Você está na página 1de 49

AVALIAÇÕES

✓ 1° AVALIAÇÃO;

✓ 2° AVALIAÇÃO (INTERDISCIPLINAR);

✓ 3° AVALIAÇÃO (ATÉ 0,5 PONTOS)

✓ ATIVIDADES COMPLEMENTARES
(LISTA DE EXERCÍCIOS (0,25) E
ESTUDOS DE CASO (0,25)) .

PONTUAÇÃO
BIBLIOGRAFIA
Disciplina: Farmacologia Clínica

PRINCÍPIOS
DA
FARMACOTERAPIA

MSc. Janira Alves

Recife, 2019
Princípios da farmacoterapia

Refere-se ao uso de medicamentos para tratar doenças, prevenção


e diagnóstico.

Ao escolher um fármaco para tratar


determinada afecção, o profissional
deve considerar não apenas a eficácia
da droga, mas também outros fatores,
como o tipo de terapia que o paciente
irá utilizar.
Processos da farmacoterapia

✓ Fatores considerados na farmacoterapia:

Doenças hepáticas

Doenças
cardiovasculares
Idade

Interação de
medicamentos

Função renal
Dieta
Processos da farmacoterapia

SELEÇÃO FARMACOCINÉTICO

ADMINISTRAÇÃO FARMACODINÂMICO

BIOFARMACÊUTICO RESULTADOS
TERAPÊUTICOS
Processos da farmacoterapia
SELEÇÃO
A definição de um tratamento farmacológico para uma indicação clínica específica.
Colaboração profissional, paciente ou auto medicação.

Indicação Objetivo
Clínica terapêutico

Grupos eficazes Medicamento

Fármaco/forma Regime
farmacêutica terapêutico
Processos da farmacoterapia
SELEÇÃO
A definição de um tratamento farmacológico para uma indicação clínica específica.
Colaboração profissional, paciente ou auto medicação.

Indicação Objetivo
Clínica terapêutico

Tipos de
farmacoterapia
Tipos de farmacoterapia
Terapia específica ou curativa

É aquela em que o tratamento se destina a extinguir um ou mais agentes


causadores de doenças. Exemplo: Os antibióticos
Tipos de farmacoterapia
Terapia paliativa ou sintomática

É destinada a proporcionar exclusivamente o alívio de sintomas do paciente e


contribuir para seu bem estar, isso sem alterar o curso natural da
enfermidade. Exemplos: Analgésicos.
Tipos de farmacoterapia
Terapia de apoio ou suporte

Destinada a manter a integridade fisiológica ou funcional do paciente, tem por


finalidade diminuir os problemas provocados pela doença de base ou
agravados em decorrência da terapia dialítica que elimina também nutrientes
essências. Exemplo: Diuréticos e anti-hipertensivos.
Tipos de farmacoterapia
Terapia substitutiva

Destina-se a fornecer uma substância normalmente presente no corpo, mas


ausente ou em níveis insuficientes, como resultado de uma doença, dano ou
deficiência congênita. Exemplo: Insulina
Tipos de farmacoterapia
Terapia restaurativa

O objetivo é a rápida recuperação da saúde. É frequentemente usada durante


o período de convalescença. Exemplo: Vitaminas
Processos da farmacoterapia
SELEÇÃO
Grupos eficazes

antibiograma Medicamento
Processos da farmacoterapia
SELEÇÃO Fármaco/forma
farmacêutica

supositórios
Semi sólidas
Processos da farmacoterapia Regime
SELEÇÃO terapêutico
Processos da farmacoterapia
ADMINISTRAÇÃO
A utilização de medicamento pelo paciente ou a administração pelo
profissional.
Adesão ao
tratamento

Persistência no
tratamento

Erros de
administração
Processos da farmacoterapia
ADMINISTRAÇÃO Adesão ao
tratamento
Processos da farmacoterapia
ADMINISTRAÇÃO

Adesão ao Persistência no
tratamento
X tratamento

Fatores eu influenciam na adesão


terapêutica:

✓ Fatores relacionados ao paciente;

✓ Fatores relacionados a terapia;

✓ Fatores sócios econômicos;

✓ Fatores do sistema de saúde;


Processos da farmacoterapia
ADMINISTRAÇÃO
Processos da farmacoterapia
ADMINISTRAÇÃO
Processos da farmacoterapia
ADMINISTRAÇÃO
Baixa adesão ao
tratamento
Não
Intencional
intencional

• Esquecimento; • Motivação e
• Compreensão; discernimento;
• Habilidades físicas • Crenças;
cognitivas e sensoriais; • Experiências..
• Equívocos;
• Recursos.
Processos da farmacoterapia
ADMINISTRAÇÃO Erros de
administração

Fatores que podem levar ao erro na administração de


medicamentos:
• Prescrição;
• Transcrição;
• Manipulação;
• Fracionamento;
• Preparo;
• Rotulagem;
• Separação;
• Dispensação;
• Administração (enfermagem, paciente ou familiar, etc)
Processos da farmacoterapia
BIOFARMACÊUTICO
A liberação do fármaco e sua dissolução no local de absorção ou de
administração.
Sistemas de
liberação

Classificação
biofarmaceutica
dos fármacos
Equivalência
farmacêutica

Bioequivalência
Processos da farmacoterapia
BIOFARMACÊUTICO
O fármaco consegue penetra no organismo do paciente?
Processos da farmacoterapia Classificação
biofarmaceutica
BIOFARMACÊUTICO dos fármacos
Processos da farmacoterapia
BIOFARMACÊUTICO

Equivalência farmacêutica
(Teste de comprovação de dose, forma farmacêutica entre
outros em relação ao medicamento de referência)

Bioequivalência
(Biodisponibilidade)
É um termo utilizado para descrever a proporção de
fármaco administrada que atinge a circulação sistêmica e
que, portanto, está disponível para distribuição até o local
de ação
Processos da farmacoterapia
FARMACOCINÉTICO
A chegada do fármaco ao local de ação. A concentração de fármaco
distribuída pelos tecidos e o tempo para que todo fármaco seja eliminado

O fármaco consegue alcançar seu local de ação?

Absorção

Distribuição

Metabolização

Excreção
Processos da farmacoterapia Absorção
FARMACOCINÉTICO
O tempo para atingir a concentração máxima (Tmáx) é uma função da
velocidade de absorção, enquanto a concentração máxima (Cmáx) é uma
função tanto da velocidade quanto da extensão da absorção
Processos da farmacoterapia Absorção
FARMACOCINÉTICO

Fatores que afetam a taxa de absorção:

✓ Formulação;
✓ Motilidade gastrointestinal;
✓ Estados de má absorção;
✓ Alimentos.
Processos da farmacoterapia Distribuição
FARMACOCINÉTICO

Muitas drogas ligam-se às proteínas circulantes, geralmente à


albumina (drogas ácidas), globulinas (hormônios), lipoproteínas
(drogas básicas) e glicoproteínas ácidas (drogas básicas).
Processos da farmacoterapia Distribuição
FARMACOCINÉTICO
LIGAÇÃO ÀS PROTEÍNAS

•A quantidade de um fármaco que se liga as proteínas vai depender de


três fatores:

1. Concentração do fármaco livre;


2. Afinidade do fármaco pelos locais de ligação;
3. Concentração das proteínas.
Processos da farmacoterapia Distribuição
FARMACOCINÉTICO
Fatores que podem influenciar a distribuição de drogas:

•Ligação às proteínas plasmáticas;


•Sítios receptores específicos nos tecidos;
•Fluxo sanguíneo regional;
•Lipossolubilidade;
•Transporte ativo;
•Doenças;
•Efeitos de outras drogas.
Processos da farmacoterapia Metabolização
FARMACOCINÉTICO
O metabolismo das drogas é efetuado através de duas amplas
categorias:
Metabolismo de fase I Metabolismo de fase II

Alteração Química da estrutura do Processo de conjugação


fármaco •Sulfatação;
•Oxidação;
•Glicuronidação;
•Redução;
•Metilação;
•Hidrólise.
•Acetilação.
✓ Compostos mais hidrossolúveis → Eliminado mais rapidamente do
organismo.
Processos da farmacoterapia Excreção
FARMACOCINÉTICO
Processos da farmacoterapia
FARMACODINÂMICO
A interação do fármaco e estruturas moleculares no organismo. A produção
do efeito farmacológico.
Ação primária Ação primária
Tecido alvo Outros tecidos

Ação secundária Ação secundaria


Tecido alvo Outros tecidos
Processos da farmacoterapia
FARMACODINÂMICO
Processos da farmacoterapia
FARMACODINÂMICO
Processos da farmacoterapia
FARMACODINÂMICO
Processos da farmacoterapia
FARMACODINÂMICO
Processos da farmacoterapia
FARMACODINÂMICO
Processos da farmacoterapia
FARMACODINÂMICO
Processos da farmacoterapia
RESULTADOS
TERAPÊUTICOS

A mudança no estado de saúde decorrente do efeito farmacológico. As


manifestações biológicas, psíquicas e sociais decorrentes dessa mudança.

Efetividade Segurança
Processos da farmacoterapia
RESULTADOS
TERAPÊUTICOS
Como seria uma farmacoterapia ideal??

SELEÇÃO FARMACOCINÉTICO

ADMINISTRAÇÃO FARMACODINÂMICO

BIOFARMACÊUTICO RESULTADOS
TERAPÊUTICOS
Obrigada!!!