Você está na página 1de 3

CLARETIANO - CENTRO UNIVERSITÁRIO

CURSO DE GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA - LICENCIATURA

TUTOR: RODRIGO TOUSO LOPES


ALUNO: NELCIANO LIMA DE SOUZA

PORTFÓLIO ( ATIVIDADE DO CICLO 2

Avaliação feita pelo Centro Universitário


Claretiano, para verificação parcial do
desempenho na disciplina Fundamentos
da Educação.

RIO BRANCO– AC

21/04/2019
Atividade no Portfólio
Objetivos
Compreender os elementos que caracterizam a educação homérica.
 Praticar a pesquisa, análise de informações e a elaboração de textos próprios.
 Descrição da atividade
Leia atentamente o texto a seguir:
Havia uma rivalidade entre os deuses e os heróis humanos, o que, por sua vez, forçava o
homem a superar-se, a tornar-se um deus e a concorrer com eles. Era uma religião que
necessitava do “homem-herói”. À base desse paradigma heroico da existência humana,
em que o herói preferia a morte – após uma luta sangrenta coroada pela glória – do que
a existência feliz, a educação toma inspiração. A educação homérica foi o primeiro
modelo de formação em excelência; a primeira versão da Paideia grega. Temos de notar
que esse modelo propiciava a formação do lado subjetivo do homem, todavia, essa
formação de excelência traria também para o Estado enorme benefício, pois é o herói
quem, nos combates, glorificava e dava relevância ao seu Estado (CORRÊA, R. A.;
KRATANOV, S. V. Fundamentos Históricos e Filosóficos da Educação. Batatais:
Claretiano, 2013, p. 42). Com base no excerto anterior, e no que foi estudado até este
momento, pesquise e escolha um mito grego que ilustra o processo de formação
proposto pela educação homérica. Em seguida, elabore um texto, de uma lauda, que
contenha: 1) O nome do mito escolhido. 2) Um breve resumo deste mito. 3) Uma
explicação sobre a relação existente entre o mito escolhido e o processo de formação
proposto pela educação homérica. Concluído seu texto, disponibilize-o no Portfólio.

1- Nome do Mito
Aquiles
2- Um breve resumo desse mito.

O auge da história de Aquiles descrita no poema A Ilíada de Homero está,


resumidamente, ligada à guerra entre gregos e troianos que, segundo Gonçalves (2008),
aconteceu em meados do século XII a.C.. Nessa guerra, após dez anos tentando invadir
Tróia, os gregos fingiram desistir, e, ainda, presenteá-la com um grande cavalo de
madeira que possibilitou a invasão, pois, nele se escondiam guerreiros gregos. Aquiles
foi o melhor guerreiro desta guerra, além de o mais belo. Ele era capaz de expressar
grande ternura e, também, muita violência.
Aquiles era filho de Nereida Tetes e de Peleu rei dos mirmidões, quando Aquiles
nasceu Tetis teria tentado fazé-lo imortal, mergulhando-o no Rio Estige, , exceto
seu calcanhar, por onde sua mãe o segurou. Seu pai confiou sua criação e educação a
Quirão, que era uma criatura homem-cavalo.
Na mitologia grega, Aquiles foi um herói da Grécia e um dos participantes da
guerra de Tróia e o personagem principal e maior guerreiro da Ilíada de Homero.
Por ser invulnerável em todo seu corpo, exceto no calcanhar Aquiles morreu
devido ter disso atingido por uma flecha envenenada, exatamente nesta parte de
seu corpo, desprotegida da armadura.

3- Uma explicação sobre a relação existente entre o mito escolhido e o


processo de formação proposto pela educação homérica.

Na educação homérica, Aquiles é um dos heróis modelos para a educação do jovem


grego, pois, nele estão entrelaçados os aspectos proposto pela educação homérica, tais
como, honra, coragem e amizade. Sendo homem-herói bem educado como guerreiro,
em certo momento, se depara com a necessidade de dispor sua bravura e técnica de
guerreiro a serviço do rei, ou seja, em benefício de seus compatriotas e de seu Estado.
Aspectos humanos bastante marcante se manifestam quando sua dor pela morte de seu
amigo Pátroco se transforma em desejo de vingança contra o troiano Heitor.
Mas, nele também encontramos características fabulosas, como, por exemplo, sua
invulnerabilidade adquirida ao ser mergulhado no rio Estige, exceto, o seu calcanhar.
Características tipicamente humanas são relacionadas aos deuses, assim como, rituais
religiosos e aspectos de divindade, são caracterizados também nos homens-heróis, pois,
heróis e deuses são apresentados em nível de igualdade.
Na educação homérica, o guerreiro é imortal, ainda que morra no campo de batalha
sendo assim o herói Aquiles, tem a honra relacionada à morte, e não à felicidade, e é
modelo para a ética homérica, na qual, cada homem deve, por méritos ou qualidades,
exibir o conceito areté, ou seja, sua riqueza de virtudes e sua excelência.
A educação no período homérico não se preocupava com métodos de
aprendizagem, mas sim a determinação da finalidade da educação e aos meios
para concretizada, o conceito fundamental par a eles era o areté que significa
virtude, existem também outros conceitos, como: qualidade do corpo (força, ou
agilidade ou beleza), qualidade da inteligência ou da alma, honra, nobres ações,
excelência, algumas dessas qualidades podemos encontrar em Aquiles, sendo elas:
Beleza – Aquiles era considerado o mais belo dos heróis de Tróia.
Força – Aquiles tornou-se famoso por sua bravura e força.
Virtude – segundo os ensinamentos de Quiron, Aquiles tornou-se virtuoso.
Excelência: Aquiles era herói por excelência. Areté também significava superioridade
de seres não humanos. A força dos deuses, Aquiles foi uma das únicas pessoas
na Ilíada descrita como semelhante a um deus, não só pela sua capacidade superior
de luta, mas também pelas suas atitudes.