Você está na página 1de 2

06/08/2017 ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL - FILIAIS

Tamanho do Texto + | tamanho do texto -

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL - FILIAIS

OPÇÃO

A opção por escrituração descentralizada fica a critério da entidade.

Na escrituração descentralizada, deve ser observado o mesmo grau de detalhamento dos registros contábeis da
matriz.

Caso houver opção pela contabilidade não centralizada, deve-se incorporar na escrituração da Matriz os
resultados de cada uma das filiais.

FILIAIS DE MATRIZ NO EXTERIOR

O mesmo se aplica às filiais no Brasil, das pessoas jurídicas com sede no exterior, devendo o agente ou
representante escriturar seus livros comerciais, de modo que demonstrem além de seus próprios rendimentos,
os lucros reais apurados nas operações alheias que agiu como intermediário.

DESTAQUE DAS TRANSAÇÕES

O Conselho Federal de Contabilidade, por meio da Resolução CFC 1.330/2011 que aprovou a ITG 2000
- Escrituração Contábil - estabeleceu que a entidade que tiver unidade operacional ou de negócios, quer como
filial, agência, sucursal ou assemelhada, e que optar por sistema de escrituração descentralizado, deve ter
registros contábeis que permitam a identificação das transações de cada uma dessas unidades.

A escrituração de todas as unidades deve integrar um único sistema contábil.

As contas recíprocas relativas às transações entre matriz e unidades, bem como entre estas, devem ser
eliminadas quando da elaboração das demonstrações contábeis da entidade.

As despesas e as receitas que não possam ser atribuídas às unidades devem ser registradas na matriz e
distribuídas para as unidades de acordo com critérios da administração da entidade.

EXEMPLOS DE CONTABILIZAÇÃO

1. Transferência de mercadorias da matriz para a filial:

a) Registro na matriz:

D – C/C Mercadorias - Filial ABC (Ativo Circulante)


C – Mercadorias (Estoques – Ativo Circulante)
Histórico: Remessa de mercadorias cfe. NF ____ de ___/___/___

b) Registro na filial:

D - Mercadorias (Estoques – Ativo Circulante)


C – C/C Mercadorias - Matriz (Passivo Circulante)
Histórico: Recebimento de mercadorias cfe. NF ____ de ___/___/___

2. Transferência de numerário, via transferência bancária, da filial para a matriz:

a) Registro na matriz:

D – Bancos Cta. Movimento (Ativo Circulante)


C – C/C Numerário – Filial ABC (Passivo Circulante)
Histórico: Rec. Depósito da Filial 1

b) Registro na filial transferente:


http://www.portaldecontabilidade.com.br/guia/clientes/comercial/escrituracaofiliais.html 1/2
06/08/2017 ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL - FILIAIS

D - C/C Numerário – Matriz (Ativo Circulante)


C - Bancos Cta. Movimento (Ativo Circulante)
Histórico: Transf. Depósito p/ Matriz

3. Débito relativo a despesas operacionais rateadas pela matriz à filial:

a) Registro na matriz:

D – C/C Rateio Despesas – Filial (Ativo Circulante)


C – Rateio de Despesas – Filiais (Conta de Resultado)
Histórico: Rateio de Despesas p/ Filial 1

b) Registro na filial:

D – Despesas Operacionais (Conta de Resultado)


C – C/C Rateio Despesas – Matriz (Passivo Circulante)
Histórico: Rateio de Despesas da Matriz

Clique aqui se desejar imprimir este material.


Clique aqui para retornar.

Guia Contábil - Índice


Não autorizamos reproduções (total ou parcial), revenda ou qualquer outra forma de distribuição (gratuita ou paga) do
conteúdo deste Guia Contábil.
Todas nossas publicações têm direitos autorais registrados, conforme Lei nº 9.610/98.
Copyright © 2003-2017 Portal Tributário Editora - Todos os Direitos Reservados.

http://www.portaldecontabilidade.com.br/guia/clientes/comercial/escrituracaofiliais.html 2/2