Você está na página 1de 2

A origem do karatê

O Karatê-do teve suas origens na Ilha de Okinawa, através de muitos Mestres de Naha-te
(cidade de Naha), Shuri-te (cidade de Shuri) e Tomari-te (cidade de Tomari) (Artes
Marciais típicas da Ilha) que imigraram à China em busca de novos conhecimentos. Lá
encontraram o Boxe Chinês (conhecido de forma geral como Kenpo), esta Arte Marcial
chinesa fora criada pelos Monges Budistas (em especial o Monge Bodhy Dharma), pela
necessidade de desenvolver uma forma de defesa para combater os ataques de
assaltantes e criminosos. Desarmados, criaram então alguns movimentos de defesa e
ataque, baseados em sua maioria, em movimentos de animais e insetos.

Retornando à Ilha de Okinawa, estes Mestres mesclaram seus conhecimentos aos


conhecimentos adquiridos na China, mais a necessidade de se criar uma forma eficaz de
combate que não utilizasse nenhum tipo de arma (faca, espada, punhal, etc.), em função
da ocupação da Ilha pelos Samurais, que proibiram a utilização e porte de qualquer tipo
de arma. Desarmada a população ficava à mercê dos saqueadores e bandidos. Criou-se
então uma forma de combate que utilizava o próprio corpo como arma, daí então o
surgimento da palavra KARATE-DO, que hoje quer dizer: “Kara” Vazio – “Te” Mãos – “Do”
Caminho. (No seu surgimento, os ideogramas a principio se traduziam em “Mão
Chinesa”).

Vários Mestres formularam suas próprias técnicas, surgindo então os estilos. Cada Mestre
em cada parte da Ilha, dava ênfase à determinada técnica ou prática, ou sistema, de
acordo com seus conhecimentos e necessidades. Não se sabe ao certo quantos estilos
existem hoje, pois além dos estilos tradicionais, existem também, vários estilos
derivados.
O estilo de Karate-do Goju-ryu foi criado pelo Grão Mestre Miyagi Chojun (1888 – 1953)
que formulou suas técnicas após um período em que esteve na China (1915 a 1917),
seguindo o exemplo de seu Mestre de Naha-te, Kanryo Higaona. As técnicas do Karate-do
Goju-ryu, tiveram sua essência no Kenpo Chinês Shori-ken Fuku-ken Sho e são baseadas
na filosofia do Yin Yang. “Os opostos que se completam”, já que a tradução de seus
ideogramas querem dizer: “Go” Rigidez, Força – “Ju” Flexibilidade – “Ryu” Estilo.

O Karate se popularizou em todo o Japão por volta de 1920, quando alguns mestres foram
convidados pelo Imperador (após uma demonstração em Okinawa) a lecionar a arte do
Karate nas Universidades. Sendo então incorporado às tradicionais artes marciais
japonesas e seguindo o sistema de filosofia do Budo (Caminho Marcial) adotando a
partícula “Do” no final, como o Judo, Kendo, Aikido, Kyudo, Iaido, etc.

Existem também os estilos tradicionais de Karate-do:

1. Shotokan-ryu criado pelo Mestre Gishin Funakoshi


2. Wado-ryu criado pelo Mestre Hironori Otsuka
3. Shorin-ryu criado pelo Mestre Chochin Shibana
4. Shito-ryu criado pelo Mestre Kenwa Mabuni
Entre muitos outros, todos muito eficazes, cada qual com sua técnica e prática
específica.

Fonte: http://www.culturajaponesa.com.br/index.php/esportes/artes-marciais/karate/