Você está na página 1de 7

UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina

FEJ – Faculdade de Engenharia de Joinville


Tópicos

• Modelagem Funcional
• BOM (Bill of Materials)
• Indicações
Modelagem Funcional e
BOM (Bill of Materials)

Prof. Régis Kovacs Scalice

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Modelagem Funcional Modelar funcionalmente o produto

• Definição: • Analisar as especificações-meta do produto


– As especificações contém requisitos que possam gerar função (verbo
+ substantivo)?
• Tipos de modelagem funcional:
– Análise • Identificar as funções do produto
– Síntese • Estabelecer a função global

Modelar funcionalmente o produto Modelar funcionalmente o produto

• Analisar as especificações-meta do produto • Analisar as especificações-meta do produto


• Identificar as funções do produto • Identificar as funções do produto
– Funções técnicas
• Estabelecer a função global
• Funções estruturais
• Funções de transformação – Todos os produtos possuem uma função mais importante
• Funções adicionais
– Fornece, de forma condensada, o que se deve esperar
– Funções interativas
• Funções ergonômicas do produto
• Funções sintáticas
• Funções semânticas

• Estabelecer a função global

1
Elaboração da Função Global (ou Total) a partir Representação da Função total e seu
das especificações-meta desdobramento
• Localizar, dentre as especificações-meta, aquelas que dizem
Energia Energia
respeito às funções do produto.
Material Função Total Material
• Detectar, nessas especificações funcionais, as principais
Sinal Sinal
entradas e saídas do sistema em termos de fluxos de
energia, material e sinal.
• Estabelecer os estados das principais entradas e saídas
listadas no item anterior.
• Detectar, dentre os fluxos listados, quais os fluxos principais
de entrada e de saída do sistema.
• Do relacionamento entre os fluxos principais de entrada e de
saída do sistema (e de seus estados), tentar expressar a
função total em termos de um par verbo+substantivo.
• Representar os dados levantados nos itens acima na forma Funções de menor
complexidade
de um diagrama de blocos

Exemplo: Máquina para lavar roupas 1/3 Exemplo: Máquina para lavar roupas 2/3
Fronteira do sistema
Energia
Sabão Energia

Roupas sujas Roupa limpa


Água limpa Água suja
Energia
Inf. (grau de lavagem)
Sabão Energia
Lavar Roupa limpa
Roupas sujas
Roupas Fronteira do sistema
Água limpa Água suja
Energia

Inf. (grau de lavagem) Sabão


Energia

molhar esfregar enxaguar secar Roupas limpas


Roupas sujas
roupas roupas roupas roupas

Água limpa Água suja

Inf. (grau de
lavagem)

Exemplo: Máquina para lavar roupas 3/3 Tópicos


• Modelagem Funcional
Fronteira do sistema • BOM (Bill of Materials)
água
limpa
energia
• Indicações
misturar
sabão água e
sabão

roupas molhar esfregar enxaguar secar roupas


sujas roupas roupas roupas roupas limpas

água
produzir alternar
energia movimento suja
movimento

Informação
(grau de
lavagem)

Sugestão: Ver também Método FAST, quadro 7.2 (Rozenfeld et al., 2006)

2
Estrutura de Produto Estrutura de Produto
• Também conhecida por Bill of Materials (BOM);
Relação Item Final (Pai) / Componentes
• Todos os produtos manufaturados possuem uma estrutura;
• Descreve a seqüência em que cada componente é usado na ITEM FINAL A
produção do acabado bem como a quantidade de uso.

COMPONENTES B C D
A
Estrutura
de
A
Lista
de
.. .B Relação Item Final / Componentes de Níveis Múltiplos
Produto B D
C Material
.. . E
ITEM FINAL

SUBCOMPONENTE
A

B
D E C
COMPONENTE C

Características Características

• Contém: • Adapta-se a diversos opcionais e alternativas


– A identificação dos itens (SSCs) – Grande número de estruturas de produto
– Dos relacionamentos entre eles – Diferentes estratégias de estoque
– A conexão desses itens com todos os documentos – Mais de uma estrutura de produto
relacionados. – A níveis diferenciados de complexidade e precisão das
• É fonte de informações fundamentais para a informações
manufatura
• Gera integração
– Suas informações são compartilhadas por quase todos os
departamentos da empresa.

Tipos de BOM BOM simples/padrão (flattened/standard BOM)

– BOM simples / padrão • A BOM mais simples possível é a de dois níveis:


– Item fantasma e pseudo-item – produto final
– BOM modular – matérias-primas e itens comprados
– BOM de planejamento • A única razão para a criação de mais níveis são as
– BOM genérica necessidades de planejamento e controle da
– BOM de manufatura produção (PCP):
– Bill of objetcts – Ex: Criação de submontagens ou itens intermediários que
– BOM para informação precisam ser estocados.
• Uma BOM de vários níveis é a estrutura mais
conhecida, também chamada de BOM padrão
(standard BOM).

3
Item fantasma e pseudo-item
(phantoms and pseudo items)
BOM Molular (Modular BOM)
• Itens fantasmas: • Modularidade:
– são aqueles produzidos no processo de manufatura, possuem “pais” – Capacidade de se construir um produto ou processo complexo, a
definidos, mas não são estocados.
– Apesar de existirem fisicamente, são rapidamente consumidos como partir de partes menores, que podem ser projetadas
componentes do item de nível imediatamente superior na BOM. independentemente e, ainda assim, funcionar juntas, como um todo.
– Exemplo: a submontagem de uma engrenagem em um eixo, que é • Produto modular:
estocada na linha de montagem por pouco tempo e depois, inserida
no redutor. – Pode possuir muitas opções de escolha de itens (combinações)
• Um pseudo-item – Dificulta a previsão de vendas e o planejamento-mestre de produção
– É uma coleção artificial de componentes que são agrupados para de cada produto final.
serem utilizados no planejamento. – Se for mantida uma BOM para cada configuração diferente do
– Ao contrário dos itens fantasmas seus componentes não podem ser produto, o espaço requerido pode ser muito grande, envolvendo altos
montados para produzir um item-pai que exista fisicamente.
custos de armazenagem e manutenção.
– Pseudo-itens nunca possuem inventário.
– Exemplo: conjunto de todos os rotores de uma família de motores – Imagine um produto com cinco itens, possuindo cada um cinco
elétricos. O conjunto não existe fisicamente, mas podemos planejar a opções de seleção. Neste caso, teríamos 3.125 configurações
sua produção. possíveis.

BOM Molular (Modular BOM) BOM Modular

• Bom Modular:
– Em vez de se manter uma BOM para cada produto final Muitos produtos
possível dentro de uma família, são identificadas as
opções para cada um dos seus itens, que são Poucos módulos intermediários
organizadas em módulos.
– BOM específica Æ um produto Vários componentes

– BOM modular Æ variedade de produtos


• A BOM modular estrutura todas as opções dos
módulos e serve de base à BOM de planejamento e
à BOM genérica. Mod1 Mod2 Mod3 Mod4 Mod5

BOM de Planejamento (planning BOM) EXEMPLO: BOM de planejamento


• A BOM Modular não permite fazer uma previsão de
Demanda do conjunto
vendas dos produtos, pois temos 3.125 alternativas. Produto total (fictício) de produtos = 4000
• Pode-se levantar a porcentagem de cada opção por
módulo: 20% 40% 5% 28% 7%
– Itens sempre presentes (certeza de 100%) Mod1 Mod2 Mod3 Mod4 Mod5 Itens comuns

– Itens presentes em algumas configurações (x%) 5% 65% 1% 100%


5% 18%
• BOM de planejamento = BOM modular + 25% 5% 25% 25% 4%
porcentagens 40% 8% 45% 24% 18%
• Com base nesta BOM, podemos comprar material e 10% 8% 6% 11% 28%
prever a produção, sem que necessariamente 20% 4% 23% 25% 32%
tenhamos a previsão dos produtos finais
Porcentagem das opções dos módulos

4
BOM genérica (generic BOM) BOM de manufatura (manufacturing BOM)
• Aplicação de BOM modular para as atividades de • Representa a integração lógica da estrutura de
vendas técnicas e controle de configurações produto e do plano de processo:
• As aplicações para a configuração de produtos são – A seqüência de operações é especificada
uma extensão natural do conceito de BOM modular – A cada operação, são associados os itens necessários da
• Uso de algorítmos, regras e condicionais para BOM.
selecionar e calcular os componentes de um • A BOM de manufatura é usada como um guia para
produto e seus requisitos de manufatura. a fabricação e montagem de um produto, sendo
• A BOM genérica não pode ser utilizada diretamente que seus níveis refletem o fluxo de produção e
para propósitos de planejamento e manufatura: pontos de estoque.
– Ela é apenas um frame para a criação de BOMs
específicas no momento necessário, geralmente durante
a entrada do pedido do cliente.

Bill Of Objects (BOO) BOM para Informação (Information Bill Of Material)

• É a extensão do conceito anterior, no qual cada • São relatórios-padrão, gerados pelos sistemas de
item do produto pode possuir qualquer tipo de informação para suportar análises diversas sobre a BOM e
seus itens.
objeto como filho, por exemplo, documentos,
• Os principais formatos de BOM para informação são:
arquivos multimídia, modelos geométricos etc.
– estrutura de produto “indentada” (indented Bill Of Material);
– estrutura de produto “de onde é usado” (where-used Bill Of Material);
– estrutura de produto custeada (costed Bill Of Material);
– estrutura de produto matriz (matrix Bill Of Material);
– estrutura de produto resumida (summarized Bill Of Material)

Variações da BOM e BOM única Torno Sistema Subsistema Subsistema / componente


Exemplo de
S suporte
Apoio
SS Barramento
Sensores
Estrutura fundida
Elementos de fixação
uma estrutura
• Diferentes usuários da BOM possuem diferentes
necessidades
Guia

SS Cabeçote móvel Estrutura cabeçote


resultante da
• Exemplos mais comuns de BOM departamental são:
S fixação
da peça
Motor de posicionamento
Controle de posicionamento
Placa de fixação
Guia de movimento
Elementos de fixação
Mecanismo de acionamento
concepção
Contraponta
– BOM criada pela engenharia (E_BOM — Engineering Bill of Material), SS Carro longitudinal
também chamada estrutura de desenho, representa os sistemas S fixação e
SS Carro transversal
SS Carro porta-ferramenta
funcionais do produto. movimento da
ferramenta
SS Torre de fixação
Fuso
– BOM utilizada pelo PCP e pela manufatura (P_BOM — Production Vara

Bill Of Material ou a M_BOM — Manufacturing Bill Of Material), Motor de avanço


S de avanço
elaborada a partir da E_BOM, e reflete a transformação da matéria- Controlador de avanço

prima e a montagem dos subconjuntos por meio do processo Motor de acionamento


S acionamento Controlador de acionamento
produtivo. principal SS Eixo árvore
SS Redutor
• Riscos: SS Painel de controladores
– redundância de informações S de controle
SS Computador CN
SS Canal de comunicação
– risco de inconsistência SS Sensoreamento
Software

– aumento do esforço e do tempo de resposta das manutenções SS Emissão de fluido de corte

SS Recolhimento de cavaco Fonte da figura: www.cimm.com.br


Cabos, conectores, etc...

Itens fabricados Itens comprados S: sistema SS: subsistema

5
Exemplo de
Torno Sistema Subsistema Subsistema / componente Exemplo da Torno Sistema Subsistema interface
S suporte
Apoio
SS Barramento
Sensores
Estrutura fundida
Elementos de fixação
evolução da S suporte
Apoio
SS Barramento
Sensores
Guia Guia

SS Cabeçote móvel Estrutura cabeçote


estrutura SS Cabeçote móvel
S fixação Motor de posicionamento Guia de movimento S fixação Motor de posicionamento
da peça Controle de posicionamento Elementos de fixação da peça Controle de posicionamento
Placa de fixação Mecanismo de acionamento Placa de fixação
Contraponta
SS Carro longitudinal SS Carro longitudinal
SS Carro transversal SS Carro transversal
S fixação e S fixação e
SS Carro porta-ferramenta SS Carro porta-ferramenta
movimento da Eixo 1 movimento da
SS Torre de fixação SS Torre de fixação
ferramenta Rolamento 1 ferramenta
Fuso Rolamento 2 Fuso
Vara Engrenagem 1 Vara
Chaveta 1
Motor de avanço Chaveta 1 Motor de avanço
S de avanço S de avanço
Controlador de avanço Engrenagem 2 Controlador de avanço
Anel espaçador
Motor de acionamento Bucha Motor de acionamento
S acionamento Controlador de acionamento S acionamento Controlador de acionamento
principal SS Eixo árvore principal SS Eixo árvore
SS Redutor SS Redutor
Carcaça
SS Painel de controladores Tampa 1 SS Painel de controladores
SS Computador CN Tampa 2 SS Computador CN
S de controle SS Canal de comunicação Bomba de óleo S de controle SS Canal de comunicação
SS Sensoreamento Eixo 2 SS Sensoreamento
Software Rolamento 3 Software
Eixo 3
Rolamento 4
Engrenagem 5
SS Emissão de fluido de corte Engrenagem 3 SS Emissão de fluido de corte
Engrenagem 6
Engrenagem 4
SS Recolhimento de cavaco Chaveta 5 SS Recolhimento de cavaco
SS Eixo 3
Chaveta 6
Cabos, conectores, etc... Bucha Espaçadora Cabos, conectores, etc...
Rolamento 5
Itens fabricados Itens comprados S: sistema SS: subsistema Rolamento 5 Itens fabricados Itens comprados S: sistema SS: subsistema

Resultados do planejamento de processo:


Torno
Sistema Subsistema Subsistema / componente dois níveis de planejamento
Apoio
SS Barramento Estrutura fundida
S suporte
Sensores Elementos de fixação Detalhamento de operação
Guia Plano Macro
SS Cabeçote móvel Estrutura cabeçote Folha de instruções
S fixação Motor de posicionamento Guia de movimento
da peça Controle de posicionamento Elementos de fixação
Placa de fixação Mecanismo de acionamento
Contraponta
SS Carro longitudinal Cabeçalho Plano de inspeção
SS Carro transversal
S fixação e
SS Carro porta-ferramenta
movimento da Eixo 1
SS Torre de fixação
ferramenta
Fuso
Vara
Rolamento 1
Rolamento 2 Seq Máq Descrição Tempos Montagem de ferramental
Engrenagem 1
Chaveta 1
Motor de avanço Chaveta 1 PPF
S de avanço
Controlador de avanço Engrenagem 2 Necessidade de dispositivo !!!!
Motor de acionamento
Anel espaçador
Bucha
para cada operação PPF

S acionamento Controlador de acionamento


principal SS Eixo árvore
SS Redutor
PPF: plano de processo de fabricação Ilustração de operação
Carcaça
SS Painel de controladores Tampa 1
SS Computador CN Tampa 2
S de controle SS Canal de comunicação Bomba de óleo Programa CN
SS Sensoreamento Eixo 2
Software Rolamento 3
Eixo 3
Rolamento 4
Engrenagem 5
SS Emissão de fluido de corte Engrenagem 3
Engrenagem 6
Engrenagem 4
SS Recolhimento de cavaco SS Eixo 3
Chaveta 5 Fotos e filmes
Chaveta 6
Cabos, conectores, etc... Bucha Espaçadora de processo
Rolamento 5
Rolamento 5
... e outros ....
Itens fabricados Itens comprados S: sistema SS: subsistema

Sistema Subsistema Subsistema / componente Detalhamentos do plano Sistema Subsistema Subsistema / componente Detalhamentos do plano
Torno Torno
de processo de processo
Apoio Apoio
SS Barramento Estrutura fundida SS Barramento Estrutura fundida
S suporte Elementos de fixação S suporte Elementos de fixação
Sensores Sensores
Guia Guia

SS Cabeçote móvel Estrutura cabeçote SS Cabeçote móvel Estrutura cabeçote


S fixação Motor de posicionamento Guia de movimento S fixação Motor de posicionamento Guia de movimento
da peça Controle de posicionamento Elementos de fixação da peça Controle de posicionamento Elementos de fixação
Placa de fixação Mecanismo de acionamento Placa de fixação Mecanismo de acionamento
Contraponta Contraponta
SS Carro longitudinal SS Carro longitudinal
SS Carro transversal SS Carro transversal
S fixação e S fixação e PPF
SS Carro porta-ferramenta SS Carro porta-ferramenta
movimento da Eixo 1 movimento da Eixo 1
SS Torre de fixação
Rolamento 1
Dispositivo SS Torre de fixação
Rolamento 1
ferramenta
Fuso Rolamento 2
? de fixação
ferramenta
Fuso Rolamento 2
Vara Engrenagem 1 Vara Engrenagem 1
Chaveta 1 Chaveta 1
Motor de avanço Chaveta 1 PPF Motor de avanço Chaveta 1 PPF
S de avanço S de avanço
Controlador de avanço Engrenagem 2 Controlador de avanço Engrenagem 2
Anel espaçador Anel espaçador
Motor de acionamento Bucha Motor de acionamento Bucha
S acionamento Controlador de acionamento S acionamento Controlador de acionamento
principal SS Eixo árvore PPM principal SS Eixo árvore PPM
SS Redutor SS Redutor
Carcaça Carcaça
SS Painel de controladores Tampa 1 SS Painel de controladores Tampa 1
SS Computador CN Tampa 2 SS Computador CN Tampa 2
S de controle SS Canal de comunicação Bomba de óleo S de controle SS Canal de comunicação Bomba de óleo
SS Sensoreamento Eixo 2 SS Sensoreamento Eixo 2
Software Rolamento 3 Software Rolamento 3
Eixo 3 Eixo 3
Rolamento 4 Rolamento 4
Engrenagem 5 Engrenagem 5
SS Emissão de fluido de corte Engrenagem 3 SS Emissão de fluido de corte Engrenagem 3
Engrenagem 6 Engrenagem 6
Engrenagem 4 Engrenagem 4
SS Recolhimento de cavaco Chaveta 5 SS Recolhimento de cavaco Chaveta 5
SS Eixo 3 SS Eixo 3
Chaveta 6 Chaveta 6
Cabos, conectores, etc... Bucha Espaçadora Cabos, conectores, etc... Bucha Espaçadora
Rolamento 5 PPF: plano de processo de fabricação Rolamento 5 PPF: plano de processo de fabricação
Itens fabricados Itens comprados S: sistema SS: subsistema Rolamento 5 PPM: plano de processo de montagem Itens fabricados Itens comprados S: sistema SS: subsistema Rolamento 5 PPM: plano de processo de montagem

6
Tópicos Indicações
• Modelagem Funcional • Leituras:
• BOM (Bill of Materials)
Materials) – Rozenfeld, 2006:
• pg. 237 (modelagem funcional)
• Indicações • pg. 300