4.0.37

Canais de distribuição

A própria loja onde a Lan House está instalada, funciona como o seu
canal de distribuição.

Investimentos

Valores estimados para início do negócio:

Reformas do Imóvel - R$3.000,00


Luminoso + Fachada - R$2.000,00
Abertura da Empresa - R$1.000,00
Marketing Inicial - R$4.000,00
Ar condicionado 30.000 BTUs - R$4.500.00
10 Computadores completos,(monitores de 15” e processador com
configuração compatível) - R$22.000,00
Mouses(Microsoft Intellimouse Optical) - R$1.300,00
Fones de ouvido - R$250,00
Web cam - R$250,00
Servidor - R$3.000,00
Switch - R$350,00
Placa(GeForce 4 Ti 4200 128mb DDR AGP8x) - R$150,00
Gravador de CD-Rom - R$350,00
Scanner - R$500,00
Impressora - R$500,00
Fax - R$500,00
Modem ADSL - R$250,00
Licença de uso Sistema Operacional- Windows XP
(Para cada máquina que acessar o servidor é necessário uma licença
de acesso -licença CAL, fora a licença da própria máquina). -
R$7.800,00
(NOTA 1)Licença de uso Software de gerenciamento de Lan
House(10 máquinas) - R$400,00
- (NOTA2) Licença de uso MicrosoftOffice (Excel, Word, PowerPoint
e Access) - R$5.000,00
- Games ( Battle Field,Need For Speed 3, etc) - R$8.000,00
Licença de uso Antivírus atualizado - R$600,00 (2)
- Instalação e suprimentos de rede - R$2.500,00
- Mesas e cadeiras - R$6.500,00
- Móveis e utensílios de escritório - R$1.200,00
- Linhas telefônicas - R$200,00
-Um acesso de +/- 2 MB para 12 máquinas
(o ideal é uma media de 256k por máquina quanto mais PC maior
acesso sua rede tem que ter) - R$650,00
TOTAL:R$ 76.750,00

Notas:
(1) O empreendedor deve avaliar possibilidade de uso de uma solução
grátis (free). Exemplo: Linux, lembrando que esta decisão implica em
vantagens e desvantagens em relação às soluções pagas.

(2) Para os usuários do Linux, existem soluções “free”, tal como Open
Office. Também há antivírus free.

Capital de giro

Capital de giro é um montante de recursos financeiros que a empresa


precisa manter para garantir a dinâmica do seu processo de negócio.

O capital de giro precisa de controle permanente, pois tem a função


de minimizar o impacto das mudanças no ambiente de negócios onde
a empresa atua.

O desafio da gestão do capital de giro deve-se, principalmente, à


ocorrência dos fatores a seguir:
- Variação dos diversos custos absorvidos pela empresa;
- Aumento de despesas financeiras, em decorrência das instabilidades
desse mercado;
- Baixo volume de vendas;
- Aumento dos índices de inadimplência;
- Altos níveis de estoques.

O empreendedor deverá ter um controle orçamentário rígido de forma


a não consumir recursos sem previsão.

O empresário deve evitar a retirada de valores além do pró-labore


estipulado, pois no início todo o recurso que entrar na empresa nela
deverá permanecer, possibilitando o crescimento e a expansão do
negócio. Dessa forma a empresa poderá alcançar mais rapidamente
sua auto-sustentação, reduzindo as necessidades de capital de giro e
agregando maior valor ao novo negócio.
A necessidade de capital de giro neste negócio é relativamente baixo.
As receitas a vista (em grande parte) ajudam o fluxo de caixa. O
mercado trabalha com uma estimativa de necessidade de capital de
giro de 10% do investimento inicial.

Custos

Mão-de-obra - R$2.100,00
Depreciação Equipamentos - R$2.000,00
Impostos - R$1.500,00
Aluguéis, Condomínios e IPTU - R$1.500,00
Água, Luz e Telefone - R$500,00
Serviço Conexão em Banda Larga - R$500,00
Contador - R$400,00
Manutenção & Conservação - R$300,00
Outros - R$200,00
Marketing & Publicidade - R$100,00
Material de Escritório - R$100,00
Material de Limpeza - R$80,00
Seguros - R$80,00

Diversificação / Agregação de valor

Hoje uma Lan House deve oferecer mais do que jogos de


computadores e acesso a internet. Ela tem que seguir o conceito de
uma loja de conveniência, oferecendo cada vez mais serviços com
valor agregado como internet banda larga, lanchonete, serviço de
escritório, terminal bancário, serviço de festas e aluguel do espaço
para reuniões e treinamentos, entre outros serviços, como exemplo
citamos:
- digitação de texto ;

- digitalização de imagens (fotos ou documentos);

- disponibilização dos aplicativos Office da MicroSoft (Word, Excel,


PowerPoint, Access);

- lanchonete e bomboniere;

- gravação de CD’s;

- impressão.

Um dos serviços que mais tem crescido é a procura por Office (Word,
Excel, PowerPoint), tornando a Lan House uma boa ferramenta para
que qualquer pessoa tenha contato com a tecnologia atual,
principalmente porque a maioria dos usuários não tem interesse ou não
podem desembolsar um valor muito alto para adquirir um computador.
Outros serviços procurados são a gravação de CD e a impressão,
oferecidos por um preço mais acessível do que nas copiadoras. Este
tipo de serviço, em sua maior parte, não é feito na hora, já que o
mesmo não é executado pelo usuário, mas por um funcionário da loja.

Um diferencial que também pode ser explorado é o aluguel da loja


para festas de adolescentes, inclusive para menores de 12 anos que não
podem entrar neste tipo de estabelecimento desacompanhados de um
responsável.

Este serviço pode ser um grande retorno para a empresa, desde que
observado as normas da Vigilância Sanitária, Estatuto da Criança e do
Adolescente e legislação municipal aplicável. Aluga-se parte da loja
ou a loja toda pelo tempo que o cliente quiser. O valor da hora
cobrada, normalmente, é o dobro do preço da hora em horário normal.
Além disso, os pais, se quiserem, podem contratar o buffet da loja.

Algumas empresas vem utilizando as Lans como centros de


treinamentos e núcleos de aprendizagem para o desenvolvimento
profissional.

Muitas pessoas não têm computador em casa ou no trabalho. A


inovação em treinamento a distância de aplicar o e-learning em
ambiente próprio das Lan Houses já vem sendo utilizada por algumas
empresas.

Adicionalmente, algumas empresas desenvolvedoras de jogos


mundiais começam a demonstrar grande interesse em desenvolver as
Lan Houses como ponto de venda de seus produtos para o consumidor
final.

Algumas Lans House possuem acordos com distribuidoras de jogos


eletrônicos e parceiras, que deixam algumas cópias de um
determinado lançamento, por um mês, apenas para testar sua
aceitabilidade pelos usuários.

Divulgação

Num plano de marketing é importante o equilíbrio entre elementos


como preço, qualidade do serviço, ponto (localização) e promoção.

Desta forma o empreendedor deve ter bem claro seus objetivos de


comunicação, o público que deseja atingir, a mensagem que deseja
passar, as ofertas a serem feitas e motivações a serem sugeridas aos
clientes potenciais. O publico que irá utilizar a sua Lan House pode ser
bem diferenciado, fugindo do estereótipo do adolescente e do
office-boy ”cabulando o serviço”, neste mercado cresce o interesse das
mulheres, executivos e pessoas com mais de 50 anos, dentre outras
“tribos”.

Nesse ramo de negócio o começo é desafiador. Os empreendedores


contam que a primeira estratégia para tornar suas Lan House
conhecidas foi à distribuição de panfletos. Mas o que vale — e
continua sendo o principal meio de divulgação da Lan House — é a
propaganda boca a boca feita pelos próprios usuários.

Os empreendedores devem ter consciência de que a qualidade nos


serviços prestados é a melhor forma que se tem de divulgar-se, pois é
a propaganda boca a boca que fortalece as marcas.

Podemos arriscar dizendo que seus futuros clientes querem vantagem.


Freqüentarão sua Lan House se obtiverem maiores vantagens.
Descobrir estas vantagens é fruto de percepção e de sensibilidade para
com o mercado. Mas o que são vantagens? Geralmente, são pequenos
detalhes.
- Comodidade, conforto e beleza - quando dá prazer freqüentar o
ambiente de sua Lan House;
- Bom atendimento - o cliente fica sempre satisfeito mesmo quando
sua Lan House não dispõe do que ele deseja;
- Interesse em satisfazer, resolver - o cliente é sempre ouvido e suas
opiniões consideradas;
- Diferenciação - o cliente percebe algo de especial na Lan House;
- Personalização - a idéia de que este cliente é especial;
- Confiança e credibilidade - você passa a idéia de que a satisfação
dele é mais importante para você do que a venda;
- Higiene - percebida em detalhes, principalmente se a sua Lan House
possui uma lanchonete, os mouses devem ser permanentemente
limpos e desengordurados;
- Exposição - o cliente percebe que para se satisfazer não depende de
ação sua, mas do que ele percebe na sua Lan House, da forma como
ela funciona;
- Crédito e facilidade de pagamento - sua empresa se adapta ao nível
de renda do seu público;
- Serviços adicionais - na prática você entrega satisfação, não somente
produtos ou serviços pelos quais o cliente já paga;
- Valorização do cliente, respeito e seriedade - os direitos do cliente
você reconhece em todos os detalhes de sua operação;
- Flexibilidade e adaptabilidade - de algum jeito sua Lan House deve
satisfazer;
- Inovação - sua Lan House é atualizada (esta imagem tem de ser
constante);

Informações Fiscais e Tributárias

A empresa a ser aberta para permitir o funcionamento de uma Lan


House deve ser a de prestação de serviço de locação de produtos de
informática no próprio local.
O segmento de lan house, assim entendida como a exploração de
estabelecimentos de jogos eletrônicos recreativos, poderá optar pelo
SIMPLES Nacional - Regime Especial Unificado de Arrecadação de
Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de
Pequeno Porte, instituído pela Lei Complementar nº 123/2006, caso a
receita bruta de sua atividade não ultrapassar R$ 240.000,00
(microempresa) ou R$ 2.400.000,00 (empresa de pequeno porte) e
respeitando os demais requisitos previstos na Lei.

Nesse regime, o empreendedor poderá recolher os seguintes tributos e


contribuições, por meio de apenas um documento fiscal – o DAS
(Documento de Arrecadação do Simples Nacional):

IRPJ (imposto de renda da pessoa jurídica);


CSLL (contribuição social sobre o lucro);
PIS (programa de integração social);
COFINS (contribuição para o financiamento da seguridade social);
ISS (imposto sobre serviços de qualquer natureza); e,
INSS (contribuição para a seguridade social).

Conforme o Anexo III da referida Lei Complementar nº 123/2006, as


alíquotas do SIMPLES Nacional, para esse ramo de atividade, vão de
6% até 17,42%, dependendo da receita bruta auferida pelo negócio.
No caso de início de atividade no próprio ano-calendário da opção
pelo SIMPLES Nacional, para efeito de determinação da alíquota no
primeiro mês de atividade, o empreendedor utilizará, como receita
bruta total acumulada, a receita do próprio mês de apuração
multiplicada por 12 (doze).

Eventos
World cyber games

O World Cyber Games, maior festival do segmento de todo o mundo,


foi lançado em 2001 com o objetivo de gerar interação entre os players
de várias localidades e promover troca de informações, intercâmbio
cultural e update tecnológico aos jovens de todo o mundo. Patrocinado
pela Samsung, o WCG tornou-se um fenômeno global e este ano
chega a sua 6ª edição. Com o slogan “Beyond the Game”, contribui
para o desenvolvimento do entretenimento e da cultura digital.
Internet: http://www.samsung.com.br/wcg

Eletronic Sports World Group

A Electronic Sports World Cup é uma dos maiores, mais difíceis, e


mais prestigiadas competições reunindo campeões do mundo todo.
Cada ano, das preliminares nacionais até a grande final, jogadores
competem entre si nas mais desafiadoras categorias.
Em 2003, o primeiro Electronic Sports World Cup envolveu
aproximadamente 150.000 jogadores do mundo todo. Sua final
ocorrida na França reuniu 358 atletas de 37 países em um festival
único de cultura. Milhares de espectadores testemunharam a energia, a
tensão e o prazer das disputas dos jogos em um palco.
Internet: http://www.esworldcup.com/2006/

GAMECON

A feira Gamecon, direcionada à tecnologia e games. Conta com


atrações baseadas principalmente em games e RPG.
Para maiores informações, acesse o site www.gamecon.com.br.

DESAFIO FNAC GAMES

O Desafio Fnac Games conta com o apoio da Nokia, Eletronic Arts,


Samsung, Gravadora Trama, Logitech, Intel, HP e com a organização
da Monkey Eventos.
Para maiores informações, acesse o site da Fnac: www.fnac.com.br.

Liga Monkey

Já na 5ª edição na Liga Monkey os participantes são organizados em


times de quatro integrantes, os competidores disputam prêmios, além
de horas grátis para jogar.
Para informações completas sobre a Liga Monkey, acesse o site
oficial: www.monkey.com.br/liga.

SBGames

É o mais importante evento de pesquisa e desenvolvimento de jogos


de computador e aplicativos de entretenimento digital da América
Latina.
Para maiores informações:
http://www.cin.ufpe.br/~sbgames/index.ht...

FENASOFT

Considerada a maior feira de tecnologia do Brasil.


Para maiores informações http://www.fenasoft.com.br

Entidades em Geral

ABLH-Associação Brasileira de Lan House e Cyber Cafés

http://www.ablh.com.br
ASSPRO-Associação dos Proprietários de Cyber-Café, Lan House e
Congêneres do Estado de Mato Grosso do Sul.

http://www.assprocyber.com.br/

ABRAGAMES-Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos


Eletrônicos

http://www.abragames.org/index.html

ABES – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE


SOFTWARE

Av. Ibirapuera 2907 8º Andar Cj 811 - Moema


São Paulo / SP
CEP: 04029-200
Tel.: (0XX11) 5044.7900
Fax : (0XX11) 5044.8338
0800-11-0039
E-mail.: abes@abes.org.br
Site: http://www.abes.org.br

Fornecedor de móveis e equipamentos

www.lancybermoveis.com.br

Normas Técnicas

Norma técnica sobre redes locais e cabeamento

As normas ISO/IEC 11801 e ANSI/TIA/EIA 568-A especificam um


cabeamento genérico para comunicação de voz e dados, que deve
suportar a interligação de equipamentos, independente dos seus
fabricantes.

Glossário

- Bugar – Dar pane


- Bots – De “Robots” personagens programados para lutar
- Camper - Jogador que se esconde para matar o oponente.
- Campear – Esconder-se
- Cheater - trapaceador
- Clan – Time de jogadores
- CS –Counter Strike, jogo mais popular.
- Cyberspace: Por cyberspace designa-se habitualmente o conjunto de
computadores, serviços, enfim toda atividade que constitui a rede
Internet. Mundo virtual, onde transitam as mais diferentes formas de
informação e onde as pessoas que fazem parte da sociedade da
informação se relacionam virtualmente, por meios eletrônicos.Termo
cunhado em analogia com o espaço sideral explorado pelos
astronautas inventado por William Gibson no seu romance
Neuromancer.
- Defusar – Desarmar uma bomba
- Dois xis dois ou 2x2 – Partida entre duplas
- Finger: Um programa que exibe informações sobre um usuário em
particular, ou sobre todos os usuários que estão usando, no momento,
um determinado computador.
- Firewall: Parede corta fogo. Dispositivo que controla o tráfego entre
a Internet e um computador ligado a ela. Impede que usuários não
autorizados entrem neste computador, via Internet, ou que dados de
um sistema caiam na Intenet, sem prévia autorização.
- Fragger (fréguer) – Primeiro jogador do ranking
- GG – Abreviação de good game.
- GL – Good luck, boa sorte.
- Lag – Demora do sistema
- Lol – Laugh out Loud – Rir alto de algo muito engraçado.
- Nerd – Pessoa que esta sempre jogando
- Newbie (niubi) – Iniciante.
- Operado – Oponente morto a facadas
- RLZ (De rules) – Ser muito bom
- Rox - Arrasar
- Sux – De sucks. Oposto de arrasar.
- TK – Team kill, matar alguém do próprio time.

Dicas do Negócio

É muito importante que o empreendedor procure um lugar para a sua


Lan House bem longe de outros estabelecimentos do gênero. Muitas
Lan Houses em um mesmo bairro saturam o mercado. Fuja da
concorrência.

A existência de estacionamento para carros e bicicletas é um


diferencial que agrada aos pais que vão levar e pegar seus filhos e para
garotada que chega de bicicleta.

Para que os pais não fiquem preocupados com o local freqüentado por
seus filhos, a fachada das Lan Houses deve ser sempre de vidro
transparente para que todos possam ver o que está acontecendo lá
dentro. A fachada de vidro deixa claro que é um ambiente saudável,
sem fumaça, bebidas ou atividades ilegais e com pessoas se
divertindo.

A iluminação deve ser bem clara, também como forma de tranqüilizar


os parentes e fugir das comparações com os fliperamas.
De preferência, a loja deve ser térrea e ser um salão aberto. Assim, do
balcão de atendimento, você pode ver tudo o que está acontecendo.
Um diferencial importante para atrair clientes é a colocação de ums
telões de 100 polegadas para jogar.

É interessante também ter uma área especial para os clientes que vão
usar os computadores para fazer trabalhos escolares e pesquisas na
Internet . Este espaço deve ser isolado da parte de games para que o
barulho dos jogadores não incomode os usuários que buscam
tranqüilidade. As bancadas nessa área devem ser maiores para que a
pessoa usem-nas como mesa.

Características específicas do empreendedor

Quem quiser abrir uma Lan House tem que gostar de se relacionar
com o público. Os clientes deste tipo de loja são variados, vão desde
adolescentes agitados a adultos que querem navegar, mas não sabem
mexer bem com Internet. O empresário tem que ter habilidade de
comunicação e de relacionamento, identificando as necessidades de
cada público.

Conhecer um pouco da parte de hardware, auxilia na hora de negociar


e supervisionar a manutenção dos equipamentos. É importante ter uma
boa noção de Internet e dos programas, desta forma ele irá economizar
em número de funcionários e fica mais fácil entender as necessidades
de seus clientes.

Em relação à administração e finanças da Lan House, o empresário


deve ter habilidades de negociar descontos e buscar melhores preços
em todos os contratos (contador, manutenção, seguro, etc) e produtos
adquiridos. Algum conhecimento de marketing de relacionamento e
persistência para divulgar o seu negócio, constantemente, são
características importantes.

Finalmente, um bom espírito de liderança faz que os seus funcionários


estejam sempre aptos a realizar suas tarefas e atender bem os
jogadores.

Bibliografia Complementar

Revistas:
- Lan In House nº 01 - Edição Especial - Cia. do Software

Livros e Pesquisas:
- DFC Intelligence - Game Industry Research

Internet:
- Como montar Lan House - Fórum do Clube do Hardware,
forum.clubedohardware.com.br/index.php

- Lan House, Infra-estrutura, Hardware, como funciona: Fórum PCs,


www.forumdohardware.com.br/viewtopic.php

- Lan House - Como montar sua lan house, www.lanhousing.com.br

- Lan House – Completo,


www.biblioteca.sebrae.com.br/bte/bte.nsf/DowContador?

Comunidades Orkut:
- Donos de Lan House ( 4,367 membros )
- Terapia p/ donos de Lan House ( 1,746 membros )
- Donos de Lan House & CyberCafe (1,190 membros )
- Donos de Lan House ( 355 membros )