Você está na página 1de 6

Atividade Avaliativa Objetiva G1

1
1) O homem possui uma sensação de poder e dominação na sua relação com o meio
ambiente e inúmeras vezes se esquece de que ele é parte integrante desse ambiente.
Porém, a partir de uma visão de integração, surge a necessidade de se implementar cada
vez mais

Peso: 1.0

a Educação ambiental;

o ambiente sistêmico;

a relação produto x insumos;

a profissionalização do mercado de trabalho;

os estágios de acompanhamento e sistematização


ambiental.

2
2) Sabemos que o homem branco não compreende nossos costumes. Uma porção de
terra, para ele, tem o mesmo significado que qualquer outra, pois é um forasteiro que
vem à noite e extrai da terra tudo que necessita. A terra, para ele, não é sua irmã, mas
sua inimiga e, quando ele a conquista, extraindo dela o que deseja, prossegue seu
caminho.

Com base no trecho acima, retirado da Carta do Cacique Seattle que foi enviada ao
Presidente F. Pierce em 1854, é possível afirmar que:

Peso: 1.0

havia uma interdependência do homem branco para


com a terra;

não havia uma relação do homem primitivo para com a


sua terra;
para o homem branco a terra era somente uma
fonte inesgotável de recursos;

havia uma relação de cumplicidade entre os homens


brancos e os índios da tribo Seattle;

a tribo Seattle estava supervalorizando as suas terras


para a venda;

3
3) Em 1968, a questão da degradação ambiental estava latente e gerava um enorme
desconforto nas comunidades científicas, que, preocupadas com a situação, decidiram
unir esforços para mapear os impactos ambientais, e assim tentar estimar a duração das
reservas naturais. Com esses objetivos, surgiu:

Peso: 1.0

a Agenda 21;

o Clube de Roma;

a Carta de Belgrado;

a Conferência de Estocolmo;

a Carta da Terra.

4
4) Na conferência de Estocolmo, evidenciou-se uma diferença entre os ricos e pobres
na visão do problema ambiental. Os ricos, achando que deveriam ser realizados
ontroles internacionais rígidos para reduzir a poluição que atingia níveis alarmantes, e
os pobres, não aceitando esse controle, por interpretá-lo como um freio ao seu
desenvolvimento. Essa foi, por sinal, aposição inicial do Brasil de que o não se
importaria em aceitar uma degradação ambiental para manter seu crescimento. O Brasil
vivia na época um período muito fértil de expansão industrial, chamado de:

Peso: 1.0
advento da agricultura;

apogeu recursista;

revolução industrial;

milagre econômico;

globalização.

5
5) A Agenda 21 está voltada para os problemas prementes de hoje e tem o
objetivo, ainda, de preparar o mundo para os desafios do próximo século. Reflete
um consenso mundial e um compromisso político no nível mais alto no que diz respeito:

Peso: 1.0

a estabilização entre recursos e produção;

a formação de equipes para trabalhar as questões


ambientais;

o desenvolvimento e a cooperação ambiental;

habilitação de órgão responsáveis por dirigir as


questões ambientais;

a elaboração de uma política ambiental recursista.

6
6) Na Agenda 21, seção II é abordado a Conservação e gestão dos recursos para o
desenvolvimento – Enfoca o uso dos recursos naturais (solos, rios, mares, energia),de
resíduos e de substâncias tóxicas, definindo como prioridade:

I - proteção da atmosfera;

II - combate ao reflorestamento,
III - conservação da diversidade biológica;

IV - promoção do desenvolvimento rural e agrícola recursista.

Com base no exposto acima, podemoa firmar que são corretas APENAS as alternativas:

Peso: 1.0

I e II;

I e III;

II e III;

II e IV;

III e IV;

7
7) A Ecopedagogia deve promover a educação pelo olhar das pessoas, pela forma como
as pessoas observam o meio ambiente e interagem com ele, visando à formação do
homem, como um agente parceiro e integrado, que por meio de vivências e atitudes
voltadas para:

Peso: 1.0

a redução dos danos e impactos ambientais


gerados pelo homem;

a elaboração de normas e leis para a utilização de


recursos inesgotáveis;

os grupos diretivos das empresas multinacionais;

as pessoas que vivem da recicalgem;

a formação de ONG's ambientais.


8
8) A Ecopedagogia deve estar voltada a todos os cidadãos e não somente aos
educadores ou aos sistemas de ensino, tendo em vista que deve promover uma
modificação nas relações humanas e socioambientais, promovendo assim a
Educação Ambiental, com o objetivo de formar o pensamento crítico e a atitude
sustentável:

Peso: 1.0

promovendo a cultura do Meio Ambiente sistêmico;

aplicadas diretamente ao enfoque global;

desenvolvendo a consciência ambiental global e


local;

aplicadas diretamente ao enfoque local;

no sistema de produção industrial.

9
9) Na proposta para essa convivência eficiente entre o homem e o ambiente, fica bem
estabelecido como um dos papéis da Educação Ambiental a formação do indivíduo,
conforme citado na Política Nacional de Educação Ambiental (Lei nº 9.795/996), que
define:

Peso: 1.0

o Código Nacional do Meio Ambiente;

os temas transversais na relação Meio Ambiente;

as normativas para a ampla utilização dos recursos


naturais;

as politicas ambientais globalizadas;

a educação ambiental como forma de promover a


sustentabilidade.
10
10) A Política Nacional de Educação Ambiental (Lei nº 9.795/996), que define: Art. 1º
Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a
coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e
competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do
povo, e :

Peso: 1.0

a) essencial à sadia qualidade de vida e sua


sustentabilidade;

fundamental para estabelecer os padrões de produção;

normatizar e implementar a legislação ambiental


indústrial;

regulamentar a plena utilização dos recursos naturais


inesgotáveis;

proporcionando a Globalização Ambiental.