Você está na página 1de 12

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BACHARELADO – 1° TERMO – 2008

QUÍMICA GERAL E EXPERIMENTAL – PROFª RENATA MEDICI

Relatório no. 02
Título – Operações Físicas – Separação de Misturas
Miriam Carla Bleggi Macedo Bleggi RA: 1300803649
Sharisy Horácio Alves RA: 1300803584
Tamiris Solano Rosa RA: 1300803320
Rafaela Marchesi Barrionuevo RA: 1300803606

Resumo
O objetivo do experimento foi realizar três técnicas de separação de
misturas:
• Separação de sólidos e líquidos por filtração por gravidade;
• Separação de sólidos e líquidos por filtração a vácuo (funil de
Buchner);
• Separação de líquidos imiscíveis por decantação.

Foi utilizada nos dois primeiros experimentos uma solução


heterogênea de sulfato de cobre com precipitado de sulfato de bário
em suspensão, e no último foi utilizado uma mistura heterogênea de
água com óleo.
Ao final, foi anotado o tempo decorrido para cada operação de
separação ser realizado, e assim pudemos concluir qual seria o mais
eficiente, dentre os três, de acordo com o tipo de mistura.

Introdução

Mistura: associação de duas ou mais substâncias em porções


arbitrárias, separáveis por meios mecânicos ou físicos e em que cada
um dos componentes guarda em si todas as propriedades que lhe são
inerentes.
Existem dois tipos fundamentais de misturas: misturas homogêneas e
misturas heterogêneas.

Misturas heterogêneas: esta mistura é caracterizada por


componentes que estão misturados, porém não dissolvidos
(visível em fases).
Exemplo: água + óleo + areia. (3 fases) ou água + areia (2
fases)

Misturas homogêneas: é uma mistura uniforme onde as


substâncias envolvidas sofrem dissolução, ou seja, a mistura
dessas substâncias produz somente uma fase. Isso quer dizer
que toda mistura homogênea é uma solução, ou seja, mistura
homogênea é um conjunto de substâncias solúveis entre si.
Exemplo: quando a água é misturada com o álcool é impossível
distinguir o álcool da água.
Para saber se um composto é uma mistura ou apenas um
componente, basta utilizar métodos de separação de misturas para
verificar.
Estes métodos são chamados de análise imediata, sendo como dito,
não alteram a natureza das substâncias. E para cada tipo de mistura
existem vários métodos diferentes.

Métodos de separação de misturas: veja abaixo alguns métodos


de separação de misturas.

Decantação: método utilizado para separar misturas heterogêneas


de sólido-líquido e líquido-líquido.

Decantação

Fonte:
http://www.quiprocura.net/separa_mistura_arquivos/i
mage001.gif
http://www.quiprocura.net/separa_mistura_arquivos/i
mage004.gif
http://www.quiprocura.net/separa_mistura_arquivos/i
mage004.gif
http://www.quiprocura.net/separa_mistura_arquivos/i
mage005.gif

Centrifugação: método utilizado para separar misturas


heterogêneas do tipo sólido-líquido. Este método é uma maneira de
acelerar a decantação.
Centrifugação

Fonte:
http://www.quiprocura.net/separa_mistura_arquivos/im
age006.gif
http://www.quiprocura.net/separa_mistura_arquivos/im
age007.gif
Filtração: método utilizado para separar misturas heterogêneas do
tipo sólido-líquido e sólido-gasoso.

Filtração

Fonte:
http://bp2.blogger.com/s1600/filtraca
o.gif

Filtração a vácuo: método utilizado para separar misturas


heterogêneas do tipo sólido-líquido, em que a filtração simples não é
muito eficiente, ou seja, é muito lenta.
Filtração a vácuo

Fonte:
http://www.quiprocura.net/separa_mistura2_arquivos/image003.gi
f

Destilação simples: método utilizado para separar misturas


homogêneas do tipo sólido-líquido.

Destilação Simples

Fonte:
http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/
fisico_quimica/fisico_quimica_trabalhos/processosseparmistura
s08.jpg

Destilação fracionada: método utilizado para separar misturas


homogêneas, do tipo líquido-líquido.
Destilação Fracionada

Fonte:
http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes
/fisico_quimica/fisico_quimica_trabalhos/processosseparmistur
as09.jpg

Peneiração: método utilizado para separar misturas heterogêneas


de sólido – sólido.

Catação: método utilizado para separar misturas heterogêneas de


sólido – sólido, onde é necessário que os componentes da mistura
sejam aparentemente distintos.

Separação magnética: método utilizado especificamente para


separar misturas com um componente ferromagnético.

Separação por sublimação: método utilizado para separar misturas


heterogêneas do tipo sólido-líquido por evaporação.

Cristalização: método utilizado para separar sólido de misturas


heterogêneas do tipo líquido-sólido.

Tipo de Heterogênea/Homog
Método
Mistura ênea
sólido-líquido
heterogênea (imiscível) decantação
líquido- líquido
sólido-líquido heterogênea centrifugação
sólido-líquido heterogênea filtração (a vácuo)
sólido-gasoso
extração
catação
peneiração
sólido-sólido heterogênea ventilação
levigação
separação
magnética
destilação
sólido-líquido
homogênea (fracionada)
líquido-líquido
evaporação
sólido-líquido homogênea cristalização
sólido-sólido
sólido-líquido homogênea cromatografia
líquido-líquido

Materiais e Reagentes
- 03 béquers com capacidade para 80ml
- 03 proveta calibradas para 150ml
- 01 kitassato calibrado para 500ml
- 01 funil de separação com capacidade para 125ml
- 01 funil de vidro
- 01 funil de Buchner
- 01 bagueta
- 01 piceta contendo água
- 01 suporte universal
- Papel de filtro
- Papel absorvente
- Suspensão de Sulfato de Cobre e Sulfato de Bário
- Água
- Óleo

Experimento:

Separação de sólidos e líquidos por filtração por gravidade


Iniciamos o experimento colocando o funil de vidro no suporte
universal e ajustando a altura, de forma que ficasse a uma distância
adequada do béquer, o qual foi colocado próximo à base do suporte
universal, logo abaixo do funil. Então, dobramos o papel filtro de
maneira que tomasse a forma do funil, e o colocamos dentro do funil
de vidro.

Dobra do Papel de Filtro


Fonte: http://www.ufpa.br/quimicanalitica/papfildobra.jpg

Encaixe do papel de filtro no funil

Com uma piceta despejamos um pouco de água de forma a ajudar a


fixar o papel filtro no funil, pois devido o papel filtro não ter o mesmo
diâmetro do funil, ele acabou ficando solto.
O próximo passo foi coletar uma amostra de 50ml da solução de
sulfato de cobre e sulfato de bário em uma proveta, observando que
este último encontrava-se visivelmente em suspensão no primeiro,
concluindo assim que se travava de uma mistura heterogênea.
Em seguida, o conteúdo da proveta foi despejado no funil (já com o
papel de filtro devidamente encaixado), e o cronômetro foi acionado
para calcular o tempo que a solução levaria para ser filtrada.

Separação de sólidos e líquidos por filtração por gravidade


com algodão
Iniciamos o experimento colocando o funil de vidro no suporte
universal e ajustando a altura, de forma que ficasse a uma distância
adequada do béquer, o qual foi colocado próximo à base do suporte
universal, logo abaixo do funil. Então, dobramos o papel filtro de
maneira que tomasse a forma do funil, e o colocamos dentro do funil
de vidro, só que desta vez adicionamos uma porção média de
algodão, de forma a criarmos uma barreira adicional para a solução
durante a filtragem.
O próximo passo foi coletar mais uma amostra de 50ml da solução de
sulfato de cobre e sulfato de bário em uma proveta, e seu conteúdo
foi despejado no funil (já com o papel de filtro devidamente
encaixado, juntamente com o algodão), e o cronômetro foi acionado
para calcular o tempo que a solução levaria para ser filtrada.

Filtração por gravidade

Fonte:
http://www.quiprocura.net/separa_mistura_arquiv
os/image008.gif

Separação de sólidos e líquidos por filtração a vácuo


Este método de filtração tem o diferencial de acelerar o processo
devido à ajuda de uma bomba de vácuo.

Observação: nesse procedimento o papel de filtro foi utilizado aberto,


e não dobrado como anteriormente.

A professora iniciou o experimento medindo o papel de filtro no


diâmetro do funil de Buchner, observando que o papel de filtro era
um pouco maior. Então, foi necessário cortar uma parte da borda do
papel de filtro, possibilitando assim que o papel de filtro aberto se
encaixasse perfeitamente dentro do funil, de forma a cobrir todos os
orifícios do mesmo.

Funil de Buchner

Fonte:
http://www.ufpa.br/quimicanalitica/funilb
uch.jpg

Filtração a vácuo

Fonte:
http://www.geocities.com/Vienna/Choir/9201/filtrac
ao_a_vacuo.gif

Feito isso, o funil de Buchner foi acoplado (com ajuda da borracha de


sua base) ao kitassato, juntamente com a mangueira da bomba a
vácuo.
Então, foi coletada mais uma amostra de 50ml da solução de sulfato
de cobre e sulfato de bário em uma proveta, a qual foi despejada
sobre o funil de Buchner e então a bomba de vácuo foi acionada.
Então o cronômetro foi acionado para calcular o tempo que a solução
levaria para ser filtrada.

Separação de líquidos imiscíveis por decantação


Encaixamos o funil de separação no suporte universal e ajustamos a
altura. Colocamos então o béquer embaixo do funil, próximo à base
do suporte universal.
Com a ajuda do béquer, coletamos uma amostra de 30ml de água e
30ml de óleo de cozinha.
Verificamos se a válvula da torneira do funil estava devidamente
fechada, para então abrir o orifício superior do funil, e despejarmos a
água, seguida pelo óleo, para então fecharmos novamente.
Deixamos descansar até que as duas fases ficassem visivelmente
separadas (a água em baixo e o óleo um cima). Então abrimos a
torneira e deixamos a água escorrer em um béquer, e depois
deixamos o óleo escorrer em outro béquer.
Funil de Separação

Fonte:
http://www.ff.ul.pt/paginas/constant/tl/tecnicas/Imag
e4.gif
Resultados e Discussões
Observamos e anotamos os resultados obtidos em cada um dos
experimentos, que seguem descritos abaixo:

Separação de sólidos e líquidos por filtração por gravidade


Observamos a filtração e concluímos que demorou aproximadamente
5 minutos e 17 segundos para a solução estar completamente
filtrada, notando ao final que pouco do sulfato de bário ficou retido no
filtro de papel em forma de um pó branco, devido ao papel de filtro
ser muito poroso.

Separação de sólidos e líquidos por filtração por gravidade


com algodão
Observamos a filtração e concluímos que demorou aproximadamente
6 minutos e 53 segundos para a solução estar completamente
filtrada, notando ao final que uma boa porção do sulfato de bário
ficou retido no algodão em forma de um pó branco.

Observações: notamos no nosso experimento que a quantidade de


sulfato de bário retido no algodão foi muito pouco comparada aos
experimentos dos colegas, provavelmente devido ao fato de no nosso
experimento o algodão não estar devidamente compactado. Isso
possibilitou maior vazão à solução, devido às fibras do algodão não
criarem uma barreira muito eficiente.

Separação de sólidos e líquidos por filtração a vácuo


Observamos que a filtração ocorreu visivelmente mais acelerada que
as filtrações experimentadas anteriormente, tendo em vista que
demorou aproximadamente 18 segundos para a solução estar
completamente filtrada, notando ao final que o sulfato de bário ficou
retido no papel de filtro em forma de um pó branco.

Observações: grande parte do sulfato de bário acabou sendo forçado


a atravessar o papel de filtro devido à força de sucção, mas o fato de
o papel de filtro utilizado ser muito poroso pode ter contribuído
também.

Separação de líquidos imiscíveis por decantação


Observações: pode acontecer de surgirem micelas no meio da água,
isso devido à mistura com o óleo.

Observamos a decantação e notamos que ao final da separação dos


líquidos a água se mostrou impura devido à presença de algumas
micelas do óleo, enquanto que o óleo não se apresentou impuro.
Conclusões
Com base nos experimentos realizados, podemos concluir que dentre
os métodos de separação por filtração por gravidade, o que se
mostrou mais rápido foi o método que utilizou apenas o filtro de
papel, devido a este não apresentar muita barreira para a solução a
ser filtrada, enquanto que o método que utilizou o papel de filtro com
o algodão se mostrou mais eficiente na retenção do sulfato de bário
(sólido), embora tenha levado um pouco mais de tempo.
Na filtração a vácuo o processo de filtração foi significantemente mais
rápido que os anteriores, no entanto notamos que grande parte do
sulfato de bário acabou sendo forçado a passar pelo papel de filtro
devido à força de sucção e ao fato de o papel de filtro utilizado ser
muito poroso.
Na decantação observamos que no nosso experimento os líquidos não
ficaram completamente separados devido à presença de micelas de
óleo na água.

Referências Bibliográficas

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - UNIPAMPA.


Disponível em:
<http://minerva.ufpel.edu.br/~usinks.unipampa/pdf/061026_Alim_Mis
turas.pdf>. Acesso em: 22 março 2008.

NOTA POSITIVA. Disponível em:


<http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/fisico
_quimica/fisico_quimica_trabalhos/processosseparmisturas.htm>.
Acesso em: 22 março 2008.

QUÍMICA TOTAL. Disponível em:


<http://profmarialuiza.vilabol.uol.com.br/separacao_misturas.htm>.
Acesso em: 22 março 2008.

QUIPROCURA - QUÍMICA. Disponível em:


<http://www.quiprocura.net/separa_mistura.htm>. Acesso em: 22
março 2008.

WIKIPEDIA. Disponível em: http://www..wikipedia.org. Acesso em: 22


março 2008.