Você está na página 1de 9

apresentação

Este é um guia definitivo para empreendedores do


ramo cervejeiro: ensinará e dará dicas práticas, objetivas e
jurídicas para a abertura de um brewpub.
Atualizado com o que há de mais recente em
regulamentação, o conteúdo deste ebook dita normas e
regras para a constituição desse tipo de estabelecimento.
Durante a leitura você verá que o processo legal de
abertura de qualquer empreendimento no Brasil ainda é
muito burocrático e por vezes demorado. Essa é uma das
funções desse material, inclusive: orientar empreendedores a
não caírem em armadilhas ou opções erradas que podem
atrasar o negócio e onerar o capital investido.
A outra razão para te indicar essa leitura é nossa paixão
compartilhada por esse ambiente e por tudo que envolve a
produção e a comercialização do líquido sagrado: a cerveja!
O QUE É UM
BREWPUB?
Vamos começar pelo conceito, que é essencial para
construirmos um projeto. O termo em inglês designa o
estabelecimento que produz cerveja destinada para o
consumo no mesmo local da produção, geralmente em
conjunto com a estrutura de um restaurante para a venda de
alimentos. Muitas cervejarias adotam o termo por pura
estratégia de marketing, sem necessariamente produzir a
cerveja no local, o que descaracteriza um brewpub.
A grande vantagem desse tipo de bar é que o
consumidor prova a cerveja “zero quilômetro”, ou seja, sem ter
sofrido um possível desgaste de transporte do produto até as
prateleiras. Passa também por esse ponto a grande vantagem
financeira do brewpub: a eliminação da viagem que a cerveja
faz da fábrica até a mesa do consumidor elimina o gasto
logístico para distribuição e venda das cervejas.
Ou seja, o processo é mais barato e beneficia produtor e
consumidor!
LOCALIZAÇÃO
etapa
E PROJETO
O primeiro passo para quem deseja abrir um brewpub é a definição de onde
se pretende estabelecer o negócio. Para isso é necessário buscar um local que
atenda não somente às pretensões mercadológicas, mas também ao disposto no
Plano Diretor da cidade.
Na grande maioria das cidades a instalação de brewpubs não está
regulamentada pela lei orgânica do município, o que restringe a possibilidade de
implementação desse tipo de empreendimento fora da zona industrial da cidade.
De qualquer forma, antes de tudo, é necessário fazer uma consulta junto à
Prefeitura para verificar a possibilidade de instalação de um brewpub no local
desejado. Também na Prefeitura se obtém a Certidão de Uso e Ocupação do Solo
do imóvel, documento necessário para iniciar os trâmites legais.
Depois da consulta na Prefeitura a próxima etapa é a locação/compra do
imóvel e elaboração do projeto, que deve ser feito por uma empresa de
engenharia especializada na área. Provavelmente essa empresa se encarregará de
providenciar o licenciamento ambiental, a licença de uso do solo, o Habite-se, o
Programa de Prevenção contra Incêndio (PPCI) nos Bombeiros, Alvará de Vistoria
do Corpo de Bombeiros (AVCB) e o Alvará Sanitário, na Agência Nacional de
Vigilância Sanitária (ANVISA).

etapas do licenciamento ambiental


• Licença Prévia (LP) - Licença que deve ser solicitada na fase de planejamento da implantação, alteração ou
ampliação do empreendimento. Aprova a viabilidade ambiental do empreendimento, não autorizando o
início das obras.

• Licença Instalação (LI)  - Licença que aprova os projetos. É a licença que autoriza o início da
obra/empreendimento. É concedida depois de atendidas as condições da Licença Prévia.

• Licença de Operação (LO) - Licença que autoriza o início do funcionamento do empreendimento/obra. É


concedida depois de atendidas as condições da Licença de Instalação.
LOCALIZAÇÃO
etapa
E PROJETO
atenção
*Certidão de uso e ocupação do solo: documento com informações
sobre as atividades permissíveis ou toleradas, e parcelamento do
solo no município.

** Habite-se: autorização dada por órgão municipal permitindo que


determinado imóvel seja ocupado.

*** AS EXIGÊNCIAS DAS PREFEITURA E DOS ÓRGÃOS PÚBLICOS


PODEM VARIAR DE CIDADE PARA CIDADE.

resumo
FAZER UMA CONSULTA PRÉVIA JUNTO À PREFEITURA PARA VERIFICAR A POSSIBILIDADE DE
INSTALAÇÃO DE UM BREWPUB NO LOCAL DESEJADO;

OBTENÇÃO DA CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO;

ALUGAR/COMPRAR O LOCAL PRETENDIDO;

ELABORAR O PROJETO DO BREWPUB COM UMA EMPRESA ESPECIALIZADA NA ÁREA;

PROVIDENCIAR O LICENCIAMENTO AMBIENTAL, LICENÇA DE USO DO SOLO, HABITE-SE, PPCI, AVCB e


ALVARÁ SANITÁRIO.
etapa
A próxima etapa a ser seguida é a constituição de uma empresa. O ideal
nesta fase é a contratação de um contador e de um advogado para tornar essa
etapa mais tranquila e segura. Primeiramente é necessária a elaboração de um
contrato social, preferencialmente por um advogado de confiança, já que um
contrato malfeito pode engessar a empresa e gerar dores de cabeça futuras.
Em seguida faz-se o registro do contrato social na Junta Comercial e o
cadastramento na Receita Federal para a obtenção do número no Cadastro
Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Em sequência, procede-se o registro estadual
na Secretaria da Fazenda.
Além disso, ainda é necessário o enquadramento na Entidade Sindical
Patronal (a empresa ficará obrigada ao recolhimento anual da Contribuição
Sindical Patronal) e o cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema
“Conectividade Social”.
A partir da constituição da empresa é possível solicitar o Alvará Provisório na
Secretaria Municipal pertinente - autorização temporária que permite o
funcionamento de atividades econômicas quando ainda não apresentam todas as
condições para funcionar. O Alvará de Funcionamento definitivo poderá ser
solicitado no momento que o local estiver totalmente adequado à legislação.

atenção
*É aconselhável o registro do nome fantasia do negócio ou do logotipo da empresa no Instituto Nacional
da Propriedade Intelectual (INPI), para que se tenha a exclusividade sobre a identificação da marca. Esse
procedimento pode ser realizado pelo seu advogado.

**Nessa etapa é feita também a escolha do regime tributário a ser adotado. O indicado é que a escolha do
regime (Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real) seja analisada por um contador.
etapa

COMO FUNCIONA O SIMPLES NACIONAL

Os segmentos Microcervejaria (a partir de 2018) e


Pub podem optar pelo Simples Nacional (regime especial
unificado de arrecadação de tributos e contribuições)
desde que a sua receita anual bruta não ultrapasse R$ 3,6
milhões (até 2018) e R$ 4,8 milhões (a partir de 2018), para
empresa de pequeno porte, e R$ 360 mil (até 2018) e R$ 900
mil (a partir de 2018), para microempresa.

resumo
ELABORAR CONTRATO SOCIAL (DE PREFERÊNCIA COM UM ADVOGADO);

REGISTRAR O CONTRATO SOCIAL NA JUNTA COMERCIAL E FAZER O CADASTRAMENTO NA RECEITA


FEDERAL;

FAZER O REGISTRO ESTADUAL NA SECRETARIA DA FAZENDA;

FAZER O ENQUADRAMENTO NA ENTIDADE SINDICAL PATRONAL E O CADASTRAMENTO NO SISTEMA


“CONECTIVIDADE SOCIAL”;

SOLICITAR O ALVARÁ PROVISÓRIO/DEFINITIVO.


REGISTROS
etapa
NO MAPA
Concluídas as etapas anteriores, o próximo passo é a obtenção dos registros no
Ministério  da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Depois desta fase o
estabelecimento estará habilitado para funcionar.
Antes de tudo é imprescindível a contratação de um responsável técnico devidamente
registrado no seu conselho profissional. Esse responsável é pré-requisito para a solicitação de
registro de estabelecimento e ficará encarregado de fazer as solicitações de registro de
produto. As solicitações são feitas no site do MAPA, através do sistema SIPEAGRO.

como fazer o registro


• Pré-cadastro: o responsável legal da empresa deve acessar o sistema SIPEAGRO e realizar o pré-cadastro. É preferível
que o pré-cadastro seja feito pelo responsável legal (RL) e não pelo responsável técnico (RT).

• Registro de estabelecimento: o RL deverá solicitar o registro do estabelecimento no sistema SIPEAGRO, ao qual terá
acesso com o login e a senha que receberá por email após o pré-cadastro. A solicitação deve ser preenchida
corretamente e os documentos solicitados enviados. Caso haja alguma pendência na solicitação de registro o
responsável será notificado por email. Entre os documentos solicitados estão: planta baixa, contrato social, inscrição
estadual, CNPJ, memorial descritivo das instalações e equipamentos, manual de boas práticas de fabricação e
documentos do responsável técnico. Após a análise dos documentos e inexistindo pendências será emitido o
Certificado de Registro de Estabelecimento.

• Registro de produto: o RT deverá solicitar o registro dos produtos no SIPEAGRO utilizando seus dados de acesso
próprios. Na solicitação ele informará a denominação, marca comercial, classificação e ingredientes do produto.
Estando corretas as informações será emitido o Certificado de Registro do Produto, caso contrário o RT receberá um
email solicitando que alterações sejam feitas na solicitação.

resumo
CONTRATAR UM RESPONSÁVEL TÉCNICO REGISTRADO;

CASO ELE NÃO SEJA CADASTRADO NO CONSELHO PROFISSIONAL É NECESÁRIO FAZER ESSE REGISTRO ANTES DE SOLICITAR O
REGISTRO DE ESTABELECIMENTO;

SOLICITAR O REGISTRO DE ESTABELECIMENTO NO SITE DO MAPA;

SOLICITAR O REGISTRO DE PRODUTO NO SITE DO MAPA;


/advogadocervejeiro

@advogadocervejeiro

©Copyright 2016-2017 Advogado Cervejeiro. ®Todos os Direitos Reservados.