Você está na página 1de 4

Nome do Projeto: Manta

Térmica Sustentável

Nome e contato (e-mail pessoal) Pauliana da Silva Araújo -


do Coordenador do Projeto: teresina@esf-brasil.org

Complexidade do Projeto: Gestão Responsável: 2018/2019

Tempo: 4 Data de Início: Agosto de 2018

Técnico: 4 N° de Membros participantes: 25

Custo: 3 N° de Pessoas Impactadas Diretamente: 3

Eixo Temático: 3 N° de Pessoas Impactadas Indiretamente:

1. Escopo:
O projeto consiste na implantação de uma manta térmica de baixo custo
numa residência de habitantes de baixa renda. A manta será executada através da
coleta, limpeza, grampeamento, instalação e pintura de caixas de leite UHT fixadas
nos caibros do telhado das residências.
O Projeto Manta Térmica Sustentável visa resolver problemas causados pelo
forte calor que incide em nossa região. Com média de 30°C ao ano, podendo passar
dos 40°C em alguns períodos, Teresina é a segunda capital mais quente do Brasil
perdendo apenas para a capital de Roraima, Rio Branco, segundo pesquisas feitas
pelo INMET no período de 1961 a 2010.
Com a instalação da manta, a temperatura cairá em média 8°C, deixando o
ambiente mais agradável aos moradores. Além disso, pretende-se fazer pequenas
reformas na casa do beneficiado, visando solucionar problemas iminentes
(instalação elétrica, por exemplo).
A escolha da residência foi feita através de sorteio realizado com a
associação de moradores do bairro Vila Mocambinho, em Teresina. Dentre as 13
casas selecionadas, a escolhida foi a do Sr. Ivo.

2. Localidade do projeto:
R. Edécio Bom Filho, 500 - Mocambinho, Teresina - PI, 64010-650, Brasil.

3. Contato do beneficiário:
Não possui. Contato da mediadora: Alceonira (Presidente da Associação de
Moradores) - (86) 98863-1551.

4. Parcerias:
Desde a arrecadação do material-base da manta à execução, foram firmadas
parcerias de trabalho para alavancar o projeto e seguir a empreitada de sua
execução:
As instituições de ensino superior, por meio de seus gestores que permitiram
a divulgação do trabalho em andamento e discentes que se tornaram voluntários e
peças fundamentais para a implementação propriamente dita do projeto;
A associação de moradores do bairro cuja residência beneficiária do projeto
está localizada, por intermédio da presidente, que atuou em conjunto com o Núcleo
durante, sendo o contato direto com a comunidade por conhecer melhor a realidade
local;
Empresas e civis que se disponibilizaram a contribuir com a ação por meio de
doações monetárias e/ou produtos necessários para a realização do planejamento
estabelecido.

5. Análise de riscos:
● O sistema pode não ser tão efetivo quanto esperado devido a outros fatores:
tipo de cobertura, falta de ventilação adequada na casa, tipo de iluminação
incorreta, etc;
● Verificar a estrutura existente do telhado, se suporta o sistema a ser
implantado e possibilita a sua instalação;
● Verificar as condições da instalação elétrica do local e fiscalizar para que não
haja riscos de incêndio na manta térmica.

6. Cronograma do projeto:

Atividade AGO SET OUT NOV DEZ JAN FEV MAR


/2018 /2018 /2018 /2018 /2018 /2019 /2019 /2019

Cronograma x

Definição de equipe x

Orçamento x

Arrecadação x x x x x
Higienização e preparação x x x x
de moldes

Visitação à residência x x x
Instalação elétrica x

Aplicação x x

Pintura x x

Pesquisa de satisfação x

Feedback e finalização x

7. Lições aprendidas:
● Manter uma comunicação contínua entre os componentes da administração
do projeto torna mais eficiente a execução, sem dúvidas acerca do
andamento.
● Estudar o projeto permite uma melhor organização e definição de etapas de
modo realmente contínuo.
● A execução não se realiza exatamente como no papel e é importante saber
contornar os imprevistos sem perder o controle.
● A vivência do altruísmo na prática e o quão gratificante pode ser ajudar ao
próximo.
● Entender como os erros podem contribuir para a criação de ações
preventivas à repetição desses.
● A importância da proximidade com a disseminação e compartilhamento das
melhores práticas.

8. Resultados:
● A execução do projeto alcançando o objetivo de implementação da estrutura.
● Melhoria das relações interpessoais entre componentes do Núcleo.
● A concretização da almejada credibilidade da equipe, dentro e fora do
Núcleo.
● Criação de soluções para imprevistos que apresentaram-se como gargalos
na implementação do projeto.
● O conjunto de ações, inclusive de marketing, possibilitou aumento da
visibilidade do ESF na representatividade do Núcleo em Teresina.
● O projeto atingiu um nível de popularidade que despertou o interesse de
novas pessoas em ajudar, como prováveis futuros voluntários
● Redução da temperatura interna na residência beneficiária por meio da
reflexão do calor
● Obtenção de conhecimentos acerca da aplicabilidade de embalagens de leite
UHT e propriedades do material;
● A expansão de análise direcionada a novas possíveis empreitadas por meio
do compartilhamento de informações e networking executado durante as
ações

9. Imagens: